PplWare Mobile

63% pesquisa primeiro na Internet sobre saúde, em vez de recorrer a especialistas


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. BlackFerdyPT says:

    Se usado *com cabeça*, o “Dr. Google” ou “Dr. Startpage” e outros, podem ser uma muito boa ideia…

    Por exemplo,

    Eu já, por duas vezes que estive doente, pesquisei na Internet para saber se era constipação séria ou gripe – e, tendo verificado as listas de sintomas, pude concluir que eram constipações fortes – e que, por isso, escusava de estar a fazer toda a gente (eu incluindo) perder tempo, com consultas médicas.

    Sendo que, desta maneira, também não tive de ir para um consultório médico em época de gripe, cheio de pessoas a tossir na sala de espera – e, deste modo, não aumentei a probabilidade de apanhar efectivamente uma gripe.

    Mas, para outras coisas mais sérias, claro… Recorrer sempre a um médico, que é quem sabe melhor diagnosticar uma pessoa.

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Foge,só agora é que se sabe o resultado desta sondagem ?? Há tanto tempo que votei nela.Não percebo,realmente… 😐

  3. ToFerreira says:

    “O Alberto tem 48 anos.

    O Alberto trabalha na construção civil.

    O Alberto não é nenhum analfabeto, mas também não é a pessoa mais culta do mundo.

    O Alberto é uma pessoa simples que trabalha seis dias por semana para que os filhos tenham uma vida melhor que a dele.

    O Alberto, certo dia, sentiu uma dor no peito muito forte, como nunca tinha sentido antes.

    O Alberto nem sequer gosta de ir ao Hospital, mas nesse dia sentiu que tinha de ir.

    O Alberto teve de esperar trinta minutos pela triagem, porque antes dele estava a Jéssica, de 22 anos, que foi à praia e apanhou um escaldão. E o Tomás, de 19 anos, que vomitou uma vez há duas horas, estava à sua frente. E a dona Ermelinda, de 78 anos, que tem uma dor nas costas há três meses. E o Sérgio, de 38 anos, que teve uma dor de cabeça ligeira que entretanto passou. E a Sandra, de 52 anos, que mediu a tensão e ficou preocupada porque a máxima e a mínima estavam muito juntas. E o senhor Adérito, de 68 anos, que comeu demasiado ao almoço e agora tem a glicémia alta. E a Tatiana, de 18 anos, que achou que estava grávida, quis fazer o teste na urgência e que armou uma peixeirada quando não gostou da pulseira que recebeu. E o pai da Tatiana, que paga o ordenado à enfermeira da triagem. E o tio da Tatiana, que vai fazer uma espera ao segurança que não o deixou entrar. E a mãe da Tatiana, que vai chamar a CMTV.

    O Alberto, quando chegou a vez dele, estava agarrado ao peito e a transpirar muito.

    O Alberto não soube explicar bem os sintomas que tinha mas a enfermeira percebeu que ele não estava bem.

    O Alberto foi levado para a sala de reanimação da urgência.

    O Alberto fez um electrocardiograma, que confirmou o diagnóstico de enfarte agudo do miocárdio.

    O Alberto, pouco depois, entrou em paragem cardio-respiratória.

    O Alberto acabou por falecer apesar de todas as tentativas de ressuscitação que foram tentadas.

    O Alberto podia ainda estar vivo se os restantes utentes não abusassem do serviço de urgência.

    Não sejas como a Jéssica, nem como o Tomás, nem como a dona Ermelinda, nem como o Sérgio, nem como a Sandra, nem como o senhor Adérito, nem como a Tatiana e a sua família.

    Hoje foi o Alberto. Amanhã podes ser tu.”

    • Outro Alberto says:

      O Alberto vive em Portugal, logo o Alberto com esses sintomas usa o que se chama via verde coração e não morrer porque entra logo nas urgências. Ou então o Alberto chama o 112…e tbm entra logo.

    • Danilo says:

      Conto dos mouros

    • BC says:

      O Alberto com dores no peito, entrava logo com pulseira vermelha ou laranja, e garantidamente passava à frente de toda essa gente.
      Felizmente está implementado o sistema de prioridades/triagem em quase todo o lado. Uma pessoa com dor de cabeça ligeira, recebia pulseira azul e só era vista 12h depois.
      Não espalhemos estórias falsas, não?

  4. Silva says:

    É por isso que fiz meu site de ortopedia, os pacientes procuram mesmo e pesquisam, tanto que falo que tenho um artigo na Internet explicando, a maioria já fala que leu: https://drmarciosilveira.com/inicio/

  5. Silva says:

    É por isso que fiz meu site de ortopedia, os pacientes procuram mesmo e pesquisam, tanto que falo que tenho um artigo na Internet explicando, a maioria já fala que leu: https://drmarciosilveira.com/inicio/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.