Quantcast
PplWare Mobile

Spotify, Apple Music e outros serviços de música juntam-se ao “apagão” contra o racismo

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. Euéquesei says:

    Eu sou vítima de racismo. Pago impostos brutais a vida toda para andar a sustentar chulos que não querem trabalhar.

  2. Domingos says:

    Tretas e mais tretas. O racismo existe, sempre existiu e continuará a existir. A multiculturalidade é uma completa falha do sistema. Quanto mais forçam o sistema, maior será a queda.

    • saldoso says:

      quer dizer que se todos tivermos a mesma cultura não há racismo?

      • Rita C. says:

        Pois existe. Nos Estados Unidos, estes são os dados:

        Total de pessoas mortas pela polícia em 2018: 50%, brancos, 25%, negros.
        Apesar de os afro-americanos serem apenas 13% da população, 39% dos roubos e 54% dos assaltos é deles a autoria.
        Em 2018 por cada negro morto por um branco, houve 11 negros mortos por outros negros.

        Mas também existe aqui.

    • Martins says:

      Ja agora qual é a cultura que achas que devia prevalecer a sua?

    • Tiago says:

      Ja ouviu falar no apartheid?

    • Spoky Official says:

      Ou seja entao segundo o que tu dizes nao deviamos fazer nada? Por isso é que portugal está no estado que está.

    • JM says:

      Domingos, ninguém quer força o sistema. As pessoas apenas não querem ser humilhadas por causa da cor da sua pele. O teu discurso é um retrocesso civilizacional.

    • FAR says:

      ” O racismo existe, sempre existiu e continuará a existir.”

      Existe sim, e efetivamente existe há muito tempo (demais até na minha opinião). Em relação ao futuro espero que um dia seja possivel todos os seres humanos terem uma vida digna e com qualidade e aí sim estas divergêngias mesquinhas e os bichos-papão (o preconceito, por exemplo) desaparecem. Até lá, infelizmente, irão haver bodes expiatórios, pois para o ser humano é mais fácil culpar os outros do que arcar com a sua responsabilidade e “fazer pela vida” – sua e dos outros.

  3. mrProGamer says:

    pplware, por favor, parem com essas noticias de multiculturalismo, que isso vai resultar um grande caos para humanidade.

  4. Woot! says:

    Que estupidez ainda fazerem publicidade a isto. Mas está provado que o policia que o matou o fez por o homem ser preto ou todas estas empresas estão a supor que é racismo? Espero que esteja mesmo provado (ainda não encontrei nada que o diga) mas para tanta empresa se estar a juntar nesta iniciativa (aparentemente parva) é porque devem ter mais informações que todos nós.

    • José Carlos da Silva says:

      Lá por não sermos vítimas de uma coisa, não quer dizer que esta não exista. Há que sair do nosso cantinho privilegiado e confortável onde se está metido, e olhar para o mundo que nos rodeia. É surpreendente o que se passa… Aconselho vivamente a experimentar!

      • Woot! says:

        Antes de mais não fazes ideia da minha experiência de vida. Não fazes ideia se sou preto ou branco nem se tenho familiares que o sejam.

        Eu sei perfeitamente que o racismo existe a minha questão é que nem tudo é racismo. Estou com uma discussão semelhante aqui no pplware no topico da PS5 a dizer precisamente isto. Andam todos com a ideia do racismo na cabeça porque é “in” e dá views e esquecem-se do resto.

        • JM says:

          Oh Woot, por favor. Vê se cresces. A tua opinião é de uma falta de empatia e insensibilidade tremendas. Revela uma grande falta de respeito pelo sofrimento alheio.

          • Woot! says:

            Eu é que tenho de crescer? Epá não me lembro destas empresas terem feito uma ação de conjunta destas quando encontraram aquelas crianças todas desnutridas na cave dos pais. Não me lembro em portugal da PSP se juntar à causa “Valentina Matters” nem nada dessas tretas. Portanto deixem-se de ser hipócritas, etc etc etc. Queres quantos exemplos? As vozes só se levantam e fazem ações conjuntas quando é algo que dá que falar, neste caso o racismo.

            Não tenho falta de empatia nem de sensibilidade, tenho é falta de parvoíce para conseguir aceitar estas coisas.

    • saladastateofmind says:

      … o historico de atuação por parte da policia remete a isso, se fores a ver a abordagem deles muda completamente consuante a etnia

  5. AR says:

    Independentemente de concordar ou não com a iniciativa, achar ou não se é eficaz, passam a impor.me algo que ultrapassa aquela que pode ser a minha escolha pessoal. Eu pago pelo serviço premium do Spotify e sou obrigado a aceitar o que me é imposto??? Parece.me além de algo ilegal, uma enorme falta de respeito.

  6. acs says:

    Como se os artistas pretos não tivessem já a dominar a musica. Siga lá os ajudar mais… E os asiáticos ou os árabes? Também não têm direito a uma ajuda? Enfim… .

    • saladastateofmind says:

      Se não os queres ouvir ninguém te obriga, tens imensos artistas brancos, asiacos, latinos! agora vens-me falar em asiatos e arabes quando fecham os olhos aos problemas que passam? asiaticos e arabes que produzem a maioria do textil e eletronicos e recebem uma miseria!
      já pensaste em ajuda-los quando fogem do país da miséria? quando fecham fronteiras para não entrarem no espaço europeu atrás de uma vida melhor? quando sao descriminados? ou és dos primeiros que diz que eles estão cá para te roubar emprego casa e afins?

  7. Jonny says:

    WhiteMatter

  8. Tiago says:

    Ok, agora alguém que diga algo de jeito, para quebrar a corrente de idiotas.

  9. qqq says:

    #AllLivesMatter

  10. Spoky says:

    O SANDOKAN deve estar nervoso depois deata notícia, ambos sabemos o que ele pensa das minorias…

  11. Luis carreira says:

    eu pago um serviço e não o posso usar num espaço de 8 minutos e tal???? percebi bem???

  12. Atento says:

    lamentável o acontecimento nos usa.
    Mas racismo há de parte a parte e sinceramente nem sei quais são os mais racistas! Os pretos ou os brancos?

    • saladastateofmind says:

      Racismo é Racismo idependentemente da cor!! Abuso Policial é Abuso Policial independentemente da cor do individuo que estão a Abusar!!

    • JM says:

      Essa opinião é superficial e passa ao lado da questão real: um lado exercer a sua violência e passar impune constantemente.

      • leme says:

        há mais pretos a morrer de pretos que pretos a morrer de brancos, isso no USA. Superficial é tentar esquecer que precisamos de uma vacina para fingir que podemos MUDAR alguma coisa.

  13. Wagner Albuquerque Braga Filho says:

    Os ANTIFAS são um braço dos COMUNISTAS, qualquer um descobre isso lendo sobre historia. Não por acaso, os ANTIFAS estão atuando por meios de ataques violentos no Brasil e nos Estados Unidos. Só cego não vê isso. Quanto ao policial que matou o negro, pena de morte seria pouco para aquele Policial.

  14. ToFerreira says:

    Racismo não é matar um preto. Racismo é matar alguém só porque é preto, branco ou amarelo. O que eu vejo é mais uma vez um grande aproveitamento de uma morte, quer por estes com publicidade gratuita, quer com os criminosos que se denominam protestantes mas querem é roubar e vandalizar, quer com o aproveitamento político.

    • Dark Sky says:

      Diz-se que uma imagem vale mais do que mil palavras.
      No caso é o vídeo – sempre o mesmo, só a voz do narrador muda – disponibilizado pelo The New York Times, Washington Post, CBS e outros órgão de comunicação social. É o video oficial da morte de George Floyd dos órgãos de comunicação social dos EUA independentes.
      Diz-me lá se isto não foi um crime racista.
      https://www.youtube.com/watch?v=vksEJR9EPQ8

      • ToFerreira says:

        Deves ter posto o link errado. Vi policias a serem chamados por alguém ter cometido um delito, vi policias a deterem alguém pela mesma razão e a lutarem com ele por este resistir á mesma. Finalmente vi um polícia a abusar do seu poder e força e a matar uma pessoa. Onde está a raça?! Só na cabecinha dos racistas hipócritas para quem tudo é racismo, que banalizam tanto uma questão seria que são um verdadeiro perigo.

        • Dark Sky says:

          Algum problema de inglês ou dos óculos. Traduzo o resumo do NYTimes do vídeo.
          “Em 25 de maio, policias de Minneapolis prenderam George Floyd, um negro de 46 anos, depois de um funcionário da de uma loja ter chamado o 911, acusando-o de comprar cigarros com uma nota falsificada de US $ 20.
          Dezessete minutos depois que o primeiro carro da polícia ter chegado ao local, o Sr. Floyd estava inconsciente e preso sob três polícias sem mostrar sinais de vida. Combinando vídeos de espectadores e câmeras de segurança, ver documentos oficiais e especialistas em consultoria, o New York Times reconstruiu em detalhes os actas que levaram à morte do Sr. Floyd. O vídeo mostra policiais a realizar uma série de ações que violaram as políticas do Departamento de Polícia de Minneapolis e se tornaram-se fatais, deixando o Sr. Floyd incapaz de respirar, mesmo quando ele e os espectadores pediam ajuda.
          No dia a seguir à morte do Sr. Floyd, o Departamento de Polícia demitiu todos os quatro polícias envolvidos no episódio e, na sexta-feira, o advogado do condado de Hennepin, Mike Freeman, anunciou acusações de assassinato e homicídio culposo contra Derek Chauvin, o polícia que pode ser visto com mais clareza nos vídeos de testemunhas dos que prendem Mr. Floyd no chão. O Sr. Chauvin, que é branco, manteve o joelho no pescoço do Sr. Floyd durante oito minutos e 46 segundos, de acordo com a denúncia criminal contra ele. O nosso vídeo mostra que o Sr. Chauvin não removeu o joelho, mesmo depois do Sr. Floyd ter perdido a consciência e por um minuto inteiro depois que os paramédicos chegaram ao local.
          Os outros três ex-polícias Thomas Lane, J. Alexander Kueng e Tou Thao – todos eles podem ser vistos no nosso vídeo a participar na detenção do Sr. Floyd – permanecem sob investigação.”

          Viste o homem a resistir? Ou viste-o algemado no chão – com três polícias em cima dele e outros à volta – um deles manteve o joelho em cima do pescoço quase nove minutos, mesmo quando já tinham chamado a ambulância por lhe estar a sair sangue pela boca e continuou com o joelho em cima do pescoço quando a ambulância já tinha chegado e Floyd já não se mexia?

          Achas que a polícia fazia o mesmo se Floyd fosse branco? Não tentes fazer dos outros parvos.

          • Woot! says:

            Olha outro racista. Sabes que os racistas são aqueles que vêem racismo em todo o lado certo? Em todo esse texto e em todos os videos que vi não vejo uma única coisa que se possa ligar a um crime racial.

            Quantos incidentes tens com brancos que terminam da mesma forma? Deixa de ser hipócrita.

          • Dark Sky says:

            Olha outro parvo.
            Até o Papa Francisco vê o que tu finges que não vês:
            https://www.jn.pt/mundo/papa-condena-o-racismo-e-a-violencia-nos-estados-unidos-12270536.html

          • ToFerreira says:

            Tal como disse o woot, nao ha na descrição uma única referência a algo feito por causa da raça e sim, ele resistiu a sair do carro dele e resistiu a entrar no carro da polícia, portanto se alguém precisa de óculos és tu.

          • Dark Sky says:

            Sabes o que disse Floyd durante minutos antes de morrer algemado e com três polícias e cima dele e outros a olhar: “Não consigo respirar. Eu entro no carro”.
            Sabes o que lhe disse o polícia, descontraído e com as mãos nos bolsos, que teve o joelho no pescoço dele durante nove minutos até morrer: “Então entra no carro …”

            O que disse Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos:
            “As vozes que reclamam o fim dos assassínios de afro-americanos não armados devem ser ouvidas. As vozes que reclamam o fim da violência policial devem ser ouvidas. E as vozes que exigem o fim do racismo endémico e estrutural que permanece na sociedade norte-americana devem ser escutadas”.
            https://www.tsf.pt/mundo/onu-condena-racismo-estrutural-e-ataque-sem-precedentes-a-jornalistas-nos-eua-12273703.html

            Escuta tu a trampice que quiseres.

        • saladastateofmind says:

          há videos de pessoal a dizimar vidas numa escola e a serem levados algemados e sem lhes tocarem sequer

  15. BlackFerdyPT says:

    Tentativa de “revolução colorida”: https://en.wikipedia.org/wiki/Colour_revolution

    O símbolo do “punho erguido” (usado pelo movimento BLM) é uma assinatura destes movimentos controlados por certos interesses ocidentais: https://web.archive.org/web/20121124105103/http://www.globalresearch.ca/occupy-wall-street-and-the-american-autumn-is-it-a-colored-revolution/27053

    Os interesses económicos que manifestamente apoiam esta insurreição (indústria musical, média de massas) são controlados pela facção (globalista) das elites que sempre esteve contra Trump – e que, por se adivinhar uma vitória de Trump (nacionalista) nas próximas eleições, lançou esta última tentativa de tentar impedir uma próxima presidência por tais interesses (globalistas) não controlada.

    • BlackFerdyPT says:

      P.S. – Quando falo em “média de massas”, estou a incluir as ditas redes sociais (como o Facebook, sobre o qual se reportou noutra notícia aqui no Pplware: https://pplware.sapo.pt/redes_sociais/facebook-no-apoio-a-trump-esta-a-gerar-se-uma-onda-de-descontentamento-no-twitter/). Por isso, utilizadores destas redes (que aceitam ser manipulados pelas mesmas) preparem-se para ver surgir repetidamente nos vossos ecrãs colocações que, de algum modo, tentem criar apoio ou solidariedade para com estes insurrectos, vândalos e desordeiros.

      • leme says:

        Pessoas como tu vão ser silenciadas e não vão puder viver nesta terra que é deles. És um perigo para a sociedade com este discurso no qual não concordas com a supremacia absoluta dos que mandam. O dinheiro para eles não é nada, têm todo ele, a atração aqui é outra: controlo total e é bom que te metas a pau e sejas mais um bot invertebrado. Olha que somos dois.

  16. importem o 3º mundo e tornem-se no 3º mundo says:

    Hoje em dia tudo é racismo, tudo é desculpa para lançar o caos e incitar à violência.

    Vamos falar de fruta para ver se fica mais fácil de entender.
    Como se chama a apanha da maça? R: Apanha da maçã
    Como se chama a apanha da pêra? R: Apanha da pêra
    Como se chama a apanha da uva? R: Vindima

    Agora vamos tocar a fruta por pessoas

    Que nome se dá quando um policia agride um branco? R: agressão/abuso de poder etc
    Que nome se dá quando um policia agride um preto? R: racismo

    O caso em questão sem duvida que foi um crime, e o policia em questão tem de ser condenado por isso (homicídio por negligencia, abuso de poder).
    Agora virem com tretas de racismo, para se aproveitarem para destruir e pilhar tudo por onde passam não. Esses marginais tem de ser responsabilizados, isso não são manifestações, são actos de vandalismo.

    São esses vândalos que dão força a políticos idiotas como trump

  17. Xnelox says:

    Um negro morre vítima de maus tratos de um polícia, toca a destruir tudo em nome do movimento anti-racismo, o mal foi a cor da vítima. Qualquer outra cor seria algo reprovável mas com contornos mais pacificos

  18. Citizen says:

    Quem usa como exemplo, NY Times, CBS, CNN, para justificar a defesa de um marginal que tentou pagar uma compra com nota falsa de 20$, já perdeu a razão. Mídia de esquerda defende vândalos, criminosos. O vídeo foi editado. Veja-o na íntegra.

    O indivíduo, com quase 2 metros de altura, resistiu à prisão. havia 3 policias, incluindo um negro no ato da prisão. Agora, brancos de esquerda e negros quebram praças, lojas, residências, etc. em várias cidades do país aumentando e muito os prejuízos dos EUA pelo Covid-19. Isso está certo? Quando terroristas quebrarem o patrimônio dos defensores de grupos Antifas em Portugal, aprovem também.

    Vários governos comunistas por anos em Portugal fez muito mal ao país.

    Assinado: cidadão que mora há 30 anos nos EUA e acompanha de perto os atos terroristas dos tais “manifestantes preocupados” com a morte do negro.

    • Dark Sky says:

      Só para precisar o motivo da detenção:
      – George Floyd não tentou pagar, comprou mesmo o tabaco com uma nota de $ 20 – que tanto podia saber que era falsa como não.
      – Que a nota tinha aspeto de ser verdadeira está comprovado, porque os empregados aceitaram-na e, como se vê no vídeo, vieram à rua pedir a devolução do tabaco a Floyd, que já estava no carro parado.
      – Se os empregados aceitaram a nota falsa, Floyd pode perfeitamente tê-la aceite como verdadeira e ter pago de boa fé.
      – Se tinha a consciência de que a nota era falsa – e nos EUA passar moeda falsa é um crime grave – ficar tranquilamente no carro, mesmo depois de os empregados terem ido embora depois de pedirem o tabaco de volta dizendo que a nota era falsa, não o indicia.

      Que o vídeo é editado é – foi feito pelo NYTimes com colagens de câmaras de segurança e de telemóveis de particulares. E o que narram no vídeo está comprovado pela acusação que foi feita ao polícia que teve o joelho 9 minutos em cima do pescoço de George Floyd, que estava algemado e tinha mais dois polícias em cima, até morrer.

      Os trampistas é que querem negar a realidade, o que se mete pelos olhos centro, tentando ganhar votos atacando, mais uma vez, a comunicação social independente e fazendo de conta que representam a lei e a ordem. Façam é com que a lei e ordem sejam cumpridas, evitando a violência policial e o racismo, que é a melhor forma de evitar as manifestações violentas.

      Agora, quando Trump manda varrer, à bastonada e gaz lacrimogéneo, uma manifestação pacífica frente à Casa Branca para ir à Igreja dos Presidentes, armado em durão, as coisas só podem piorar.
      Trump e os trampistas são a pior coisa que aconteceu aos EUA – não cumprem nem fazem cumprir a lei, apenas lançam madeira para a fogueira.

      • Dark Sky says:

        Sobre a última trampice:
        https ://www.dn.pt/mundo/traumatico-e-ofensivo-sacerdote-de-washington-critica-postura-de-trump-12269594.html

  19. JM says:

    Oh Citizen, tu vives há anos nos EUA, mas parece que não aprendeste nada, ou não queres.
    Tens pressa em apelidar a vítima mortal de marginal, sem ter havido julgamento algum. Até se fala que talvez a nota nem fosse falsa. Mas isso agora são pormenores diante de toda a violência que aconteceu a seguir.

    Não aprovo nenhuma violência, mas ela começou nas forças policiais, tem sido assim há décadas – Mas agora há formas de registar. Os verdadeiros marginais já não podem passar impune. Agora há telemóveis, a única arma que o povo tem sempre à mão.

    Ninguém quer ladrões a vandalizar e a roubar o património alheio, porém e infelizmente essa é a única forma de se ser ouvido.

    Por uma questão de respeito: devias referir à pessoa que morreu como um Homem apenas, ou então pelo seu nome.

  20. Algo says:

    O racismo jamais acabará, contudo esse evento nos USA sucedeu a fim de instaurar a lei marcial o confinamento forçado, e o rastreamento em tempo real. A cada dia que passa os cidadãos do mundo vêm a sua liberdade comprometida.

    Os governos exploram e capitalização das emoções das pessoas para cumprir as suas agendas através do caos. Neste momento o objetivo deles é forçar a vacinação RIFID nas massas e bloquear o sol.

    O racismo neste evento foi o pretexto de um plano ainda maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.