Quantcast
PplWare Mobile

Se está alcoolizado o seu carro poderá não o deixar arrancar

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. Miguel says:

    Pronto, esta até aceito.. Mas o que deveria acontecer era, se está bebedo o carro não o deixa arrancar, ele arranca sozinho e vai para casa.

  2. Paulo Martins says:

    “Virgem aos 40” demonstra uma maneira muito simples de “enganar” o sistema.

  3. Ângelo Braz says:

    E o que impede do condutor alcoolizado pedir ao passageiro para “soprar o balão”?

  4. Ze says:

    Plenamente de acordo!

    Aliás a taxa devia ser de 0% no sangue!!!

    Infelizmente já perdi 3 familiares tudo porque o outro embateu e estava com 3.6%…
    Por choque frontal!

    Pior ele sobreviveu e os que iam bem (sem alcool, no faixa de rodagem correcto, com sinto) é que MORRERAM…!

  5. PopeY says:

    Bem melhor que o pack fumador que vem desde sempre… É de sistemas que precisamos. E para desincentivar o passageiro contornar o sistema, o valor das multas por excesso de álcool deveria triplicar e ser aplicada a todos maiores de idade que se encontrem no interior da viatura.

    Se bem que ja estou a ver uma outra forma de contornar, basta colocar o carro a trabalhar antes de beber. (joke)

  6. Carlos Antunes says:

    O Português vai logo arranjar maneira de contornar o sistema! Multas a triplicar e inibição de conduzir durante 5 a anos!

  7. maria vieira a atriz says:

    se acontecer isso vendo o carro na hora

  8. Hugo Gomes says:

    Palhaçada mas pronto maneira de sacar mais uns trocos.

  9. Gustavo says:

    Sou complemente de acordo, mas isto nunca vai para a frente.
    Enquanto não avançarem com esta ou outra tecnologia semelhante, os cofres do estado vão crescendo..
    Resumindo, se o estado ganhasse com alguma coisa era tema para eles, mas visto que vão deixar de o ganhar porque o carro não vai arrancar, não falam muito nisso :p

  10. poiou says:

    Uma coisa que ainda ninguém se lembrou, a esta hora está o isq a esfregar as mãos.
    Se isto for aprovado:
    – Os aparelhos vão ter de ser calibrados
    – Se não forem calibrados obviamente vai ser impossível haver consequências para quem não cumprir (tal como hoje acontece com as multas de velocidade que são contestadas devido aos radares não estarem calibrados/aprovados)

  11. 20daruma says:

    Pronto e há gente a investir numa merda destas que vai dar muito dinheiro a muita gente, fazendo apenas o consumidor final pagar por isto tudo, quando as pessoas deveriam ter apenas consciência poruqe tudo pode ser contornado.

    • António Fagundes says:

      “quando as pessoas deveriam ter apenas consciência” para isso nem sequer precisavas de policia, nem de serviços sociais, nem de 90% das coisas onde vão parar os impostos. Feliz ou infelizmente não vivemos numa utopia.. ou será uma distopia?

  12. albino negro says:

    Quando esta proposta foi para a frente vou para motorista da UBER.
    Com a quantidade de bebados que vao ficar com os carros bloqueados vai dar dinheiro à farta.

    • António Fagundes says:

      Eu sempre que vou sair para a maluqueira deixo o carro em casa e vou de uber, gasoleo + parque, facilmente me paga o uber, além de não levar multas.

  13. Pintor says:

    Limitadores de velocidade, não poder beber e conduzir, e depois onde vai a PSP e GNR buscar o guito?

  14. R'Costa says:

    Isso não vai dar em nada chega lá uma pessoa sóbria e bufa ao balão aquilo aceita e o gajo segue viagem todo f….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.