Quantcast
PplWare Mobile

Telefónica Espanha com semana de quatro dias para toda a equipa

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Para a economia não há vantagem nenhuma,bem pelo contrário.Para os trabalhadores sim,pois trabalham menos 1 dia.

  2. compro essa também says:

    Como não sou especialista …

    Mas uma coisa é certa em vez de se fazer horas extra talvez fosse melhor empregar mais pessoas e isso sim faria bem à dita economia e aos empregados …, mas penso que ninguém esteja a querer ganhar menos dado ja receberem um salário insuficiente … penso eu de que …

    • Zé Fonseca A. says:

      Empregar mais porque?
      A minha empresa oferece a sexta feira à tarde desde que os objectivos sejam cumpridos, não é preciso meter mais ninguém por causa disso e a maioria das pessoas é responsável o suficiente para trabalhar sexta e até sábado ou domingo se for preciso cumprir metas.
      Também ninguém tem horário rígido de trabalho, existe um intervalo onde se pressupõe que toda a gente está disponível, tirando isso cada um é livre de fazer o que bem entender, claro pois que existe avaliação de desempenho e quem não atingir 80% nessa avaliação é convidado a sair.
      Não só não é preciso pagar menos como ainda quem tem 100% de avaliação de desempenho recebe bons prémios, já cheguei a receber num ano 50% do meu ordenado em prémios.
      Precisa-se de pessoas com vontade de trabalhar e que não inventem desculpas na hora de fazer algo nem demonstrem má vontade, quem é assim mais cedo ou mais tarde vai-se dar bem na vida profissional.

      • João Pratas says:

        A “tua” empresa oferece a sexta à tarde caso cumpram os objectivos mas a maioria dos funcionários não se importa de trabalhar sexta, sábado ou domingo para cumprir esses mesmos objectivos

        • Luís Costa says:

          Sim e então? Ou achas que não há que haver compromisso entre as duas partes? Óbvio que a empresa também se abusar muito é mandar passear mas por outro lado trabalhas a objetivos que são definidos pela própria equipa

          • João Pratas says:

            O problema está quase sempre em não haver objectivos realistas.
            É muito bonito para a tal empresa oferecer meio dia e depois, se a coisa correr mal, “exigir” os 2 dias livres.
            Parece-me equilibrado. Not.

      • Marcelo says:

        Apenas uma questão… As horas adicionais que as pessoas trabalham para cumprir metas são remuneradas? Ou posteriormente são descontadas noutros dias? Ou nem uma coisa nem outra?

  3. Tabonitota says:

    Meus caros contas de matemática simples …..

    Se trabalhares 7 dias por semana, PIB por ti gira sobe vertiginosamente …. As trabalhas menos, desce. Há dúvidas sobre isso ?

    Mais …. Trabalhar menos 4 dias faz com que empregues mais gente ? Verdade. Contudo a produtividade (que é um conjunto de horas trabalhadas, assiduidade, capacidade produtiva, economia, conjuntura internacional …. Etc etc etc ) pode não subir. A não ser que modelo de negócio seja 24/dia e 7 dias por semana. Se for para empregar mais uma pessoa para o dia em falta … em que medida isso vai subir a produtividade ? Rentabilidade da empresa não vai subir sede certeza.

    Mais …. Gosto da ideia de fazer estudos em empresas privadas. O governo sabe-a toda. Para não entrar já de frente com os empresários, vai fazer uns estudos em entidades privadas e sabem porque ?

    Se der barraca…. Quem sofre é a empresa

    Mas existe ainda mais um motivo: taxa de produtividade. A mesma é MUITOO superior nas entidades privadas do que públicas. E o Antonio costa sabe disso perfeitamente. Vai ser uma mentira pegada este estudo, e não corresponde à realidade. Mais uma medida populista para encher chouriços num país que tem das PIORES taxas de produtividade da OCDE. Só tenho a lamentar toda a gente que vota nisto …. Não sairemos nunca da cepa torta.

  4. B@rão Vermelho says:

    Na minha opinião eu preferia continuar a fazer as 35 horas mas em 4 dias, se pensarem bem até poderia ser útil, os serviços públicos abertos uma hora mais, assim evitava algumas pessoas a ter de colocar meio dia de férias para tratar de assuntos pessoais

  5. compro essa também says:

    Não falei nem do meu umbigo nem de nenhuma empresa em particular …

    Quanto mais “empregabilidade” melhor economia …

    Compromissos são compromissos …

    Cada caso, será um caso … , existe muito onde se pode melhorar e com beneficios para todos, patrões e empregados …

    Claro esta que é como tudo, existem pessoas para todo o tipo …

  6. Rui C. says:

    Sou adepto de trabalharmos menos há muito tempo, mesmo havendo quebra de produtividade ou que as coisas não avancem tão rápido. Não estamos em nenhuma corrida, e o que se vê mais hoje em dia é pessoas a correr para todo o lado, com medo que algo lhes fuja…
    Para mim, venham os 4 dias, isto de trabalhar 5 dias e ter 2 de folga, para mim, sempre foi errado. E não se preocupem que o mundo não vai acabar nem vai acontecer algo terrível, seja nas empresas, seja na economia. Talvez algo que possa acontecer é as pessoas terem mais tempo para elas e começaram a ter mais gozo em viver, e isso sim, mudará tudo !

    • Sabe-se lá says:

      Concordo mas também discordo. As pessoas deviam ter mais tempo para si, para a família e para viver! Certo!
      A questão da corrida…na perspetiva de empregado, ainda vai. Mas na de empregador, acho difícil…O mercado hoje em dia, a concorrência, está feroz!
      Se este faz a 10, o outro faz a 8. Se este demora 15 dias, o outro demora 12…Portanto, a “corrida” pra quem quer manter uma empresa de pé e lucrativa, existe!

      Inclusive, a quem nunca aconteceu puder comprar um produto (qualquer coisa) a 10 euros, mas tinha que esperar uma semana, e preferiu dar 16, porque tinha o produto naquele preciso momento? 🙂

  7. JS says:

    Só para os iluminados em Portugal é que não funciona

  8. Sergio says:

    Engraçado que para quem ganha o ordenado mínimo e tem algumas skills isto é fantástico para fazer uns trabalhos por fora, sem dar contas ao estado. Seja mudar uns óleos do carro de alguém, carpintaria, pichelaria ou formatar o portátil do vizinho de 60 anos por 15€ lol

    No estado económica que está o país, a malta jovem quer é esfolar mais horas extras , e pagas! para ter um futuro melhor.. tudo que seja perca de rendimento não é uma opção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.