Quantcast
PplWare Mobile

YouTube: depois do bloqueio aos antivacinas, é a vez dos negacionistas às alterações climáticas

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Sardinha Enlatada says:

    Passo à passo estamos cada vez mais a ser controlados pela nova ordem mundial. O próximo passo será chips de controlo mental.

    • rui says:

      Graças a Deus! Já estamos um pouco fartos de negacionistas.
      🙂

      • Tonheco says:

        Temos de calar o António Costa, negacionista da realidade do País e das dívidas.
        Só enfarta o que comemos 😉

      • Zé Fonseca A. says:

        A questão das alterações climáticas não é não tem evidências científicas e existem opiniões discordantes dentro da comunidade científica, mais de metade da comunidade científica defende que é cíclico, outros tantos defendem que embora possa não ser cíclico que pode não ter influência o decréscimo das emissões de co2.
        É preciso ter cuidado ao que se limita a opinião pois podem simplesmente estar a moldar a opinião pública.

        • João says:

          A esmagadora maioria da comunidade científica (existem estudos realizados sobre o assunto, todos apresentam uma percentagem acima dos 90%) concorda que o presente aquecimento global e subsequentes alterações climáticas são provocadas pelo homem.

          • Manuel says:

            Tretas. Existe uma grande pressão para haver “consenso”. Quem não for nessa lenga lenga é logo posto à parte.

        • ToFerreira says:

          Para não variar estás a aldrabar, como bom negacionista que és.
          Existe evidência científica, por isso nenhum verdadeiro cientista nega a influência do homem nas alterações climáticas. Os cientistas divergem é na importância que dão a essa influência e aos ciclos (que também não negam).

        • NEL Ferreira says:

          100% correto ninguém é senhor da verdade

        • Adeus says:

          Lá está. São comentários como os teus que necessitam de desaparecer.
          As alterações climáticas têm milhares de evidências científicas….
          A opinião quando pode influenciar a vida dos outros e até matar pessoas, deve ser controlada.

      • Robin says:

        O que está a dar e o que se deve fazer é alimentar carneirada, o youtube está morto.

      • NEL Ferreira says:

        é muita ignorância de tua parte! não sabes o que é liberdade e pensamento único e onde isso nos leva

    • rui says:

      O chip não estava já na vacinas? Estava a contar com isso para ter net na minha santa terrinha do interior- 🙂

    • Manuel Costa says:

      Pelo menos o super juiz, que vai ser ministro da justiça, com ordem para matar 3 milhões de portugueses, vai perder os 7000000 de apoiantes e os 1300 que andam sempre atrás dele e não falham as reuniões de “morte pela vacina”. Uma tristeza para tanto apoiante…

    • ToFerreira says:

      Ahahah! 😀
      Essa está muito boa.

  2. Tonheco says:

    Do que eu sei, não há negacionistas das alterações climáticas. Estão a deixar a conversa a metade.

  3. Pedro V says:

    A mordaça cada vez mais apertada.

  4. Ricardo says:

    A lei da censura e da opinião.

    • Tonheco says:

      Liberade de expressão apenas para opiniões permitidas.

      • Eu says:

        Ter “opinião” contrária a evidências cientificas, sem dados que comprovem essa “opinião”, não é opinião. É estar errado.
        Não podes ter opinião que 1 + 1 = 3. Tens que ter os dados que o demonstrem e revistos por pessoas creditadas.

      • Manuel Costa says:

        Liberdade de expressão sem ser preciso usar 6000000 vídeos do tiktok, 40000 vídeos de uma personalidade que diz “A Índia fica a oeste do Oceano glaciar de Madagáscar”, ou rubricas do Onion que são publicadas por sites que anunciam “15000 milhões de pessoas morreram depois de vacinadas”.
        Tudo liberdade de expressão para opiniões válidas e muito bem detalhadas cientificamente.

    • Hugo Nabais says:

      Não é lei da censura! É a lei do que é necessário fazer para viver em sociedade.
      São precisas certas regras para podermos viver uns com os outros. Isto não é uma anarquia, ninguém pode simplesmente fazer e dizer o que quiser!
      Há limites para tudo, regras, leis, deveres etc. Quem não concordar pegue nas suas coisas e vá viver para uma ilha deserta!

      • Alpha says:

        O tio António Oliveira teria orgulho em ouvir isso.

        E quem define o que deve ou não ser ouvido? Tu?
        A sério… surreal

        • rui says:

          Os donos do Youtube decidem, pois o serviço é deles, quer se goste ou não.
          Quem não gosta pode procurar alternativas.

          • Alpha says:

            OK! Então não são uma plataforma publica livre e assumem a responsabilidade como “editores”.

            Querer influenciar o que se diz e ao mesmo tempo lavar as mãos da responsabilidade do que lá está é muito bonito.

          • rui says:

            Eles não quer influenciar o que se diz, mas como donos podem proibir.
            Se não quer alguem na tua casa, fechas a porta, ponto.

            Podes não concordar mas é assim.

            Como a Tv, não gosta de um canal, mudas. Ninguem te obriga a ver o que não queres.

        • ToFerreira says:

          Deve ser ouvida a verdade, com factos que a comprovem. É assim tão difícil entender isso? As crianças aprendem desde muito cedo a diferença entre a verdade e a mentira.
          Como aprendeste a ler e escrever antes disso?!

        • Hugo Nabais says:

          Surreal? Surreal são comentários desses!!
          Então qualquer um pode chegar ao pé de ti chamar-te os nomes que quiser?
          Dizer o que quiser aos teus filhos menores?
          Usar qualquer linguagem e com qualquer cariz seja sexual ou outro?!
          E já agora agressão também pode?
          Por favor aprende a viver em sociedade!

          • Sardinha Enlatada says:

            Ja esta na altura de voces comecarem a perceber a diferenca entre difamacao, liberdade de expressao e censura. Nao e muito dificil perceber isso por isso nao ponnham tudo no mesmo saco que nao e a mesma coisa. E sim o contagio da censura no mundo ja comecou e e para continuar infelizmente. E depois vem abeculas como voces a defender estas coisas. Caso nao entendam o que eu falei, vao ver a diferenca entre difamacao, liberdade de expressao e censura. Nao inventem, que e o que voces passam a vida a fazer neste site.

    • Jorge says:

      isso pode ser encarado assim ou então pode ser encarado de outra forma.
      Não te importas que os traficantes de droga vão ter com os teus filhos e lhes diga que aquilo é muito bom e que só traz alegrias. Estão a influenciar quem tem menos capacidade de escolher o certo ou errado. Com uma desvantagem é que depois tentam influenciar os seus pares. Liberdade sim, mas não dar voz a bandidos. Se é uma voz contra então só tem que seguir os passos da ciência para contrapor essa ideia e não andar a apregoar alegadas verdades como os falsos profetas

      • rui says:

        Concordo plenamente.
        O pessoal acha que tudo é um ataque a liberdade.
        Daqui a pouco vamos ver pessoal a dizer que limitar a velocidade na estrada é uma afronta, obrigar a passar na passadeira idem, etc etc etc

      • Eu says:

        +1
        Ora nem mais.
        E por evidência não é um post num facebook nem um estudo “de encomenda” sem revisão científica.

      • José Bacalhau says:

        Má comparação. Propor drogas é uma atividade ilegal. Quem o fizer hoje vai preso sob a acusação de tráfico de droga. Isto é uma coisa completamente diferente. Aqui está-se a impedir alguém de falar acerca de uma coisa sobre a qual é legal falar. E das duas uma: ou o consenso científico sobre a questão é de tal forma forte que a pessoa fica a falar sozinha e passa por maluca; ou o consenso científico não é assim tão forte e aí o contributo deve ser bem-vindo. Num e noutro caso é óbvio que não faz sentido sacrificar um valor tão importante como a liberdade de expressão. E depois há outra questão. Não é preciso negar o aquecimento global para se achar que ele não é um problema sério. Primeiro, é um processo lento que permite adaptação. Depois, há muito boa gente que pensa que esse aumento é na verdade benéfico porque, por exemplo, vai favorecer o crescimento das plantas e o aumento geral da precipitação, coisas também cientificamente incontroversas da biologia e da termodinâmica, e referidas no relatório do IPCC de 2021. O planeta vai parecer-se mais com uma estufa húmida. Pessoalmente – porque sou do Alentejo – gosto do tempo quente e seco no verão e frio e húmido no inverno e era capaz de não gostar de viver num sítio mais quente e mais húmido e com mais fenómenos extremos face ao que hoje temos. Mas se calhar há quem prefira um clima mais quente e sobretudo quem ache que os sacrifícios que teremos que fazer não valem as alterações climáticas que aí vêm. Por todas estas razões acho que todos deveriam poder emitir a sua opinião sobre um assunto sobre o qual – repito – não é proibido falar.

        • ToFerreira says:

          Primeiro, acho interessante que o facto de ser legal ou não seja determinante. A censura das ditaduras era (e continua a ser, nalguns sítios) legal, portanto, como vês, ser legal ou não não significa nada.
          Depois, ninguém é proibido de manifestar a sua opinião sobre os benefícios das alterações, entre outras coisas mais, isso não é negar evidências científicas. Além disso, até mentiras são (para já) permitidas difundir, não vão é, a partir de agora, poder ganhar dinheiro (diretamente) à custa disso. Sim, porque tal como na covid, tinhas se um lado os laboratórios a ganhar dinheiro com a vacina, mas tinhas só outro alguns negacionistas a lucrar com o anti-vax.

          • José Bacalhau says:

            As ditaduras não são democracias e o termo “legal” não deve ser escrito sem aspas. Por definição não abservam a lei básica inscrita, entre outras, na nossa constituição no seu art. 16, que remete para a Declaração Universal dos Direitos do Homem, que no seu art. 1 diz logo: “Todos os seres humanos nascem livres”.

      • RPG says:

        E o mais ridículo, é que na realidade nem estão a censurar os utilizadores do Youtube, que geram e fazem upload de vídeos. Todos os dias aparece conteúdo novo, de utilizadores a exprimir as suas “opiniões”, por mais erradas que sejam, e não são eliminados. Agora, apregoar alegadas verdades como dizes, através de anúncios pagos no youtube, e que serão mostrados mesmo a quem não procura esse tipo de conteúdo, é um “claro que não”. Nem sei onde existe discussão neste assunto. Anúncios devem ser para mostrar produtos, marcas, serviços, etc.. não ideias políticas ou negacionistas, contra todos os factos científicos, isso será propaganda pura e dura lol.

      • Alpha says:

        Andamos a comparar uma coisa incomparável. Uma coisa é alguém vender droga e aliciar o teu filho, outra é uma pessoa ter a opinião de que o ser humano pode não ter assim tanta influencia por exemplo.

        “uma voz contra então só tem que seguir os passos da ciência para contrapor essa ideia”
        E o homem ser o principal responsável das alterações? passou por todos os passos? Com modelos e previsões? poupem-me…

    • ToFerreira says:

      Se assim fosse não piavas. Tem juízo.

  5. O°O says:

    Antes do 25 de abril acho que isto era assim.

    • António M. says:

      Correto, temos saudosistas.
      O problema é que antes podias combater, no futuro tiram-te a casa e os bens e põem-te a trabalhar no campo se fores contra a ideologia. Pior é aqueles que pensam que vão estar protegidos porque tem a mesma ideologia, mas quando quiserem ter um filho ou ir de ferias vão ter que pedir autorização, ao Indiano.
      Não me lembro onde já vi isto, na Historia antiga ou actual?

    • ToFerreira says:

      Achas mal. Não fazes ideia de como era.

  6. José Bacalhau says:

    Sou contra. Deviam poder dizer o que quisessem não fosse o resto do pessoal pensar que tinham algo de jeito para dizer. Assim podem dizer uma coisa que de certeza está certa: foram impedidos de se exprimir.

    • SF says:

      normalmente quando ouço alguém dizer merda saio da sala. São realidades validades por um consenso científico, não se trata da opinião de um ou dois indivíduos. Contudo, os chicos espertos das teorias da conspiração e dos clickbaits acham que são mais inteligentes e acham que podem vomitar merda sem sentido porque heyyyy…e a liberdade?

    • ToFerreira says:

      E podem. Não podem é lucrar à custa do YouTube com mentiras sem evidência que as suportem.

  7. Samuel MG says:

    Os do YouTube abriram os olhos e começaram a fazer o que já devia ter sido feito com os negacionistas das vacinas! Negar as alterações climáticas!? Estes negacionistas são completamente cegos ou mal saem de casa!! Acho que vão abrir um hospital psiquiátrico para estas amostras de gente 😛

  8. RatazanaDoPunjab says:

    Quem negar o Holodomor e a existência de Gulags tb é negacionista?
    Bom, há por cá imensa gente desta…
    Isto de negacionista serve para muita coisa, não é só para o Covid, que diga-se de passagem não tomei nenhuma unidade.
    Quem negar a real situação do país e andar a vender banha da cobra nas tvs tb é negacionista? Ou é só mentiroso?
    Fica a pergunta.

  9. alt.menino says:

    A forma de expressão nunca deve ser posta em causa, a troca de ideias faz da parte da partilha de interessses de todos nós, tem de se arranjar formas de ajudar as pessoas, mais espertos ou inteligentes, todos necessitam de ajuda, não necessário ser catedrático para ver……….

  10. alt.menino says:

    Sempre se lidou com a negação dos outros, não compreendo a dificuldade, não é fácil….. NÃO. A vida não foi feita para ser fácil…… Smile

  11. Miguel says:

    A terra era plana, todos que diziam que talvez não fosse assim eram “negacionistas” e acabavam na fogueira.

  12. Manuel Costa says:

    Um dos problemas é que alterações climáticas dão para tudo… desde um incêndio até ao degelo de um glaciar.
    Até agora, já fiz esta pergunta a centenas de jovens “pelo clima”, nenhum soube responder: “se existem plantas fossilizadas, na base do glaciar, é porque a temperatura desceu ao ponto de congelar aquela região, algures há muitos séculos/milénios atrás, antes disso também existiram alterações climáticas que criaram o glaciar, correcto?”. Alguns não percebem a pergunta, outros tentam dar a volta que o glaciar se formou há 2000 anos atrás, antes dos humanos existirem…
    O pior é certos ambientalistas que passaram a usar as alterações climáticas como desculpa para tudo… desde as descargas poluentes, até a equipamentos eléctricos.
    A expressão verdadeira é alterações climáticas PROVOCADAS POR ACÇÃO HUMANA. Só que definir as situações que se podem incluir, dá muito livro e justificação para se explicar…

  13. Alpha says:

    Vejo comentários que assustam: “Há limites para o que pode ser dito”… “ter opinião contrário à EVIDENCIA (aos olhos de alguns) não é opinião…”…

    E quem é que define a fronteira do que é verdade ou mentira? Quem é o lado dominante?

    Depois vemos frases como “Há quem defenda que os fenómenos naturais a que estamos a assistir são normais e que nenhuma ação humana está a comprometer o planeta…”
    Porquê? Conseguem definir qual o peso do Homem nesses fenómenos “anormais”?

    Falam de ciência e é tudo menos ciência isto. É anti-ciência ao mais alto nível.

    • Zé Fonseca A. says:

      Nao, ninguém consegue definir o peso da ação do homem nas alterações climáticas por isso grande parte da comunidade científica olha para a história do planeta e não para o momento da política mundial.

    • iDroid says:

      Existem estudos, logo é ciência.

    • SF says:

      fuma mais disso

    • AlexX says:

      Foi a escolha que fizeram. Mais do que já tantos estarão fazendo na tentativa que vejam com outros olhos o mundo em que estão, não é impossível. Mas cada um tem o seu tempo.
      She blinded me with science, parodiou Thomas Dolby num hit há 4 décadas, e poucos terão percebido que não passava dum alerta à farsa em que se tornaram alguns ramos da ciência. Religião. Muita ciência foi sem dúvida aplicada nos métodos que os levou a acreditar nos maiores absurdos.

    • Só acho says:

      Ora nem mais, sequestraram a ciência… Pseudos cientistas que fazem €$tudo$ viraram paladinos da verdade, quando a ciência diz que não pode ter um contraditório está tudo dito.

      Já agora aqueles que defendem a ciência religiosamente, lembrem-se que a ciência esteve enganada em várias matérias, que só foram refutadas porque alguém pensou o contrário do que os cientistas diziam…

      • ToFerreira says:

        O que não percebeste é que é a ciência que se refuta a ela própria e se corrige ao longo do tempo. Nunca um erro da ciência foi corrigido por um tolinho que simplesmente achou que aquilo estava errado, sem o comprovar.

    • ToFerreira says:

      Eu assusto-me é em haver pessoas que acham que podem dizer tudo o que lhes apetecer. Viveremos em sociedade ou não? Será numa anarquia?

      E não ficam por aí… Não sabem o que é uma verdade e o que é uma mentira… Quem define? O dicionário! Há muitos anos…

      • José Bacalhau says:

        Então proíbe-se, é isso? Qual é o problema de um gajo fazer figura de urso por defender uma teoria implausível? O problema é dele e de outros burros como ele que acreditam em patranhas. Se a teoria mainstream for sólida aguenta-se pelos seus próprios méritos e os seus defensores não têm que recear malucos.

      • Pedro V says:

        O dicionário é que define o que é uma verdade e uma mentira… És típico chico-esperto tuga. O sabichão da turma.

  14. Alpha says:

    “Desta forma, o YouTube pretende proteger os utilizadores de informação não confiável e consequentemente, a marcas que investem em publicidade na plataforma.”
    “Portanto, conteúdo que contradiga o “consenso científico bem estabelecido” em torno da temática das alterações climáticas”

    Proteger os utilizadores? De quê? São meninos frágeis que não podem pensar por eles?
    “Consenso cientifico bem estabelecido”? Mas que raio é isto? Há algum tratado mundial assinado pelos especialistas? A CIENCIA VIVE DE CONTRADITÓRIO E DE DESAFIO PERMANENTE.

    Não de dogmas e consensos! Consensos já foram desfeitos N vezes, com vidas sacrificadas pela censura e perseguição. Isto é surreal em pleno século XX esta mentalidade retrógoda.

    • Samuel MG says:

      “São meninos frágeis que não podem pensar por eles?” 70% são 🙁 Este é o verdadeiro problema!!

    • ToFerreira says:

      Arre, que és o campeão! Até do “consenso científico” és negacionista! Será que a ciência existe se facto? Se calhar não existe! E tu, será que existes? Se calhar não… Já pensaste nisso?
      Enquanto pensas, vai-te informando do que é o consenso científico, e entende que o mesmo acomoda o “contraditório e desafio permanente”.
      https://en.wikipedia.org/wiki/Scientific_consensus

    • José Bacalhau says:

      Concordo com o teu post. Não tenho dúvidas sobre a realidade do aquecimento global causado pelo aumento da concentração do CO2 na atmosfera, e no entanto acho que só ditadores em potência é que podem defender que se silencie céticos. Dispenso os cuidados do YouTube em “defender-me” e recomendo-lhes que vão defender o c*r*lho.

  15. Marcio dos Santos Teixeira Pinto says:

    Antigamente isso era chamado de censura autoritária. Ninguém gostava disso. Agora somente um lado da opinião pode se expressar? Muita gente não está vendo o perigo disso? Independente de ser a favor ou contra a teoria do aquecimento global antropogênico, censurar dessa forma é o correto? O que mais vai ser censurado no futuro em nome da moral e dos bons costumes?

  16. Eu sei lá says:

    “é a vez dos negacionistas às alterações climáticas”.
    Há que temos que andam por aí.

    Trump sobre relatório climático do seu Governo: “Não acredito”.
    https://brasil.elpais.com/brasil/2018/11/27/internacional/1543283242_634443.html

  17. Há cada gajo says:

    Ser negacionista é negar as evidencias. Ora, temos de ter evidencias claras de que há alterações climáticas e de que essas são provocadas pela ação do homem. Entretanto aparecem estas noticias da ciência : https://greensavers.sapo.pt/existiu-uma-extincao-em-massa-em-africa-provocada-por-alteracoes-climaticas/. E eu pergunto-me : até que ponto as alterações climáticas são realidade e a partir de que ponto são pretexto para um qualquer designio comercial de um sistema capitalista que como todos os outros não tem nada de perfeito ?

    • Samuel MG says:

      São realidade quando começa a nevar no verão!! Mais precisamente a 31/08/2021 no Wyoming (EUA)

    • ToFerreira says:

      O facto de sempre ter havido alterações climáticas, invalida, de alguma forma, que estas estavam atualmente a ser impulsionadas pelo homem?

    • José Bacalhau says:

      Deve propriamente falar-se em “aquecimento global”. Isso é que decorre de haver mais CO2 na atmosfera, que tem modos de absorção de energia nos comprimentos de onda da emissão de Planck da Terra. Quanto mais CO2 há na atmosfera mais energia proveniente da Terra é nela retida, o que perturba o equilíbrio térmico inicial. Para ele se restabelecer é necessário que a Terra à superficie aqueça. Tão simples como isto e basicamente uma coisa conhecida há 150 anos. O aquecimento global provoca as mais diversas alterações climáticas, incluindo maior pluviosidade (porque a capacidade de retenção do vapor de água aumenta com a temperatura, e com isso os fluxos de água de e para a atmosfera) e maior frequência de fenómenos extremos.

  18. Sapo says:

    Eu tenho o direito a ler ou assistir a uma informação e decidir se acredito, se concordo ou não. Eu não sou criança pra depender do Google para me “proteger” e decidir por mim o que eu posso ou não ver ou acreditar

  19. xyr says:

    Não concordo , por exemplo ,eu sei porque a terra não é plana , mas muitos dos que dizem que a terra não é plana , não sabem provar porque não é plana, são tão ignorantes como os que dizem que a terra é plana . O confronto de ideias faz-nos pensar . Boicotam os anti vacinas e os que se deixam vacinar só porque lhes dizem que se devem vacinar ? São tão ignorantes uns como os outros. Não gosto do unanimismo , é o caminho para a estagnação , e para as ditaduras .

  20. rui says:

    Os que não acreditam nas alterações climáticas apareceram ( e pasme se ate parecem os mesmos que nao acreditam nas vacinas. pelo menos alguns).
    Agora só falta virem dizer que o vulcão das canárias também é tudo falso.

    🙂

    • Alpha says:

      Alterações climáticas existem… tendencia de aquecimento existe.

      Qual o papel do Homem e o seu peso, ninguém sabe é entre 0% e 100%.
      referes-te às vacinas em geral? Ou às vacinas do COVID? É que as ultimas estão longe de estar comprovado como tratamento eficaz e praticável a longo prazo

      • rui says:

        É que as ultimas estão longe de estar comprovado como tratamento eficaz e praticável a longo prazo
        Porque?
        Tens dados que comprovam isso?
        Ou foi porque leste num blogue qualquer de um Sr Dr que quer vender a tecnologia dele?

      • Há cada gajo says:

        …não é preciso ser muito inteligente para perceber que desde que as vacinas do COVID apareceram até hoje ainda não passou um “longo prazo”…

      • rui says:

        Duvida que eu tenho:

        Há vacinas que tomas uma dose e duram para “sempre”.
        Há vacinas que tens de tomar de 10 em 10 anos (tétano por exemplo).
        Há vacinas que tens de tomar todos os anos (tipo gripe).

        Ninguem diz mal destas vacinas….

        A tecnologia, o estudo da imunidade e o conhecimento de décadas permite criar vacinas mais rapidamente.

        Cria se a vacina do Covid, e pelas evidencia que vão surgindo (sempre a surgir novas) a hipótese da vacina passar a ser toma anual é o mais provável.

        Mas só sabem dizer que a vacina não protege, que ao fim de alguns meses a percentagem cai etc etc etc
        Mas isso é praticamente o que acontece com a vacina da gripe, e da vacina contra a tuberculose que tem de se tomar anualmente. E também não protegem a 100%.
        .
        Porque essa batalha tão grande contra esta vacina em especifico?
        Para além que tal como a vacina da gripe ou da tuberculose, não é obrigatória…

        Por favor elucida me com dados objectivos e reconhecidos , e não de blogs pessoais ou sites de conspiração.

      • ToFerreira says:

        “estão longe de estar comprovado como tratamento eficaz e praticável a longo prazo”
        Mas o consenso (aquele que tu não entendes) não defende o contrário. A vacina foi uma solução de curto prazo, porque foi num curto prazo que a pandemia atingiu números que começaram rapidamente a afetar muita gente e a deixar os sistemas de saúde sem capacidade de resposta adequada.

      • ToFerreira says:

        “estão longe de estar comprovado como tratamento eficaz e praticável a longo prazo”
        Mas o consenso (aquele que tu não entendes) não defende o contrário. A vacina foi uma solução de curto prazo, porque foi num curto prazo que a pandemia atingiu números que começaram rapidamente a afetar muita gente e a deixar os sistemas de saúde sem capacidade de resposta adequada.

    • ToFerreira says:

      Ser negacionista não é uma questão de saúde ou ambiente, é um estilo de vida. Se a ciência entrar em consenso que o homem não tem qualquer influência nas alterações climáticas, eles vão negar isso, afirmando que tem, que a ciência está errada. Todos passamos por aquela fase em que éramos sempre do contra, só mesmo para embirrar, a alguns não conseguiram passar essa fase. Depois, tens outros que, munidos de um complexo de inferioridade por aqueles que entendem e fazem parte da ciência, querem, de alguma forma, demonstrar, que não precisam de estudar, não precisam de investigar e cultivarem-se para serem mais “inteligentes” que aqueles que o fazem.

  21. AlexX says:

    Não faltam outras plataformas de vídeos onde (ainda) é permitida liberdade de expressão. E não faltam excelentes documentários realizados por independentementes contendo as devidas fontes de informação.

    • rui says:

      Foi o que eu disse acima.
      Quem acredita nessas teorias, na boa, procure outro local para ver.
      A google decidiu fechar a porta, ok.
      Partem para outra. Critiquem se quiserem mas partem para outra.

      Não vale a pena andar a discutir quem acredita ou não. Procurem outro canal… O que não falta por ai são sites com informações para todos os gostos, incluindo musicas….

      Sites com Teorias da conspiração e contra as teorias da conspirações há muitos. Procurem.

      • AlexX says:

        Correto, mas estas acções do youtube não deixam de ser um método perigoso. Não os vejo preocupados com quem divulga clips falando de aliens, bigfoot, humanóides anfíbios, reptilianos, espíritos e fantasmas, anti-trumpismo e pró blm, armagedão, vampiros e lobisomens, entre tantas outras coisas. Só verdades inconvenientes têm que ser ofuscadas ou silenciadas a qualquer custo. Mentiras confortantes ou que não perturbem o desenrolar daquilo que chamam História, passam impunes.
        Não quero com isto dizer que alterações climáticas não existem, óbvio que existem. Que o homem tem culpa? Não. E quem consentiu que houvesse poluição na atmosfera também sabe que não, ou esta nunca teria sido autorizada.

        • rui says:

          Não vês ainda!
          Mas talvez eles venham a decidir o mesmo para esse videos.
          O site é deles e podem no fazer, quer concordemos ou não.
          O problema que se levanta é que este site é (talvez ) o mais visualizado e conhecido no mundo.
          Como disse, há alternativas (menores) para ver conspirações (se acredite ou nao) etc.

      • José Bacalhau says:

        Acho que o YouTube não deveria ter o direito de proibir coisas que nao sejam ilegais. Se um indivíduo comunista for a um supermercado o dono do supermercado não tem o direito de o impedir de lá entrar porque embirra com comunistas, e ainda que ache que o comunismo é um sistema que se refutou a si próprio sempre que existiu. O mesmo com os gajos que acham que a terra é plana. Isso não é ilegal, logo deveriam poder fazer as figuras de malucos que quisessem. É errado ir logo proibir, calar, amordaçar, reprimir. Isso é próprio de autoritários e de líderes inseguros.

      • rui says:

        De momento na sociedade, de uma forma ou outra tudo nos é “imposto”.
        Os canais de Tv decidem o que podemos ver nesse canal. Não tens escolha.
        Se (por exemplo) a tvi decide passar um determinado documentario ou filme ou serie com a qual nao gostas ou nao concordas, o que fazes? Refilas com eles ? Não, simplesmente mudas de canal.
        Nos telejornais é igual. Não gostas do Paulo Portas? Vai refilar com a tvi? Não. mudas para a SIC ou RTP ou outro.

        O que quero dizer é, o youtube decide os conteúdos que permitem no site deles, e decidiram remover assuntos que consideram ser negacionistas, não interessa se foi um tipo que nao gosta, que acha perigoso, etc etc
        Eles são os donos e podem fazer isso. O máximo que pode acontecer é perder visualizações, e com isso dinheiro em publicidade.
        Não concorda, muda de site de video….

        Não vejo qual é o problema nisso.

    • ToFerreira says:

      So que essas não rendem tanto dinheiro como o YouTube, portanto, aí, não vale a pena criar vídeos negacionistas.

      • AlexX says:

        Ao que sei o youtube já não rende nada. Ou nem vale o esforço. Há plataformas com conteúdo premium apenas para quem paga e que são actualmente muito mais generosas para os criadores de conteúdos que o youtube.

        • ToFerreira says:

          Então porque tanta crispação por causa do YouTube deixar de monetizar estes vídeos?
          Há uma grande quantidade de YouTubers a viver da plataforma que não concordam com essa opinião.

  22. Marcio dos Santos Teixeira Pinto says:

    Vou fazer um comentário agora que pode parecer para muitos teoria da conspiração. Não estou me importando muito com isso. Infelizmente o mundo esta tendendo a uma pequena idade do gelo devido a baixíssima atividade solar (não vista assim há 200 anos segundo a NASA). Os invernos serão especialmente frios nos próximos anos, assim com foi o inverno de 2020/2021 no hemisfério norte. O próximo inverno associado com essa crise energética ceifará muitas vidas em países de clima frio, principalmente os menos favorecidos. Haverá uma grande pressão contra acordos que restringem emissões de CO2 . A teoria AGW sofrerá um duro golpe no próximo ano e nos vindouros. Por esse motivo, a censura financiada contra opiniões anti AGW. Só isso.

    • Samuel MG says:

      AG quê? Troca essas letras por nomes.
      Queres uma previsão: Em 2070 o vulcão em yellow stone vai explodir.

    • Memória says:

      Uma pequena correcção: No inverno, em Portugal, verifica-se 28% de excesso de mortalidade, sendo um dos países onde mais se morre devido ao frio.
      (na Europa pior ainda só a Malta)
      Esta percentagem corresponde, nos anos anteriores a 2020, ao registo de 100 a 150 óbitos diários a mais do que nas outras estações

    • ToFerreira says:

      E o lado verde das energias negras?

    • Memória says:

      O lado castanho das energias verdes pode ser lido no livro “The Green Swastika: Environmentalism in the Third Reich”.

      Mas não me parece que muitos queiram ler até ser demasiado tarde

      • ToFerreira says:

        Reductio ad hitlerum

      • Memória says:

        A Alemanha nazista foi o regime mais verde que o mundo já viu. Em um grau sem precedentes, os funcionários do Terceiro Reich promoveram com entusiasmo: agricultura orgânica, reflorestamento, ecoflorestamento, preservação de espécies ameaçadas de extinção, reintrodução de espécies extirpadas, erradicação de espécies invasoras, conservação da selva, naturalismo, neopaganismo, panteísmo, adoração do sol, religião de Natureza, ciência e medicina holísticas, fitoterapia, direitos dos animais, bio-centrismo, energia eólica, biocombustíveis, antipoluição histérico, anti-urbanismo de volta à terra, propaganda de limites para crescimento e superpopulação e apocalíptica antiindustrialismo.

        Esses sentimentos ecológicos não eram apenas caprichos de excêntricos nazistas, nem eram mantidos apenas por uma facção verde periférica dentro do Partido Nazista, nem eram motivos de propaganda descartáveis. A maioria dos nazistas, e certamente a própria liderança do Partido, abraçou sinceramente os valores ecológicos. As mensagens ecológicas desempenharam um papel crucial na ascensão dos nazistas ao poder e no exercício do poder.

        A adoração da natureza não era um fenômeno periférico nem efêmero no Terceiro Reich. A vanguarda intelectual nazista menosprezou a humanidade diante da Natureza e zombou dos esforços humanos para dominar a Natureza. O tropo do “equilíbrio precário da natureza” é abundante na literatura nazista. Metáforas e paralelos naturalistas eram características padrão da retórica nazista.

        A mentalidade ecológica naturalista manifestou-se num amplo espectro de instituições e práticas nazistas. As políticas nazistas de conservação de florestas e pântanos foram extensas e extraordinárias. O cultivo idólatra do solo era básico para o nazismo. As ideias ecológicas desempenharam papéis significativos nas políticas nazistas em territórios conquistados. Mesmo as tendências modernizadoras do Terceiro Reich exibiram componentes ecológicos pronunciados.

        Os propagandistas nazistas empregaram os credos sobrepostos do darwinismo social, biologia política e ecologia humana para justificar políticas de supremacia racial, guerra internacional, hierarquia social, governança autoritária e economia corporativa. As estruturas políticas aristocráticas eram consideradas expressões do Direito Natural. Argumentos ecológicos justificavam a doutrina Lebensraum. Os argumentos darwinistas sociais forneceram uma justificativa pseudo-científica para o Holocausto. Nazis assassinaram em nome da Natureza. (1)

        Na raiz do ambientalismo nazista estava uma aristocracia alemã, sitiada pelo progresso e lutando tanto para voltar a monopolizar a formulação de políticas estatais quanto para cartelizar amplamente os mercados de terras. Uma aristocracia ressurgente formou o núcleo tanto do conservacionismo alemão quanto do fascismo alemão. Não foram dois movimentos separados à distância, mas sim um bloco único e indivisível.

  23. xyr says:

    Acabei de ler isto :Nenhuma diferença significativa na carga viral entre grupos vacinados e não vacinados, assintomáticos e sintomáticos quando infectados com SARS-CoV-2 variante delta , num site de ciência https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.09.28.21264262v2e no entanto ouço a todas as horas o contrário ….e emboar o estudo não esteja ainda validado , ainda acham que a informação para a grandes massas é isenta , venha ela donde vier ? E como ficam agora aqueles que decretaram a exigência do certificado digital com base nos conhecimentos científicos? Todas estas discrepâncias só alimentam que muitos passem a acreditar em teorias da conspiração absurdas . No fundo o que alimenta os “negacionistas ” são aqueles que em nome da ciência se comportam de forma pouco clara para imporem os seus interesses .

  24. meister says:

    Gostei especialmente da parte que diz:

    “Desta forma, o YouTube pretende proteger os utilizadores de informação não confiável ”

    Os pessoas precisam é de ser protegidas de políticos corruptos, banqueiros corruptos e das desigualdades.

    Não tarda será criada a igreja universal do reino da Google, onde a bíblia será o concenso científico revisto pelos seus próprios bispos.
    E para rematar só se vai poder assistir a missas.

    Então agora não se pode ver nem publicar nada que não seja de acordo com o concenso científico?

    Estava aqui a lembrar-me que no canal história tem uma serie que se chama alienígenas do passado baseada no livro de Eric Van Dyken’s acho eu.
    Será que aquilo que a série expõem tem comprovação científica?

    Então que fazer? Criar uma petição online para acabar com a série?

    Claro que não…digo eu… Vê que quer, acredita quem quer.

    Mas a casa e deles podem fazer o que bem entender, como é obvio.
    Só la vai quem quer.

  25. NEL Ferreira says:

    negacionistas são todos aqueles que aceitam pensamento único e que se transforma em rebanhos de ovelhas e a continuar assim não sabem o que lhes reserva o futuro na china o pensamento tem de ser único, é como se todos os homens gostassem de uma só mulher

  26. lapizazul says:

    É importante acabar com toda a estupidez e opiniões de quem nem para lavar casas de banho têm conhecimentos suficientes. Obviamente que todos os que são contra estão dentro destro grupo “exclusivo”

  27. Dani says:

    Entramos em tempos muito perigosos

  28. Sardinha Enlatada says:

    Nao se passa nada. E tudo normal para muitos daqui. Eu tenho uma padaria e so vendo o meu pao a quem eu quizer. Apesar de ser um estabelecimento aberto ao publcio.

    • rui says:

      E facto do youtube ser gratuito e acessível a todos obriga os a que todos possam colocar o que lhes apetecer? Sem controlo?
      Vamos colocar videos em que se afirma que as drogas até fazem bem a saúde. Como fazer veneno ou bombas. etc etc

      Como já disse, a google é dona do youtube e tem o direito de proibir o que lhe apetecer. Quem não gosta que procure outro local para colocar ou ver determinados vídeos.

      E para que fique claro, sejam eles o que forem. Não especificamente os ditos negacionistas. Cada um vê o que quer e acredita no que quer.

      Se tiveres um blog ou um forum teu onde se pode colocar vídeos, não tens o direito de censurar o que achas incorrecto (na tua perspectiva)? Sim.
      É isso que o google faz, estejamos de acordo ou não.

    • Memória says:

      Eu tenho um café mas devido a questões de segurança certos grupos não deixo entrar. Afinal de contas o café é meu.
      Não posso especificar aqui, mas estes grupos têm a ver com a superabundância de melanina, oriêntações sexuais alternativas, e cromossomas defeituosos.
      E faço tudo à sucapa
      *Por enquanto *
      Ps
      Sardinhas também não entram

  29. zakarias says:

    Com o Youtube cheio de adoradores de Ovnis, fãs da terra plana e dezenas de conteudo não provado cientificamente, diria que este ataque tem um alvo bem definido !

  30. andre says:

    a censura não impede a propagação de ideias, apenas as transfere para plataformas onde se irão propagar sem que sofram qualquer tipo de debate e discussão.

    banir assuntos para as sombras nunca foi solução para nada, é como um pai que não fala de sexo com o filho à espera que ele nunca venha a saber o que é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.