PplWare Mobile

Segurança Social: Já está disponível o novo simulador de pensões


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Rui says:

    Acho a simulação um “engodo” para os actuais contribuintes. Principalmente para aqueles que ainda estão a meio da carreira contributiva!
    Eu fiz a simulação e realmente o valor até é simpático, mas tenho muitas dúvidas que em 2042 a Segurança Social tenha dinheiro para pagar-me, senão vejamos:
    – A Segurança Social funcionou sempre no pressuposto de que havia mais entradas que saídas, o que já não é verdade, há uma enorme queda na demografia e quem se reforma tem uma pensão bem mais alta do que quem entra no sistema;
    – Continua a existir uma discriminação gritante e revoltante entre a CGA e a SS. O mesmo salário a descontar para a CGA gera uma reforma bem superior a um salário que desconte para a SS (são mais de 10% de diferença). Porquê? Ambos os sistemas são geridos por funcionários públicos, mas imaginem quem é que paga os rendimentos mínimos e toda a panóplia de subsídios…… pois, apenas pagam quem desconta para a SS. Ou seja, a SS paga o regime contributivo e quem nem sequer desconta para o sistema, já a CGA apenas contempla quem desconta para o sistema;
    – Na minha simulação, referiu que só posso aposentar-me quando perfizer 67 anos e 10 meses…… pois bem, mas eu tenho familiares da função pública que reformaram-se com 48, 50, 51 anos……. são quase menos 20 anos a trabalhar e a descontar;
    Por tudo isto e porque é pecado cortar direitos adquiridos, quem começa agora a trabalhar vai lixar-se porque eu tenho imensas dúvidas que possa viver dos restos que sobrarem da SS, e por outro lado estão a pagar as reformas altíssimas de pessoas que se reformaram recentemente. Dou só 2 números para vermos o que nós espera: Em 2000 nasceram 126.000 portugueses, em 2015 nasceram pouco mais de 80.000. É uma redução de 50% em 15 anos!!!!!!! E já nem conto com os que emigram e abandonam o sistema!

    • Técnico Meo says:

      Esqueceste dizer que a tal mão de obra que está a ser recrutada em forma de imigração não está a surtir o efeito desejado, pois na vez que participarem no super avit da Seg Social estão é a fazer o contrário, e a ficarem no lado da subsidio-dependência.

      É perfeitamente natural a um ser humano que se lhe dão sem nada exigir em troca, então para quê trabalhar.

      • Rui says:

        Eu quando refiro a subsidio dependência não discrimino imigrantes, refiro-me a todos, nacionais e emigrantes, pelo facto dos funcionários públicos (que descontam para a CGA) não contribuírem nem com 1 cêntimo para a festa, apenas a SS contribui à força.
        Como os funcionários públicos com alguns anos de activo e os decisores políticos descontam todos para a CGA, estão a borrifar-se para os desgraçados da SS, o que interessa é terem mais votos nas eleições à custa dos funcionários privados!!!!!!

        • Amilcar Alho says:

          Errado! Eu sou funcionário publico e já há alguns anos que somos a descontar, tal e qual como tu, para a SS (talvez uns 15 ou lá muito perto).
          Portanto eu, como FP e tu como presumivelmente não FP, estamos exactamente no mesmo barco…
          Tal como tu também já me questionei onde irá haver € para as nossas reformas… 😉

          • Amilcar Alho says:

            Retira a minha 1ª parte SFF, interpretei erradamente o teu “Como os funcionários públicos com alguns anos de activo e os decisores políticos descontam todos para a CGA”.
            Mas podes continuar a considerar a minha 2ª parte, ou seja, estamos na m…..

          • Rui says:

            Amilcar? Eu sei perfeitamente que os novos funcionários públicos descontam para a SS, estou a referir-me aos funcionários públicos admitidos antes de 2006. É que eu tenho um colega com o mesmo salário que eu, até trabalho à mais tempo que ele, mas ele tem muitas mais regalias do que eu, na aposentação (reforma-se mais cedo e com média de reforma superior, ou seja, dupla penalização), já para não falar de que em caso de baixa também recebe menos! É isso que me revolta. E também porque eu sei que os rendimentos mínimos e tarecos semelhantes vêem de descontos da SS e nem um cêntimo da CGA.

          • Rui says:

            Esse colega desconta obviamente para a CGA e eu para a SS.

          • Rui says:

            …..também recebo menos….. (a pressa)

  2. José Silva says:

    Agradecia que me informasse como chegou ao simulador.
    Obrigado

  3. Badanas says:

    Até me dá vontade de rir…tenho 40 anos e tenho de me reformar aos 68 anos e 2 meses…ou seja em 2047 para receber 689€… nessa altura nem 500€ dão para sobreviver…

    • Rui says:

      É precisamente por isso que sou muito céptico com o futuro da SS. Entram muitos precários para o sistema ou com descontos muito baixos e saiem salários muito elevados, para além de saírem muito mais do que os que entram!!!!!!

  4. rjSampaio says:

    Lol dizem no site que da para usar a CC para autentificar, e no fim diz que não esta autorizada 😛
    Devem falar ainda umas quantas credenciais.

  5. David says:

    O sistema de ração dos animais da fazenda.

  6. JS says:

    Ontem fiz a simulaçao no qual fiquei muito decepcionado faço descontos desde Janeiro de 1980 e para me reformar fico a ganhar mais 115€ do que se me reformar para o o ano 2020,nunca estive de baixa tempo nenhum alias a empressa que sempre trabalhei/o descontou sempre a tempo e horas para a SS agora pergunto eu de que vale ser honesto e cumpridor sabendo que pessoas que nada fazem para a sociedade e vivem de subs e nada pagam como taxas moderadoras e tem casaa camararias a preço baixos .
    Ja falei com o meu chefe para dizer admistraçao para me mandar para o desemprego porque fico melhor agora do que daqui a 10 anos,reformas eram melhores no tempo dos meus pais essas sim,alias trabalho numa empresa que emprega centenas de trabalhadores e das 20 maiores de Portugal com filiais fora de Portugal
    Vivemos num pais em que as pessoas se revoltam com o futebol e nao com o seus direitos e bem estar

  7. Maria Fonte says:

    Estou regsistada na Social Directa, entro em PENSÕES, mas não me aparece a opcão da simulação automática???? com fazer?? podem ajudar-me…

    • Custodio Nunes says:

      Boa tarde
      A mim também não me aparece o “simulador ”
      Tenho 64 anos e gostaria de simular a minha reforma mas não posso.
      Quando havia o simulador antigo acedia facilmente neste não aparece nada

  8. Custodio Nunes says:

    Eu não consigo aceder ao simulador,Porque?
    Quando coloco outro NISS de outra pessoa acedo perfeitamente.
    Afinal todos podem fazer simulações ou Não.

    Cumprimentos

    • Técnico Meo says:

      Isso acontece nos casos em que já existe um pedido de pensão registado em sistema a decorrer. Neste caso já não consegue

      • Custodio Nunes says:

        Obrigado.
        Mas se isso é verdade,então o meu pedido de pensão foi feito em 2015 que Eu não aceitei.
        Nada mais lógico que agora precisava mesmo de ver a minha situação.
        A informação que me deram da SS é que não tinham conhecimento de nenhuma restrição para aguardar e e tentar de novo mais tarde

        • Técnico Meo says:

          Mas sim é por causa de já ter pedido anteriormente um pedido de pensão, mesmo que já tenha cancelado / não aceite. Para já, não vai conseguir fazer a simulação. Faça uma marcação na linha de atendimento para

          • Técnico Meo says:

            Ser feita uma simulação manual, que, ao contrário da aplicação da SSD, vai levar mais tempo

      • Sofia Oliveira says:

        Mas eu nunca fiz nenhum pedido de pensão e também não consigo simular.
        Tenho 30 anos e repito, nunca fiz nenhum pedido de pensão ou simulação da mesma.

  9. Lourenço Queirós says:

    Nasci em 1957 e Iniciei os meus descontos em 1972, no simulador só aparece um valor em 1972 e os seis anos seguintes não têm valor,porque?
    Também diz que não ainda não tenho 60 anos de idade.

    • Rui says:

      Por experiência própria, sei que a SS não tem dados muito actualizados, podem estar meses e até mais de 1 ano atrasados e em relação à idade, pode ter sido isso que aconteceu, ou uma mera falha de sistema.
      Em relação à primeira questão, eu coloco muito mais importãncia, porque sei que as pessoas normalmente não acompanham os seus descontos, mas deviam, porque sei de muitas histórias reais (sublinho novamente, REAIS), de empresários ficarem com os descontos de trabalhadores durante anos….. e estes só dão conta se ….. entrarem de baixa ou quando solicitarem a aposentação!!!! Também há truques como o funcionário trabalhar o mês inteiro e o patrão regista apenas 8 ou 10 dias por mês (obviamente os descontos são muitos mais baixos e quase que os 11% retidos ao trabalhador dão para pagar os 23,75% que tem de pagar a empresa!!!!!
      Por isso aconselho a esclarecer a sua situação. E a todos nós, devemos pelo menos uma vez por ano, confirmar se a nossa empresa declarou tudo à SS, caso contrário prejudicam-nos 2 vezes, ficam com os nossos descontos e prejudicam a nossa reforma no futuro!

      • Técnico Meo says:

        De à 10 anos para cá que as declarações de remunerações (dri /dro) estão muito mais vigiadas. O que acontece é pessoal com descontos de 1960 até 1981 ou mais não surge no SISS ou no centro distrital no arquivo. Não significa que os descontos não existam. Muitos estão em microfilme. Por isso o CNP demora eternidades a verificar os descontos. O simulador é só para dar uma ideia, um vislumbre, não é para substituir o apuramento de um pedido de pensão efectivo.

        • Rui says:

          Mesmo assim ainda são lentos a detectar falhas. Não tem nada a ver com as Finanças.
          E quando falo de casos de descontos inferiores, a SS não consegue detectar nada. Se um patrão desonesto só declara por exemplo 8 dias de trabalho por mês quando o trabalhador exerce a profissão a tempo inteiro, como é que a SS detecta a fraude sem ir ao local investigar? E se o funcionário não estiver atento aos descontos que entram na Segurança Social? (só o consegue fazer na Segurança Social Directa)
          Estou a dizer-lhe que infelizmente há muita gente que não sonha que não lhe descontam pela totalidade do salário! Obviamente serão cada vez menos casos, mas eles existem (só 1 nota, agricultura!!!!!! Sabe lá a SS se um trabalhador este 30, 100 ou 200 dias ao serviço de uma quinta?)

          • Técnico Meo says:

            Eu não falei nas finanças. Mas sim tem razão, somos o pais mais corrupto da Europa.

            Cabe a cada um verificar se está tudo bem, mas isso é senso comum, que tem costas tem de as verificar de vez em quando…

            os trabalhadores agrícolas têm um regime simplificado especial, cabe ao trabalhador verificar que tipo de contrato está a assinar, sendo que na categoria de TCO nem todos têm a mesma taxa, direitos, deveres.

            Por exemplo no serviço doméstico, é comum os utentes ficarem perturbados na altura da pensão. Muito honestamente não conheço um regime tão negligenciado pelo próprio trabalhador.

            Muitos são inscritos ou inscrevem-se ás 7 pancadas na segurança social, sem quererem perder tempo de ler em 15 minutos o guia pratico sobre os seus direitos e deveres, condições de cálculo e direitos sobre a carreira contributiva.

            Muitos nem sabem se estão no regime convencional ou real.

            Depois culpam o mundo, o governo, os patrões.

            Se tivessem perdido 15 minutos para ler este documento na vez de ver a novela, casa dos sdkl–*/- ou o jogo de futebol, mas teria valido.

            Caro Rui, quanto ao comportamento mafioso como se comportam alguns colegas da FP, tudo dito, muitos são piores que a própria camorra Italiana.

            Comecem pelos próprios sindicatos, que só distinguem os seus, para eles os do privado são cães.

            Quem tenta entrar num concurso publico sem factores C ou Z ou S, sabe bem o que já teve de passar.

          • Rui says:

            Palpita-me que teríamos muitas histórias para contar 🙂

    • Herculano Pereira says:

      Lourenço Queirós eu comecei a descontar em1969 é só me apareciam descontos a partir de 1978 pedi á segurança social de Santarém pois foi lá que iniciei por carta os meus descontos, passados 3 meses recebi uma relação desde o início e como tiveram que ir buscar os dados que estão em microfilme, atualizaram tudo

  10. Jose silva says:

    Eu tambem nao consigo fazer a simulaçao no antigo sim fui aa seg social nao sabem a razao marquei uma ida lá para ver o que se passa mas so dia 25 e que vou saber ja li aqui que deve ser por ter pedido uma simulaçao em2017 mas nao aceitei continuo a trabalhar e com 52 de descontos

    • Técnico Meo says:

      Aos 60 anos e com 48 anos de descontos, já tem acesso ao novo regime de pensão antecipada de carreira de longa duração, sem penalizações de maior.

  11. Christopher Bernardo says:

    O valor bruto estimado da pensão é ao ano ou é por mês ? e a bonificação é o que ? é que a mim da-me um valor bruto e depois da mais algum de bonificação.. é que se esse valor é ao ano mais vale estar quieto com os descontos, nao da nem para comer

  12. Herculano Pereira says:

    Boa Tarde, alguém me sabe dizer como aceder ao atual simulador? eu no anterior tinha acesso, mas neste atual não o consigo encontrar
    já procurei com vários browser.
    obrigado

  13. jose says:

    Isto é uma vergonha, fui operado aos dois joelhos, (ligamentos e meniscos do joelho esquerdo e menisco joelho direito), trabalho desde os 14 anos neste momento tenho 41 anos, tenho 27 anos de descontos para a segurança social. Ontem dia 19/06/2018 recebi pela 2º vez o indeferimento para a pensão de invalidez, uns miseráveis 310 euros, indeferimento pela diretora da Unidade de processamento de prestações de invalidez, ( Paula Cristina Pinho Oliveira Barros). O Medico Ortopedista que me operou fica incrédulo, e é como diz: estão à espera que eu fique a andar de muletas ou então numa cadeira rodas, para me atribuírem uns miseráveis 300 euros, de pensão. Agora tenho 10 dias para recorrer, mas como sabem que não tenho recursos e no caso de perder para estes corruptos terei que ser eu a pagar todas as despesas do processo. Sei que continuando a forçar terei que colocar próteses e mais próteses, mas um dia espero receber indeminizações por todos estes problemas que irei sofrer. Irei recorrer a tudo o que seja possível até chegar à comunicação social. nº Social. 111322909014 e nº contribuinte 205026460.

  14. Avelino says:

    Estão errados quando dizem eu desconto para as duas pública e privada.
    Quando rebentou a crise quem foi que não teve aumento de salários para pagar a crise foi o funcionário público há pois é.

    • Rui says:

      E quem foram os 500.000 trabalhadores que foram despedidos? Não foram de certeza os funcionários públicos, que esses nunca podem ser despedidos, mesmo que não façam nenhum. Esquece esse pormenor muito importante!
      Meta isto na sua cabeça, os funcionários públicos são muito mais beneficiados que os trabalhadores privados. Basta dizer-lhe que os FP não dão um cêntimo para os rendimentos mínimos!!!!!

  15. Vitor Martins says:

    Na minha modesta opinião, acho que este simulador não funciona correctamente nem pode funcionar. Na realidade o sistema informátido da SS só tem carregadas as contribuições até 1981. Faltam então a quem vai fazer a simulação 3 anos de descontos. No entanto o simulador mostra ao utente um valor bruto de pensão. Não informa de que está a considerar penalizações uma vez que considera no seu calculo que o utente não tem 40 anos de descontos.

  16. Fiz o meuJOAQUIM COSTA LEONARDO pedido ha says:

    «« Fiz o meu pedido de reforma há cerca de «SEIS MESES «« e ainda não tive resposta . ALGUEM SABERA ME DIZER O PORQUE ««

  17. Jose de Sá says:

    Não sei se alguém me saberá responder ao seguinte: o simulador da CNP está correcto, contempla toda a legislação em vigor?
    É que tendo pedido pensão unificada pela CGA, soube agora a parcela que me foi atribuída pela CNP, e esta é menos de metade do que era calculado pelo simulador!
    Ou será que é para não darmos conta do que fazem que tornam o simulador inacessível a quem já pediu a pensão? No meu caso, no entanto, ainda em Setembro o simulador me estava acessível (sinal provável de que nem tinham ainda começado a mexer no processo, que lhes viera da CGA), e continuava o dar, com os dados da própria Base de Dados da CNP, que estavam correctos, um valor mais que duplo do que agora a CNP atribuiu…!
    Por isso a minha questão, enquanto espero para ver os fundamentos da CNP: alguém sabe da fiabilidade do simulador?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.