PplWare Mobile

Afinal de que se morre atualmente no mundo? Um gráfico mostra-nos a evolução da COVID-19


Autor: Pedro Pinto


  1. Miguel Indigo says:

    Atenção aos dados!
    O texto aponta para o número de infetados registados. No entanto, os infetados desconhecidos podem ser em número várias vezes superior.
    Questão: e os testes realizados? Há médicos que suspeitam da sua precisão (lembremo-nos que existem outros coronavírus).
    E os dados do Instituto de Saúde Pública italiano referidos por um parlamentar italiano no momento em que o alegado número de mortos por Covid-19 teria atingido os 25.000. Segundo este último 60% teria sido por outras doenças, não existindo qualquer ligação ao Covid-19.
    Porque motivo continuam os meios de (de)formação de massas a não fazer eco de tudo o que foge ao Sistema? Onde está a busca pela verdade, pelo contraditório?

    • Rogério says:

      Além de que as mortes são registadas “com Covid” e não “por Covid” 😉

    • Roclei Maltese says:

      É muito complicado fazer essa distinção. O SARSCov-2 ataca o pulmão, o sistema cardiovascular, provavelmente o rim, há suspeitas de desenvolver doença gastrointestinal, ataca o olho, ataca uma série de centros nervosos/nervos como o responsável pelo cheiro e paladar, por isso, uma pessoa infetada que morra por paragem cardiorrespiratória, ou com uma evolução fulminante de uma insuficiência renal não pode ser descontextualizada da ação do vírus.

    • ricardo Pereira says:

      Mais um iluminado seguidor do andre dias. Ó homem estamos a falar da saude da sociedade ! Isto nao é futebol. As paranoias absurdas dos que nao aguentam a pressao e começam a inventar teorias a martelo so para satisfazer o seu descanço ou porque têm falta de atenção sao de uma estupidez medonha. Escolhem a dedo os “estudos “que lhes convêm. Alguem viu as valas comuns ? Os cemiterios improvisados no brasil ? O caos em italia ?

  2. eu2 says:

    Interessante como nenhuma das outras barras se mexe em relação a outra. Devem ser médias anuais estimadas, logo crescem à mesma velocidade do início ao fim.

    • PowerVerde says:

      Bem observado!

    • Roclei Maltese says:

      A animação é feita com médias anuais já estipuladas apenas para mostrar a evolução do vírus em relação a determinadas doenças, por isso, não há movimento relativo entre dados com parâmetros já estipulados.

    • Roclei Maltese says:

      É isso mesmo que mencionou. A animação é feita com estimativas já calculadas anteriormente, por isso não há movimento relativo entre barras, e a única barra que é recente, sem média ou outros parâmetros calculados é a da Covid-19 que começa do 0 e vai crescendo em valores absolutos. Provavelmente daqui a 2 anos os números serão outros…mas agora não…é uma doença com uma progressão maior que as demais.

  3. Asdrubal says:

    Ninguém morre de velhice?
    É tudo por doenças?

    • Jose Horta says:

      Certíssimo, o que consideramos morrer por velhice é porque não foi investigada a causa.
      Nas pessoas mais idosas regra geral ou são problemas cardíacos ou relacionados com cancro.

      • Asdrubal says:

        Pois é, também não contabiliza mortes cardiovasculares, cancro, avc’s, acidentes viação, acidentes trabalho, sida, tabaco…

        Não sei o que é “GI Inf Dz”.

        • Roclei Maltese says:

          Deve ser infecções gastrointestinais. Gastro-intestinal infeccions desease.

        • ricardo Pereira says:

          Morrer de velhice nao existe propriamente. Ha sempre uma doença cronica e algo “natural” que despoleta a falha de um orgao. E porque é que esses casos deviam sequer estar incluidos no grafico ? É bom que essa seja a principal causa de mortalidade no mundo. Aqui mostra-se principalmente os casos de mortes por agentes externos. Nem que tenham excluidos alguns motivos, em nada altera a mensagem do grafico

    • Roclei Maltese says:

      De velhice ninguém morre, tem de haver uma causa, paragem cardiorrespiratória, insuficiência renal, falência multiorgânica, etc.… Se nada falhar continua-se a viver. Não existe o conceito patognomónico velhice. Sabemos que quanto mais avançada fôr a idade mais probabilidades há de haver falhas dos sistemas. Há muita gente que com 55 anos tem o sistema cardiovascular mais “envelhecido” que uma pessoa de 80 e que correm mais riscos de ter um acidente isquémico que a de 80. Geneticamente parece que vimos preparados para viver 120 anos, e 99,9% das pessoas parece findarem a vida antes dessa data, umas mais cedo, outras mais tarde, tudo fruto daquilo que a própria vivência e o meio ambiente lhes proporcionou durante a existência.

  4. rui says:

    ESTE GRAFICO É UMA MENTIRA! Onde estão as principais causas de morte, como os problemas cardíacos, cancro, AVC, tabaco, diabetes, Alzheimer e outros?

    Este grafico tem como objectivo enganar as pessoas, levando-as a pensar que o Covid é a principal causa de morte, quando nem sequer entra no top10. Vergonhoso. Para quem trabalha este “jornalixo”?

    • Pedro Pinto says:

      Tens fonte disso que dizes?

      • Pablo says:

        Achas mesmo que o Covid-19 é quem mais matou a nível mundial? Lol
        Toma lá um cheirinho:
        https://www.worldometers.info/

        • Vítor M. says:

          Qual cheirinho? Ora interpreta lá esses dados. Era interessante perceber o entendes desses dados 😉

          • Pablo says:

            Vejo que a a malária tem mais mortes que o covid p.e.
            A fonte é uma das usadas no gráfico apresentado. LoL

          • Vítor M. says:

            Ora bem tu tens de ver em quem queres confiar, é que os dados dessa fonte que referes são da OMS, e os dados usados no gráficos são da Universidade Johns Hopkins. Tu agora escolhe, é contigo 😀

            Depois, mortes por malária a OMS diz que são 423,527 no dia de hoje, a Johns Hopkins nesse mapa aponta 256,411 no dia 23 de maio. Quem tem razão?

          • Pablo says:

            Tu queres mesmo confiar na OMS? Olha que eu não! XD… Dps das tretas e contra informação que têm dado… De terem um director, ligado a tantos escândalos de saúde no seu próprio país… Só inspira a nossa maior confiança! Ou não…
            De ressalvar, o site worldometers está na lista de fontes do teu próprio artigo! XD portanto estás assim a duvidar do próprio gráfico aí apresentado! Lolol

          • Vítor M. says:

            Estas enganado, o que diz no artigo é fácil de ler 😉 “Para ajudar a perceber “o cenário mundial”, um gráfico produzido pela equipa de developers do Flourish tendo como base dados da Johns Hopkins.” o teu cheirinho é que tem dados da OMS 😉 estás a dar um tiro nos pés 😀

          • Pablo says:

            Mas eu é que estou a ficar maluco? Nas fontes desse gráfico referem três! Uma das quais a worldometers! É assim tão difícil compreender?

          • Vítor M. says:

            Se referem 3, uma delas que dizes ser da OMS, qual delas é a mais fiável? Se é a combinação de várias, queres algo com mais credibilidade? 😀

          • Pablo says:

            Sinceramente não te compreendo!
            Para já não fui eu a falar da OMS! Só falei da worldometers, que tu ridicularizaste! Não obstante é uma das fontes do gráfico do teu artigo…
            Que queres mais que te diga? XD… Se a worldometers não é fiável, estás a afirmar que parte da informação do gráfico tb não é fiável! Tão simples quanto isso! XD
            Jeasus que dificuldade!

          • Vítor M. says:

            Espera lá, eu não ridicularizei nada. Falaste numa fonte, a Worldometers, que vai beber dados à OMS. Agora a OMS vai beber a várias fontes, entre elas a Universidade Johns Hopkins. Como podes dizer que uns dados são mais fiáveis que outros se na base dos dados da OMS está a fonte que deu origem aos dados desse gráfico? 😀 Portanto, o que estás a dizer é que o gráfico não está certo, mas como sabes que não está certo? 😀

          • Pablo says:

            A worldometers vai buscar dados a várias fontes… Se são ou não as mais correctas não sei. Na worldometers mostra que a malária matou mais pessoas… Se é verdade ou não, não sei. Mas como já referi várias vezes é uma das fontes do teu gráfico! ;)…

          • eu2 says:

            O gráficou não é do pplware… “um gráfico produzido pela equipa de developers do Flourish tendo como base dados da Johns Hopkins”

        • Hugo Nabais says:

          A conclusão a tirar é que cada um diz o que quer. E fontes de dados fidedignos e isenta hoje em dia é uma raridade!

    • Vítor M. says:

      Rui, falar sem saber só mostra falta de honestidade que vai em ti, é um comentário, esse sim, de lixo, porque não mostras nada de contraditório aos dados apresentados pelas entidades.

      Só mostramos o que foi projetado que serve, acima de tudo, para vermos a velocidade de contágio. Incomoda-te? Mas qual a razão desse incómodo? És parte interessada nalguma coisa?

      É estranho esse comentário cheio de ódio (algo não deve estar bem na tua vida!), calma jovem.

      Apenas estamos a mostrar um gráfico que mostra a projeção das doenças, com dados recolhos pelas mais prestigiadas entidades do mundo.

    • LA says:

      Obviamente! Além do mais, é exactamente aquilo que se passaria se fizéssemos um gráfico igual para 2018, 2017 ou qualquer ano anterior e isolássemos a gripe sazonal!

  5. Nuno says:

    Gráfico tendencioso que só serve para fomentar o MEDO! Para além de algumas contagens estarem erradas (à data do fim do grafico, 25 de Maio, já havia 410.000 mortes de Malária, mas dessa forma o COVID não ficava em 1°) também faltam várias causas de morte que números muito superiores ao COVID. Terá sido propositado não incluir as mortes por tabaco, avc, cancro, hiv, acidentes rodoviários, suicidios, etc? Claro que sim… mau jornalismo…

    • Pedro Pinto says:

      Informação em contrário?

    • ricardo Pereira says:

      Mais um discipulo do andre dias. O medoooooo ! LOLOL Tabaco ? Mas o tabaco mata ? Entao falta ai as mortes como comer pizzas e lasanhas ? Quais essas causas muito superiores ao covid ? Suicidios ? Realmente deve ser um numero super expressivo sem duvidas. Quem nao ve todos os dias alguem proximo morrer por suicidos ? acidentes rodoviarios ? Opah……. quando é que a vossa seita recebe a nave ?

    • Roclei Maltese says:

      O que são as mortes por tabaco? Não misture as coisas…o tabaco é/pode ser fator de risco no aparecimento/desenvolvimento/agravamento de muitas doenças…mas não passa disso, fator de risco…o que mata um ser humano é, pelo menos, uma falha de um sistema vital. Exemplo…consumir álcool em exagero tem o mesmo efeito letal que o vírus da hepatite C…no caso extremo cirrose hepática. O paciente morre por falência hepática que desencadeará uma cascata de acontecimentos com repercussões noutros sistemas, que levará à falência multiorgânica. Quando se fazem estatísticas de morte estará a falha do/dos sistema/s e não os fatores de risco. Quando se faz uma autópsia para determinar a causa da morte, não vem acidente de viação como causa, tem que haver uma entidade patológica evidente que determinou a morte, seja ela qual fôr.

      • ricardo Pereira says:

        Aqui ja nao concordo. Se houver um acidente de carro, que esmague o cerebro a causa de morte vai ser falencia do cerebro ? nao faz sentido nenhum. Causa externa mas directa é uma coisa…. factores de risco sim é outra. Pode-se obviamente detalhar ao nivel que se quiser. Das doenças pulmonares pode-se descer ao nivel da causa como o tabaco por exemplo. Mas será que as mortes por tabaco como causador do problema pulmonar fatal sao assim tantas ? Nao percebi muito bem ali o “drowning”…

  6. N1ldo says:

    http://www.worldometers.info/pt/

    Analisem este site é vejam o que maus mata atualmente não é o vírus chinês.

  7. Starnaute says:

    A principal causa de morte em Portugal não está representada no gráfico. E essa causa tb é das mais elevadas no mundo inteiro (doenças cardiovasculares, avc, e tb cancro). Só em Portugal são mais de 10000 e já faziam parte do gráfico, quanto mais no mundo inteiro. A única razão que vejo para não fazer parte do gráfico é que assim o covid não seria o 1º e não fazia tanto impacto.

    • Starnaute says:

      Só para acrescentar, já que fui investigar, de doenças cardio vasculares morrem quase 18 milhões todos os anos. Isso iria tornar o gráfico muito “poucochinho”

    • Pedro Pinto says:

      Repara no gráfico, é apenas desde o início do ano.

    • ricardo Pereira says:

      Primeiro que tudo, o grafico nao é de Portugal. Cá nao se morre de malária sequer.
      OK, as doenças cardiovasculares matam mais que o COVID, e o que queres provar com isso ? Se é para comparar em Portugal tens de ter em consideração que PT passou por um confinamento e medidas restritivas. Por isso nao é o que o COVID mata,mas sim o que nós com medidas ultra exigente conseguimos deixar que matasse.
      As doenças cardiovasculares sao contagiosas ??? O que o grafico mostra é que uma doença nova e desconhecida mata e mata muito comparado com aquelas doenças. Nao tem de ser a principal caua de morte do mundo para causar alarme. É como algumas alminhas que trazem o problema da fome no mundo ao barulho. A fome nao é contagiosa e tem focos bem especificos, o primeiro mundo pode ajudar, mas nao tem que ficar alarmado com medo que chegue cá. As doenças cardiovasculares existem cá.. mas nao sao contagiosas nem podem ser evitadas da mesma maneira que o COVID pode. Evitar o COVID requer mudanças de comportamentos durante estes meses… evitar doenças cardiovasculares requer mudanças de comportamentos durante a vida toda, e sem garantias nenhumas que nao se tenha problemas na mesma. É um mal que nao podemos propriamente fugir

      • Starnaute says:

        Onde queres chegar pergunto eu. As causa de mortes do gráfico não seguem qualquer critério, tem de tudo. Então porque não aparece as doenças cardiovasculares, o Cancro, os acidentes rodoviarios, etc? Ou seja todos aqueles que tirariam protagonismo ao Covid. Onde eu quero chegar é que não devem deturpar os factos para mostrar algo conforme lhes convém. Isso não é correcto.

        • ricardo Pereira says:

          o que nao é correcto é treinadores de bancada menosprezarem o covid so pq é cool ser conspirador. O que nao é correcto é ter a mania da perseguição e achar que é tudo mentira so porque sim, é desconfiar de tudo o que é dito pela FONTES OFICIAIS. O que nao é correcto é pessoas que tem pouca instrução virem dizer que é tudo mentira e que nao tem capacidade para enumerar um UNICO beneficio que alguem pudesse tirar disto tudo.

  8. Jose says:

    Gráfico usado para fomentar o medo. Fiquei assustado no início da “pandemia” no entanto isto chegou ao ridículo. Se querem precisao comparem os dados de mortes em todos os países com os anos anteriores até à data de hoje e vão ter uma surpresa pois não existe grande diferença. Pois existe mortes de covid e com covid e pela primeira vez junta se tudo. Como a nossa queria Graça Freitas disse num dos anúncios diários ” Uma pessoa com neoplastia terminal( cancro) morre e por acaso o teste do covid der positivo a morte é declarada covid.” . ou seja o covid nem teve influência mas é listado como causa de morte e vai para estatística o que é. O que é preocupante é que as pessoas deixaram de viver por causa do medo e o maiores culpados da destruição de muitos países e das vidas das pessoas foram os media. Todos sem excepção usaram a mesma narrativa. Quem ousa dizer o contrário ou não concorda é descredibilizado, insultado e arrumado para canto como foi o caso do dr Pedro Simas, dr Jorge Torgal entre outros.

    • Vítor M. says:

      Saberes a quantas andas é ter medo? Medo é desconhecer a realidade. Se tivermos informação podemos defender-nos. Pelo menos penso assim.

      • LA says:

        Sabe quantas pessoas morreram de gripe no ano passado? E em 2017/18? E em 2014? Eu sei quantas pessoas morreram este ano por todas as causas e nos anos anteriores também. As pessoas morrem e se não morrem de gripe, morrem de constipação, de cardiovasculares ou de outra coisa qualquer. Se a gripe do ano for muito forte, morrem mais de gripe. Se não for, morrem de outra infencção qualquer. Este ano foi o covid…só isso. Não há excesso de mortalidade e ainda por cima quase só morrem pessoas que já ultrapassaram as esperança de vida e que são doentes. Estão à espera do quê? Imortalidade, não?

        • Vítor M. says:

          Sim muitas, em Portugal foram cerca de 3 mil. Agora, se não fosse a COVID-19, elas teriam morrido? A enorme quantidade de pessoas no mundo que morreram de gripe deixaram de morrer para morrer da COVID-19? Se não existisse a COVID-19, essas pessoas que morreram morreriam na mesma? Não aprece, verdade? 😉 Não tenhamos dúvidas que esta pandemia não é como diz Bolsonaro, ou gripezinha, olhem no que deu tratar a coisa como resfriadinho 😉

        • ricardo Pereira says:

          Devia ser exigido um QI minimo de 30 para poder comentar na internet

    • ricardo Pereira says:

      Andre és tu ???????????????????????
      Mais um carneiro do pastor andre dias . o informatico de serviço no covid

      O teu discurso nao engana ninguem “destruição do país, narrativa, fomentar o medo, especialistas que foram insultados”
      Esqueceste-te de falar na constituição e nos suicidios
      A probabilidade de ser infectado com covid é pouca, a probabilidade de ter covid e uma doença terminal ainda menor. Sao esses casos que vao causar numeros alarmantes ? As 1400 mortes em PT eram casos terminais ? Ou como o andre dias diz… tinha apenas 6 meses de vida.

      Ja agora….. O Pedro Simas e o Jorge torgal dizem que o confinamento foi muito importante… ao contrario do que diz o teu pastor.
      E ja agora tambem…. as universidades/hospitais onde o teu pastor se gaba aos ceus de ter passeado……. estao todas alarmadas com o COVID. Ja sei… o pupilo da informatica sabe mais que os professores de epidemiologia com que ele se cruzava nos corredores

      Este virus tinha sido muito bem vindo

  9. Paulo says:

    Para reflexão!!
    Numero de Mortes a nível mundial causadas por ataque cardíaco e AVC anualmente – > 17.5 milhões
    Numero de Mortes causadas por cancro anualmente – > 7.6 milhões
    Numero de Mortes em acidentes de viação anualmente -> 1 milhão 250 mil
    Numero de Mortes por suicídio no mundo anualmente -> 800 mil
    Numero de Mortes em homicídios no mundo -> 464 mil
    Numero de Mortes derivadas pelo consumo de estupefacientes a nível mundial -> 200 mil
    Numero de Mortes causadas por fome extrema -> 1ª a cada 4 segundos sendo que a fome afecta 820 milhões de pessoas no mundo inteiro
    Numero de Mortes por COVID-19 até ao momento -> 300 mil
    População Mundial > 7.789.473.789
    Capacidade total do estádio Sport Lisboa e Benfica -> 64 642
    Capacidade total do estádio Alvalade XXI -> 50044
    Capacidade total do estádio do Dragão -> 50035
    Existem no mundo aproximadamente 18 milhões de pessoas com património acima de 1 milhão de Dólares (€ 925 455,00 )

    Se não acreditam nesses números, pesquisem vocês

    • ricardo Pereira says:

      Wow…. escreveste isso tudo às 17h. entretanto morreram mais de 98 mil pessoas infectadas de COVID. Se tu acreditas nesses numeros…. nao pesquises tu

      • Paulo says:

        O numero de mortos por COVID-19 está errado porque isto é um copy/paste de algo que partilhei no Facebook vai para 1 mês.

        Quanto ao acreditar ou não, cabe a cada um pesquisar, comparar e acreditar naquilo que quiser.

        O COVID-19 é uma doença preocupante? É!!
        É causa suficiente para todo este alarmismo todo? Não!!
        Obviamente aqueles que perderam alguém para esta doença irão discordar, o que irão dizer aqueles que perderam alguém para o cancro ou num acidente de viação?
        Curiosamente, falando a título pessoal, e só olhando para o espaço temporal dos últimos 12 meses, posso dizer que pessoas amigas e conhecidos próximos que morreram com cancro, acidentes de viação e AVCs foram 6 e para o COVID-19 foram 0 (infetados sei de duas pessoas que nem sequer apresentam sintomas) !! Vale o que vale…

        Lamento mas não entro histerias!! Limito-me a ter os cuidados fundamentais enquadrados num modo de vida normalíssimo!

        • ricardo Pereira says:

          Pois… colar coisas com um mes … dá nisto
          Mas… dizes se é causa para todo este alarmismo??…. a pergunta que fica no ar é… QUEM ÉS TU ? és epidemiologista ou algo que o valha ?
          Agora felizmente voltou o futebol, e todos os treinadores de bancada que temporariamente se dedicaram à epidemiologia, virulogia, infeciologia, constituição, etc podem de novo voltar às bancadas.
          Comparar o covid com cancros/avc/acidentes é de uma desonestidade intelectual gritante. Algum desses casos é infeccioso ? Algum dos casos implica um cuidado extremo para não alastrar a terceiros de maneira descontrolada ? algum dos casos causou cemiterios improvidados como no brasil ? Valas comuns como nos USA ? Opah vai dormir pá. Paranoicos com a mania da perseguição. NOM ? 5G? etc etc…… ovirus so peca por nao limpar com base numa seleção natural…. tudo o que tem QI abaixo de 30 (e sem nenhuma doença diagnosticada) era limpo em nome da sobrevivencia da especie.

          • Pablo says:

            Ricardo há muitos epidiomiologistas de renome contra estas medidas todas! Todos temos uma voz! Haja liberdade de contradizer!
            Vemos uma economia destruída! A educação vai pelo mesmo caminho! Hospitais a serem encerrados pelo aumento de casos assintomaticos? Isto tudo pq se triplicou ou quadriplicou o número de testes?… Repara em kkr lado o grupo que é é mais internado são as que já vêm com doenças crónicas! Principalmente obesidade, doenças cardíacas, diabetes, etc… Repara bem isto é tudo doenças que a principal causa é obesidade! Os números falam por si! Agora pensa! O problema está no vírus ou nos hábitos das pessoas? ¿ É só consultar os números!
            Um vírus que em média mata pessoas que estão acima da longevidade dos países… Estranho…
            Haja liberdade!!

          • Paulo says:

            Ricardo, pelos vistos tens grades dificuldade de compreensão e de escrita por isso não me vou alongar. Como disse no meu comentário inicial, vê aqueles números, pesquisa caso duvides deles e tira as ilações que entenderes, da mesma forma que eu tirei as minhas.
            Quanto ao resto do teu comentário, nem merece resposta, mas no que toca a doenças infecciosas/cancros/AVCs, sei um bocadinho mais do que tu.
            Agora relaxa e aproveita o resto do fim-de-semana, porque parece que estás um bocado stressado e isso torna o sistema imunológico mais vulnerável. Abraço

        • ricardo Pereira says:

          Sabes mais que eu sobre avc e afins ? A que proposito ?
          Os teus argumentos sao pateticos. Estou-me marimbando se ha meia duzia de epidemiologistas que nao concordam. No futebol tambem os arbitros nao têm sempre a mesma opiniao. Neste tema nao ha espaço para a pluralidade de opinioes. A decisao dos paises todos foi uma e os outros baixam a bola e obedecem. Mais nada ! Estrabuchem , escrevam patetadas no facbeook e afins… vao para a rua quando nao podem levam pau e os outros aplaudem. Agora temos meninos rebeldes na turma que acham que podem fazer o que quiserem. Acham que sao mais inteligentes e têm acesso a mais informação do que os especialistas que estao no terreno. A patetice tem limites. Se procurares bem na internet vais encontrar especialistas a dizer que a terra é plana e que o holocausto nao existiu. Tu nao és o galileu.

  10. Wishmaster says:

    Pplware a embarcar na histeria política….E na falta de rigor estatístico… Ciência:zero.
    Fazer print screen disto tudo para vir cá daqui a dois anos e verem o quão ridículo isto está a ser.

    • Vítor M. says:

      Não fomos nós, será que usar dados de várias fontes, entre elas a OMS é uma histeria política? Que disparate que dizes Wishmaster, falar sem saber e atirar umas “berduadas” nem te fica bem, até porque os dados estão disponíveis para qualquer pessoa poder perceber a evolução do contágio (e estão numa das universidade mais reputadas do mundo científico). Se daqui a uns anos estes dados não foram o que são hoje, conversamos então 😉 para já, não sofras por antecipação. Os dados são o que são e não vale a pena inventares desculpas.

      • ricardo Pereira says:

        O wishmaster é apenas isso…. um gajo que wish que seja tudo mentira para poder dormir descansado. A historia é sempre assim… aqueles que nao conseguem explicar as coisas ou que morrem de medo…. inventam justificações que lhe encaixem à medida na cabeça pequenina deles.

      • Wishmaster says:

        @ Vítor M.

        Não sofro por antecipação. Esse gráfico não reflecte a realidade. Basta ver que o pico do vírus da gripe faz muitos mais mortos dos que os que estão expressos no gráfico. Vocês não têm que defender o gráfico a todo o custo.
        E não são berduadas. Se fores ver os dados da Alemanha, de 2018, vês 19 mil mortes de pneumonia. Vês 3 mil pelo influenza. Dados do Federal Health Monitoring System, actualizados até hoje.
        As mortes de Influenza em cinco meses, como estão no gráfico, estão claramente abaixo da realidade.
        Portanto, não são desculpas inventadas.

        • Vítor M. says:

          Prova lá isso. As tuas convicções não são lei. O que deixamos são dados compilados por entidades prestigiadas. Portanto, podes não aceitar a informação, é la contigo, mas não sabes de certeza absoluta mais do que as entidades responsáveis por esses dados.

        • ricardo Pereira says:

          antecipação ? Ou seja… para ti é deixar arder… e depois logo se ve
          O que tu te esqueces é que ha profissionais medicos a tratar do tema… NOS PAISES TODOS…. achas que andavam todos enganados e tu e mais 2 ou 3 papalvos é que estavam certos ?

          • Wishmaster says:

            LOL Comentário tão enriquecedor da discussão. Clap! Clap!

          • Pablo says:

            Dps admiram se que bateram recordes de mortes:

            https ://expresso.pt/coronavirus/2020-06-08-Covid-19.-Muitos-idosos-poderao-ter-morrido-de-sede-em-lares-durante-o-confinamento?fbclid=IwAR0Fo9N7k8b_fiikO8sYajcKI92ZfF6nAuDSRk_bxmyUzZf-YHM9D4gA4VA

            https://www.google.com/amp/s/amp.theguardian.com/commentisfree/2020/apr/14/the-guardian-view-on-the-care-home-crisis-culpable-neglect

            https://www.google.com/amp/s/www.politico.eu/article/the-silent-coronavirus-covid19-massacre-in-italy-milan-lombardy-nursing-care-homes-elderly/amp/

            Matou mais o medo é o pânico do que o vírus. Mais de metade da a mortes foram em lares em toda a Europa!

            E dps temos o polígrafo a dizer que é listo é falso:

            https: //observador.pt/2020/06/09/oms-e-muito-raro-afinal-que-pessoas-sem-sintomas-transmitam-o-coronavirus/?fbclid=IwAR0HlzyR5hBIvxL_0bg0yzgg3zwA3hb7XDLSMRqWS8lcNBeUUM0vBqrsB5Q

            E dps vem a recessão:
            https ://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-06-08-Banco-Mundial-esta-a-prever-a-pior-recessao-desde-a-II-Guerra-Mundial?fbclid=IwAR2TfVkVteUUTBAYSq0pMmEXKcBOs6ogJeWGbp-1YnjY3zlwNB7W7ZjUOb4

            Que deve matar mais uns milhares…

            Cumprimentos Ricardo se feliz! E use a máscara! Se não ainda mata alguém com um espirro…

          • ricardo Pereira says:

            Incrivel…. quando a OMS diz isto e aquilo…. é mentira
            Quando a OMS diz alguma coisa que vos agrade…. entao é verdade cientificamente comprovada (claro que voces no alto do vosso cavalo ja sabiam ha muito tempo quando viram os videos do informatico andre dias). Voces (o pablo ate que é especialista em avc e derivados) fizeram as contas nos vossos excel e voilá….. qual Ensteins qual que… voces viram a luz que os especialistas de renome à frente disto nos paises todos nao viram. quem argumento melhor ??? Espero que nao morram de fome por nao poderem ir ao supermercado sem mascara

          • Pablo says:

            Ricardo então tens dúvidas que as doenças cardiovasculares são as que matam mais em kkr sito? Lolol nunca leste um relatório de mortalidade em Portugal? Kakaka se não aconselho te a ler… E tb a ler a parte das doenças do aparelho respiratório, e vê quantos morrem por pneumonia anualmente… 😉

            Já agora as mortes nos lares por negligência passou te ao lado? Isso já não te interessa?… É uma verdade inconveniente?

            Naaa… O que interessa é mostrar quanto perigoso e transmissível é o vírus!

            Nothing else matters…

          • ricardo Pereira says:

            As doenças cardio matam mais que o COVID e depois ? Isso pega-se é ? Isso obriga as pessoas a distanciarem-se ? Acorda pá !!

            Mortes nos lares ? O teu guru andre dias nao inventou mais nenhuma ? começam a faltar argumentos. Diz ele que as pessoas salvas pelo confinamento… tinham + 6 meses de vida. E que morreu muita gente em casa por falta de cuidados… sim, esses estavam cheios de saude.

            Percebes de doenças e de economia tambem ? Estamos bem servidos !! Mas…… quando é que me vais dizer afinal UM UNICO motivo para alguem ter inventado isto ? Ja sei…. extração de ADN nas vacinas nao é ? Ou 5G ? NOM ? Bill Gates ? Disney ? Va diz la uma

          • Wishmaster says:

            @ricardo Pereira

            Vimos o que especialistas não viram? Não sou especialista. Há especialistas a fazerem o seu próprio trabalho de investigação.
            Tens a Universidade de Bona que logo no início da pandemia avançou que o vírus não se transmitia facilmente por contacto nas superfícies… Mas andou tudo histérico a desinfectar as mãos e superfícies.
            Tens a Prof. Dolores Cahill, que disse que o vírus tem partes genéticas que não se encontram nos outros coronavírus, que precisariam de 800 anos para evoluir para aquilo. E ela não pactua com o alarmismo que se vê, entende que não há razão para o alarme todo que se causou e a destruição económica que vem aí. Isto tem propósitos muito concretos, acredita.
            Quanto à OMS, é uma instituição que está a ser alvo de pedidos de investigação e de auditorias externas (só tem auditorias internas).

            Portanto, não somos Einsteins nenhuns. Simplesmente nos informamos noutras fontes que não os media habituais, tvs e jornais.
            O próprio Dr Pedro Simas já fez afirmações na tv que não agradaram aos media, à narrativa que se pretende. Naturalmente, nunca mais voltará a ser chamado para ir comentar a situação do vírus.

          • ricardo Pereira says:

            Ou seja… estás a brincar ? Sabes quantos países desenvolvidos há no mundo ? Sabes quantos países com tecnologia e conhecimento de vanguarda ha no mundo ? Ja reparaste que temos smartphone e que fazem coisas que ha 10 anos era inimaginavel ? Sabes o quanto ultra avançada é a nossa medicina, diagnosticos, prevenção, tratamentos ???? E agora falas em 2 casos onde alguem contrariou o mundo inteiro ? Mas achas que isto foi analisado como ? Numa escola secundaria em cima de um guardanapo ? Ou que todos os países cairam que nem patinhos se haver dezenas de especialistas em cada um a garantirem que existia uma justificação GIGANTE para fecharem os paises ? Eu acho que voces nem que morresse meio mundo iam alterar a vossa opiniao. É cool ser do contra é isso ? Acho-vos uma graça a falar nas fontes…. alguem pensou que se isto tivesse sido armado, voces tinham as informações que “eles” queriam e ponto final ? Ou acham que é o coitado do andre dias, no seu quartinho em UK que tem acesso a informação topsecret e conseguiu boicotar os planos do mundo em se suicidar ? PEdro Simas ? lol…mas quem é o pedro simas no MUNDO da epidemiologia ? Ronaldo so temos 1 e é no futebol. Nao acordem para a vida nao…..
            Sempre sempre sempre que esfregam na cara do andrezinho uma coisa que deita por terra as teorias absurdas dele… ha sempre justificação : Fake news. LOLOLOL A vossa sorte é que isto é sempre anonimo… aqueles que fizeram estas figuras… “amanha” podem todos dizer que sempre souberam da gravidade do virus e passam assim entre os pingos da chuva

          • Wishmaster says:

            @ricado Pereira

            Eu dei-te dois exemplos de investigadores, aliás, três.

            Tu não sabes quantos investigadores também fizeram já trabalho idêntico e se isso foi divulgado.

            Enquanto tu te baseias nas informações de uma organização suspeita de corrupção e conflito de interesses.
            Também te baseias numa presunção que é achares que todos os investigadores têm acesso a experiências com o vírus, principalmente em ambiente real. Só conheço a Universidade de Bona que fez isso. O próprio cientista disse que o estavam a fazer para não andarmos a mudar a vida das pessoas com base em especulações.
            Também podes aguardar por testes serológicos que vão determinar a verdadeira letalidade do vírus. Mas espera por entidades independentes!

  11. Wishmaster says:

    Onde é que ficou o cancro? AVCs? Acidentes de viação? Ridículo!!

  12. Anónimo says:

    Não menosprezando a gravidade do covid-19 o gráfico não deixa de ser sensacionalista e tendencioso… Omitindo as causas de morte com números superiores ao do covid… E para os que argumentam que doenças cardíacas não são contagiosas então qual a justificação para não incluir a tuberculose que mata mais de 1 milhão anualmente?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.