Quantcast
PplWare Mobile

Vêm aí taxas para quem usa o multibanco?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. sergio says:

    Já esperava isto, ainda mais quando vi o filme how to rob a bank, a banca é assim quando não pode roubar de uma maneira rouba de outra, quando não há mais maneiras abrem falência e os contribuintes que paguem o resgate. C#lo$

    • lmx says:

      Agora é que tu disses-te tudo…

      investem mal e gastam mal, o dinheiro que não é deles…e depois abrem falência…e fica tudo bem…

      O escravo paga!!

      cmps

  2. Xavier gome says:

    É fácil as pessoas começam a deixar apenas so dinheiro das obrigações que tem ( créditos/débitos directos) e levantam tudo o resto…
    A ver se os banco com as contas a zero se não retiram logo isso de circulação…

    • Angelo says:

      Há mais “dinheiro” depositado do que dinheiro real. Se toda a gente fosse levantar dinheiro, não haveria para todos. E o Estado iria intervir, par aimpedir o colapso bancário.
      Quem está lá em cima governa-se bem.

      • Bruno Rocha says:

        Movo logo para fora o dito e de la levanto-o

      • Filipe YaBa Polido says:

        Lá está, anda tudo com dinheiro “electrónico”, os carteiristas reclamaram que estão fartos de roubar plástico, então tem que se arranjar maneira do povinho andar com papel no bolso.
        O azar… é que todos temos menos papel (falo por mim) à conta destes e de outros gamanços legais por parte dos mesmos do costume… bah.
        E para quem comentou aqui sobre a manutenção das ATM: já pagamos o suficiente por ano para estas tretas, ou não?!

  3. Angelo says:

    Já não basta o que o povo pagou aos bancos (resgate) com muito sacrifício, ainda querem espoliar mais. É injusto e é indecente. A banca tem muito poder, mas espero que não consigam levar avante esta obscenidade.

  4. Pedro says:

    É da maneira que passo a levantar maiores quantias ao balcão e deixo algum em casa. O dinheiro é nosso, e aceitamos dar uma pequena quantia para o guardarem. Se abusam não o deixamos lá. Simples.

  5. Tiago says:

    Concordo plenamente com o Xavier, mas o problema é que há muitas pessoas que (são pobrezinhos) têm tanto ou tão pouco dinheiro que é-lhes impossível fazer tais levantamentos.

  6. Rui says:

    O Português quando vai ao supermercado e paga 2 ou 4 cêntimos por saco está tudo bem, mas as maquinas dos bancos são para manter gratuitas,,, no estrangeiro também se paga, e mais, de houver menos dinheiro e circular talvez se combata e informalidade da nossa economia…
    O português quando vai a algum lado e paga a dinheiro e nao pede fatura pode contar que os 23 % de IVA que pagou nao vai muitas das vezes para o estado… Mas nao faz mal, pagamos todos…

    • Malic x says:

      Só um pequeno detalhe: Os bancos já cobram comissões pelos cartões, já cobram comissões pela existência da conta e pouparam milhões na redução de funcionários nos balcões.

      E não esquecer qua rede MB é única e pertence a todos os bancos ao contrário de outros países, onde é necessário pagar o uso das outras redes.

      Em resumo, mais um roubo da banca em potencia.

    • Ricardo Silva says:

      da-me uma opção como as dos sacos, no supermercado quem não quer pagar pelos sacos leva da casa ou traz na mão, e nesse caso? nao levantas o dinheiro?
      eu por acaso sou um exemplo do oposto, no supermercado quase sempre compro os sacos, mas uso muito o multibanco, pois por norma levanto sempre quantias muito pequenas, logo muitas vezes, se assim for vou ter de tar a levantar grandes quantia e deixar o dinheiro em casa -.-‘

    • Quim says:

      Também se paga?

      Aqui na bélgica não pago nada para levantar, seja com o cartão portuga ou com o belga..

    • Dani Silva says:

      Só uma pequena nota… no estrangeiro só se paga quando é uma máquina de outro banco. Caso seja uma máquina do teu banco, não pagas nada.

      Em Portugal quase todas as máquinas são da rede Multibanco, por isso essa regra não se poderia aplicar…

      • André Gomes says:

        Correcto. E há bancos que deixam levantar em máquinas de outros sem pagar. Exemplo: UBS na Suiça.

      • Gustavo says:

        Nem isso… Na Holanda não pagas nada (eu pelo menos nunca paguei), tenho é um limite quando levantas dinheiro de ATM de outro banco que não o teu.

        E até podes pagar 10 cêntimos com cartão!

      • Afonso Gomes says:

        Isso nao e 100% verdade. Por exemplo, no Danske Bank no Reino Unido pagas 40p por cada levantamento a partir do quinto levantamento do mes. Pelo menos a julgar pelo que diz os termos e condicoes deles.

        Um caso nao sao casos, mas e preciso ter cuidado com generalizacoes 🙂

    • RaCcOn says:

      Permite-me concordar e discordar do que dizes…

      O saco no supermercado é um custo que é imputado ao cliente, até acho natural…Primeiro porque esse custo tem de ser dissolvido no lucro e porque a uns anos (e ainda acontece) muita gente trazia uma lata de sardinhas numa saca e no caixa ainda metia umas outras tantas dentro dessa mesma saca…muitas vezes até sem razão nenhuma.
      Pessoalmente concordo com essa medida e deveria de assim ser em todo o lado, desta forma consegues até reduzir a quantidade de plástico que anda por aí.

      Nos bancos, no multibanco, eles cobram uma anuidade do cartão, cobram despesas de manutenção de conta…nos cartões de crédito cobram despesas de levantamento a crédito entre muitas outras coisas que são cobradas…queres levantar o teu dinheiro no balcão e pagas um impresso qualquer que a uns anos no BPI era de 2.50€ por levantamento. Justo?Não…eu é que meti o meu dinheiro lá e eles até o utilizam sem a minha autorização.

      Se querem cobrar taxas de levantamento no multibanco então que deixem de cobrar taxas de manutenção de conta, anuidade do cartão, despesas de levantamento ao balcão e principalmente que deixem de usar o meu dinheiro para investimentos deles(inclusive empréstimos a outros clientes) ah e deixem de meter publicidade seja a que entidade for nas caixas multibanco.

      Isto certamente não irá avante, só iria fazer com que as pessoas deixassem de meter o seu dinheiro nos bancos, e os que fossem obrigados a que o mesmo lá fosse parar o levantassem todo de uma vez…
      Não é de todo viável sequer para o banco.

      • MauDaFita says:

        E já agora que deixem de cobrar as taxas aos comerciantes… que não são pequenas!

        • RaCcOn says:

          Epah é um serviço é natural que seja cobrado, ninguém faz nada deborla…quem cobra é a SIBS e não os bancos…

          Mas na verdade as taxas são demasiado elevadas, por essa razão não me admira que os comerciantes imponham limites nas formas de pagamento por essa razão.

    • David P. says:

      Tu dizes que: “no estrangeiro também se paga(…)”
      Já agora em que países é que isso acontece?
      Como gostam de copiar o que os grandes países da Europa fazem, podiam copiar o que eles fazes, propriamente na Alemanha…
      que não se paga por levantar dinheiro no multibanco, mas cobram uma taxa ao usares o cartão (0,20€), como por exemplo, ires a uma loja e usares o cartão para pagar a compra!

    • kimbas says:

      No estrangeiro tambem se paga?? Onde? ja estive na alemanha, Bélgica, frança, Holanda, Espanha, Itália e Luxemburgo e nunca paguei nada de levantar lá dinheiro.

      Cumps

  7. Nunes says:

    Pelo o que eu percebi os bancos estão a pensar nisto por causa de medidas que a comissão Europeia quer adoptar sobre determinadas comissões dos bancos. Se os bancos passam a ganhar menos dum lado, acabam por ter que ir buscar dinheiro a outro!
    http://economico.sapo.pt/noticias/tecto-nas-comissoes-prejudica-lucros-dos-bancos-em-favor-dos-comerciantes_183051.html

    • Rui says:

      Nunes,

      Acho quem toda a razão, e afinal de contas trata-se de uma medida justa, utilizador pagador… Os comerciantes saem a beneficiar, se quiserem reduzir preços que o façam… O sistema custa dinheiro para manter…

      • Marco Rebelo says:

        Pois o sistema custa a manter. Para isso é que se paga a anuidade dos cartões. Além de pagarem juros de miséria aos depositantes e de no final do ano os bancos distribuirem dividendos de milhões a banqueiros e a accionistas, agora ainda foram inventar mais essa comissão?
        E porque é que agora estão na moda as palavras “comissão” “sobretaxa” “actualizações”? Porque não chamar isso tudo pela palavra “roubo” ou “saque”? Porque é masmo isso que é.

        • Rui says:

          Acho que se poderia atualizar. Hoje em fia anuidades de cartões é coisa rara. Contas jovem, conta ordenado entre outras. Antes de falar à sorte ou repetir as barbaridades que ouvimos no dia a dia temos que nos informar … Haja um pouco de inteligência …

          • Marco Rebelo says:

            É verdade tens razão. Até se paga para ter dinheiro no banco. É mesmo uma barbaridade.

          • Eleck says:

            Rui antes de mandar calar os outros pense primeiro as contas jovem não têm anuidade mas o cartão jovem que se pode associar a elas tem por tanto cale-se antes de falar, a maior parte das contas não pagas para as manter mas pagas para teres cartoes e é essa anuidade que que serve para manter o sistema

          • Pedro says:

            Eleck, mas isso e a anuidade do cartão jovem.. Não tem nada a ver com a conta do banco LOL

          • sergio says:

            Essa de contas jovem é para rir só pode

        • Nunes says:

          chegaste a ler a notícia de que a Comissão Europeia deverá aprovar medidas que devem reduzir as receitas dos bancos portugueses em mais de 100 milhões de euros?
          Eu tb não quero mais comissões, mas se Bruxelas faz coisas que afectam os Bancos como é que queres que eles não tentem, noutro lado, ganhar o dinheiro que podem perder!?
          O errado aqui está em Bruxelas, que ao mexer nas coisas põe o consumidor a pagar mais!

          • Malic x says:

            E que tal serem mais eficientes?
            Nem imaginas os milhões que os bancos desperdiçam por ineficiência. Consegues ser mais burocratas e obtusos que a função pública dos anos 90. Falo por conhecimento do sistema bancário.

            E os ordenados obscenos dos diretores e administradores então nem falar.

            E os consultores que são aos magotes em todos os bancos? para produzir resmas de powerpoints a milhões de euros a página ?

            E os sistemas informáticos que vão todos os meses para o lixo? Desenvidos pelas grandes consultoras que ao chegaram ao utilizador final se verificam serem de uma inutilidade confrangedora? logo lixo, gaveta, mas pago.

            enfim … nem vale a pena detalhar mais.

          • Nunes says:

            @ Malic x
            o que se tem visto é os Bancos a perder dinheiro e a despedir pessoal nos últimos anos… achas mesmo que no clima actual têm forma de compensar os milhões que vão perder sem ir buscar dinheiro a outro lado! É pegar no que se passou noutros países

          • Ducasan says:

            “Eu tb não quero mais comissões, mas se Bruxelas faz coisas que afectam os Bancos como é que queres que eles não tentem, noutro lado, ganhar o dinheiro que podem perder!?”.

            Eu não vejo nenhum dos manda-chuva dos bancos a passar dificuldades, e mais ainda, o dinheiro que podem perder, como afirma, não é deles, por isso que não venham buscar AINDA mais aos depositantes.

          • Nunes says:

            @ Ducasan
            :S um banco não é a Santa Casa da Misericórdia nem um cofre, tem que gerar lucro e cobrir as despesas para assegurar que os empréstimos que faz não o levam à falência. São uma parte integrante da economia, sem bancos ou sem alguém que empreste dinheiro a economia como conhecemos pára, deixa de haver investimento!
            Os lucros dos bancos são dos bancos e as perdas são dos bancos. Eles fornecem um serviço e qualquer serviço é pago!
            Não quero dizer que não há muitas injustiças no sistema, mas é ridículo pensar que é tudo de graça ou que os bancos não devem ter lucros.
            Se depositas dinheiro num banco o dinheiro é sempre teu, mas aceitas que sirva para cobrir muitas outras coisas necessárias à actividade dum banco e da economia. Um banco não tem dinheiro em caixa para cobrir todos os depósitos, nem faria qualquer sentido se assim fosse.
            Por isso tu precisas que o teu banco tenha lucros, é o que assegura que o teu dinheiro está seguro e que à tua volta haja pessoas com empregos e a receber dinheiro. É uma simbiose

          • Mário Sousa says:

            Nunes, só discordo numa coisa que escreves “Os lucros dos bancos são dos bancos e as perdas são dos bancos.” – na teoria isso é verdade mas a prática ensina-nos há alguns anos a esta parte que os lucros avultados são dos bancos e as perdas são compensadas por injecções de capital público…

            Aparentemente, com ou sem lucros a moral da história é que o nosso dinheiro está sempre seguro e quem paga tudo isso? todo aquele cidadão que pague impostos, mais ninguém…

          • Nunes says:

            @ Mário Sousa
            Não sei a que exemplos concretos te referes, mas eis o que se sabe, para evitar o desastre de bancos com perdas avultadas eles foram nacionalizados com receio que a falência levasse a contágios noutros bancos. Se tivessem ido à falência só uma parte dos depósitos teria sido coberta pelo “seguro” do Estado! Se não fosse o tumulto financeiro actual, um banco com grandes perdas não iria ter esse apoio, e muito provavelmente ía à falência! Um banco saudável com perdas assume as perdas e ajusta-se para deixar de ter perdas!
            No caso do aumento de capital dos bancos, isso foi uma imposição das novas regras na Europa, e é um empréstimo que no fim deverá dar lucro ao Estado!

  8. José Moreira says:

    Volta e meia, essas notícias saem cá para fora, a modos que a apalpar o pulso.
    Imaginemos esta cena: poucos minutos antes do encerramento do banco, entra uma catrefada de clientes que, pura e simplesmente, vão depositar dinheiro. Cada um desses clientes quer depositar 100€ em… moedas de 50 cêntimos.
    Outra alternativa: em vez de depositar, querem levantar. Não um, mas dezenas de clientes poucos minutos antes do encerramento, a levantar dinheiro.
    “Tudo o que agrava, em termos de custos, a actividade bancária, para melhorar a rentabilidade,” o sr. Faria de Oliveira esqueceu-se, convenientemente, que. se as caixas ATM facilitaram a vida aos clientes, também permitiram, aos banqueiros, encher os bolsos, com a dispensa, óbvia, de pessoal. Querem voltar a receber pelo mesmo serviço?

  9. VRF says:

    Assim que esta medida for aprovada e implementada em Portugal, é no mesmo dia que me vou embora do país 🙂

    Chega de roubar.

    • Rui says:

      Peça ao patrão para lhe pagar em cheque ou a dinheiro e depois tem o problema resolvido…

      • Beto says:

        É isso mesmo, receber o ordenado em dinheiro, pagar tudo em dinheiro, que é vê-los outra vez a incentivar os cartões, como o fizeram há uns anos.
        OS bancos não produzem nada, vivem do dinheiro dos outros, querem a mama toda!

  10. Pedro Rasteiro says:

    No dia em que isso for implementado vou direitinho ao balcão do meu banco e entrego o cartão multibanco

    Uma coisa que os bancos ainda não entenderam é que, neste momento, são eles que precisam de nós e não o contrário.

  11. Andre says:

    Temos a rede MB mais evoluida da Europa e infelizmente vamos pagar por isso. As taxas sao comuns no resto dos países europeus e vai nos valendo a nossa constituição e as nossas leis pra evitar estas convergências. É obsceno mas inevitável…

  12. Helder Santos says:

    Mais uma maneira de roubar… que mais inventarão estes politícos?…

  13. Fininho says:

    É a forma que a banca tem para resolver as taxas que lhe vão ser aplicadas pelo estado… o estado cobra a banca põe o cliente a pagar.
    Em resumo pagam sempre os mesmos….

    • Rui says:

      Nem mais. As pessoas ainda não percebem que a atividade bancária deve ser a mais regulará em todo o mundo.
      Pensem nisto. Quando um banco cobra 10 % ao ano, sim só ano, qual a margem na venda de umas calças ou T-shirt ??? 200 ou 300 %. Sim, sim, ou acham que quando à promoções ou saldos de 60/70 % alguém está a dar algo a alguém, ainda estão a ganhar e bastante …

      • António says:

        Agora diz-me uma coisa, o que produzem os bancos? Que eu saiba, NADA! Ou melhor nos últimos tempos têm produzido buracos no orçamento português. Mas não me admirava nada que se mudasse a lei para fazer o favor aos amigos do costume!
        Pensa umas calças ou t-shirt gastam pano, linha, mão de obra, e no fim tens algo para vestir. Outra coisa, os bancos cobram 10% de quê? Do TEU dinheiro!
        Que deixem de emprestar dinheiro (milhões não tostões) a quem não pode pagar, sim estou a olhar para ti Duarte Lima!
        E que deixar o mercado funcionar, não o “MERCADO” financeiro mas o real, onde as pessoas trabalham, estudam, comem, se divertem, têm filhos, têm casa (seja própria ou alugada). E deixarem de emprestar dinheiro para comprar acções e merdas desse género. Emprestem dinheiro a quem quer construir uma empresa, e vejam que ela foi mesmo construída, ou a quem quer comprar uma casa, mas vejam se a casa vale mesmo isso.
        E o estado deixar de vender empresas que lhe dão dinheiro. Aí vamos vender os CTT para estimular o “MERCADO”, mas Ó seus BURROS, recebem agora estes milhões que amanhã já estão gastos, e acaba-se a teta, em vez de receber todos os anos algum que sempre dava para equilibrar o buraco de outras empresas! Quem paga depois, NÓS…

  14. Porquinhobranco says:

    Infelizmente.esta medida só peca pelo mau timing, pois todas as medidas deste género postas em pratica no panorama actual sao sempre encaradas como mais um prego no caixao do Zé povinho moribundo. Em vários países da Europa isto já acontece há muitos anos, em compensação em muitos deles nao se paga por exemplo comissões de manutenção de conta ou anuidades de cartões. O sistema bancario português esta muito a frente da maioria dos outros países da Europa e aparentemente isso tem um custo muito alto. Ao mesmo tempo todo esse avanço simplesmente é irrelevante para a maioria da população e nao lhes traz nenhum beneficio. É um bocado como aquela história de em 2020 quererem 100 Ou 200 mbits de largura de banda em todo o pais quando provavelmente nessa altura muitas famílias nem dinheiro para ter internet vão ter….

    • lmx says:

      Portugal esta muito avançado??

      Olha eu pensava que Paises como a frança é que estavam avançados, com mais de 1200€ mensais de ordenado minimo…ja nem falo no resto…e no meio disto, vamos esquecer a suissa 😉

      So ainda não pagas em Portugal, para respirar porque ainda não acharam uma vigarice de uma proposta de valide a coisa…

      cmps

      • Rui says:

        Não lmx, no sistema bancário somos melhores que qualquer país da europa. Em Portugal com um cartão multibanco levantas dinheiro em qualquer caixa atm, em muitos países da europa não consegues fazer isso, porque há várias redes incompatíveis a funcionar. E experimenta fazer transferências a partir da net, em alguns países europeus, lembro-me de um eurodeputado na Bélgica dizer que o banco deu-lhe uma máquina especial para fazer pela internet!!!!!

        • PorquinhoBranco says:

          tal e qual Rui. O meu banco aqui no UK obriga-me a andar com um token que tenho que usar sempre que quiser aceder á minha conta pela net. Tenho que inserir um pin nesse token que depois gera um codigo que tenho que inserir durante o login! E o mesmo para qualquer transferencia ou maioria das operaçoes bancarias. No Millennium BCP por exemplo isso tambem existe, mas tens a alternativa 1000 vezes mais comoda que é receber o codigo por sms no nº de telemovel que tens associado á conta!
          É obvio que nao sei como funciona com todas as outras contas aqui, mas sei que é assim para pelo menos mais 2 bancos. Esta de que te falo pertence a um dos maiores bancos do mundo que opera em montes de países pelo mundo.

        • Quim says:

          É uma espécie de máquina de calcular…

          Quando me deram (aidna na caixa) pensei que era um “prémio” por aderir à conta pela net, afinal era a maquineta para valdiar os pagamentos lol

      • PorquinhoBranco says:

        quando falamos de sistema bancario, nao estamos a falar do valor do ordenado das pessoas que o usam ou a quantidade de dinheiro que é movimentado. Estou a falar do funcionamento do proprio sistema bancario, pormenores como os sites de homebanking, a agilidade com que coisas como obter credito imobiliario ou pessoal funcionam, mudanças de conta, etc!
        Para teres uma ideia, no reino unido o processo de compra de uma casa que dependa da aprovaçao de um credito imobiliario pode demorar ate 3 meses. So recentemente foram tomadas medidas para agilizar o processo de mudança de contas para que demore no maximo 7 dias, e que ate agora podia levar até 1 mes, ja para nao falar dos sites de homebanking que mais parecem ter sido feitos no Frontpage 2003 e nao actualizados desde então!!

      • Ducasan says:

        Não dar ideias sff (pagar para respirar) que os larápios estão em todo o lado…

  15. Tomé says:

    Comentar este tópico em poucas palavras nunca será fácil. .. mas em resumo:
    O custo da actividade bancária deveria ser suportado pelos empréstimos VENDIDOS aos clientes (juros).
    Quando depositamos dinheiro num banco estamos a emprestar dinheiro ao banco.
    Quando levantamos dinheiro num ATM, estamos a usufruir de um serviço do banco que sem duvida deve ser pago. A questão é que este serviço está pago no momento em que depositamos o nosso dinheiro no banco. Este dinheiro é o que permite às instituições bancárias emprestarem dinheiro a terceiros e obterem os seus lucros através dos juros. Resumidamente, quando deposito o dinheiro no banco estou literalmente a emprestar o meu dinheiro ao banco… em retorno apenas quero usufruir de alguns serviços (atm) sem custo.

  16. Bin Laden Ocidental says:

    O dia em que esta taxa for implementada, é o dia em que irei usar o multibanco para levantar o dinheiro todo, ir ao mercado negro comprar uma dose respeitável de “fogo de artifício” e vou lançá-lo na Assembleia da República e no Banco de Portugal.
    Lembrem-se só disto: 25 de Abril só há um. Se continuam a espezinhar, a próxima revolta contra o sistema será tudo menos pacífica…

  17. Bruno says:

    Acho que ainda há muitas pessoas que pensam que quando depositam 10€ por exemplo, o banco não mexe nesse dinheiro, mas na realidade se não me engano, eles só são obrigados a reter 10%, o que basicamente isto significa que no exemplo dos 10€, eles podem “mexer” em 9€, ficando somente 1€.

    E é por isto, que quando se pensa “ah, eu vou é levantar o dinheiro todo e está feito!” não é bem assim, aliás viu-se no Chipre que quando houve risco de falência de uns dos maiores bancos, os clientes foram barrados quando tentaram levantar o seu dinheiro e posteriormente limitados a uma quantia por cliente que já não me recordo.

    Para se familiarizarem melhor como isto tudo funciona vejam o documentário “Inside Job” que está muito bem feito.

    • Rui says:

      Sim Bruno, é exactamente isso. Quem pensa que deposita o seu dinheiro todo num banco e ele fica lá a ganhar teis de aranha, não percebe como funciona o sistema.

      Em Portugal é obrigatório cada banco depositar 10% dos depósitos, no Banco de Portugal. Ou seja, esses 10% não lhes rendem nada. E com os restantes 90% aplicam o chamado multiplicador ou alavanca financeira, emprestam por exemplo 50 a A e 40 a B. Quer isto dizer que artificialmente o banco criou mais dinheiro, há os 100 do depositante, mais os 50 que A vai gastar e mais 40 do B, e mais os juros. Ou seja, com 100 o banco criou 190€.

  18. Rui says:

    “É negativa e os resultados da banca europeia foram extremamente pesados em 2011, 2012, vão ser em 2013, e podemos estimar que 2014 ainda será um ano com resultados globais negativos. Talvez, menos maus do que nos anos anteriores”.”

    LOL, é preciso não haver qualquer vergonha da cara destes “senhores” para afirmar estas palavras. Pagam milhões aos quadros superiores em salários e prémios e depois tem resultados negativos.

    • Bruno says:

      Está mais que provado que estes senhores vivem noutra realidade… Acho que não me recordo de outro sector em que mesmo apresentando resultados negativos, são pagos bónus e prémios aos administradores pelo o seu desempenho.

      Há casos em que instituições financeiras faliram e os CEO’s saíram com um prémio de performance no inicio da crise em 2008, o que não faz sentido nenhum mas lá está, vivem noutra realidade infelizmente.

  19. CMatomic says:

    já a meses que o meu banco não vê nenhum tostão meu .

  20. Jorge says:

    Os bancos é o cancer da sociedade. Os administradores ganham rios de dinheiro sem produzirem nada de jeito. A troika ordenou baixar salários nas telecomunicações, EDP, Banca e não tenho duvidas que esse é o mal deste pais. Pessoas que não fazem nenhum, ganham rios de dinheiro. Eu vejo empresários esforçados que dão o litro para ganhar um salário decente, querem crescer, chegam a banca pedem um empréstimo são estroquidos, e os gajos ficam lá assentados sem problemas á espera do deles no final do mês. Só com metade do salario deles anual um empresário podia dar emprego a varias pessoas e mudar o rumo deste pais.

  21. Christian says:

    Estou completamente farto de ver o meu povo ser submetido a tais sub cargas, é completamente injustificavel a nivel salarial pedirem tais supplementos de taxas, ja sem falar de não haver emprego, por favor ANARQUIA ! revoltem se…

  22. David Ferreira says:

    os únicos responsáveis pela perda de dinheiro na banca é a própria banca. Agora como perderam o juizo e estão a perder dinheiro (não tem os bolsos tão cheios) andam atrás do zé povinho….

  23. Mike says:

    Aumentar a anualidade um pouco ainda vá lá. Agora taxar a cada uso, era mesma da maneira que começava a usar mais dinheiro e a cheques num valor maior. Estes caramelos ja recebem no acto da compra, ainda querem no acto de levantamento?? 😀 Matai-os LOL não tenho problema nenhum mudar a minha rotina, e penso que era da maneira que eu e muitos outros eramos menos consumistas 😀

  24. Fox says:

    Estas taxas de levantamento são um absurdo…o que vale é que eu faço muito poucos levantamentos… pago tudo através de homebanking e quando vou a algum lado uso quase sempre o cartão…

    Levantar dinheiro é mesmo só quando vou ao barbeiro 😀

  25. Rui says:

    Vejo muitos comentários de denotam desconhecimento de causa do nosso sistema bancário.

    1º O nosso sistema bancário é do melhor que existem por esse mundo fora. Talvez pelo atraso que tinham nos anos 80, recuperaram e muito bem ao criarem uma entidade transversal a todos os bancos para criar um sistema utilizado por todos os bancos que actuam em Portugal, estou a falar da SIBS (empresa participada de todos os bancos);
    2º Não conheços métodos mais fáceis de fazer transferências do que aqueles utilizados pelos bancos nacionais. Sentado à frente deste computador, eu pago os salários dos funcionários, descontos para a SS, Finanças, etc, transferências internacionais, nacionais (urgentes ou não) e só preciso de ter um certificado instalado no browser + telemóvel no caso do BCP, ou cartão matriz + telemóvel no caso da CGD, BPI, etc;
    3º A crise mundial que estamos a viver e a sentir na pele, teve origem nos bancos, mas não foram os bancos nacionais que provocaram esta crise. No entanto eles estão a sofrer por tabela, não só porque a União Europeia exige, no meu entender erradamente aos países a serem resgatados, que os bancos aumentem o seu capital para 10% TIER CORE 1, quando antes da crise nem 6% tinham. Só para terem uma ideia, estes 4% representam milhares de milhões para a banca nacional!!!!
    4º A somar a este grande problema, a banca nacional não tem acesso a crédito, assim que Portugal passou a ter assistência da troika, nunca mais emprestaram dinheiro à banca nacional, apenas o BCE o faz e a curto prazo e com garantias reais de penhora (exemplo, só aceitam dívida dos países, ou uma % de imóveis)!!!!
    5º A somar a estes azares todos, a banca nacional teve de incorporar perdas por imparidades (perdão de dívida na Grécia, só o BCP ficou a arder em 700 milhões de euros!!!!), créditos incobráveis, etc…..
    6º Se repararem, a banca nacional soma prejuízo atrás de prejuízo, pelas razões que apontei anteriormente. Só o BCP dá prejuízo à 3 anos ou 12 trimestres seguidos!!!!!!

    Por todos estes motivos e porque usar o SIBS custa dinheiro, é evidente que os bancos procuram todas as formas de ganhar dinheiro.

    Mas sempre têem a alternativa de guardarem as notas debaixo do colchão 🙂
    Têem é de ter cuidado aos amigos do alheio 🙂

    • Mário Sousa says:

      Rui nâo sei se trabalhas para alguma instituição financeira ou não mas, apesar de bons argumentos, nem tudo é assim tão linear como apresentas.

      Em primeiro lugar, concordo contigo quando dizes que estamos ao nível dos melhores, especialmente com a SIBS que foi uma boa ideia. Desde a sua criação nunca se falou em custos para o utilizador, pois o MB veio substituir muitos serviços que eram efectuados antigamente por um funcionário físico e que, provavelmente, foi despedido entretanto pois o seu trabalho foi subsituido por uma máquina e pelo trabalho do próprio utilizador.

      Depois, os métodos que referes de pagamentos, etc, etc, já existem em muitos dos bancos por essa europa fora, como por exemplo o Santander, a ING Direct ou a RaboBank, todos usam esses sistemas. Se fomos pioneiros, muito bem, mas hoje em dia quero dizer que são práticas comuns.

      Quanto à crise mundial, que de facto não foi provocada pela banca nacional – é verdade, mas podemos dizer que a banca nacional também contribuiu, e bem, para tal e fez uma muito má gestão do assunto: durante anos realizaram-se empréstimos selvagens e a todo o custo (recordas o anúncio “queres dinheiro? vai ao totta”), provocaram a inflação e sobrevalorização imobiliária de forma a subir o preço das casas e a dar 100% do crédito ao invés de um máximo de 70-80% do valor total do imóvel como mandam as boas regras, etc, etc…enfim exemplos não faltam. Reconheço que o negócio dos bancos é a venda de dinheiro, mas a cega e desenfreada ganância roubou-lhes a lógica financeira, para nem falar da legitimidade…

      Se hoje em dia um banco tem de apresentar 10% do seu capital, sou sincero, ainda é pouco, porque a história ensinou-nos VÁRIAS VEZES, especialmente nos últimos 50 anos, que a alavanca multiplicadora e especulativa NÃO FUNCIONA pois existem demasiados riscos para tal…No mínimo 50% de capital seria o justo, mas já lá vamos…

      Todos os demais problemas adjacentes, sobre o problema de crédito lá fora, gostaria de relembrar que estão previstos 12 mil milhões de euros a distribuir pela banca portuguesa…mas o mais curioso é que grande parte dos juros desse dinheiro vai ser pago…imagine-se…pelos contribuintes e não por quem de direito: a banca

      A banca não são, nem nunca foram, nenhuns “coitadinhos”…se estão assim foi porque comeram mais do que a conta e deslumbraram-se com o seu próprio sucesso e quando isso acontece…quem paga a factura é sempre o mesmo.

      Além do mais, para terminar, temos de ter sempre um factor que não podemos esquecer: se estão assim tão em crise e a apresentar resultados negativos, provavelmente martelados para tal, porque raio durante anos e anos e anos e anos a banca deu MILHÕES DE LUCRO, onde pára esse dinheiro? Os sócios só estão lá para receber? Mas pior, se a banca é quem trata dos modelos financeiros, seja lá fora seja em Portugal então os gurus financeiros, que custam os olhos da cara e dois rins por mês não viram isto a vir?

      Só tem pena da banca dois tipos de pessoa: aquela que lá trabalha e não quer perder o emprego e todos aqueles à volta que «mamam» e sempre «mamaram» mas não querem perder as regalias…

      Reconheço, o problema é mais complexo, mas em simples palavras básicas fica descrito acima!

      • Rui says:

        Mário, concordo em parte com o que dizes. Os bancos não são as vítimas disto tudo. Sou financeiro numa empresa que nada tem a ver com o sector bancário 🙂

        Todos os problemas que a banca actual está a sentir, devem-se em muito à má ou ausência de fiscalização do Banco de Portugal, mas por incrível que parece o nosso ex-Governador do Banco de Portugal que andou anos e anos de olhos fechados, foi premiado com a Vice-Presidência do BCE!!!!!!!!!!! Estou a falar claro, do Dr. Vitor Constãncio. Só para teres uma ideia Mário, os bancos como sabes têem acesso a uma “lista negra” dos clientes dos bancos, com o histórico, empréstimos concedidos, etc…. mas…. se os clientes pedirem empréstimos à Cetelem ou Cofidis, etc, esses dados não fazem parte dessa lista negra, nem o Banco de Portugal pode investigar porque a Cetelem não é um banco!!!! Isto não é sequer admissível!

        Quanto ao facto que afirmas que a taxa de retenção dos depósitos deveria ser de 50%, discordo completamente. Em primeiro lugar porque os bancos tinham de deixar de investir logo 50% de todos os depósitos de clientes…. só na caixa, queria dizer que as empresas e particulares deixavam de aceder ao crédito num montante de cerca de 60.000 milhões de euros!!!!! Imaginas o desemprego que isso ía provocar na nossa economia?

        A crise actual é sentida pelos funcionários públicos e pelos trabalhadores privados através do desemprego. Imaginas o caos que seria se de repente os depositantes não confiavam nos bancos, estes sem dinheiro não emprestavam dinheiro….. era o descalabro. Só uma ínfima parte das empresas portuguesas consegue viver sem crédito e/ou subsídios.

        Mário? Pergunta ao gestor financeiro da tua empresa se consegue viver (a empresa) sem créditos, leasings, contas caucionadas, etc. E pergunta também qual é o spread que paga.

        O sistema financeiro é muito frágil e vive apenas de uma coisa: CONFIANÇA. Se eu não confiar no banco, ou o banco não confiar em mim, está tudo estragado!!!

        Por fim Mário, rezo para Portugal não ter de salvar mais nenhum banco, porque não sei os podres que têem. Do BPN já nós sabemos e sentimos, dos outros bancos só as administrações é que sabem…. Só com o Berardo, o BCP e a Caixa estão a arder em mil milhões de euros!!!!!

        Sabes também que há muito xico esperto que pede milhões de €, depois não paga e nem tem bens em nome dele…. mas alguém vai pagar isso. Aí concordo com o que diz a Alemanha, “porque razão tem de ser sempre o contribuinte a pagar a factura? Que paguem os accionistas!”

        Mas sabes bem que a vida não é assim tão linear, só a título de exemplo digo-te que os bancos portugueses, bem ou mal, compraram dívida portuguesa antes do pedido de ajuda até ficarem nas lonas, no tempo de Sócrates, por isso o Presidente do BES disse na altura que não podiam continuar a financiar mais o estado português…..

        Quanto aos 12.000 milhões de € que falas, ….. o BCP vai pagar 8,5% ao ano!!!!!!!!! Obviamente que depois o banco não pode emprestar-te a menos do que isso!!!!!

        Abraço

  26. Pedro Silva says:

    Já foi dito e muito bem “no estrangeiro só se paga quando é uma máquina de outro banco. Caso seja uma máquina do teu banco, não pagas nada. Em Portugal quase todas as máquinas são da rede Multibanco (única!) por isso essa regra não se poderia aplicar”.
    Mais: Portugal tem a 3º anuidade mais elevada de cartões de débito, a 5º mais elevada taxa de transferência comerciante (a cobrada a quem tem terminais) e a 2º menor rentabilidade de contas poupança/investimento. Está tudo dito.

    É simples… avançando esta medida eu avanço com a minha: todas as poupanças saem dos bancos portugueses para os estrangeiros. Feito… porque a bola está sempre do lado de quem tem o dinheiro. Convido todos a fazerem o mesmo. Há que dar uma lição ao porco mealheiro.

  27. Carlos says:

    “a aplicação da cobrança de comissões pelo levantamento de numerário na rede Multibanco obrigaria a uma alteração legislativa”

    E se nós não tivéssemos um governo dos bancos e para os bancos isso seria um problema, assim não é.

    Ou estamos a falar doutro governo que não o que deu cabo da ENVC porque “não há dinheiro” mas só este ano já meteu mais de 2 mil milhões de euros em bancos privados?

  28. Ari says:

    Tirem todos o vosso dinheiro do banco e dou-vos uma semana para verem grandes modanças …

    • Rui says:

      E depois vais lá tu pedir emprestado e o banco nem 1 minuto demora a dar-te uma nega!!!!!

      Isto é tudo muito bonito quando nós não nos colocamos na “pele” dos outros!

  29. André says:

    Espero que esta medida não vá para a frente. Os bancos são como outra empresa qualquer prestam um serviço e estão ali para ter lucro como qualquer empresa mas há que ter bom senso ganhar é diferente de roubar.

    Os cartões têm vantagens para o banco, implica menos empregados nos balções porque as pessoas podem fazer as operações nas caixas de multibanco, quando o banco poupa esse dinheiro está a ganhar indirectamente. O banco quando coloca um multibanco num comerciante cobra mensalidade e % sobre a venda, se fosse tudo a dinheiro o banco não ganhava nada.

    Se começarem a cobrarem por movimento no multibanco como é que eu levanto o meu dinheiro sem custos, porque mesmo quando o meu dinheiro está a ordem o banco está a fazer uso desse dinheiro e não me dá nada, se for ao balção levantar eles cobram um cheque a vulso que é pago a peso de ouro os cheques são cobrados (em alguns bancos é mais barato se os cheques forem pedidos no multibanco para não lhes estar a dar trabalho) Há bancos que combram quando se deposita mais do que X moedas.

    Gostava de perceber para que servem as despesas de manutenção de conta, (quando se está a domiciliar ordenados e afins num banco para não se pagar é porque o banco assim garante fontes de rendimento logo “oferece” as despesas de manutenção) e a anuidade que se paga do cartão.

    Os bancos sao uns xulos eu tento escolher os menos xulos não fazendo publicidade a nenhum banco eu optei por mudar para os chamados “net bancos” onde não tenho custos de manutenção de conta, os cartões não tem anuidade e as outras operações normalmente têm custos menores.

    Espero que os clientes / consumidades se juntem e não permitam mais este roubo, porque para ser abusado já me basta o estado não preciso de ajudantes.

  30. Osiris2 says:

    mas estaremos a caminhar para a altura de colocar o dinheiro debaixo do colchão?

  31. Tiago says:

    E pronto, vou levantar o dinheiro todo do banco, assim pago menos taxas. Não vou andar a sustentar estes pançudos ricos que só querem expoliar o pouco que ganho.

  32. Vasco Noite says:

    Aqui esta uma boa aplicação para quem viaja pelo país e quer encontrar uma caixa multibanco rapidamente. Multibancos Portugal (http://bit.ly/1gYs1Cf) Fica a sugestão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.