Quantcast
PplWare Mobile

Preço da eletricidade sobe já dia 1 de julho! Aumento pode chegar aos 3€

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. asdasa says:

    O que sao apenas 3 euros? Nao é motivo para alarme até porque so os salarios dispararam mais de 20%. Portugal é um dos melhores paises do mundo para se viver.

  2. Joao Ptt says:

    Muito contente com estes aumentos no mercado regulado, é preciso aumentar os preços tanto quanto possível, em especial com o fim da energia eléctrica barata devido ao encerramento de centrais a carvão e similares.

  3. Pe@ce says:

    E no mercado liberalizado tb tem vindo a aumentar. O meu fornecedor anunciou um aumento do preço da energia de 19%. Fui logo à procura de outra solução e não abundavam, apenas 2 ou 3 fornecedores com o preço ligeiramente mais barato, fiquei a poupar 179€ anual…

  4. Sílvio Pinto says:

    e eu a pensar que as energias renováveis vinham baixar os preços…

  5. R says:

    A adicionar ao preço da electricidade ainda há as taxas e taxinhas…

    • SANDOKAN 1513 says:

      Como a do audiovisual,onde só a contribuição passa dos 3 euros todos os 12 meses do ano na fatura da luz !! É inadmissível,é um roubo autêntico.

  6. SANDOKAN 1513 says:

    Só nos faltava agora esta.Um aumento de 1 a 3 euros na fatura da luz todos os meses. 😐

  7. falcaobranco says:

    Antes de criticarem… não confundam…

    “A ERSE aconselha os consumidores que ainda estejam no mercado regulado, a procurarem potenciais poupanças na fatura de eletricidade junto dos comercializadores em mercado livre…”

    • Artur Peralta says:

      Mais um “honeypot”… toca a ir para o mercado livre que é mais barato. Quando apanharem todos os clientes no mercado livre, e como não há regulação, criam combinação de preços para subir….

      é a mesma história das scuts. “Vamos destruir as IP’s (em muitos lugares) e fazemos autoestradas gratúitas!” Já sabem o fim da história, nem IP’s e as auto estradas são a pagar…

  8. jota says:

    Filhos da …

  9. jaugusto says:

    Não percebo então a energia em Portugal era tão barata que tinhamos que esturrar uma carrada dela a fazer hidrogenio …
    “No segundo semestre de 2020, o país apresentou o quarto maior preço de eletricidade da UE, tendo por base a paridade do poder de compra das famílias (por MWh)…”

  10. Vida De Gandin says:

    Fdx, ainda bem que roubo luz, e agua e tv, só pago gás e net, e assim já consigo ter um bom BMW a porta com o ornado mínimo, antes de virem criticar fossem todos como eu isto ficava melhor, ou então ide fazerem-se a vida como eu, os ricos são pessoas como eu, ainda me dizem como tenho um BMW LOL, ah sim eu sou uma simples pessoa bem vista na sociedade porque desconto e trabalho, agora sou e um aventureiro e arrisco desculpem la por não fazer o mesmo que muitos de vocês fazem, compus.

  11. paulo says:

    um pais inteiro ma trabalhar para a EDP com os impostos ! milhoees sao gastos la por subsidios para as energias limpas e agora ainda temos de pagar mais! assim e facil para os amigos do rei! estado so server para passar dinheiro do pobre para o rico!

  12. Faisca says:

    Tanta produção de energia renovável nos últimos 10 anos e o preço… sobe. Se calhar devíamos vender mais fontes energéticas como as barragens. Gestão Criminosa. Tanto advogado pra andarem a F o pequeno..

  13. Miguel says:

    Metade da factura não é electricidade.

    • PTO says:

      Metade? Estás s ser simpático.

      Da ultima vez que me deu para analisar uma fatura, eram praticamente dois terços do valor a pagar para impostos, taxas e taxinhas criadas para tudo e mais um par de botas.

      E nas faturas de água é igual ou até pior.

  14. Rafilda says:

    Aprendam que esta gente vive para roubar as pessoas normais. Não interessa se temos muito disto ou daquilo. Vão sempre aumentar os preços com uma desculpa qualquer ou mesmo sem desculpa.

  15. João says:

    Preparem-se que o ISP vai começar a ser diluído na fatura da eletricidade e vai ser pago até por quem não tem carro.

  16. Steve Robs says:

    Pior é os combustíveis e ninguém fala nisso! Cerca de 75% é imposto! Gostava de saber se um dia com as viaturas convertidas para eléctricos onde o estado vai buscar esta fatia de leão em impostos?

  17. ervilhoid says:

    num país que a eletricidade podia ser quase gratuita

  18. TugAzeiteiro says:

    Curioso o meu ordenado não vai subir 3€ e julho… assim como o de milhões de Portugueses! Deixem os sistemas de armazenamento de energia descerem de preço na próxima década, que EDP’s e similares vão ver o rombo que vão ter na periferia das cidades…..

    • PTO says:

      Não têm nenhum rombo porque logo que isso aconteça é criada uma nova legislação a fazer que o povinho pague ma mesma, seja de que forma for.

  19. Estefâneo Empregos says:

    Os portugueses são ricos. Não se vão importar de pagar só mais 3 euros…

  20. OdeioBichasModernas says:

    Estamos a virar a página da austeridade.
    Impostos de esquerda são bons.
    Ai aguenta aguenta.
    Ainda me lembro do aumento de 6 centimos em litro porque os preços estavam anormalmente baixos e que quando subissem que retiravam esses 6 cents.
    Os preços já subiram e estão ao nível mais alto de sempre e os 6 cents ninguém os retirou.
    São impostos de esquerda, são bons. Já me tinha esquecido deste pormenor. Este ano o gasóleo vai chegar aos 2 euros.
    Passei agora por uma Golp e diesel a 1.58….
    Ai aguenta aguenta.

    • Crustacio says:

      Combustible, , grande problema, hoje tive de meter gasoline na BP a 1,719€

    • André Silva says:

      Que eu saiba a energia é negociada em regime de mercado, mesmo no regulado. Se não pagarem agora, pagamos todos no défice tarifário.
      Mas claro, se fosse o Chega a dizer que a energia tinha que aumentar, todos diriram… “pois é coitados, não têm outro remédio”.
      É muito fácil criticar quando não se sabe.

    • PTO says:

      Não tem nada a ver com esquerda ou direita, todos os governos sem excepção vivem dos impostos.

      E aliás se formos por aí, o maior aumento no valor que os consumidores pagam na electricidade foi feito pela direita, quando o Coelho aumentou o IVA da electricidade de 6% para 23%, com o argumento de que era apenas temporário.

  21. Miguel says:

    VIVA O SOCIALISMO

    • André Silva says:

      Diga antes… o liberalismo. O governo nada tem a ver com este aumento. Pode sempre visitar o link https://datahub.ren.pt e percebe o porquê da energia estar cara. Não há vento, e consequentemente a queima de gás natural para produção de energia é substancialmente mais cara.
      Mas claro… mais uma vez se fosse a oposição a dizer que aumentava, era “coitados, então tinham que o fazer”. Mas é mais facil dizer que é o governo.

      • OdeioBichasModernas says:

        André Silva, Pois claro que o governo não tem nada a ver com este aumento.
        Até porque, como se sabe, na factura da electricidade só se paga o que se consome de luz.
        Sinceramente, as taxas e taxinhas e sei lá mais o quê são tanto ou mais que a factura da luz.
        Claro, quem lá meteu as taxas e taxinhas foi a EDP e não o governo.
        Já os combustíveis, mais de metade do preço são impostos.
        Quem lá meteu os impostos? Foi a Galp, claro.
        É com cada um que até parecem dois…
        É o que temos por isso estamos como estamos.
        Não há muito a fazer, não dá mais que isto.

  22. oiiiii says:

    o que importa é que há futebol!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.