PplWare Mobile

Venda de três Smartphones Samsung Galaxy proibida na Europa


Marisa Pinto

Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. claudio says:

    Encontro-me no reino unido e queria comprar a contrato um galaxy s II. visto que me vai ser proibído por causa de uma patente não sei das quantas. já não estou a gostar do abafar da concorrência por parte da apple e essa treta das patentes. se uma cria ninguém pode criar semelhante? essa marca fica eternamente a produzir em exclusividade?

    digo uma coisa aos meninos da apple. cresçam e apareçam. e se não é a contrato que vou obter um galaxy s II (que acho por sombras bem melhor que essa lata envidrada e enclausurada que chamam iphone) vai ser mesmo indo a portugal, comprar quando puder OU mesmo ebay. chega da apple querer interferir na vida das pessoas.

    • Vítor M. says:

      Podes comparar ao que aconteceu aí: com que direito tem as pessoas com uma loja de a ter fechada, ou de vender o material? Não se pode partir umas portas, entrar e levar embora sem pagar e depois por a vender na Internet?

      Não, como irás dizer, porque as pessoas das lojas pagaram para ter o material, verdade? Ora neste caso, e claro vais-me desculpar pela analogia, a Apple pagou por uma ou milhares de patentes, a Apple tem e realizou anteriormente contratos com a Samsung onde esta tinha acesso aos projectos da marca de Cupertino antes de estes entrarem em produção, não é licito que saiam equipamentos da Samsung (ou de outra marca qualquer) que usem tecnologia patenteada, registada para colocar no mercado material que, eventualmente, possa fazer concorrência ao produto de quem investiu nas patentes, na investigação (no comprar do produto).

      É o que a Apple reclama, é o que o juiz entende ter em mãos, a Apple tem muitas frentes de batalha, não as irá ganhar todas mas irá ganhar muitas assim como a Kodak já as ganhou face à Apple e assim como a Apple teve de entrar num acordo, pagar à Nokia, para usar tecnologia patenteada pela marca finlandesa.

      Se fosses tu quem tivesses investigado, desenvolvido e patenteado… farias o mesmo que a Apple 😉

      Abraço.

      • Claudio says:

        Desculpa Vítor concordo contigo em parte, mas o que vale a pena discutir aqui é o ridículo do sistema de patentes “Americanizado”, daqui a pouco pagamos à apple ou outra corporação qualquer para ligar um interruptor, ou ir à cada de banho ??? estarei a exagerar ? não me parece…imaginem que a apple compra uma patente com + de 50 anos onde se “inventou” as imagens em ecrãs, e depois ? proíbe as televisões todas do planeta ? há que classificar algumas patentes como universais e não tão restritivas… digo eu.

        • Toni Antonio says:

          As patentes não duram 50 anos!!!! No máximo 20 anos!!!

          Senão não tinhas genéricos não era???? e por falar nisso! porque não acabar com as patentes dos medicamentos!?!?!! se calhar benifiava-nos mais (ou não) (se acabares com as patentes das farmacêuticas elas deixam de investir em novos produtos e tentam sugar o máximo dos produtos já desenvolvidos, não será?!?)

          Isto das patentes tem muito que se lhe diga!!!

          Abraços

          • Carlos says:

            Se tem.

            Eu trabalhei na Bristol-Myers Squibb e percebo que as patentes são necessárias.

            Alguns dos medicamentos da BMS têm custos de desenvolvimento na ordem dos mil milhões de dólares. É óbvio que uma empresa que investe esse dinheiro todo num medicamento novo e ainda corre o risco de depois de o ter à venda o ver retirado do mercado por ter efeitos secundários não detetados nos longos ensaios clínicos, quer uma garantia de retorno. Se não, simplesmente não o faz.

            Agora quando são coisas óbvias como desbloquear um telemóvel passando um dedo pelo ecrã…

          • Vítor M. says:

            Ora cá está um exemplo que marca tudo o que eu tenho dito, tanto o exemplo do Toni com o testemunho do Carlos.

            Vou referenciar estes exemplos para deixar a muita gente que “dorme na forma” quando se fala em patentes.

            Obrigado meus senhores pela vossa participação.

          • User says:

            Não estás a fazer a comparação correcta. O problema das patentes de software é que patenteiam ideias e não _produtos_!
            Como eu por exemplo patentear “comprimidos redondos”, então todos os outros têm que fazer comprimidos quadrados ou de outras formas. Sim, é assim tão parvo, eu sei.

            E já agora, se houverem famílias em países de terceiro mundo que precisem de um medicamento, mas por causa de patentes o preço do medicamento é demasiado caro? Ou por causa de patentes muitas empresas não puderam desenvolver ou trabalhar numa versão melhorada do medicamento?…

        • Vítor M. says:

          Concordo contigo, sim de facto é ridículo, há dias li que um laboratório descobriu o génese que “provoca” o cancro do útero e somente esse laboratório pode fazer a respectiva análise se a mulher quiser saber se será uma possível portadora desse génese.

          Cada exame custa, salvo erro, 3 mil euros e a “patente” ou registo estará nas mãos destes laboratório até 2015.

          Um grupo de mulheres interpôs uma acção judicial sob o lema, o corpo humano não é uma alvo de patentes, mas na verdade nenhum juiz até hoje (pelo poder do negócio dos laboratórios e pelos milhões investidos pelos laboratórios na investigação) deu razão a essa acção.

          Com que direito tem um laboratório de patentear algo do corpo humano?

          Mas lá está, quem investiu milhões a descobrir? É estúpido, por causa dessa patente e porque muitas mulheres não têm acesso a esse exame morrem… mas é a lei e a defesa da propriedade intelectual…

          Depois as patentes são baseadas em diversos pressupostos, desde sempre existiram patentes, hoje falam-se muito nelas mas na industria automóvel é muito mais brutal esta questão das patentes, por exemplo.

          E mais, na Europa também existem milhões de patentes patéticas, mas obviamente não são essas que estão em causa.

          Sabes, muitos bateram palmas quando a Apple foi penalizada pela infracção das patentes, muitas pessoas disseram… sim senhor a Apple que pague… e agora?

          Mais, eu sugeria que as pessoas (os que sabem ler) pegassem nalguns artigos de especialistas e lessem, não sou eu que o digo, apenas baseio-me em artigos sobre o tema, a Apple e outros players do mercado de dispositivos mobile vão entrar em breve com fortes acções contra fabricantes de dispositivos com Android, por imensas infracções a patentes… isto não acaba por aqui nem o alvo é só a Samsung.

          mas é a lei que serve para todos 😉

          Falas nas televisões… sabes que a Sharp, a Sony… entre outras, já estiveram em tribunal a acusar a Samsung por “cópia” de tecnologia LCD?

          Vai até ao Google e vê o histórico sobre a marca coreana 😉

          • nelson says:

            Vitor,

            Concordo com grd parte do que escreves. No entanto só lamento o comentário “…(os que sabem ler)…”, penso que foi desnecessário.

            Cump.

          • Bruno says:

            Vitor, se não me engano, o que patenteiam é o “método” para de encontrar o gene problemático. E não o gene em si… A ideia é fomentar outras empresas a continuar tentando encontrar outras maneiras mais fáceis e mais baratas a partir da maneira documentada…

      • Neriak says:

        onde é que está a opção de like? xD

      • Carina says:

        Falam falam mas a apple tem uma obsessão pela samsung pois se não fosse isso estava a processar a ACER pelo novo portátil Aspire 3951 cara chapada do MACbook Air … E aquela história de ter alterado as imagens para poder ganhar no tribunal … Eles deviam enfiar-se num buraco e não sair mais de lá só pela vergonha …

        • Tom says:

          “onde é que está a opção de like? xD”

        • Vítor M. says:

          Carina, a Apple está a usar as mesmas armas que todo um mercado tecnológico sempre usou, hoje a IBM “vive” muito à sombra das suas patentes, a Kodak idem aspas, a Microsoft recebe milhões em royalties, a Nokia, a Motorola… e, depois da aquisição na Nortel pelo consórcio onde a Apple está inserida, também a irá reclamar a si os royalties que irão pagar o investimento em milhares de patentes.

          Mas a Samsung, como é óbvio, não é uma Acer e tem muito mercado e claro que a Apple não iria permitir ou pelo menos está a tentar impedir a utilização de propriedade intelectual patenteada (bem ou mal patenteada… isso são outros 100).

          Vamos ver no que vai dar, como refere o Foss… a Apple vai ganhar umas, perder outras… mas tão cedo, pela sua posição e pela sua carteira de patentes, vai fazer muita moça no mercado, fruto do que tentaram e fizeram à própria Apple, muitas das acções que colocaram contra a Apple fazem jurisprudência e estão a ser utilizadas agora para a Apple colocar acções judiciais a outras empresas.

          • Vítor M. says:

            E mais carina… a Apple tem acções sobre outros players deste mercado dos dispositivos móveis, há muita coisa que nos próximos meses vão sair ao público…. se fosse contra a Apple era licito, como é do outro lado… é oq ue sabemos, faz-me lembrar quando era a Microsoft a queixosa, nunca tinha razão, contra a Microsft… tudo era verdade, possível e até pouco!!! É o equilíbrio das opiniões 😉

          • Andre says:

            Desculpa Vitor, mas acho que a Apple está errada, como qualquer empresa, seja ela qual for, se fizesse o mesmo considerava errada na mesma.

            Processar por ter cantos arredondados e forma rectangular?? Concordas com isto? Adulterar imagens para parecer mais semelhante? Concordas? Reinvidicar patentes de coisas que já existiam noutras empresas antes de a Apple patentiar? Concordas?
            ´
            É isto que está mal nas patentes de conceitos e ideias, uma empresa desenvolve uma ideia mas não patenteia, por falta de recursos, bem um empresa grande anos depois e patenteia, e depois tem exclusividade?
            Quanto a produtos as coisas são diferentes.

            Eu não, não concordo quer seja Apple, quer seja Samsung, Microsoft, quer seja quem for e quem tu quiseres. Está errado, por isso sem defesa possível.

            Mas reparei que defendes a Apple e depois os outros é que são influenciáveis pelas suas preferências…

        • Jorge bigodes says:

          Lol CArina , não srá antes a Hp (Portáteis da hp parecidos com os da MacA.)?

      • Luís Santos says:

        Se isto fosse tudo como a Apple queria só podia haver uma marca de automóveis no mundo, porque tudo o resto não podia ter 4 rodas.

        Em parte fazem bem em defender a sua propriedade intelectual, mas o bom senso (e as leis do comércio e dos monopólios) não podem permitir que se açambarquem certos tipos de conceitos.

        Acham que se um construtor automóvel criasse e patenteasse um motor 100% ecológico de grande autonomia e de recarregamento rápido (que faça 800 ou 900 quilómetros e que se “ateste” em 5 minutos) movido a energia barata, mais ninguém o iria fazer? Era um caos. Aliás, nos tempos que correm faz-se muito disso. Uma marca inventa o filtro de partículas e as outras copiam. Uma marca inventa o “hill holder” e as outras copiam. Uma marca inventa o “star & stop” e as outras imitam. E não se vêem estas guerrinhas parvas.

        Continuo a achar uma grande infantilidade por parte da Apple, não por fazer o que fazem, mas por levarem isso às últimas consequências.

        • Vítor M. says:

          Sim e não.

          Claro que tem de haver bom senso, mas o estilo americano não é propriamente do bom senso, no entanto, o facto de alguém patentear uma tecnologia irá obrigar outros a descobrir alternativas que não sejam cópias.

          Ao contrario do que alguns tentam passar, que as patentes estrangulam a inovação, eu acredito que as patentes aumentam a obrigação de inovação, são um importante meio de impulsionar a novas descobertas.

          Se assim não fosse, os faróis eram todos como os da BMW, lindos… mas na verdade só a BMW os pode usar, porque os patenteou 😉

          O motor é patenteado, o motor ecológico da Mitsubishi é diferente do da Nissan, pois a Nissan teve de inovar porque não queria e não podia copiar o da Mitsubishi.

          Não entendo que seja infantilidade, eu entendo que is all about the money 😉 como todas as outras. Haverá santos neste mundo?

          • Luís Santos says:

            Mas é isso: ninguém copiou escrupulosamente a Apple. Fizeram as suas altrações, ainda que na maior parte sejam apenas cosméticas.

            E há sempre casos em que uma patente muito específica estrangula, de facto, o progresso e a evolução. Depende do conceito que se patenteia e a sua especificidade.

            Se tivessem patenteado o motor Otto todo o mundo automóvel como hoje o conhecemos estaria ainda a milhas deste estado de maturidade. Da mesma forma acredito que foram patenteados os primeiros motores eléctricos ou os primeiros híbridos, mas todos os que existem hoje em dia têm quase tudo em comum.

            Não podem é patentear o conceito de propulsão híbrida, porque aí cortam as pernas a toda a gente 🙂
            É o mesmo tipo de exemplo.

            Claro que “money talks, bullshit walks”, mas ainda assim há que ter bom senso. E ainda vai havendo quem o reforce.

        • Rui says:

          @Luís Santos, desculpa mas não me parece que seja bem assim na industria automóvel.
          Claro que existem patentes… por exemplo, a suspensão hidroactiva da Citroen só é utilizada por eles. Em tempos a Mercedes tentou comprar essa patente e não a conseguiu… por ex.
          Mas pesquisa um pouco na net e vais ver que encontras milhares de patentes na industria automóvel e na prática tem de pagar por elas.
          Recordo-me de uma que já referi aqui num outro post… a Ford já foi condenada a pagar uns milhões de dólares a um Sr Robert Kearns por causa do limpa para-brisas intermitente. Parece uma coisa banal não é?
          Inventou, tem de pagar… senão, inventasse mais cedo 🙂

          • Luís Santos says:

            Claro que o conceito de patentes se aplica ao mundo automóvel, e a tudo o que é passível de ser inventado.

            Mas o que referi é que algumas coisas não podem ser patenteadas. Não porque seja interdito, mas porque o bom senso assim não o permite.

          • Rui says:

            Referiste por ex o filtro de partículas que está patenteado.
            Se alguém criar um novo tipo de motor, seja ecológico ou não, obviamente que deverá ser patenteado e quem o quiser utilizar deverá pagar a quem o inventou.
            Muito se fala aqui das patentes e das cópias, que impedem o desenvolvimento, porque faz parte do bom senso, que a estética tem de ser semelhante… será que o tempo que se leva a investigar o que faz sentido para os utilizadores não deve ser recompensado?
            Assim era fácil, os outros investigam, nós copiamos e temos lucro. Como se costuma dizer… negócio da China 🙂

      • Marcelo Barros says:

        Mas vais-me desculpar, mas uma patente sobre deslizar o dedo no ecrã para desbloquear um smartphone?

        Se estamos a falar de um equipamento touch, é normal e muito genérico que se desbloqueie com um gesto no ecrã. Alguém patenteia deslizar o dedo, outro deixar o dedo inamovível numa posição do ecrã… e no final temos um smartphone touchscreen, mas que não podemos usar a funcionalidade touch para desbloquear, poupa-me…
        Mas pelo menos esta politica ditatorial da Apple, tem levado muita gente já a criar um ódio pela Apple… que no futuro pode ser fatal.

        • Vítor M. says:

          Marcelo Barros essa tem, segundo algumas provas apresentadas pela Samsung o que se chama de Prior Art e deve cair por terra, mas essa foi apresentada na sessão preliminar… segundo os especialistas a Apple tem mais algumas na manga, há mais pontos que foram copiados, mas a Apple não irá ganhar neles todos, vai perder em alguns e ganhar noutros, como já perdeu com a Nokia e Kodak por exemplo.

        • Rui says:

          Podem sempre colocar um botão lateral para bloquear e desbloquear?
          A Apple usa isso para activar/desactivar o som…
          Usem a imaginação… porque é que tem de ser igual aos outros?
          Ou a Samsung não tem departamentos de investigação e criatividade? Surpreendam o mercado e vão ver que se calhar ganham mais com isso.
          Inovar é estar à frente dos outros

      • Cláudio Esperança says:

        @Vítor M. Não me parece que a Samsung tenha tido acesso privilegiado ao software que a Apple coloca nos seus produtos. A Samsung simplesmente desenvolve os hardware segundo os requisitos da Apple, hardware sob a qual esta última desenvolve o seu software. Prova disso é que a patente em causa que bloqueou a venda de alguns produtos da Samsung em alguns países é algo tão simples como a apresentação e scroll de imagens em ecrã inteiro em dispositivos táteis, algo cuja a implementação não carece de acesso privilegiado aos sistemas Apple.

        Apesar de compreender a importância das patentes para quem de facto produz alguma coisa, penso patentes de comportamentos, algoritmos ou interfaces são simplesmente ridículas. Isto é ainda mais ridiculo quando temos empresas com patentes de “inovações” para as quais não existem produtos onde as mesmas estejam implementadas.

      • Nuno Sousa says:

        Com o devido respeito, mas quem está fora do esquema forma opiniões fáceis e irrealistas como o Sr. Victor.
        Recomendo-lhe a leitura do seguinte artigo enviado por um colega meu ao músico (?!) Alejandro Sanz quanto aos direitos de autor (directamente associado às patentes).
        Já agora, o Apple tem agora um processo em cima porque o verdadeiro criador dos “tablet”, segundo parece, foi o Mr. Kubrick. A prova está no 2001, space odyssey. Ao ridículo a que chegamos!!
        Já agora, sabia que o “buy with one click” também está patenteado? O ruído das Harley? A jante de 5 parafusos?

        O sistema de patentes é completamente ridículo, principalmente quando vivemos à custa dele e sabemos o que ele origina.

        Cumprimentos

        http://somos.vicencianos.org/jovenesvicencianos/2011/07/02/ley-sinde-carta-de-un-cientifico-a-alejandro-sanz/

        • Vítor M. says:

          Nuno, é uma opinião de um músico face a tantos que defendem com unhas e dentes a propriedade intelectual.

          Eu não deixo de concordar que há patentes ridículas, mas no geral, as regras de protecção intelectual são quem tutelam e protegem quem desenvolve, investiga, cria e inova.

          • Andre says:

            Desculpa, mas o sistema está aldrabado.
            Quem desenvolve, investigam cria ou inova um produto acho bem, agora quem tem uma ideia ou conceito acho ridículo.
            O que falas não é defesa possível neste processo, se ainda estivesse a assistir uma guerra entre componentes, tecnologia concordava contigo, agora sobre como se desliza o dedo no ecrá (que já existia antes de haver IPhones) é ridículo e mostra como o sistema de patentes cai muitas vezes no ridículo, e só por estar na lei não quer dizer que esteja certo como tu defendes.

          • Vítor M. says:

            Andre aldrabado? A anarquia é o forte de quem não tem ideias.

            Há patentes erradas e sem nexo, mas o sistema protege quem desenvolver. Mas informa-te sobre o que existe nos EU e na UE e depois conversamos.

            Eu não defendo nada Andre, tu tens de saber interpretar a informação, em vez de emitires uma opinião sem nexo.

            Lê primeiro e depois conversamos.

    • JPAC says:

      Esqueçam estas guerras, tenho o GalaXy S I e agora o II, são excelentes telemoveis. O Galaxy II é muito melhor que o IPHONE 4. Escolham telmoveis com olhos abertos e deixem-se de ir atras de massas. Os Iphones e a Apple vao perder muito mercado com a nova geração de Galaxy S II.

      • Rui says:

        Mal seria se assim não fosse em termos de hardware, porque é um equipamento mais recente, mas não te esqueças que quem compra um iPhone não tem de ser necessariamente pelo hardware. O software pode ter muita importância, e o facto de o iOS ser actualizado para os iPhones pode ser determinante para a escolha… A appstore pode ser um dos factores que leve à escolha entre android ou ios…
        Quando sair o iPhone 5 depois falamos melhor sobre se o Galaxy S II é melhor ou pior 🙂
        Já agora, comprar android para ti não é ir atrás de massas se calhar? Abre os olhos também 🙂

  2. santiago says:

    bem , esta guerra não esta a ser o esperado da tecnologia , já que como há concorrência esparavamos que evoluicem muito , mas afinal estao a dar cabo uns dos outros 🙂

    e eu que queria um samsung galaxy s II 🙁

  3. Paulo Teixeira says:

    A única coisa que tiro desta guerra, é que nunca na vida vou comprar produtos apple. Isto para mim é uma guerra sem escrúpulos nenhuns. É mesmo estúpida esta situação.

    Abraço

    • Claudio says:

      Paul estás a ser muito redutor, não é só a apple que faz isto, fazem todas, mas só as noticias que tem apple no titulo é que tem mais visibilidade !

      • Tom says:

        Pois, mas apesar disso não existe proibição da venda de produtos apple em zonas que me afectem, já da samsung… Visto que o crescimento do android não para (http://aeiou.exameinformatica.pt/ios-cada-vez-mais-longe-do-android=f1010397), a apple está a usar esta estratégia para evitar o seu crescimento…Isto é evidente nos últimos tempos (aos olhos de quem quiser ver…)

      • Marcelo Barros says:

        Não é só a Apple, mas a Apple tenta e regista patentes super genéricas e estúpidas. Que por lei é proibido, mas a Apple consegue dar a volta, pelo menos na América, aqui na Europa é mais complicado.

        • Vítor M. says:

          Olha que não e por algum motivo a Apple escolheu a Alemanha e a Holanda 😉 há jurisprudência nesses países sobre algumas tecnologias registadas pela Apple na Europa.

          Sabes, ou não sei se sabes, mas a Apple tem milhares de registos de propriedade intelectual aqui na Europa há décadas.

          • Marcelo Barros says:

            Acho que a Apple abusa na tentativa de algumas patentes, e quem autoriza da essa audácia.

            Mas como disse mais acima é a minha opinião pessoal.

            Digo-te uma coisa, se a Apple não tivesse este tipo de atitudes, eu comprava Apple.

          • Vítor M. says:

            Marcelo… não compras mas não é pela atitude, desculpa lá mas é a mais hilariante das desculpas que me contaram até hoje 😀

    • Vítor M. says:

      Paulo, as pessoas que nunca compraram produtos Apple não dizem nunca, simplesmente ignoram, os que dizem nunca, serão os primeiros a comprar logo que tenham oportunidade.

      São essas pessoas que dão força à Apple, pois a linha entre o ódio e o amor é muito ténue, o que alimenta a cada ano que passa a força da marca, infelizmente são esses que fazem os preços serem como são 😉 pensa nisso.

      • cris. says:

        Odeio a Apple por não ter dinheiro para comprar produtos deles (adoro a qual. deles)! Contento-me com Android que adoro e faz tudo que o iOS faz, melhor ou não isso já é outro debate !

        E sim, concordo contigo quem odeia está mais próximo de comprar. Odiava universo Apple até experimentar durante uns dias um Macbook Pro, que elegância em todos os aspectos.

      • Marcelo Barros says:

        Mas já cheguei a comprar um iPod Nano (4º Geração).
        Ate acho que ficava bem servidor com um portátil da Apple para o meu trabalho (programador), mas neste momento não vou com a politica de Apple.

      • Luís Santos says:

        Vítor isso não faz assim tanto sentido quanto isso. É daquelas frases demasiado abrangentes e subjectivas porque não podes prever comportamentos das pessoas, especialmente em massa 😉

        Olha, eu dizia “Apple nunca” e depois meteram-me um iPhone nas mãos. Primeiro estranhei e andava contrariado, depois fui apanhando o jeito e eventualmente até gostei. Depois meti as mãos noutra coisa que nunca tinha ligado muito: um telemóvel com Android. E aí não disse “Apple nunca mais”, mas sim “Apple, para já e como está, não” 😛

        Isto, no meu caso pessoal, claro. Primeiro porque não ligo muito a modas e depois porque, no meu caso em concreto, a concorrência dá-me o mesmo que a Apple a um preço muito menor. E isso chega-me 🙂

        Acho que nem o Steve Jobs pensa que todo o mundo tem que gostar da Apple e ter produtos deles 🙂

        • Vítor M. says:

          Luís, eu, ao contrario de ti, tenho acesso constante dos smartphones e tablets que o mercado produz, e pelo que tenho visto e testado, nada bate os produtos da Apple, dentro dos smartphones e tablets.

          mas o mesmo me diz o mercado, embora que como esse material preenche as minhas necessidades, isso chega-me.

          Gosto da qualidade, da utilidade, do design, do bom gosto, das coisas boas do mundo da tecnologia.

          Não deixo de gostar do Android e uso também no meu dia a dia e pro isso, não fiz como tu e erradiquei um deles, não, eu continuo a ter os exemplos lado a lado para ter opinião com objectividade.

          “fui apanhando o jeito e eventualmente até gostei”… LOL

          A Apple não te dá o mesmo que android… então? Estás a contrariar-te, afinal não ºes tu que não gostas das modas?

          Então além do que te dá o Android, a Apple dá-te produtos com design, com bom gosto, com requinte e fiáveis… isso não tens, pois não “foste apanhando jeito e eventualmente até gostaste”… é vá lá… conta essa a outro 😀 hehehe

      • Andre says:

        Enganaste, já tive um IPhone e sinceramente não voltava a comprar outro, simplesmente porque gosto muito de personalizar o telemóvel ao meu gosto, dos widgets (Windows Mobile 6.5 e o Android têm, o Windows Phone 7 não sei se tem), infelizmente o IPhone não deixava, foi um bom telemóvel mas não fazia o meu estilo, mas acredito que haja muitos para quem faça. Por isso por mim todos podem conviver e a concorrência é salutar.

  4. Ricardo Nunes says:

    Pode ser que a Samsung aprenda de uma vez e comece a inovar, ao invés de simplesmente clonar o que já existe.

    Ainda estou à espera de um produto (qualquer um) da Samsung que não seja uma cópia de outro qualquer da concorrência…

    • Claudio says:

      Voltamos ao mesmo…em que que a apple e a samsung inovaram em relação aos telemóveis mais antigos ? apenas melhoraram o que já havia…se querem inovação têm que falar nos sony-ericsson e nokias de há 10 anos atrás !!!

      • Vítor M. says:

        Claudio, na verdade em termos de “telemóveis” a Apple não inovou, porque nunca fez nenhum. Se falarmos em touch e multi-touch… então aí entramos no que será o mais inovador dentro dessa tecnologia.

        Ainda hoje um ecrã capacitivo da Apple tem uma qualidade superior a outra marca, embora já tenhas tecnologia muito idêntica em marcas como a HTC, Samsung… etc. Mas agora!

        Depois, o conceito smartphone foi amplamente potenciado pela Apple, embora a Microsoft fosse o grande impulsionador desse mercado, perdeu foi o timming de evolução.

        A Sony e a Nokia, pararam no tempo, perderam o comboio da frente e não conseguiram acompanhar o pelotão da frente, como temos visto até hoje.

        Dentro dos chamados “tablets”, a Apple foi a empresa que mais inovou, foi a empresa que lançou em 1987 o que é hoje a base dos smartphones e tablets. Além dos concepts, a Apple manteve uma década o produto no mercado.

        Além de muitas coisas que a Apple lançou, umas com sucesso outras nem por isso… olha, até uma consola de jogos a Apple lançou, sabias?

        Foi um flop mas ganhou experiência nessa área e será dessa experiência que hoje está a desenvolver um novo segmento gaming, o dos tablets.

        Noutras áreas também tem sido inovadora… mas o foco é hoje a área mobile e o mundo sabe disso, não é por acaso que os mercados compram milhões de equipamentos, deixa-me colocar alguns números para informação.

        A título de curiosidade:

        As vendas do iPhone tiveram um aumento de 142% no último trimestre face a igual período do ano passado. Foram vendidos 20,3 milhões de dispositivos.

        Em igual período, a Apple vendeu mais 183% de iPads, foram cerca de 9,2 milhões de unidades.

        No último trimestre (abril, maio e junho) a Apple vendeu 3,9 milhões de Macs, isso perfaz um aumento de 14% nas vendas em relação ao trimestre anterior.

        O iPod, um dos campeões de receita da marca de Cupertino, teve um aumento de 20% nos últimos três meses, no mundo foram vendidos 7,5 milhões de iPods.

        Foi anunciado pela Apple que nos primeiros 9 meses deste ano fiscal (ano fiscal que começou a 1 de Outubro de 2010) o volume de vendas foi de 56 milhões de euros.

        Nesse período a Apple teve um lucro liquido de 13,5 milhões de euros.

        Este valor, face ao mesmo período do ano passado, representa um aumento de 98,8%.

        São números que dão o que pensar, numa altura de crise e, acima de tudo, numa altura de remodelação do conceito empresarial global.

        Abraço.

        • Ruaben says:

          acerca das telas touch/multi touch, não foi da parte da apple, antes de ouvir falar de iphone, já uns amigos meus tinha smartphone touch(não me perguntei da marca), o que temos de admitir é que a apple deu uma nova vida a essa inovação, e desde então só se ouve falar disso

        • Andre says:

          LOOOL. O multitouch, o touchscreen, o ecrâ capacitativo não são invenções da Apple, que argumentos fraquitos.
          O Retina é muito bom realmente, mas o Super Amoled Plus não fica muito atrás e num ou outro aspecto (poupança, ângulos) até ganha ao Retina, seja como for em termos gerais ganha o Retina.
          Já comparaste um com o outro? Eu já.
          Se as patentes fossem acerca disso tinha que concordar com a Apple, mas não é.

          • Vítor M. says:

            André, para quê estar a explicar-te? Não entendes, não “lês” o mercado, não levas em conta a história, os dados mais do que factualizados.

            Deram-te já informações que o caso na Holanda não está resolvido e mesmo assim estás a mandar postas de pescada… se não sabes, porque não te informas antes de falares?

            É ridículo o que estás a afirmar, não tens em tua posse os pressupostos, tocas de ouvido.

    • mks says:

      entao as memorias que o iphone usa sao uma cópia? so falta dizeres que a samsung copia da apple a tecnologia das memorias, mas o interessante é que as memorias do iphone dizem “samsung”, porque será?.

      https://pplware.sapo.pt/informacao/quanto-do-iphone-4-e-feito-pela-samsung/

      • Dimitri says:

        Porque será? Se calhar é porque a apple comprou as memórias á samsung? Ou seja, A samsung vende memórias, e a Apple comprou as memórias. Pagou com dinheiro… Agora, o que está em questão é a samsung limitar-se a copiar as ideias das outras empresas, incluindo a apple, sem PAGAR as devidas royalties. Quando é a apple a copiar alguma coisa das outras marcas, os mesmos haters vêm para aqui dizer que a apple não inova nada e só sabe copiar, mas agora como é alguém a copiar da apple, a apple já não tem direito de reclamar…

      • Toni Antonio says:

        E então?! Não receberam dinheiro para as fazer segundo as especificaçoes da Apple?

        Então agora eu pago-te para me imprimires a capa de um livro segundo as minhas específicacoes e design e depois tu tens outra empresa que também faz livros e usas as minhas capas nos teus livros! Assim é fácil né!

        • Andre says:

          Ridículo, as patentes das memórias do IPhone são da Samsung, não distroção as coisas…
          Eu faço e patenteio um componente posso vender a quem quiser para fazerem o que quiserem com eles.

          Além disso os componentes nunca estiveram em questão.

          • Vítor M. says:

            Não é verdade, a compra de patentes está no lado tanto da Apple como da Samsung… tu.. a sério, lê primeiro… na Alemanha a Samsung voltou a perder, nos Estados Unidos:

            Apple wins expedited trial in California lawsuit against Samsung — trial date: July 30, 2012

            Enfim, não sabes….

    • Tom says:

      Exacto, aquele sistema de notificações que a samsung copiou da apple, os fundos personalizáveis do ios, é um escândalo…

  5. Filipe says:

    Gostando ou não da Apple, tem que se ver. Uma empresa paga pelas patentes, desenvolve essas patentes. E outra empresa, à qual foi dada informação privilegiada e tudo para produzir os equipamentos, num contrato, está agora a aproveitar-se dessa mesma empresa?… Ridiculo.

    • Jonny boy says:

      Mas que cópia? A da Apple à Microsoft? Sim porque esses desenvolveram no velhinho Windows CE o “slid-to-unlock”… Como dizia o grande Jornalista, “E esta hein?”

      • Vítor M. says:

        Essa não vai pegar, há um Prior Art que deve ser difícil a Apple sustentar, mas há muitas outras e para apresentar numa fase preliminar do processo, devem sair outras mais fortes já hoje.

        Mas essa não, alias a Samsung apresentou já provas bastante importantes sobre esse slide to unlock.

  6. p. says:

    Desculpem-me lá que eu não entendi… a patente é de edição de fotografias num dispositivo eletronico portatil???
    A minha Nikon de 1995 fazia isso…
    Apple sempre a inovar, pelo menos a nivel juridico.

  7. Abílio says:

    Não coloco o problema sobre a apple ou samsung mas sobre todo o sistema usado nas patentes! É um crime á inteligência, ao conhecimento!

    • RF says:

      Ora nem mais! Isso sim.. as patentes são entravos à inovação! A Samsung copia, mas a Apple se não quer ser copiada, avance e demarque-se da concorrência! Se estiver sempre a evoluir não tem nada que recear, pois está um paço à frente dos seus principais concorrentes!

      • Abílio says:

        Mas Apple também copiou! Também teve de usar patentes de outros para criar o iphone. Lembro que só depois de um perder em tribunal pagou (chegou a acordo) à Nokia.
        O problema está mesmo em que há patentes e patentes. Umas fazem todo o sentido outras nenhum sentido.
        A bem da inovação deveria ser revista a questão das patentes.
        (sou utilizador satisfeito de um iphone)

    • Vítor M. says:

      Concordo e discordo.

      Tem de haver algo que proteja quem gasta milhões e quem passa uma vida a investigar e deves concordar comigo. Depois há o lado “americano” do tremendo exagero… mas lá está, tem de haver aqui quem estipule as devidas diferenças.

      Vamos imaginar que tu, na tua vida de investigador, descobrias algo importante, algo único, se não pudesses registar isso como teu, onde quem quisesse utilizar teria de te pagar (pagar o esforço que fizeste, seja ao nível financeiro seja ao nível intelectual), tu irias gastar horas a fio, gastar dinheiro aos potes para os outros utilizarem, para os outros ganharem dinheiro à tua custa?

      Falar é fácil 😉

      • Abílio says:

        Verifico que estamos na mesma linha de raciocínio, que tem de haver patentes para proteger investimentos e propriedades intelectuais, mas mas lá está… “tem de haver aqui quem estipule as devidas diferenças entre os tremendos exageros”.
        Pois o “Bom Senso” nunca vai estar de mão dada com interesses económicos.

        • luislelis says:

          #Pois o “Bom Senso” nunca vai estar de mão dada com interesses económicos.#

          Parece que esta tudo dito aqui. Ganancia .. nos somos assim e ”prontos”

          • Vítor M. says:

            Ganância? Mas não são negócios, mercado, postos de trabalho, crescimento financeiro?

            A Apple não é uma associação de solidariedade, estão enganados.. 😉

            São empresas meus caros amigos, visam o lucro… como a Google e o seu Karma… a Microsoft e o seu mundo empresarial, a IBM e os seus tentáculos… e milhões de tantas outras.

  8. DG says:

    Mas o slide-to-unlock não é nativo do SO Android em todos os smartphones?

  9. João Caldeira says:

    À pouco vi a publicação que Steve Jobs saiu do cargo de CEO da Apple, onde também se dizia que isto poderia levar ao declínio da mesma, segundo as palavras daquele ex-dirigente, diretor da digital chocolate. Pois bem, com esta guerra de patentes, não adivinho um futuro muito calmo para a Apple pois, apesar da sua grandiosidade, existem muitas outras marcas (Samsung, Nokia, Blackberry, Toshiba, HP, Acer…) a lutar para terem a primazia no mercado.
    Os factos são que a Apple é só uma contra muitos e isso poderá fazer mossa. Será possível a Apple patentear tudo e mais alguma coisa, não deixando margem de manobra para as outras marcas? Será que o botão do autoclismo do WC já foi patenteado pela Apple como um botão de limpeza de sistema?
    Eu compreendo o investimento que a Apple fez pois sou músico com obras registadas (diga-se patenteadas) e não iria gostar que alguém tocasse uma obra minha sem pagar os devidos direitos. Agora proibir.. isso é que não!

    • Filipe says:

      Mas eles não proibiram. A questão é que a samsung era uma parceira, e de repente, aproveitou a experiência como parceira, para retirar dividendos, de maneira ilicita. A questão é que a Apple não se recusou a nada, a samsung começou a utilizar tudo e mais alguma coisa da Apple, então a Apple quer mostrar que não se brinca. O Slide to unlock há em todos os androids e eles só foram à samsung por exemplo…

      • kekes says:

        Isso é o que eles alegam. A Samsung tinha os seus productos e a Apple comprou-os, o resto é treta. A Apple sabia que a Samsung fazia telemoveis. Eles não eram palhaços ao ponto de chegar la e dizer: “este e o iPhone, shiiuu não digam a ninguem…”, isso são desculpas.
        Neste mundo sempre se copiaram uns aos outros no mundo da tecnologico, só agora e que isso ta a dar chatices.
        Eu tenho uma moldura de fotografias ja com muitos anos que parece um iPhone…

      • racpxt says:

        “A questão é que a samsung era uma parceira, e de repente, aproveitou a experiência como parceira, para retirar dividendos, de maneira ilicita.”

        Errado. A Samsung fabrica processadores, memórias e displays para a Apple, não “carcaças” e software. No entanto todas as acções da Apple estão todas relacionadas com “carcaças” e software.

      • Andre says:

        LOOOL. Por fazer memórias é parceira?
        A Apple precisa da Samsung as fazer e vender a eles, são propriedade da Samsung e não da Apple.
        Eu compro legumes no supermercado quer dizer que o Agricultor que as plantou é meu parceiro?
        Como muitos ecrãs de outras marcas são da Samsung, os Amoled e Super Amoled (tecnologia Samsung).
        Alias nunca esteve em questão as memórias…

  10. Jo§e says:

    Excelente informação!!!

    Começam por dizer, “Venda de três Smartphones Samsung Galaxy proibida na Europa”, depois “… em alguns países…”, no texto indicam 14 países onde PODE ser vendido, contra 6 onde NÃO PODE, de um total de 50 países que compôem a Europa.

    »:oO

    Tambem podiam ter dado a noticia como “Venda de três Smartphones Samsung Galaxy PERMITIDA na Europa”, já que é permitida em mais de metade dos países que indicaram… »;o)

    • Vítor M. says:

      Está correcta face à ordem cronológica. Sabes que temos um tipo de informação muito vertical e completo, embora não consigamos escrever sempre sobre tudo, somos poucos, muito bons, mas poucos.

      Quando o fazemos tentamos ir ao pormenor e seguir a ordem noticiosa.

  11. racpxt says:

    Apple década 2010 = Microsoft décadas 90/2000.

    A Apple ganhou muito com uma imagem de marca cool, comparando com a imagem de marca “pure evil” da Microsoft. Hoje a Apple está a passar uma imagem muito “evil”.

    Tenho lido muitas notícias sobre este assunto, e vejo comentários de utilizadores de iPhone também desagradados com este tipo de atitudes. Há os inteligentes, que sabem que com concorrentes à altura a Apple se terá que esforçar para oferecer um bom produto a preço justo. Depois à os “adeptos de futebol” que o que querem é que a sua marca ganhe a todo e qualquer custo, ignorando que se isso acontecer a marca deixa de ter que lutar pelos clientes e fará o mínimo ao máximo preço possível para vender.

    • Deus says:

      Concordo, excepto que agora a maça tem uma legião de fãs disposto a pegar nas armas para defender.
      A Microsoft não tinha isso.

      • Andre says:

        A Microsoft tinha e tem uma legião de utilizadores… Imagina que até a Apple usa produtos Microsoft.
        Somente isso… Pegar em armas, loool, defendem mas e mostram a sua atitude intolerante, mas isso nada vale neste mundo…
        Como se uma legião de fãs resolvessem alguma coisa.

  12. kekes says:

    O sistema actual de patentes é uma palhaçada, torna-se restrictivo na maior barbaridade. Não promove a inovação, promove apenas poder nas empresas com €€€ a mais, pois são as unicas que têm capacidade para patentear barbaridades e as defenderem.

    Eu tenho a patente de um mecanismo para não salpicar quando vamos a sanita, consiste em por um folha de papel na agua da dita, quem souber de quem usa esse metodo diga para eu mendigar para os processar.

    • Vítor M. says:

      Que é esquisito é, mas na minha opinião não é castrador, quando falamos na inovação.

      Existem vários exemplos, já foi falado no caso dos motores ecológicos, a Mitsubishi quando desenvolveu o seu, panteou o mesmo, o que levou a que a Nissan tivesse que investigar e descobrir algo diferente. Em vez da Nissan copiar o da Mitsubishi… não, fez uma provavelmente melhor. Todas as outras, tendo em conta as tecnologias patenteadas, passaram a desenvolver novas tecnologias o que fez aumentar a inovação.

      As patentes protegem quem investiga ( e inventa) dos “preguiçosos”, sem entrarmos, claro, do exagero típico dos americanos.

      Assim foi e assim será, as patentes obrigam as marcas a inovar. A tecnologia multi-toque da Apple é diferente das restante, a Apple patenteou a sua e obrigou as restantes a desenvolverem outras, isso deu origem a novas formas de multi-toque o que melhorou a tecnologia e possivelmente levou a que a mesma fosse mais barata.

      A verdade e com exemplos diários é esta: as patentes aumentam o poder de inovação.

      • racpxt says:

        “A verdade e com exemplos diários é esta: as patentes aumentam o poder de inovação.”

        Isso é uma conclusão demasiado académica, mas na prática pouco se tem verificado nesse aspecto. Basta ver que só vão à luta com patentes muitas vezes patéticas ou perto disso.

        Depois os desajustes do sistema são gritantes:
        -20 anos é uma eternidade, muitos inventos estarão obsoletos com as patentes ainda válidas. A ideia inicial há mais de um século atrás era dar um tempo justo para rentabilizar o invento e trazer para o domínio público o quanto antes. Nessa época nos 20 anos o invento era rentabilizado e caía em domínio público ainda actual e aplicável.
        -Os organismos de patentes estão sobrecarregados de pedidos, o que impede uma avaliação minuciosa do pedido e incentiva a um sistema de aprovação focado no “despachar”.
        -O tempo e recursos financeiros gastos em tribunais são de tal modo elevados que acredito que fossem mais rentáveis se canalizador para os departamentos de “R&D”.

      • kekes says:

        Mas é que eu sou totalmente a favor das patentes, mas não como elas são dadas actualmente. As patentes defendem a investigação e propriedade dessa. O que eu acho mal é trabalho de milhões ser igualado a estupidezes de casa de banho. Se as patentes aumentassem o poder de inovação seriam acessiveis a todos, mas não são. De facto os pequenos criam e os grandes copiam, os pequenos lamentavelmente não têm poder de protegerem a sua genealidade, no entanto os grandes patenteam até o acenar de mãos, os pequenos têm medo de se meterem com eles e o mundo rende-se a grandes empresas.

        Esse exemplo que dás não o considero muito exemplar do que queres dizer. O facto é que a tecnologia basica estava acessivel a todos a diferença são promenores (de milhões sim) que aumentam o desempenho, mas isso faz parte da competição de fazer melhor, todos carros funcionam da mesma meneira mas pequenas diferenças fazem que o motor se comporte melhor ou não. Por exemplo a toyota ainda não está muito interessada nos termos comerciais de carroes eletricos pois ainda a considera primitiva e impraticavel no mundo real actual, mas está a desenvolver tecnologias para o futuro, mas isso porque as tecnologias que realemente interessam são “libres”.

        As patentes deviam ter mais vigilancia. Para não permitir algumas barbaridades.

      • Andre says:

        Patentes de produtos acho bem, agora conceitos, ideias, algoritmos, isso para mim é ridículo.
        Da forma e formato ridículo. Se achas isso inovação tudo bem, eu não acho… Principalmente porque alguém pode ter tido a mesma ideia antes e não a ter patenteado, porque ideias surgem todos os dias, agora produtos não.

  13. Pisca says:

    Quando uma musica é criada, tem normalmente por base uma melodia muito simples, depois é “vestida” com os arranjos maiores ou menores e adicionada a respectiva letra (quando aplicável.

    O autor pode de imediato registar a mesma na Sociedade Portuguesa e Autores, ou entregar a uma das várias empresas do ramo para cobrar e gerir os respectivos direitos, copia, execução e por aí fora.

    Pode ainda, e este ponto é importante, a troco de um valor, ceder os direitos a alguém, pessoa ou empresa, sem que lhe seja retirada a autoria da mesma, em caso algum, veja-se quem detém os direitos das obras dos Beatles.

    No caso das patentes é algo semelhante, podemos “comprar” a patente de algo que “alguém” criou ou desenvolveu e procedeu ao respectivo registo, a historia está cheia de casos desses, aliás os chamados “pequenos inventores”, anseiam por isso, que alguém com capacidade desenvolva o que “criaram”, ficando a receber uma parte dos respectivos direitos, ou cedendo na totalidade.

    Neste caso temos na sua maioria, patentes que a Apple obteve, por este ou aquele meio, e que quer agora rentabilizar a todo o custo, o processo criativo não foi seu, quando muito algum maior ou menor desenvolvimento.

    Em cima de tudo isto há as patentes ridiculas, que conseguiram fazer aprovar e que querem ver aplicadas quando lhes convém e onde lhes interessa, tal como se eu conseguisse uma patente do garfo, e quisesse agora que todo e qualquer garfo que fosse feito, utilizado ou posto à venda me pagasse algo, não era mau negocio.

    É ir vendo o que ainda ontem sucede com uma delas, foi pura e simplesmente rejeitada, por ser praticamente “ridicula”

  14. Daniel says:

    Que raio de título. Os Samsungs não estão coisa alguma proibidos de vender na Europa. Estarão sim dentro de 7 semanas se não alterarem o gestor de fotografias (galeria), ou seja, downgrade para o Android 2.2 ou upgrade para o Android 3.0. De resto quem perdeu nesta história toda foi a Apple que viu invalidada patentes e claims, nomeadamente a claim de design morreu de vez para nunca mais ser ressuscitado na Europa. A Apple foi garantidamente quem mais perdeu nisto tudo, o resto é uma palmadinha nas costas da Samsung e a dizer “vá lá, deixa de ser chato e faz upgrade que nem te custa nada, já tens o Android 3.0 no Galaxy Tab, não te preocupes é facil para os smartphones”.

    • Pisca says:

      Bem visto Daniel, o que o Juiz em suma disse aos advogados da Apple, foi:
      “deixem-se parvoices e vão brincar às patentes para a vossa rua”

    • aver says:

      “a claim de design morreu de vez para nunca mais ser ressuscitado na Europa” (pelo tribunal holandês)

      Acho que não, foi só a do unlock. Se tivesse morrido de vez não se estava à espera da decisão, de hoje, do tribunal alemão, que é sobre o “look and feel” (design) do Galaxy Tab.

      • aver says:

        (Actualização)

        O tribunal alemão confirmou a suspensão da venda do Galaxy Tab, no territírio alemão, mantendo as dúvidas sobre a aplicação noutros países. É exactamente a situação que havia ontem.

        Novos desenvolvimentos deste tribunal (Regional de Dusseldorf): a 9 de Setembro.

        Não confundir com o tribunal holandês que, pela primeira vez, suspendeu hoje a venda do Galaxy S, Galaxy S II e Ace, em vários países europeus.

  15. Serva says:

    @racpxt e @Pisca ,

    Bom dia

    Em relação ao @racpxt , os teus 2 últimos posts estão excelentes , @ Pisca , excelente o teu último post .

    Quero acrescentar que se não houver bom senso da parte da Apple as coisas vão ficar feias , penso que agora o importante na vida desta empresa que ficou ou infelizmente irá ficar sem o seu líder será focar-se nos aspectos de desenvolvimento e inovação e não se preocuparem com guerrinhas completamente estúpidas e inúteis que só desgastam as empresas , a solução como aqui já foi dito é de facto estar um passo sempre a frente da concorrência para que se possam destacar .

    Depois não esquecer que a Apple ainda vai ter de responder por acções que a Samsung apresentou nos tribunais Americanos , mas por violação de patentes de hardware .

    Lamento este espectáculo degradante que acaba por deitar abaixo a dita supremacia da Apple em fiabilidade e qualidade dos seus produtos , esta deveria ser a razão bastante para que se continuassem a adquirir os seus produtos , mas o caminho tem sido outro impedir a todo o custo que os SOs concorrentes progridam, quer com compras de empresas que detêm patentes quer com acções jurídicas que na maior parte dos casos não fazem nenhum sentido .

    Concentrem-se naquilo que deveriam saber fazer que é continuar a inovar e dessa forma derrotarão a concorrência se não têm unhas para tocar guitarra então que saiam de cena .

    Cumprimentos

    Serva

  16. Pisca says:

    Twit a partir do tribunal na Alemanha

    http://twitter.com/#!/andreasudo

    vale o que vale

  17. badboyboogie says:

    Boas!

    Como utilizador desde 2004 de um smartphone linux (feito pela Empresa que comercializou o 1º, a E28) concordo totalmente com a Apple.

    Não adquiri um telefone com Android, e tão cedo não o vou fazer, porque para mim o Android devia desde o início ter sido completamente diferente do que é hoje. Não é widgets e skins que fazem um bom equipamento Linux.

    O meu equipamento nunca bloqueou e nunca precisei de o desligar a não ser quando me acaba a bateria que dura 4 vezes mais do que num Android.

    Tenho experiência de utilização com Android e iOS e possuo também Motorola com Linux.

    Não vejo nada revolucionário no Android a não ser o facto de se poder adquirir facilmente em qualquer superfície comercial um telefone “open-source”… eu esperei 3 meses pelo meu 1o com Linux.

    Espero que a compra da Motorola pela Google torne a fazer Grandes equipamentos com Linux (já que a Motorola tem muita experiência em Linux!) em vez de seguir tendências para não dizer “cópia”… como fez a Samsung.

    Cumps

    • aver says:

      Nem digas isso ! Android não é Linux ?! Ainda alguém tem uma apoplexia.

      A minha versão da coisa: O Android usa um kernel Linux altamente modificado. É open source até à porta do construtor (à saída já não é). A “liberdade” dos developers é usar um kit de desenvolvimento e APIs, como no iOS.

      • RCS says:

        Tens o nexus e tens o cyanogen. Só não é open source se não quiseres.

        • aver says:

          😀 O Cyanogen até pode ser mas o Android em geral não é open source.

          “Se o fabricante pode substituir os executáveis do Android e tu não, então o produto é uma prisão”.

          Que os geeks consigam uma versão do Android “jailbreaked” não torna as versões do Android instaladas nos equipamentos open source. Tens alguma maneira de alterar o código do Androiod que vem num Galaxy S de modo a torná-lo o que achas mais seguro, tirando executáveis instalados pelo fabricante ou acrescentando executáveis ?

          (Acho que foi mais ou menos isto que Richard Stallman disse. Neste caso acho que tem razão)
          http://www.networkworld.com/news/2011/031411-richard-stallman.html

          • BZ says:

            “Que os geeks consigam uma versão do Android “jailbreaked” não torna as versões do Android instaladas nos equipamentos open source.”

            Ora isto eu não compreendo, por um lado não podemos ser geeks…

            “tirando executáveis instalados pelo fabricante ou acrescentando executáveis?”

            …mas eis que quando interessa já temos de ser, afinal de contas o utilizador comum não vai alterar os executáveis logo…!

      • Andre says:

        Lamento mas o iOS é Unix, o Linux surgiu do Unix, vamos a ver o iOS e o Android são primos.

  18. Jorge Ferreira says:

    Bom… tanta tinta, mas o problema é que para vender muito é preciso liderar o mercado!
    O problema das patentes têm muito de ética pelo meio:
    A Volvo:
    – inventou o cinto de segurança e não patenteou por ser um dispositivo que salva vidas.
    – inventou o sistema de cintos com pré tensores;
    – inventou o sistema de protecção para impactos laterais…
    – etc

    Nada patenteou!

    É por isso que tenho um Volvo e um Galaxy I I

    • Toni Antonio says:

      Será que a volvo não tem patentes?!

    • STP says:

      Mais nada. Não sabia isso da Volvo. Mas ganhei ainda mais respeito por ela!

      Essas sim são empresas VERDADEIRAS! Interessam-se pelo consumidor e não pelo lucro.

      • aver says:

        Sim. Lá lucro a Volvo não tem. Um dia destes fecha as portas e já não pode satisfazer os clientes.

        Para se manter as portas abertas tem que se pensar no cliente – e no lucro. Essas são as VERDADEIRAS empresas. As outras são fantasia.

        • Toni Antonio says:

          lá está…. isto de oferecer é tudo muito giro e muito bom… se estiveres do lado de receber… porque do lado de dar as pessoas continuam a precisar de comer e ainda não vi os supermercados a oferecer comida! (o outro dia vi um que saiu sem pagar, mas o segurança ia a correr atras dele… provavelmente para o felicitar e agradecer por levar os produtos sem pagar….)

          abraços amigos

      • Toni Antonio says:

        vé o meu comentario abaixo!!! errrrrrrrrrrrrrr gajos porreiros esses da Volvo!!!

    • Toni Antonio says:

      A Volvo inventou o cinto de segurança – ERRADO – http://en.wikipedia.org/wiki/Seat_belt#History

      – inventou o sistema de cintos com pré tensores e não patenteou – ERRADO – Patenteou SIM (consultar na mesma pagina em cima, foi este senhor Nils Bohlin que recebeu a patente e sim trabalhava para a Volvo)

      – Inventou o sistema de protecção para impactos laterais e nao patenteou – ERRADO – Patenteou SIM: “Even though Volvo Car Corp is owned by the Ford Motor Company, the safety systems of Volvo are still made standard on all of their vehicles. Volvo has patented all of their safety innovations, including SIPS, WHIPS, ROPS, DSTC, IC, and body structures. Some of these systems have shown up in other Ford vehicles in related forms to that of Volvo systems only because Volvo has licenced the FOMOCO and other PAG members to utilize these features” – fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Volvo_Cars

      Não entendo porque dizem estas baboseiras e não investigam! Ouvem estas coisas no café e por ser assim então é “verdade” (demorei 2 minutos com uma pesquisa no google, deverias ter o mesmo cuidado)

      haaaa e só tens um volvo e um samsung porque eles não têm patente! Ora meu caro amigo tens de vender as “sucatas” porque andas enganado! Vai ser dificil encontrar “material” para comprares com essas ideias! Sim porque a Apple é o demónio já se sabe tem patentes! Mas olha que os tipos com que andam metidos não são flor para o teu jardim!!!

      Abraços amigos

    • Vítor M. says:

      Jorge Ferreira… que mentiras que contas:

      http://www.patentgenius.com/assignee/ABVolvo.html

      Valha-me Deus, pelo menos… pelo menos pesquisem, porque depois enganam outros leitores que também não sabem pesquisar, e o exemplo chega do STP “Essas sim são empresas VERDADEIRAS! Interessam-se pelo consumidor e não pelo lucro.”… só porque disseste que a Volvo nada patenteou… mentira!!!!!!!!

  19. aver says:

    Com tantas histórias sobre patentes, sabem quantas tem a Apple, comparativamente aos restantes, nas comunicações móveis ?

    Obviamente nem todas têm o mesmo valor e há empresas que intgram variações secundárias na mesma patente, enquanto outras as desdobram em patentes independentes.

    As patentes que estão actualmente à venda são as da Interdigital e vão gerar guerra. Quando digo que a Apple vai comprar a Nókia é por causa das patentes.

    http://9to5google.com/2011/08/18/who-has-the-most-patents-googles-patent-portfolio-strengthens-thanks-to-motorola-but-still-falls-short/

    Carregando no link em (via GigaOM) têm uma imagem ampliada.

  20. Pedro Coelho says:

    Aqui na Europa não sei como estão os processos de patentes da Apple versus Samsung e desta versus a Apple, pois não são públicos.
    Mas nos EUA são públicos e estão disponíveis on-line, pelo que eu consegui lê-los e digo-vos que as queixas da Apple são principalmente pelo look and feel e pela semelhança que o software TouchWiz da Samsung dá ao Android em comparação ao iOS. Enquanto que as queixas da Samsung são, principalmente, sobre a tecnologia 3G de duas vias e de encriptação de dados na comunicação e de reforço do sinal. Como é certo que das 17 queixas da Apple, 12 podem seguir para tribunal e das 10 queixas da Samsung, 8 são considerádas válidas, isto significaria que quer a Samsung, quer a Apple teriam que retirar os seus produtos do mercado, sendo até mais fácil à Samsung efectuar as alterações necessárias para que pudesse voltar a comercializa-los.
    Ora, como não acredito que seja isso que ambas as empresas queiram, nem os comentadores de tecnologias dos EUA acreditam nisso, pensa-se que as queixas são apenas para reforçar as suas posições de forma a:
    1. Entrarem ambas as empresas em acordos, sem contrapartidas financeiras (neste caso a Apple sai a ganhar pois deixará de pagar as licenças da tecnologia de 3G da Samsung);
    2. Podem obrigar outras marcas a pagar licenças, quer a uma, quer a outras, pois ficará definitivamente provado quem é dono do quê, logo com direito a fees de licenças;
    3. Reforçam as suas posições no mercado móvel, diminuindo a concorrência.

    Ou seja, pelo menos nos EUA, as queixas de ambas é para seu próprio beneficio. Mesmo nos casos de uma empresa contra a outra.

  21. Valente says:

    Trabalhei em informática em grandes sistemas, desde 1963, e ao longo dos anos na Empresa foi criado um ódio pelos mais diversos motivos a duas marcas, a IBM dos grandes sistemas e a Apple da quinquilharia (como diziamos). Integrado no meio também criei o meu ódio que continuou depois de reformado.
    Com esta história toda de agora o meu ódio pela maçã acentuou-se, de tal forma que, quando vou à Fnac, posso ver tudo, mas quando vejo a prateleira da Apple passo ao largo nem para lá olho.
    E mais não digo… IBM agora Lenovo e Apple… nunca, jamais, never…

  22. Serva says:

    Sobre a questão automóvel e as patentes , sabiam que a Citroen foi considerada a marca mais inovadora do século XX , entre as inovações temos a tracção dianteira a roda de cremalheira os faróis direccionais que equipavam os Ds etc , agora vejam se a Citroen tivesse patenteado todas as suas inovações ainda hoje não tínhamos carros com tracção a frente e a roda de cremalheira como seriam hoje transmitidos os movimentos mecânicos , foi só mais um exemplo .

    Cumprimentos

    Serva

    • Vítor M. says:

      E não tem patentes de nada?

      Ora vai ver bem sff, estás completamente errado. 😉

      • Paulo says:

        provavelmente pagaram direitos para utilizar essa tecnologia ou fabricaram-na fugindo o máximo possível à patente original para evitar problemas.
        um bom exemplo disso, embora não seja patentes, mas sim de plágio, foi quando a madona levou com uma multa de 170 e tal mil dolares ou euros por ter copiado um sample dos abba sem lhes ter pago.
        (e ainda por cima a musica não vale nada).
        ainda vai correr muita tinta com isto das patentes, e está na moda patentiar qualquer porcaria e tentar processar os outros para ganhar dinheiro, há sempre oportunistas.

    • Toni Antonio says:

      Mais um!!! porque atiram assim coisas para o ar!!! já o outro da volvo estava totalmente errado! tal como tu estas! nem me vou dar ao trabalho para publicar aqui fontes em que eles tem patentes de isso tudo e mais alguma coisa!

      Mas há alguma coisa que uma grande empresa invente e não patenteia!!!??? Anda tudo doido ou que!?!?!

      Falar contra o sistema de patentes é uma coisa (isso é que é discutível)!!! agora vir para aqui defender grandes corporações para atacar outras!?!?! isso é tudo farinha do mesmo saco!!!!

      faz uma pesquisa na net!!! e vais ver como estas completamente enganado!! e provavelmente ganharam milhões á custa de licenciamento dessas patentes!!!

      • Andre says:

        Ya, uma empresa meteu um slide lock 5 anos antes do IPhone mas não patentiou, a Apple patenteia e agora processa a Samsung…

        Queres mais exemplos? Falas bem, grandes empresas.

  23. Serva says:

    @Aver ,

    Bom post , não fazia ideia embora imaginasse que os construtores de telemóveis como a Nokia , Sony Ericksson , Samsung , tivessem muitas patentes o que não sabia era que as diferenças eram tão grandes , só por aqui se pode ver o interesse da Microsoft na Nokia .

    Obrigado por partilhares

    Cumprimentos

    Serva

  24. cartoon says:

    Querem uma história melhor?
    Revista Sábado”, de 14 a 20 de Abril de 2011, página 22: O designer de sapatos Christian Louboutin processou a Yves Saint Laurent por esta violar os direitos de autor por ter usado o vermelho nas solas dos sapatos da sua nova colecção. Este senhor afirma ter sido o primeiro a desenvolver a ideia das solas vermelhas em sapatos femininos.Este senhor nasceu em 1964. Em 1974/75, tinha eu uns 7 ou 8 anos, lembro-me perfeitamente da minha mãe usar uns sapatos com sola dessa cor. Ainda me recordo de brincar com a minha mão dizendo-lhe que “ainda bem que as formigas não são touros”. A não ser que esse senhor Louboutin já fosse designer de moda com 10 ou 11 anos, algo aqui não bate certo e roça quase o ridículo…

  25. nt says:

    Boas

    Acho que alguém é que vai pedir à Apple uma grande fatia do lucro… https://www.youtube.com/watch?v=JQ8pQVDyaLo
    E mais não digo!

  26. Pedro Coelho says:

    Boas,

    Segundo parece, o processo na EU foi restrito aos 3 telemóveis referidos neste Post, os tablets e restantes aparelhos podem ser comercializados. Mesmo estes 3 aparelhos se forem sujeitos a upgrade do Android poderão ser comercializados.

    Conforme podem ver neste Post da OSNews – http://www.osnews.com/story/25098/Apple_Scores_Meaningless_Dutch_Court_Victory_Against_Samsung – A única queixa aceite foi da galeria de imagens do Android ser semelhante à do iOS, todos os outros pontos foram invalidados por duas razões, basicamente:
    1. O design minimalista dos produtos Apple torna-os demasiado genéricos para se lhes poderem ser concedidas patentes válidas. Isto invalida todas as queixas por look and feel.
    2. Os pontos relativos a tecnologia (ex. o slide de desbloquear o ecrã), foram demonstrados como já anteriormente patenteados por outros dispositivos/marcas. E mesmo que alguns deles nunca tenham chegado a ser comercializados, as suas patentes não podem ser atribuidas à Apple.

    Assim, a Apple teve uma vitória, mas esta é uma vitória que lhe servirá pouco, já que era este o tribunal que ia legislar sobre toda a UE já que o processo a decorrer na Alemanha apenas se refere à própria Alemanha.

    • golias17 says:

      E a samsung defendeu se a dizer que vai lançar uma actualização para resolver os problemas em conflito de modo a deixar de infringir a patente.

      Fonte:
      http://translate.google.nl/translate?js=n&prev=_t&hl=nl&ie=UTF-8&layout=2&eotf=1&sl=nl&tl=en&u=http%3A%2F%2Ftweakers.net%2Fnieuws%2F76361%2Fsamsung-blijft-galaxy-s-ii-in-nederland-verkopen.html

    • aver says:

      Pois, que’ d’zer. O tribunal alemão inicialmente decidiu a suspensão para toda a Europa. Depois teve dúvidas sobre a sua competência e restringiu a suspensão à Alemanha.

      Quando tiver uma decisão definitiva, se for favorável, tenho poucas dúvidas que a Apple instaure processos nos tribunais de todos os países.

      Se, em cada país, seguirem a “recomendação” do tribunal alemão a coisa espalha-se. Menos em Portugal, é claro – quando o tribunal português tomar uma decisão sobre as semelhanças entre o iPad 2 e o Galaxy Tab, já deve ir no iPad 57 e no Galaxy Tab 62.

      Por causa dos desfasamentos das decisões e tratando-se de uma matéria comercial é que achei lógico que o tribunal alemão pudesse tomar decisões aplicáveis à União Europeia (menos a Holanda).

      Para o caso de se procurar entender – “Então por que é que o processo referentes aos Galaxys/smartphones é na Holanda ?” – tanto quanto eu percebi isso deve-se a estarem sediadas na Holanda as empresas da Samsung que fazem a distribuição para a Europa. O que a Apple pedia era que os Galaxy já distribuídos fossem recolhidos, para a Holanda.

      • Andre says:

        Foi uma derrota a toda a linha para a Apple, só ganhou numa coisa insignificante e facilmente resolvida antes de a proibição ser efectivada.
        Perdeu todas as outras patentes que foram consideradas inválidas. O mais certo é qualquer outro tribunal europeu vai decidir o mesmo, só se a Apple gostar de gastar dinheiro em tribunais é que avança com o mesmo processo para outros tribunais.

  27. golias17 says:

    O mais engraçado disto tudo é que se dizia que o galaxy era copia chapada do iphone e os juízes dizem o contrario, se à patentes infringidas a apple tem de se defender, agora dizer que eram iguais ou parecidos foi ridículo.

    Foi engraçada em quanto durou a polémica exagerada a meu ver, a apple tem de se defender, mas não pode exagerar nas acusações que faz.

    Deixo uma questão ainda acham copia chapada, quando apenas se fala que violaram a patente relativas a galeria das fotos?

    • aver says:

      Acho que estás a confundir os Galaxys.
      O que é cópia chapada (ou como eu os achei, iguais como duas gotas de água) são o iPad 2 e e o Galaxy Tab. Esta questão está em apreciação no Tribunal Regional de Desseldorf.

      A questão do tribunal holandês – Galaxy S, II e Ace – nunca esteve em nenhum post. Para a maior parte das pessoas deve ter sido uma surpresa. Acho que ninguém falou (ou não teve oportunidade de falar) em cópias chapadas. Penso que o que está em apreciação na Holanda são determinadas patentes em concreto.

      • Pedro Coelho says:

        Estava o Galaxy Tab sim, em Dusseldorf estavam 7 smartphones e o Galaxy Tab 10.1, mas como o tribunal não podia julgar fora da Alemanha a Apple apresentou na Holanda a mesma queixa, contra os mesmos 7 smartphones e o Galaxy Tab 10.1, mas desta vez com influência em toda a União Europeia, bem como contra a rede logistica da Samsung na Europa.
        O iPad e o GalaxyTab foram considerados semelhantes pelo tribunal Holandês apenas frontalmente, o tribunal considerou que a restante aparencia é totalmente diferente e invalidou a queixa da Apple sobre o Galaxy Tab.

        Cumprimentos,
        Pedro Coelho

        • aver says:

          Já não estou é a perceber nada. Hoje o tribunal de Dusseldorf (Alemanha) confirmou a suspensão da venda do Galaxy Tab na Alemanha. Se lá estão os Galaxys smartphones, de facto nunca se falou nisso. Neste tribunal novos desenvolvimentos só a 9 de Setembro.

          No post, sobre o tribunal holandês só se fala dos Galaxys/smartphones e de patentes em concreto e nada de que o tribunal apreciou a aparência do Galaxy Tab versus iPad 2. Também não encontrei nada a falar dos tabs na Holanda.

          Olha, não sei. Isto de facto, se alguma vez esta guerra de patentes teve piada já a perdeu. Já só me interessa se vai mesmo até ao fim – a Samsung altera o que os tribunais disserem que está parecido ou paga uma indemnização à Apple.

      • Andre says:

        Cópia chapada? LOOOOL, deves ser cego ou nunca vistes um IPad 2 e um Galaxy Tab 10.1 lado a lado como eu já vi.
        Cá para mim tu cofias nas fotografias adulteradas que a Apple apresentou para dizeres isso… Enfim…

          • Andre says:

            Queres dizer que um IPhone tem tecnologia Samsung nele e não o contrário com isso?

            Nada tem a ver com isto, constituintes interno não tem a ver com este processo, alias a Apple não pode processar alguém por usar constituintes que são seus e produz nos seus telemóveis só porque os vende para eles.

          • aver says:

            Não tem nada a ver com os materiais e com quem os fabrica.

            Quando se fala de cópia chapada está-se a falar do “look and feel”, que talvez a melhor tradução seja design.

            Uma pessoa que vá ao Google e pesquise por imagens de “design industrial” vai encontrar certamente peças de desenho único (acho que é preciso fazer isto para se entender bem o que está em causa). Outro que venha pode produzir uma peça um pouco mais pequena ou um pouco maior mas vê-se claramente que é uma cópia do original. Foi essa a sensação, nítida, que eu tive quando andei na FNAC a mexer num e noutro.

            E é isso que o tribunal alemão está a ponderar. A fase das fotografias distorcidas, propositadamente ou não, já lá vai.

            Na audiência de há um dia ou dois, o tribunal manteve a suspensão (temporáriamente porque ainda não há uma decisão definitiva) por considerar que há de facto bastantes semelhanças entre o Galaxy Tab e o iPad 2.

            O mais provável é que venha a exigir à Samsung a alteração de alguma parte do design em que considere que há semelhanças excessivas. Se não forem feitas as alterações ou as empresas não se entenderem quanto a indemnizações a suspensão torna-se definitiva.

  28. eu mesmo says:

    tava a pensar em esperar pelo fim do ano para comprar a nova geraçao de smartphones com cpu a 1.5 ghz, mas cada vez mais tentado em comprar o sgs2

  29. Pisca says:

    Se tiverem muitas duvidas podem perguntar o J.Luis Arnaud, parece que é especialista na área do direito de patentes, ao li por aí

    • Vítor M. says:

      😀 conheço-o pessoalmente, se quiseres podemos marcar um almoço com ele, olha é um tipo bem porreiro e tem feito um trabalho excelente no INPI 😉

      • Pisca says:

        Era capaz de ser interessante, como disse atrás trabalhei na área dos direitos de autor e artista e gostei bastante, quando ainda era tudo em papel e lápis, mas as bases continuam as mesmas e são semelhantes para as patentes
        Por exemplo a questão do dominio publico é interessante, podes ver algo sobre isso na wikipédia

  30. Filipe Sousa says:

    Vou deitar mais um pouco de gasolina na fogueira…

    Eu acho que todas as empresas de smartphones deviam ser processadas pela apple. Deviam ser todas extintas e passar a ser comercializado só o iphone. Depois, todos os advogados da apple que escrevem nos comentários desta noticia podem festejar á vontade.

    Isto faz-me lembrar as atitudes dos adeptos das 3 maiores equipas de futebol em portugal. Da maneira que falam das equipas rivais parece que só a equipa deles devia existir, depois faziam uma parede no meio do campo e jogavam contra a parede.

    Por falar em futebol, já imaginaram se isto das patentes chega ao futebol?
    Começam a patentear tácticas e sistemas de jogo, assim quando uma equipa utilizar a táctica que um outro treinador inventou para ganhar um jogo, corre o risco de ser posta em tribunal e acabar por perder esse mesmo jogo.
    Se isto das patentes pegasse no futebol podia ser que que as equipas começassem a ganhar os jogos sem entrar em campo.

    Isto das patentes é uma autentica palhaçada, principalmente quando se vai patentear ideias que não são possiveis de por em prática no altura do registo da patente.

  31. Serva says:

    Filipe , estiveste bem

    Cumps

    Serva

  32. eu mesmo says:

    Apple acabou o dia a descer 0.65%, nada demais, mta expectativa sobre o novo produto que consenso geral será 1 sucesso, veremos, mtas expectativas…

  33. Júlio says:

    AAA, não acredito, Suiça também :S
    O jeito agora é eu ter de comprar em Portugal ou quando eu for no Brasil.

  34. Pedro Fernandes says:

    A Apple ganha um processo onde realmente tem razão, basta ver o aspecto do telemóvel e o menu das apps, eu próprio tenho um Samsung Galaxy Gio que é o meu telemóvel, não foi considerado como proibido mas consigo ver que aquilo tem influências Apple. Se fosse a Samsung a ganhar à Apple aposto que estavam aqui a lançar foguetes mas como foi a Apple e muita gente não sabe bem porque odeia a Apple já cospem cascalho em grandes quantidade.
    As patentes existem, e todas as empresas abusam delas a Apple não é diferente mas pelo que parece só quando a Apple usa o seu direito de processar é que se escrevem notícias.
    Enfim o ódio é tanto que não conseguem admitir que têm razão quem ganhou tem razão.
    Se querem estes modelos ainda podem comprar até Outubro, depois, o choro é livre.

  35. Eu vou achar piada é quando a Google/Motorola Mobility acompanhadas de largos milhares de patentes se resolverem juntar à celebração do lançamento do iOS e iPhone 5 com umas quantas acções em tribunal. Parece-me mais que óbvio que só estão à espera disso mesmo.
    É questão de se dizer…combater fogo com fogo?

  36. aver says:

    TRIBUNAIS NÃO SE ENTENDEM
    O ALEMÃO DIZ QUE O GALAXY TAB E O iPAD 2 SÃO MUITO PARECIDOS. O HOLANDÊS DESMENTE

    É assim que penso que seriam as noticias se os dois tribunais tivessem apreciado o look and feel dos dois tablet. É possível que o holandês tenho apreciado patentes sobre o aspecto disto ou daquilo mas não do aspecto global.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.