Quantcast
PplWare Mobile

Snowden – iOS 8 é o pioneiro na segurança total dos dados

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. int3 says:

    Quem diz apple diz outra empresa qualquer.
    Se o governo quer dados de alguma coisa este o tem legalmente…

    • Gustavo says:

      Não!

      Na Apple, os dados (ficheiros, passwords, mails, fotos, contactos, etc…) do utilizador ficam encriptados nos servidores.

      No caso da Google, ficam em claro… para possibilitar o data mining por parte da Google… para ser “mais fácil”…

      • Imparcial says:

        Entende uma coisa: os (verdadeiros) governantes e outras entidades tão ou mais poderosas, quando querem uma coisa conseguem-na. Se eles quiserem que todos os dispositivos electrónicos sejam espiados assim será. Sabes porquê? Por eles é que mandam e determinam. Se alguém (pessoa ou empresa) não colaborar muito facilmente terá a sua imagem denegrida através das agências de comunicação mais credíveis (que eles controlam!) e, como consequência, perde toda a credibilidade. Por outro lado, aqueles que colaborarem, serão ajudadas a ganhar reputação em relação a pontos críticos relativamente à concorrência, porque lhes convém. Entidades credíveis ajudam a divulgar.

        Se algo foi encriptado, então poderá ser desencriptado, se for do interesse deles, nem que seja por força bruta, eles conseguem e em tempo útil. Porque têm poder de processamento necessário para o efeito. Em relação a eles a tecnologia que temos hoje é obsoleta. Exemplo? Os dispositivos GPS tornaram-se banais há 15-20 anos mas em 1980 já os militares (que eles controlam!) usavam. Telemóveis, televisão, computadores, internet, também foi assim. Eles tiveram primeiro.

        Algo para ser produzido em massa é submetido a aprovação e tem de cumprir normas, certo? Quem são os que aprovam e que normas são essas? Porquê?!

        Eles controlam o que passa nos meios de comunicação (rádio, televisão, jornais, revistas, a internet,…), os mercados, as indústrias, as sociedades em geral. Eles fazem o que querem, como querem e quando querem. Vê a série “24”, a é melhor série televisiva da espécie.

        No entanto, há um facto: quem só tem os recursos computacionais que temos no mercado, sim, os sistemas, em geral, são seguros, apesar de se andar a descobrir falhas de segurança ultimamente.

        • Imparcial says:

          *os sistemas Apple, em geral, são seguros, apesar de…

          • Daniel says:

            Não, não são. E isso porque falas em “sistemas”, um sistema (e não um componente, uma parte) são tão seguros quanto a parte mais fraca desse sistema, e isso já ficou provado ad nauseaum ao ponto de ser uma caricatura de segurança. Ponto do argumento: há uns anos com todas as implementações de segurança conseguiram entre a Amazon e a Apple obter todos os dados de um editor da Wired e aceder à conta do Twitter (pelo caminho eliminaram todos os dados, remotamente, que este tinha no iPhone ou iPad e num macbook com a funcionalidade do find my iPhone/find my mac). E depois temos a questão do iCloud recentemente e o roubo das fotos das celebridades. Há componentes Apples seguras sim, mas Apple, sistemas, nem por isso e a história está farto de o comprovar.

          • Nunes says:

            @ Daniel
            estás a pegar em situações muitos dependentes de engenharia social e direccionados a vítimas específicas, que já levaram a mudanças nos serviços da Apple, serviços esses que usavam práticas de segurança muitos comuns na altura! Não ouves falar de casos dos sistemas da Apple serem quebrados

          • FG says:

            Ele viu na televisão, numa série… deve saber do que fala… Lol…

        • Nunes says:

          força bruta nem sempre é possível em tempo útil!
          No caso do iPhone o processo criptográfico usado obriga a usar o hardware do iPhone, que restringe o tempo que cada tentativa demora. Mesmo uma password relativamente pequena pode levar anos a ser obtida!

        • Hélder says:

          Ó pronto…

          Alguém que diga a esse senhor que ninguém tem paciência para mais teorias da conspiração…

        • int3 says:

          Desculpa lá mas mais de 128bits demoras milhões de anos mesmo com os clusters que temos hoje….

  2. Joao says:

    ora bem para quem diz que a Apple nao e segura…Ja o android e o que todos sabemos…Apple da me seguranca

    • Vítor M. says:

      Actualmente o Android tem o mesmo sistema de encriptação (ou parecido).

      • Pedro Almeida says:

        Lá está, a palavra correta é parecido…e só isso.

      • Gustavo says:

        É, e vem desligado… porque se ligares, o sistema arrasta-se…

        • Pedro Oliveira says:

          Guatavo uso o meu Android encriptado a vários anos sem qualquer problema, em que modelos te referes quando falas de lentidão? admito que possa ser lento em equipamentos de baixa gama mas aí o ios tb seria lento. Se souberes um pouco de encriptação saberas que os processadores tem aceleração própria para esse tipo de instruções. mas pelos teus comentários vejo que ja conheces estes assuntos 🙂

          • Carlitos says:

            Tretas, todos os androids que tive eram lentos e cuataram 400-500euros, o lumia de 70 nao e

          • Daniel says:

            Carlitos, foste enganado então, devias ter pago 20 euros pelos clones chineses e já ias a pagar caro demais. Mas o que vale é que 31 de boca na internet vale tanto como fumo.

          • Nunes says:

            @ Pedro Oliveira
            Há grandes diferenças na encriptação usada nos dois sistemas!
            Os iPhones têm hardware criptográfico especializado para encriptar o disco, têm desde o iPhone 3GS se não me engano, que foi quando a Apple começou a encriptar o disco!
            Já o sistema implementado pela Google no Android usa somente o CPU para a encriptação. Imagino que faça uso do suporte da ARM para encriptação AES, mas isso não chega aos calcanhares de ter hardware especializado para encriptação do disco, daí os problemas que se têm visto com a velocidade de leitura e escrita do disco!

          • Hélder says:

            A verdade é que o iPhone 6 é o telemóvel mais rápido do mundo em velocidade de disco encriptado… Mas de longe, de longe!!!

          • FG says:

            Quer dizer, só topos de Gama actuais sofrem de lentidão com a encriptação… Mas o teu não…

          • Pedro Oliveira says:

            @nunes o meu s6 egde com 128G com encriptação activada da 140MB/s escrita e 330MB/s leitura, acho que nenhum Apple chega perto. além disso consegue manter a velocidade de escrita máxima com varios processos. um abraço

          • Nunes says:

            @ Pedro Oliveira
            Agora já tens um S6 edge!?
            Vai ler o que se tem escrito sobre a implementação da Google nos seus próprios aparelhos!
            Quanto aos Galaxy, não excluo a possibilidade da Samsung ter introduzido suporte criptográfico aos controladores UFS 2 ou no seu novo SOC, mas tenho a certeza que se experimentares fazer a medição com blocos mais pequenos vais começar a ver diferenças, tal como outros já viram diferenças na performance com browsers.
            E por último tem presente que a Apple usa dupla encriptação 256bit vs 128bit no android.

          • Pedro Oliveira says:

            @ Nunes, os blocos são de 4KB, podia fazer dds a 1MB bs, mas não, são 4KB.

            Podia fazer com 512b mas não vejo porque.

            Porque a dupla encriptação? se tiveres tecnologia para desencriptar um nível, achas que não tens para desencriptar o segundo? sempre que escreves um ficheiro no teu ios ele pede te uma palavra passe nova para chave que gerou para desencriptar o ficheiro, ou sera que guarda em qq lugar no telefone a chave para todos os ficheiros? se calhar é a segunda opção, assim sendo se desencriptares um nível ficas com o segundo exposto. com dois níveis de encriptação torna se mais difícil de prever padrões porque os ficheiros não são gravados da mesma forma.
            Outro problema é como são gerados os números aleatorios no telemóvel (que são utilizados para gerar as chaves) mas um gerador de números aleatorios razoável cuata mais que vários iphones ou galaxys. podia estar aqui a noite toda a falar nisto mas tu gostas de uma coisa eu gosto de outra, começou se a falar de performance e quanto a isso o s6 tem vanatagem, o iPhone é mais bonito? para mim não, mas para ti sim, o s6 tem melhor conectividade? sim tem. mas a partir daí cada um usa o que gosta mais.

          • Nunes says:

            @ Pedro Oliveira
            Por favor não tentes enganar! Essas velocidades não se obtêm com blocos de 4k, como tão facilmente se pode constatar olhando para os testes que já foram feitos. E para além disso os testes verificam impacto da encriptação na performance das aplicações.
            Sabes perfeitamente que quando me referi a dupla encriptação de 256bit me estava a referir à diferença no trabalho a realizar face a encriptação única de 128bits.
            O iPhone encripta todo o sistema de ficheiros do disco com uma chave gerada a partir doutra chave gravada fisicamente no chip, única a cada processador e que não pode ser lida fora do hardware criptográfico.
            . Adicionalmente cada ficheiro é encriptado com outra chave única a cada ficheiro, gerada a partir da chave no hardware e da password da pessoa e seguindo uma hierarquia de chaves. Isto permite que haja ficheiros que fiquem desencriptados após arranque e password, enquanto outros necessitam sempre da password quando o aparelho bloqueia, e até que outros possam ser descarregados seguramente com o aparelho bloqueado. Todas as chaves são geridas e geradas por hardware especializado que tem o seu próprio firmware, independente do CPU, permitindo tb ter a segurança que não há chaves “perdidas” no aparelho após um reset, como já se viu no Android.
            A estrutura de segurança obriga a que qualquer tentativa de força bruta contra a password tenha que passar pelo hardware criptográfico do iphone, que consegue controlar o tempo que cada tentativa demora, aumentando a protecção.

            ” começou se a falar de performance”
            começou-se contigo a dizer que tens Android há anos e não há lentidão com encriptação com topos de gama, quando nos próprios topos de gama da Google se vê um impacto claro na performance; e que não haveria diferenças no iOS, ignorando a existência de diferenças no hardware e no nível de encriptação! Isto sem falar que o sistema de encriptação no Android até ao 5 parecia um queijo suiço!

          • Pedro Oliveira says:

            @nunes
            v o benchmark feito esta manha, podia ter feito alguns tweaks como apagar ficheiros (mais espaço livre significa menos trabalho para os controladores) ou formatado o tefone antes do teste para ter resultados mais altos. dos 128GB tenho cerca de 20GB livres
            https://cloud.lgeex.com/public.php?service=files&t=2ctDNIfKwhz1Eyp

            acerca do Firmware, que falas não passa de software que não é gerido no so, aliás se tiveres um ssd Samsung estas a utilizar parte do meu trabalho no Firmware.

          • Pedro Oliveira says:

            Enganei-me no link, o link correcto é:

            https://cloud.lgeex.com/index.php/s/2ctDNIfKwhz1Eyp

          • Nunes says:

            @ Pedro Oliveira
            Por favor… isso não é um teste com blocos a 4kB para leitura e escrita sequencial – deve ser 64MB ou 32MB. Podes ver aqui testes a 256kB com velocidades notoriamente inferiores!
            http://www.anandtech.com/show/9146/the-samsung-galaxy-s6-and-s6-edge-review/7
            encontras idêntico na Arstechinca

            “acerca do Firmware, que falas não passa de software que não é gerido no so”
            :S não sei o que é que queres implicar com isso… não quererás certamente dizer que toda e qualquer encriptação que encontras por aí é feita usando hardware com firmware próprio e independente de CPU e SO, pois isso é falso! E certamente que deves saber que ter o processo fora do alcance do CPU traz grandes vantagens em termos de segurança.
            Vai ler o documento sobre a segurança do iOS e verificarás os vários níveis a que isto é levado em software e hardware.

          • Pedro Oliveira says:

            64MB é o tamanho do ficheiro de teste, 32MB é o tamanho de buffer.

          • Nunes says:

            Então é 32MB e não 4kb
            4kb será o tamanho para leitura ou escrita aleatória!

          • Pedro Oliveira says:

            @nunes o buffer size é 32MB, não tem a ver com o BS. o buffer tem a ver com operações síncronas ou asíncronas e se asíncronas qual a memória disponível para a operação.

            lê isto: https://code.google.com/p/kernel/wiki/AIOUserGuide

            alem disso no artigo que mencionam acima dizem que o teste não e valido para ufs2 porque é single thread, mas pronto acho que ja perdi muito tempo com isto, até outro dia

          • Nunes says:

            @ Pedro Oliveira
            Primeiro, quanto mais pequeno o ficheiro [ao que antes chamei de bloco], maior é o impacto “negativo” na velocidade. E relendo outra vez os dados que dás estás a trabalhar com ficheiro de 64MB, não 4KB. E quantos mais ficheiros maior o trabalho de encriptação, daí os testes que têm saído mostrarem impacto em aplicações como o browser no Galaxy S6 com encriptação!
            Quanto ao link que dei, se leres como deve ser eles fazem outro benchmark com a versão 4 do Androbench com suporte para o que dizes!

    • Mota says:

      Eu não quero meter agua na fervura, até pq quando o assunto é segurança não vejo mal nenhum as empresas andarem a reboque umas das outras, alias.. devem mesmo. O interesse é geral.

      Mas oh “JOAO” queres que te lembre do mega leak da icloud ou estamos entendidos?

      • Gustavo says:

        Lá vêm eles com os golpes baixos…

        Fala lá do leak da iCloud de certos individuais…

        Como se toda a gente fosse conhecida e burra para pôr perguntas de recuperação fáceis de adivinhar…

        • Gustavo says:

          Além disso, muitos dos casos foram de fotos falsas, fotos tiradas com Androids na mão, também apareceram, e agora?

          Não vai ser a Apple a ter culpa de pessoas famosas usarem a password do iCloud para sites manhosos que roubam passwords! Isso sempre aconteceu, sempre vai acontecer…

          Mas os Fandroids, como não têm mais nada para dizer, vêm sempre com o golpe baixo…

          • Daniel says:

            E o caso de social engineering que funcionários da Amazon e Apple deram dados suficientes para aceder à conta da Apple, fazer reset ao iPad/iPhone e Macbook de um editor da Wired e com esses dados ter então acesso à conta do Twitter dele? Falso? És crédulo tu és.

          • Hélder says:

            É porque sim… Lá vêm eles com histórias da carochinha…

  3. str says:

    FBI, CIA, MOSSAD, FSB, KGB, STASI, MI6, MI5, ISI… So por curiosidade alguem sabe como se chamam os SS chineses? Porque nunca se ouve falar neles? eheheheheh alguem?

  4. R!cardo says:

    A Apple é sempre pioneira em tudo mas depois os outros é que vão mais a frente.

    • Gustavo says:

      É, que vão mais á frente em ficar presos no passado…

    • Vítor M. says:

      Como por exemplo?

      Isto é como em tudo, numas coisas vão na frente, noutras vão atrás… num caso são a marca mais valiosa, noutro não são quem tem mais dispositivos com o seu sistema operativo, noutro são quem mais dinheiro faz com a venda dos smartphones, noutro não são quem vende mais nos Estados Unidos, noutro são quem mais vende na China, noutro não são quem mais inova em termos de tecnologias nos smartphones, noutro são quem tem os melhores serviços no seu ecossistema, noutro não são quem tem o sistema operativo mais flexível, noutro são quem tem o sistema operativo mais seguro, noutro não são quem tem mais liberdade para desenvolver, mas são quem tem mais qualidade nas aplicações, por outro lado não são quem tem o melhor sistema de mapas, mas são quem tem o melhor sistema de retalho do mundo…. e poderíamos andar nisto horas…

      • Gustavo says:

        Hein?

        Só há uma maneira de saber qual a mais avançada.

        É a que vai sobreviver nos próximos anos… a que vai ter pedalada…

      • Ru1Sous4 says:

        O Vitor ficou chateado lol Mas respondeu bem é facto

      • Daniel says:

        Há quem tenha ganho dinheiro a vender lotes na lua, e então? Dito isto, eu já disse por diversas vezes que reconheço valor na Apple, mas nem de longe nem de perto o valor da Apple chega perto da percepção de valor que muitos têm dos produtos da Apple ou da própria empresa. Uma coisa é certa, a Apple é a empresa de marketing mais bem sucedida da história (só fica atrás da Austria, que conseguiu convencer o inteiro mundo que Hitler era Alemão e Beethoven era Austríaco).

        • Hélder says:

          Provavelmente não tens nada Apple, não sabes o que é…

          A maior empresa de marketing, é sem dúvida, a Google, que tem uma confiança é uma imagem de marca associada estupidamente alta…

          As pessoas confiam na Google como uma beata confia no papa…

          E até isso se reflecte em WallStreet, com a Google a ser sempre sobre valorizada, porque vai prometendo uma coisa, depois mostra o carrinho, depois mostra um projeto tipo Loon, que parece uma caridade… Mas não é… Etc…

  5. Gustavo says:

    Pois é, mas há dúvidas?

    Até o presidente da China lá tinha medo que o iPhone tivesse “bixos” para mandar os dados para os Estados Unidos, e o Tim Cook simplesmente deixou uma auditoria ao iOS, e criou servidores iCloud para os Chineses, na China…

    Assim como tem aberto servidores aqui, na Europa que deverão entrar em funcionamento mais tarde ou mais cedo…

    Já Android? É só backdoors nos telemóveis!

    https://pplware.sapo.pt/smartphones-tablets/android/projecto-replicant-encontra-backdoor-nos-samsung-galaxy/

    Já a Google? É só sugar os dados a toda a gente do planeta… e a maioria das pessoas dá-lhes com toda a confiança, como se fosse uma empresa de santos…

    http://techcrunch.com/2015/06/02/apples-tim-cook-delivers-blistering-speech-on-encryption-privacy/

    • LP says:

      ” como se fosse uma empresa de santos…”
      “mas há dúvidas?”
      Qual é a empresa que tratas como santa, mesmo?

      • Gustavo says:

        Nada!

        Continua a mandar as tuas fotos, os teus dados, tudo para a Google!

        Nunca duvides da eterna santidade da Google!

        • LP says:

          Eu não confio cegamente, ao contrário de ti que nem tens dúvidas…

          • Benchmark do iPhone 6 says:

            Eh, pá – mas a Google vender até os meta-dados das fotografias que se envia para os seus serviços já passa os limites, não?

            Tim Cook sobre a Google e a Facebook: “We believe the customer should be in control of their own information. You might like these so-called free services, but we don’t think they’re worth having your email, your search history and now even your family photos data mined and sold off for god knows what advertising purpose. And we think some day, customers will see this for what it is.”
            http://techcrunch.com/2015/06/02/apples-tim-cook-delivers-blistering-speech-on-encryption-privacy/#.pry0qj:EI3G

          • Daniel says:

            As opiniões dentro da Apple variam ao sabor do vento (mercados). Também se dizia que não haveria outro tamanho de iPhone (por ser perfeito para a mão); também se ouvia nunca haveria iPad pequenos (e lá veio o mini iPad)… dados?! Informação ser “pessoal”? Já há rumores da Apple estar a preparar o seu próprio motor de busca para fazer ainda mais data mining (sim, porque posso te garantir que o faz… ou esqueces do embróglio que foi quando se descobriu que a Apple estava a guardar info de por onde passavas e enviava para os servidores Apple depois? Ah, pois é… é a diferença entre o ser e o [tentar] parecer, e a Apple tem dificuldades na primeira mas tornou-se mestre na segunda).

          • Hélder says:

            Mas tu vives só aqui na terrinha 40 anos atrasada do mundo, isto ainda não chegou cá…

            Os americanos, por exemplo, já têm outra mentalidade…

            Por exemplo, lá, se fores apanhado pela polícia com a conduzir com álcool (mesmo que seja pouco), os bancos já não te dão empréstimos… Tás bem lixado..

          • Daniel says:

            Eu por acaso agora estou cá de férias (LX) para o Santo António, mas não vivo aqui na “terrinha”, vivo em Dublin. Não assumas, estatísticamente estarás quase sempre errado.

            E já agora, Irlanda (Dublin na verdade) pode ter imensas empresas tecnológicas, mas não confundas as empresas com os países. Nós (Portugal) em termos tecnológicos estamos anos luz à frente de países como a Irlanda ou mesmo EUA (falo em termos de serviços prestados ao cidadão ou uso da tecnologia no dia a dia, não na casa de cada pessoa). Os únicos países que conheço (ocidentais) que Portugal fica um pouco atrás são os países escandinavos, e mesmo aí é por pouco. Dá que pensar. Claro, vais ver tecnologia para uso pessoal e aí tens de ter em conta o poder de compra e necessidades (não temos as necessidades energéticas e de eficiencia energética em casa comparado com alguém a viver num país nórdico, nem temos o poder de compra, no quando pegamos em serviços à população, esquece lá isso…. só quem nunca saiu de Portugal e acha que isto é um terceiro mundo é que pode mandar postas de pescada do género… eu nunca dei valor aos serviços prestados cá até ter ido viver para Dublin… aí abriu-me os olhos e comecei a tomar atenção a essas pequenas coisas que damos como garantidas no dia a dia e que noutros países nem sonham… não confundas tecnologia de “consumo” com o resto).

          • LP says:

            Eh pá, se achas que os teus dados valem muito, tens alternativas ao Google para tudo, é simples.
            É curioso o Tim criticar a Google quando ganha bom dinheirinho encaminhando clientes para a mesma…
            Tudo o que diga gratuito mete confusão à Apple, que é uma autêntica máquina de fazer dinheiro.

          • FG says:

            O problema é que NÃO É GRATUITO.

            Estás a vender os teus dados pessoais à Google…

          • LP says:

            OK, gratuito no sentido de não envolver custo monetário e não “qualquer custo”.
            O exagero dos “dados pessoais”…

  6. Vlad says:

    Porque não fazer um artigo sobre o que Snowden escreveu em vez de fazer das palavras dele um instrumento de propaganda? Bastou apenas aparecer o nome da Apple uma única vez e BANG! Ainda por cima a frase em questão indica que a Apple não é a única.

    A Apple não foi a primeira a disponibilizar encriptação nos seus aparelhos. A Blackberry bateu a Apple nesse aspecto.

    • Vítor M. says:

      Usa-as como quiseres. O artigo retrata o que importa salientar da tecnologia em causa, os factos políticos não são relevantes neste caso, podem ter influência, mas a questão central, onde ele deu como o exemplo claro da evolução dos sistemas, está cá. O resto usa como quiseres.

  7. Benchmark do iPhone 6 says:

    Era suposto o pessoal do costume começar aos pulinhos: “Agora o Android também tem”.
    Vem desativado, vão ter que o activar – mas torna o equipamento mais lento.

    http://www.theverge.com/2015/3/3/8143607/android-lollipop-default-disk-encryption-performance

    • Mota says:

      Os amantes da Apple que me perdoem mas.. oh fanboy queres que te avive a memória de quando falamos em segurança vindo da apple?

      http://www.ibtimes.com/icloud-nude-leaks-26-celebrities-affected-nude-photo-scandal-1692540

      Isto para dizer o quê? É do interesse de toda a gente que as medidas de segurança sejam aplicadas seja qual for o S.O. masssssss já estavamos a ver que vinha a garotada a comparar tamanhos neh? 😉

      • Gustavo says:

        Isso é para dizer o quê?

        É culpa da Apple que as “celebridades” sejam burras e ponham perguntas que toda a gente saiba?

      • JV says:

        Oh Mota, podem-te dar um cartão de crédito com possibilidade de código alfanumérico e até 128 caracteres. se meteres o código 123456789 também vais ficar sem o dinheiro que tens na conta. a culpa é do banco? ou é tua?

        • Daniel says:

          Na verdade? Do banco, pois se chegar às 123456789 tentativas já foram 123456785 tentativas a mais do que as que são permitidas pela indústria.

          • int3 says:

            1234
            0000
            são os códigos mais usados. Roubas 1000 cartoes e muito provavelmente tens dezenas deles no mínimo com acesso

        • FG says:

          Nem é isso…

          A Apple obriga password com um mínimo de 8 caracteres, obriga maiúsculas e minúsculas e usar números pelo meio… Praticament impossível, a menos que use: “Password123″…

          Logo, provavelmente utilizaram a mesma password em sítios menos fidedignos…

      • Hélder says:

        Ahahah

        Que ridículos, vêm buscar um ataque de Phishing ou de engenharia social para dar na Apple…

        Todos os dias, contas da Google são hackadas e ninguém diz nada…

    • LP says:

      O “pessoal do costume” do Android não é tão acérrimo como o “pessoal do costume” da Apple… o da Apple até se defende antes de ser atacado…

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        E o ataque é o do costume? “A Apple devia deixar ao utilizador a liberdade para encriptar o “disco” do smartphone/tablet, como faz o Android”.

        No Android isso acontece porque se a encriptação estiver ligada torna-se mais lento. Mas sempre serve para dizer “o Lolipop também tem” 😉

        • LP says:

          A Apple não confia na inteligência dos seus clientes e pretendo decide por eles… Eh pá, na continuação da conversa, pelo que vejo aqui no “pessoal do costume” não a posso censurar, repara que mesmo assim conseguiram ver as suas fotos íntimas espalhadas pela net.

    • Vlad says:

      Perfeitamente normal tornar o equipamento mais lento. Ou tu pensas que a Apple utiliza algum tipo de magia negra para não sofrer nenhum impacto na performance de leitura?

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Magia negra, magia branca, saber fazer – chama-lhe o que quiseres. O que é um facto é que os iPhones vêm com encriptação total, não opcional, e a Apple não tem a chave para desencriptar – e o iPhone não tem lag.

        Vá, diz lá: “E se o utilizador se esquece da password perde todos os dados! A Apple devia deixar ser opção a encriptação total, como no Lolipop” 😉

      • Nunes says:

        @ Vlad
        Não é magia negra, é integração e hardware! A encriptação do disco no iPhone terá algum impacto na performance de leitura, mas será muito menos do que o que se tem visto com o Android no Nexus 6, isto porque usa hardware criptográfico especializado para o efeito, ao ponto de fazer dupla encriptação AES 256bit. Já o Android no Nexus 6 usa o CPU para ter uma encriptação de 128bit.

      • Hélder says:

        Magia negra é simples, é meter uma peça que encripte por hardware no SOC.

        Uma das vantagens de ter SOC exclusivos e software feito à medida…

  8. Carlos Santiago says:

    Isto é sabido que se o iOS perde em abertura e flexibilidade para o Android, ganha em segurança. Quem quer um sistema realmente seguro não usa um Android.

    Agora, a Apple decidiu logo no início do processo cifrar tudo, inclusive tem o melhor sistema de armazenamento, segundo os entendidos, das leituras biometricas. Assim como o seu sistema Apple Pay, dizem, é muito mais fiável que qualquer um que possa estar a ser usado em Androud devido ao malware passível de criar com facilidade nesse SO… dizem!!!!

    Não é ao acaso que dizem, acho eu!

    • Hélder says:

      Pois, e como o iOS se tem tornado cada vez mais flexível, as diferenças já não existem…

      Agora a Google tem problemas de fragmentação, porque quer fazer do Android um iOS…

    • Daniel says:

      O “dizem” quando nem sequer sabe fiar fontes…. De tudo o que “dizem” acabas por não dizer o que a realmente tem de bom: um sistema dedicado a encriptação (enquanto que os outros é o CPU). O resto? 31 de boca sem paralelo com a realidade. Malware para esse SO? Eu sei que muitos Apple fans gostariam que não fosse verdade, mas a Apple também tem, e já foram por diversas vezes encontrados na Apple Store também. A única coisa que difere é na proporção, mas em abono da verdade, para o mercado que tem comparativamente, é desinteressante face o investimento, da mesma forma como o Mac OS era, e que levava todos os fans a dizer que era o melhor do mundo e não tinha falhas… começou a ter número suficiente de utilizadores para ser “interessante” e foi ver: ramsonware; rootkits; agora até uma forma de destruir a EFI. Isto é a realidade.

      • Nunes says:

        “e já foram por diversas vezes encontrados na Apple Store também.”
        A diferença na proporção é resultado das políticas de segurança do sistema e da loja da Apple. Só o facto de muito rapidamente todos os aparelhos serem actualizados reduz imenso os possíveis perigos.
        “para o mercado que tem comparativamente, é desinteressante face o investimento”
        A avaliação de interesse depende do possível ganho e é mais do que sabido que no iOS o ganho por utilizador é muito superior – uma questão de demografia das plataformas. Não é por acaso que o iOS continua a ser a plataforma em que os programadores ganham mais dinheiro ou que em termos de uso da internet o iOS seja equivalente ou ligeiramente superior à plataforma Android

        “ramsonware”
        ainda não viste nenhum ransomware no Mac ou iOS ao estilo do que se tem visto no Windows ou Android.
        Quanto ao UEFI não é assim tão fácil de acontecer pois necessita primeiro de root, e a Apple certamente que irá lançar updates para a maioria das máquinas que possam ser afectadas, que não são todas!

      • Hélder says:

        “Malware para esse SO? Eu sei que muitos Apple fans gostariam que não fosse verdade, mas a Apple também teM”

        Errado!

        O único malware possovel no iOS, é com jailbreak, que é da responsabilidade dos utilizadores.

        Além disso, a última vez que houve jailbreak, foi em 2014!!!!!

  9. Carrega Passos says:

    Quem quiser segurança, em primeiro lugar que se informe e saiba usar as ferramentas de que dispõe.
    O elo humano é sempre a parte mais fraca e não há sistema nenhum que resista a um utilizador burro…
    Eu, pessoalmente, não confio em ninguém, aliás, nem em mim confio…
    Uso e abuso do PGP/GNUPG quando preciso de manter a salvo as minhas fotos ou docs mais privados.
    Até ver, tem sido super fiável, nunca houve notícias deste sistema ser hackeado, desde que seja usado como deve de ser.
    Já agora, uso uma password com mais de 30 carateres, com números e maiúsculas pelo meio, quem quiser que a tente adivinhar….

    • Daniel says:

      Nem mais. Há uns anos a história da chave dos sistemas (alguns) RSA que tinha sido copiada e era possível ultrapassar sistemas two-step da RSA é um bom exemplo: token RSA eram standard em tudo que necessitasse o mínimo de segurança: ligações VPN, portais corporativos, etc…. e no entanto viu-se a falha que existia, por se ter tornado no de facto standard na industria também tornou-se alvo, e pronto, foram “roubados” e a segurança de milhares de sistemas foram comprometidos.

  10. sapo says:

    Quando amanha vier um famoso/a dizer que lhe roubaram os dados como já aconteceu no passado a malta ri.
    Não quero saber se foi pela cloud se foi por onde foi, foi pela apple.
    Obrigado.

    • Daniel says:

      A verdade é que todos os sistemas se tornam obsoletos, dando tempo suficiente. Alguns são já obsoletos no entanto pela falta de interesse neles mantem-se minimamente “estáveis”. Um exemplo: nem sequer o que era considerado inviolável, um sistema crypto-quantico, é inviolável como se veio a demonstrar há um ano ou dois atrás.

  11. Jorge Cardoso says:

    Entao se o snowden nao usa iphone usa qual??
    Blackberry??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.