PplWare Mobile

Smartphone de 13 mil euros: Vendidas apenas 750 unidades

Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

Deixe um comentário

18 Comentários em "Smartphone de 13 mil euros: Vendidas apenas 750 unidades"

avatar
  Subscreva  
Notificar de
Phoenix
Visitante
Phoenix

Meu rico galaxy s7 edge

Antunes
Visitante
Antunes

Se eles fecarem as portas vendo o meu no olx.

Fábio Faria
Visitante
Fábio Faria

tens 1?

Francisco C
Visitante
Francisco C

Claro que tem…

Tiago Ferreira
Visitante
Tiago Ferreira

Claro que tem. Eu também já tenho o iPhone 8 de 2TB exclusivo xD

Ric
Visitante

Uma treta de 13000€ !

ol1v3r
Visitante
ol1v3r

Para mim é um sucesso de vendas a esse preço…..como Pagani, McLaren e outras, vendem exclusividade a preços impressionantes mesmo com um numero de vendas bem pequeno.

JJ
Visitante

Ganharam dinheiro… e agora “vão” embora…

Miguel
Visitante
Miguel

€13.000 x 750 = € 9.750.000 – Nove milhões e setecentos e cinquenta mil euros.

Couto
Visitante
Couto

Muito bonito podiam era usar snapdragon 835 e um sensor maior na camera

Leggo
Visitante
Leggo

Se o smartphone foi lançado o ano passado como querias SnapDragon 835, oh nabiças?

luislelis
Visitante
luislelis

A este preço o processador deveria ter capacidade de ter filhos para auto atualizar.

Ze
Visitante

Facturou mais que a portuguesa LAIQ de certeza

Chico
Visitante
Chico

16 anos de iPhone one novo

Joao 2348
Visitante
Joao 2348
Ainda por cima o mais provável é não ser assim tão seguro, e tal de certeza que se confirmaria se algumas pessoas com jeito para a coisa dessem uma vista de olhos com atenção a algumas dessas unidades. Já para não falar que se a história ensina alguma coisa, é que tais aparelhos têm sempre ocultos mecanismos de espionagem, sempre negados pelo fabricante claro. Que tenha conhecimento nenhum país deixa exportar, e por vezes nem fabricar para si mesmo (excepto talvez para unidades militares) dispositivos que não possam ser interceptados de alguma maneira… independentemente da conversa política… por trás a… Ler mais »
luislelis
Visitante
luislelis

Alguns até predizer o fim do mundo.
Tenho um amigo, Q tinha uma vizinha, que conhecia uma colega que lhe contaram isso. Gente de confiança e com provas dadas.

Alvega
Visitante
Alvega

“A culpa?…provavelmente o preço…”, nahaaaaa, a culpa é fácil , Israelita. Quem seria o louco que vai comprar um aparelho SUPOSTAMENTE, SEGURO a uma empresa Israelita ?
Entao já se esqueceram quem “quebrou” o Apple para os Americanos?
Aquilo deve ter mais back-doors que buracos um queijo Suíço.
13k €, para os vizinhos do Dubai, Emirados e Arabia Saudita, sao Peanuts, se fosse esse o problema era um Montao de vendas…mas eles conhecem os vizinhos de ginjeira.

rui
Visitante

Alvega peço desculpa pela rectificação mas diz-se piners…
de resto tudo bem dito….muito bem dito mesmo…