PplWare Mobile

Sistemas de Videovigilância: Já não vai ter de pedir à CNPD


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Filipe F. says:

    Finalmente… Que a videovigilancia apareça em massa e seja util para dar segurança a todos. Aqui so abrange espaços não publicos mas já é um principio.

    • José Canastro says:

      Eu sou totalmente contra a videovigilância. Não existe nenhum crime no mundo que justifica a vigilância de todos os cidadãos. Abaixo com a PIDE!

      • Toni da Adega says:

        Cada um defende acha ser melhor para si.
        Eu na minha casa tenho um sistema de videovigilância (frente, traseiras e garagem) e é das melhores coisa que já instalei.

      • A.Santos says:

        Comentário absurdo mesmo…..!

      • nocode says:

        Amigo, quem não deve, não teme.

        • Mike says:

          @nocode Nem mais!

        • NT says:

          Deixa-me adivinhar… não tem persianas ou cortinados e vive numa casa de vidro em que “qualquer um” pode passar e ver o que está a fazer. Quer dizer quem não deve não teme certo?
          Já agora meta aqui o utilizador e respetiva palavra passe para o email, redes sociais etc. Quer dizer quem não deve não teme certo?
          A vídeo vigilância tem a sua utilidade porém o direito à privacidade deve estar acima disso. Hoje em dia é muito difícil/dispendioso ter privacidade mas ainda é possível. Quanto à Polícia Internacional e de Defesa do Estado não tinha acesso a este tipo de tecnologia(acho eu…). 😀

      • Bumbo says:

        Lol o pessoal ainda usa nomes descatalogados x)

  2. ZeNabo says:

    Finalmente deixar de pagar 150€ por ter acesso a imagens que sao nossas do nosso estabelecimento ou casa. Cabe a cada um proteger da melhor maneira possível.

  3. João Luis says:

    Quero os meus cento e cinquenta euros de volta!

  4. Paulo F. says:

    Significa que também já podemos usar câmaras DVR nos automóveis?

  5. Ze says:

    Filmem isto .l.

  6. Luis says:

    Uma questão, eu posso a partir de casa fazer stream de uma cidade vista de cima (área muito grande) ? É legal ou ilegal? tendo em conta que não é possível identificar pessoas nem matriculas de carros.

  7. Rodrigo says:

    Também gostava que o mesmo fosse aplicado à captação de imagem com drones. É mais facil reconhecer-se uma cara a partir de uma câmara a poucos mts do chão do que a 100mts de altitude. Mas como estamos num país onde o forte não é a legislação e conhecimentos para se criar leis eficientes, temos que continuar a aturar os incompetentes que as criam.

    • JJ_ says:

      O problema dos drones, foi por culpa de um conjunto de “parvos” que andaram a voar com os mesmos junto de áreas proibidas, como aeroportos.

  8. Ricardo says:

    “Vamos passar a ter um cenário de Big Brother? Não! “…. Vamos lá agora… Boa…

  9. Pinto says:

    Para quando a autorização do uso de Dashcam nos carros, para nos protegerem de imbecis na estrada que fazem merda e não assumem a culpa?Continua na gaveta !

  10. Miguel says:

    12mil * 150€ = 1.8milhoes € que vão deixar de receber.. hm..

    • Bargasto Rompido says:

      Não pagas a licença, mas pagas multa se não respeitares as regras. E acredita que muita gente vai comprar sistemas de vigilãncia e vai se esquecer de alguma coisa, motivo suficiente para levar com uma multinha que no mínimo deve rondar os 250€, isto se se tratar de um privado.

  11. Joao ptt says:

    – As câmaras não podem incidir sobre as áreas de refeição, zonas de estar e zonas de bebidas;
    – Na eventualidade de existir um local destinado ao entretenimento de crianças (p.e. play centers), não podem ser recolhidas imagens desse espaço.

    Tal informação consta nas autorizações em Decisões da COMISSÃO relativamente à actividade de “restauração e bebidas” (ex.: https://www.cnpd.pt/bin/decisoes/Aut/10_126_2018.pdf ou por exemplo: https://www.cnpd.pt/bin/decisoes/Aut/10_4715_2018.pdf ).

    A maioria dos estabelecimentos de restauração e bebidas onde entro e existe videovigilância não cumpre nada disto… a maioria nem sequer têm os avisos FORA da área observada pelas câmaras não respeitando o direito da pessoa ser informada previamente sobre as mesmas, para que possa decidir se quer ou não entrar em tal área.

  12. Alc says:

    Ficou algo confuso se as regras são iguais tanto para zonas públicas e privadas… Por ex. Se tiver uma câmara em recinto privado, terei que disponibilizar um aviso da existência dessa câmara?

    • Bargasto Rompido says:

      Boa pergunta! Mas julgo que sim. Imagina que tens uma visita em casa. Ela tem o direito de saber que está a ser filmada, independetemente de ser conhecido ou não.

  13. Vm says:

    Eu montei um sistema Videovigilância. E pergunto a todos os que são contra.
    O que estão a fazer num espaço particular, que não é vosso?????

  14. noone says:

    E no caso de um empregado apropriar-se de algo que não é dele e estiver gravado? O que se deve fazer?

  15. Joao Fernandes says:

    Boa tarde tenho uma dúvida num estabelecimento público como por exemplo no exterior de um café pode estar uma câmera de vídeo vigilância apontada para a esplanada? Aguardo respostas úteis

  16. Pedro says:

    Sou a favor da vigilância de vias públicas por entidades competentes. No entanto o meu vizinho, a nível privado tem duas câmaras apontadas para a entrada da garagem mas no exterior da faixada pelo que abrange a via pública. Pergunto, é legal? É que contratei uma empresa de segurança para colocar alarme e câmara exterior para a minha entrada e eles recusaram presisamente por estar no exterior. Confronte a PSP que dizem não ter competência. O meu vizinho é mais do que eu?

  17. Silva says:

    Eu trabalho numa empresa , e a empresa tem um parque de estacionamento para os carros dos funcionários , e existe câmaras que estão apontadas para esse parque , eu quando cheguei um dia desta semana, tinha o carro com perca elevada no para choques , pedi ao responsável da empresa que me cedesse as imagens para poder ver o suçedido , mas não me deixaram ver ..o que poderei fazer para obrigar a empresa, me ceder as imagens desse dia

  18. Miguel pinto says:

    Estou num local de trabalho cttv, onde tenho 2 câmaras a olhar para mim em funcionamento 24h sobre 24h, quais são os meus direitos nesta situação? Agradeço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.