Quantcast
PplWare Mobile

SIBS: Erro informático “retira” milhares de euros a restaurantes

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Miguel Nóbrega says:

    Engraçado este dinheiro electrónico que pode simplesmente “sumir”

  2. MACnista says:

    Coitados era mesmo isto que estavam a precisar, bolas é preciso ter azar!! GGRRR#$%&/

  3. Infetado says:

    Desde fevereiro que não entro num restaurante.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Por pessoas como tu é que quando voltarmos à normalidade não vais ter restaurantes abertos para voltar.
      Eu tento ir todos os dias a um restaurante e apoiar aqueles que não quero que fechem porque gosto de frequentar, inclusive tenho sido mais generoso nas gorjetas.
      Não existe risco de contágio nos restaurantes, o risco está associado às pessoas com quem almoças/jantas.

      • Jonny says:

        Faz muito bem vai tudo a bancarroa. Xulos que nao passam factura e nao tem multibanco – FORA DE FUNCIONAMENTO OU AVARIADO

        • Vilna says:

          Factura é obrigatório, se não querem passar chama a polícia. Quanto ao multibanco é facultativo ou têm de ter tudo o que queres?

        • Pirata das cabernas says:

          Quando tiveres um estabelecimento e tiveres que pagar taxas de tudo e mais alguma coisa.. É clie tens a dizerem que és caro.. Depois falamos

        • Mr.T says:

          Em que ramo trabalhas? Será que indiretamente os restaurantes (e similiares) irem todos a bancarrota, não te vai afetar também a ti? Tens de tirar as palas de burro e aprender a olhar para o que te rodeia em vez de veres só o que te parece que está à tua frente. Ja diz o ditado… Nem tudo o que reluz, é ouro!

      • jaugusto says:

        Houve um gajo na minha terra que foi aquele programa da tvi, e era só lixo e porcaria na cozinha, numca mais entrei nessas cenas…

      • Filipe says:

        Lamento informar-te mas os restaurantes fazem rios de dinheiro com o take-away. Não precisam de limpar o restaurante a cada pouco, não têm clientes a sujar-lhe a louça nem nada desses inconvenientes. E os cafés quando reabrem após confinamento ficam apinhados. Nenhum deles tem sequer um cêntimo de prejuízo. Por isso abre os olhos. Os únicos que fecham são so que têm “brunos de carvalho” ou “donalds trump” na sua gerência.

        • José Fonseca Amadeu says:

          Não sabes mesmo as margens da restauranção muito menos os encargos.
          Não frequento nenhum restaurante que tenha take away, nem acho que isso qualifica como restaurante.
          E a grande maioria dos restaurantes têm o seu ganha pão com sexta à noite, sábado e domingo, tiras a possibilidade de fazerem dinheiro nestes periodos, associas ao facto de já estarem muito vazios e muitos não têm como manter portas abertas e vão ter de pagar as rendas e fornecedores mais tarde.

        • Rafael says:

          Não sei onde foi buscar esta informação, mas digo-lhe o que sei em primeira mão, o que pode não ser o caso para todos, mas tem havido uma redução de pedidos, mesmo em take-away, no entanto, as rendas mantêm-se, os ordenados também, electricidade, gás, wifi, telefone, licenças dos direitos dos autores, e uma carrada de outras despesas também. Estou a falar principalmente de restaurantes em pequenas cidades, que pertencem a famílias com filhos a estudar, a pagar propinas e rendas daqueles que tiveram que estudar para mais longe. Não há “rios de dinheiro”, o pouco que entra, sai quase de seguida.

        • Mr.T says:

          Bem, pelo comentario, presumo que tenhas um restaurante e estejas a rebentar pelas costuras com tanto dinheiro que ganhas…

      • PhotoShot says:

        Desculpa?
        Quantas vezes andam a cozinhar sem máscara?
        O empregado que leva à mesa até pode ter cuidado, mas alguém que está a trabalhar numa cozinha, quente, a transpirar, a correr de um lado para o outro, e nunca tira a máscara?? alguns nem a usam…
        Eu deixei de ir aos restaurantes porque eu vi isso acontecer.
        E como estamos em fase de poupança pois o meu salário foi reduzido, mais uma razão para não ir a restaurantes.
        Não tens medo de apanhar o bicho? Força… vai também por mim.

      • Fabio Silva says:

        José,
        Felizmente, já fui algumas vezes a um restaurante. Mas muito menos do que antes da pandemia. Na verdade, até que perdi esse hábito, por duas razões: porque o ambiente já não é o mesmo (falo por mim, enquanto consumidor) e porque toda esta pandemia veio alterar os meus hábitos… e também os meus rendimentos (que não esticam tanto).
        Sinto muito o que está a acontecer com a restauração e, principalmente, a falta de senbilidade do governo para gerir esta situação.
        Agora, o José não tem o direito de culpar quem quer que seja por não querer ir a um restaurante. Se eu tivesse a sua carteira, talvez fosse também todos os dias comer a um restaurante. Só porque sim…

    • Pirata das cabernas says:

      Porque não trabalhas.. Ou podes trabalhar em casa e almocar aí ou tens possibilidade de almoçar no local de trabalho.. Mas mesmo assim já fui algumas vezes aos restaurantes.. Não estavam cheios tinha lugar bem distante de outros…

    • art says:

      .. ..em Fevereiro comia só em esplanadas desertas ..agora nem em esplanadas….As refeições em restaurantes ,implicam estar sem máscara junto de outras pessoas , são riscos desnecessários …..também até há pouco tempo , tiveram lucros fabulosos com os estrangeiros…..os negócios são assim , umas vezes dão lucro outras vezes não….se tiverem que fechar , que fechem , não lhes vou sentir a falta

      • Mr.T says:

        Sabes que nem todos vivem do turismo no centro de Lisboa, Porto ou mais uma ou duas cidades do género… Presumo que tenhas o mesmo sentimento em relação aos MacDonalds e Telepizzas deste mundo…

  4. Ci says:

    A SIBS está na m$?%a Acreditem, sei do que falo, já teve melhores dias. Parece incrível que uma empresa que lida com “money” esteja a ficar na #¿$?%!¡, mas está mesmo. E depois, um “erro” destes vem mesmo a calhar. É que enquanto o pau vai e vem, folgam as costas.

    Agora apressem-se é a devolver o guito, senão passa a crime…com juros.

    Cambada.

  5. Xnelox says:

    Para além desse erro informático ainda vem outro que é o apoio à restauração pela média de faturação… suspeito que alguns vou torcer a orelha por faturam pela porta de trás.

    • Vilna says:

      Não se pode ter tudo. Conheço muitos que declaram o ordenado mínimo e têm belas vidas. Em tempos de crise não se podem queixar dos reduzidos apoios nem um dia de reformas baixas. Lamento.

  6. Telmo Gaspar says:

    Não percebi:

    “neste período, viram desaparecer das suas contas bancárias milhares de euros.”

    “Além disso, é importante referir que a SIBS não faz qualquer tipo de movimento das contas bancárias dos utilizadores da rede.”
    ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.