Violações do segredo de justiça? Está a chegar o SIC-MP


Destaques PPLWARE

12 Respostas

  1. arc says:

    Ora, ora, só por esta parte “ajuste direto à empresa PDM&PC e custou 574 mil euros”, já está tudo dito!!

  2. Pedro says:

    Muito inovador registar quem acede aos processos… nao era mais barato escrever meia dúzia de linhas de código na versão atual… ops… nao ha ajustes direitos para melhoria das plataformas atuais.. é deita fora..

    • António Fagundes says:

      Se soubesses o que é um DLP, o que está envolvido em implementar um e os custos implicados não dirias isso.
      O ajuste directo é a forma que os organismos públicos têm de entregar os projectos às empresas que reconhecem mais competências.

  3. Abcd says:

    Mais meio milhão para a gaveta. Não deve ver a luz do dia. 🙁

  4. Elescomemtudo says:

    “… vem substituir a problemática e já obsoleta plataforma Citius…”, mas há milhares de funcionários judiciais e Juízes a trabalhar nela, para não falar do acesso de advogados e outros nela! Não me parece que o problema seja esse. Além de que esta “problemática e obsoleta plataforma”, com a “alguns ajustes” também faria o mesmo ou provavelmente melhor. Mais um assalto ao erário público, enfim …

    • poiou says:

      Não sei se é assim, porque pelo que se diz, o citius começou com meia dúzia de funcionários que foram ler umas coisas de programação para fazerem uma plataforma para automatizar tarefas. Essas pessoas, não são especialistas, logo não têm noção de certas técnicas/competências de simplificação/organização, por isso o citius deve ser uma manta de retalhos, deve ser mais barato mandar tudo fora e fazer uma plataforma nova.

      • António Fagundes says:

        Isso foi mentira lançada cá para fora, foi eram 12 funcionários, bem capazes, mas mal direccionados, que sempre avisaram do que ia acontecer se o citius fosse para à frente, ninguém os ouviu e depois alguém tinha de pagar as favas.

        • Tiririca says:

          Mentira lançada cá para fora? Capazes? Deixa-me rir. São os maiores responsáveis pela situação atual. Eu sei bem quem está dentro, e o Citius é um cancro na justiça. Qualquer coisa que se faça só pode ser melhor.

  5. Zee says:

    Tem um erro no nome da empresa. Devia ser “PDM & FC”. É engraçado também ver que esta é mais uma das empresas que sobrevive à custa do chamado “tacho” do estado. Deve ser uma daquelas empresas dos familiares dos nossos governantes. Vejam no racius e no base.gov.pt se quiserem tirar as vossas próprias conclusões

  6. dajosova says:

    nunca mais é dia de ver implementada a blockchain para acabar com certas chulices!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.