Quantcast
PplWare Mobile

Ventilador da Marinha custará 1500 euros e chega dentro de 2 meses

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Marte says:

    E funciona como o famoso drone da Marinha? 🙂

  2. De Quarentena says:

    Parabéns à equipa! 😉

  3. Jorge says:

    Se funciona, os meus parabéns.
    Isto quererá dizer que existem 4 militares que fazem alguma coisa de útil à sociedade?

    • Bruno Pereira says:

      Comentário mais ridiculo…

    • Joana says:

      Meu caro somos bem mais do que 4 militares a fazer algo de útil, é mais fácil mandarmos piadolas do que estarmos informados. E também é mais fácil lembrarmo-nos dos militares quando precisamos. A verdade é que não existimos só nesses dias, e para estarmos operacionais precisamos de treinar e abdicar de algumas coisas, que os civis têm como garantidas..
      Não nos podemos esquecer que ser militar, é sê-lo 24H,não temos feriados, fins de semana, datas festivas seja Natal, Páscoa, Passagem de Ano ou aniversários dos nossos entes mais queridos.. E antes que diga algo sobre isto não me estou a queixar..
      Seja como for, deixo aqui algo que se quiser ler, pode ser que fique melhor informado.
      “As Forças Armadas portuguesas têm como missão fundamental,
      atribuída pela Constituição, assegurar a defesa militar da República,
      incumbindo-lhes desempenhar todas as missões militares necessárias
      para garantir a soberania, a independência nacional e a integridade
      territorial do Estado (englobando o território continental, os
      arquipélagos dos Açores e da Madeira), a defesa do espaço aéreo e
      marítimo nacional, e a liberdade e segurança da sua população contra
      qualquer agressão ou ameaças externas. Nessa medida, o País deve
      manter uma capacidade própria que promova, de forma autónoma ou
      quando integrada num esforço coletivo, a dissuasão e defesa – essa
      capacidade são as suas Forças Armadas.”
      Segurança e defesa do território nacional e cidadãos:
      As Forças Armadas podem ser empregues, nos termos da Constituição e da lei, quando se verifique o estado de sítio ou de emergência.
      Autonomamente ou integrando forças multinacionais, as Forças
      Armadas podem atuar para proteger e evacuar cidadãos portugueses
      e outros civis em áreas de tensão ou crise, bem como para assegurar
      a extração, proteção ou reforço de contingentes e forças nacionais destacadas.
      No âmbito da ciberdefesa, as Forças Armadas aplicarão as medidas de caráter defensivo e se necessário, ofensivo, contra ataques
      cibernéticos, a fim de garantir a salvaguarda da informação e a proteção das suas infraestruturas de comunicações e dos sistemas de informação, bem como o apoio na proteção e defesa das
      infraestruturas críticas nacionais e do governo eletrónico do Estado.
      As Forças Armadas também cooperam com as forças e serviços de segurança contribuindo para a proteção de pessoas e bens, no
      combate ao terrorismo e ao crime organizado transnacional, na defesa de infraestruturas críticas e outros pontos sensíveis, no
      âmbito da cibersegurança e na defesa contra ameaças Nucleares, Biológicas, Químicas ou Radiológicas.
      Mas eu teria aqui matéria para conversarmos muito, porque existe muito mais para além disto, no entanto não me vou alongar.
      Para que as Forças Armadas estejam operacionais é necessário treinar..
      Lembrar-se do Aluvião na ilha da Madeira em 2010? Furacão Lorenzo que destruiu o porto das Flores à relativamente pouco tempo?
      Temos ainda o laboratório Militar que dado um apoio decisivo ao SNS, produzindo gel de limpeza e fazendo testes ao coronavírus para as Forças Armadas e a população civil, mas já anteriormente produzia medicamentos que não se encontram autorizados ou comercializados em Portugal e que sejam imprescindíveis na prática clínica e medicamentos manipulados, a distribuir pela rede hospitalar do Serviço Nacional de Saúde, assim como medicamentos necessários para fazer face a situações de emergência ou de epidemia, e medicamentos, preparações e substâncias à base da planta canábis.
      Outro exemplo de disponibilidade 24H/dia:
      https://www.marinha.pt/pt/media-center/Noticias/Paginas/Foram-salvas-241-vidas-no-mar-em-2019.aspx
      Militares que se encontram a cumprir missões fora de Portugal, no quadro das Nações Unidas, da União Europeia e da NATO.. etc etc

      • Rui says:

        Desinfestação das Escolas e Lares. Montagem de Hospitais de campanha à entrada de julgo eu, todos os hospitais do país, para além dos Hospitais de reserva, transporte de doentes urgentes de e para as ilhas, transporte de órgãos……. intercepção de comunicações marítimas que permitam capturar o tráfico de droga (especialmente utilizando os nossos submarinos que tão mal vistos são por ignorantes)…….

        • Oliver says:

          Agora compara às forças militares dos outros países e vais ver a que o amigo acima se referiu.

          Só pelos submarinos comprados e pelos F16 que temos à venda, podes ver que Portugal é um país que sofre de complexo de superioridade. Quer brincar com os grandes sem ter meios para isso.

          Os militares passam é o dia a tirar selfies para Facebook e Instagram, e a maioria daqueles que realmente têm interesse em seguir a vida militar, não vão com interesse de “proteger” os outros mas sim para o seu próprio desenvolvimento pessoal.

          • Rui says:

            Diga-me lá um país à nossa volta que não tenha Forças armadas superiores às nossas! Até o ajudo, Espanha, Marrocos, Argélia…..
            Marrocos e Argélia têem melhores condições do que nós? E porque acha que eles apostam em Forças Armadas de jeito? Pense lá um bocado.
            O Oliver fala de F16 e Submarinos sem saber o que está a dizer. Portugal é dos últimos países a operar ainda o F16 como principal caça (nasceu nos anos 70), e para ganhar uns cobres, Portugal tem vendido primeiro à Roménia F16 que estavam encaixotados e depois adquirimos usados aos EUA a preço de saldo, montamos em Portugal e revendemos a outros países (até agora só à Roménia) e temos ganho bom dinheiro com isso.
            Meu caro, para si e para todos aqueles que até reclamam da UE que perdemos soberania, fico pasmado com tanta ignorãncia a entenderem que as Forças Armadas existem em todos os países do mundo, porque todos os países do mundo querem ser independentes. Está a perceber a diferença?

            Ou também é daqueles que acha que devemos acabar com as FA (como a esquerda) e devemos entregar o controlo do nosso espaço aéreo e marítimo aos espanhóis!?!?!?

            Já agora, sabe porque é que os EUA são a maior potência do mundo? Não é por causa da Apple, da Microsoft…… é por causa do seu enorme e poderosíssimo Exército, marinha e força aérea que dizimam e impôem o que bem entendem a qualquer outro país.

            Além disso há 3 países que controlam o globo, os EUA, a Rússia e a China, os outros baixam as orelhas e aceitam o que estes dizem……

            Independência é indissociável com as Forças Armadas, ou acha que são os políticos que defendem a nossa soberania?

          • Piwi says:

            Tal como disse a Joana, o problema é que as pessoas nem têm a noção do que os militares fazem. Entre apoios a cheias, fogos e quaisquer outras missões para que sejamos chamados, iremos sempre cumprir ainda que isso implique que nos prejudiquemos, pois é essa a natureza militar. Apesar do pouquíssimo investimento nas Forças Armadas, na cada vez menor (em relação ao que era há 15 anos atrás) adesão de voluntários às Forças Armadas e do aumento do empenhamento em tarefas de apoio à Protecção Civil, cá estaremos para o que der e vier para dar o nosso melhor no cumprimento das missões que a nós nos forem atribuídas.

            Se dúvidas tiver, pode sempre consultar a página onde são publicados os apoios prestados, neste caso pelo Exército Português, apenas no âmbito do Covid-19 – https://webapps.exercito.pt/covid19/Apoios.html. Julgo que é actualizada diariamente.

          • Oliver says:

            E por acaso não perdemos a soberania para a UE?
            Já recebeste a tua programação diária da TV?

            Bom, parece que toquei num nervo destes militares do porão da mamãe. Ignorância é uma escolha, de facto.

          • Rui says:

            Realmente a ignorãncia é um dom! Assim não tem de se preocupar com os problemas do dia-a-dia, só com o big brother, TVI e CMTV…… para cultivar o cérebro!

            Dou totalmente razão ao Trump e ao Putin, a Europa está decadente e decrépita, em breve os autóctenes já serão minoritários e será instalado o califado em plena Europa!!! Em França desgraçado da Polícia que tocar num árabe que só estava a deitar fogo aos caixotes do lixo ou roubar um carro! Por cá idem aspas, a polícia só pode levar porrada e calar-se, defender-se nem pensar!!!! Depois ainda criticam os EUA, como se a Europa neste momento fosse exemplo do que quer que fosse.

            Parece que há muito ign….. que ainda não percebeu que até na defesa dependemos dos americanos que têem dezenas de bases na Europa e nós próprios no Açores!!!!!

            Continuem a achar que não devemos defender-nos a nós próprios que os outros tratam da nossa saúde!!!!! Depois não reclamem que não vale a pena!!!!

          • Vítor M. says:

            De facto há uma crise de valores e não só!

          • Oliver says:

            Viva à imigração em massa!
            Viva às fronteiras abertas para qualquer um!
            Viva à midia esquerdista que faz copy paste das notícias do Ocidente sem as questionar!
            Viva às desculpas para manter a NATO pós-URSS!
            Viva à criação da Assembleia Europeia que é imprescindível para manter o livre comércio aberto (motivo da criação da UE)!
            Viva aos cabeças da UE que trabalham todos para a Goldman Sachs!
            Viva aos fantoches da esquerda e ao seu mestre George Soros!

            Viva aos EUA, Rússia e ao país do Brexit que a esquerda tanto gosta, que nos vão salvar do 4 reich!

            Ou não…

          • Oliver says:

            Eu acho muito bem Portugal defender-se a si próprio, aliás esse é o motivo do meu comentário, porque é algo que infelizmente não se vê.

            Nós somos uma Maria vai com as outras.

            E as redes sociais só vieram para piorar, pois agora em vez de saírem às ruas, preferem ser soldados digitais no conforto de casa!

            Os franceses estão nas ruas a reclamar à 1 ano e 5 meses, lembram-se dos Coletes Amarelos? Pois é, ainda lá estão mas já não se vê nada nas notícias. Porque será?

            Será que se o povo estivesse armado como nos EUA estes protestos já não teriam dado frutos?

            Mas de uma coisa tenho a certeza absoluta, muito em breve toda a gente vai seguir os EUA.

  4. Sergio Gil says:

    CR COVID-19/EX – Material de divulgação
    https://webapps.exercito.pt/covid19/material.html

    Ainda fazem referência a que não se deve utilizar máscaras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.