PplWare Mobile

Vodafone Portugal: Número de clientes 4G ultrapassou os 1,7 milhões


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

19 Respostas

  1. Informático Amador says:

    Claro: é a melhor, considerando NOS e MEO

  2. Luis Silva says:

    Na minha opinião é a que é melhor e com melhor qualidade de sinal, sou cliente vodafone no telemóvel e estou satisfeito, só tenho pena de não ser cliente diário de net 4G pois tenho a da Meo e é uma bela m…..
    Por isso não me admira ser a melhor

    • VD says:

      Atenção que o 4G da Vodafone neste último mês tem andado mau, não sei se é de repartir antenas com a Nós, mas já não é a mesma coisa. Sou cliente doméstico e empresarial do 4G.

      • o vendas says:

        É aborrecido um cliente escolher a vodafone como fornecedor porque lhe parece o melhor, paga por isso, porque a vodafone não é assim tao barata, e depois dividem as antenas com outros isp!! no fim os clientes da vodafone é que ficam prejudicados com reduções de velocidade por o sinal estar a ser repartido…

      • Arlindo says:

        Não há partilha de antenas. O que há é partilha de torres (a estrutura em metal, betão, o que seja, que alberga as antenas). Partilham “postes”.

    • andre says:

      Tenho net fixa 4G com um Huawei B310 + antena yagi montado no telhado e tenho velocidades à volta dos 45Mb, numa zona onde há apenas adsl de 6Mb…

  3. V. Mendes says:

    Isso parece bom, mas a verdade é que aumentaram o número de clientes mas não a infraestrutura. Á noite a maioria dos dias tenho velocidades em 4G á volta dos 100k’s. Por isso deixem de se gabar do número de clientes e invistam em infraestrutura! Não pode ser só lucro sem qualidade!

    • Belmiro says:

      Isso é o habitual em todas as empresas, têm a infraestrutura X, gabam-se dela e quando sobem os clientes é a mesma infraestrutura a dividir por todos o que no final, num mundo de miúdos a jogar online, updates de software e netflix à noite, a rede colapsa.

      O mais estranho nem são as redes 4G mas ver que as redes fixas (as que têm mais potencial e deveriam ter largura de banda para dar e vender) são as que pior calculadas estão.

      A UE deveria obrigar os fornecedores a cumprirem um mínimo, e se baixarem dele serem obrigados a descontar da fatura mensal. É o mesmo que eu pagar por 3 GB de internet a 4G e a cobertura ser tão deficiente que na maioria dos sítios eu tenho EDGE/3G simples (já foi o meu caso há uns anos). Neste caso não só não deviam contar o tráfego como eu deveria ter desconto.

      Isso acontece? Nop, só dinheirinho para as empresas

    • andre says:

      Não tenho esse problema

  4. poiou says:

    Interessante era revelarem (todos as operadoras) a número de clientes 4G e o número de clientes que efectivamente apanha 4G

  5. José Canastro says:

    Graças ao “boom” de turistas e estrangeiros que vêm viver para Portugal e que obviamente vão escolher a marca mais conhecida internacionalmente.

  6. Paulo says:

    Publicidade !!!
    Com limites de tráfego miseráveis, a maior parte até tem 4G nos seus dispositivos, o problema é que apenas é usado para consultar o e-mail e pouco mais …

  7. Marco says:

    Eu ja so queria o tarifário RED que eles tem nos UK., aqueles com montes de Gigas por mes.

  8. Emannxx says:

    “chegando a mais de 2,7 mil milhões de lares ”
    2,7 MIL milhões (2,7 biliões)?? Estive a dormir e a população do nosso país aumentou em 100x?

    Isto de copiar o texto do artigo de outros sites de noticias nem sempre é boa ideia. O press release da Vodafone diz claramente “2,7 milhões de lares”, não 2,7 mil milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.