PplWare Mobile

Portugal: Fortnite usado por predador sexual para se aproximar de menores


Autor: Tiago Dias


  1. King Banido says:

    Não percebendo muito de leis, só queria perguntar. Onde está o crime aqui?

    Do que li, as “vitimas” enviavam as fotos para o “bandido”… Ou seja, para mim, vejo apenas a boa vontade da vitima em fornecer as fotos ao bandido. Influencia não é crime, pelo menos eu acho que não é.

    O crime sabem onde está? Na educação dos paisinhos de hoje em dia, que tão se a cagar para o que o filho faz, desde que nao chateie muito… A minha mae ensinou-me a não dar conversa a estranhos e em miudo, nunca falei com um estranho que me abordava.

    • Marisa Pinto says:

      Boa tarde,

      Uma coisa é a educação que os pais dão e, aí, estamos de acordo.

      Agora estás completamente errado quando dizes que não há crime. Há sim, as crianças não enviaram só porque sim, o criminoso e abusador, aproveitando o facto de serem crianças, mal informadas também é verdade, manipulou e levou a que elas lhes enviassem esses conteúdos.

      Trata-se de uma pessoa doente, com noção do que está a fazer e, certamente, não é novo nestes actos.

      • gist says:

        Desculpe ter lido mal, e pensei que teria dito que por estar “doente”, o individuo não teria noção do que estava a fazer. Não precisa de publicar nenhum dos comentários, retiro o que disse, porque estamos na mesma linha de pensamento.

      • King Banido says:

        Não estou a defender os actos de um criminoso, que visa a tentativa de extorção, apenas e para este caso, não vejo onde possa estar o crime, para alem da “ignorancia” de os miudos de hoje em dia.
        Para mim e sem haver visitas presenciais, só cai quem quer… Obvio que estamos a falar de miudos, eu ja fui um e sei que podem ser demasiado inocentes, chegando ao ponto de não se aperceberem do que que possa estar a acontecer, mas a culpa é dos pais.

        Claro que comparar educações de outros tempos tambem não é justificação, fui criado num ambiente sem internet, sem telemovel e sem redes sociais, mas eu vejo os atuais pais e são horriveis…
        A minha cunhada teve um educação rigida, dizia que nunca ia habituar os filhos a colos e smartphones e hoje em dia, a cada refeiçao, lá está o miudo de 2 anos agarrado ao telemovel, alias, ela alega que é a unica forma para que o miudo coma. Eu ja presenciei e chega a ser triste… Eu garanto que um filho meu não vai precisar de ter um telemovel a frente para comer. Come nem que seja a porrada, e para quem vier dizer que são maustratos, nao nao sao, é apenas educação e o ser vivo só aprende com a dor ou com a gratificação.

    • Barbatos says:

      O crime é a posse do conteúdo julgo eu. Se receberes não solicitadamente e removeres julgo que não é crime, crime é ter.

    • Pedro says:

      Sim, isto é crime. Da mesma forma que idosos são levados a dar dinheiro a outras pessoas que se aproximam deles criando uma relação de amizade. É exactamente a mesma situação. Coação.

      E isto não tem só a haver com educação. São crianças e não tem a maturidade suficiente para perceberem a real extenssão da situação. E que provavelmente não têm noção da quantidade de predadores sexuais que existem ou sequer que existem. Nem todos têm o mesmo nível de conhecimento e compreensão. Pricipalmente crianças e pré adolescentes

      Eu quando era miudo (14/15 anos) nem me passava pela cabeça que haviam pedofilos ou que pudessem usar jogos online para tal.

    • Rrrrrr says:

      Sim, mas depende da idade das criancas, e das situacaoes, da forma com que cada pessoa influencia ouse deixa ser influenciada…
      se nao consegues ver onde está o crime, isso deixa-me muito preocupado.
      O problema nao é falar com estranhos. O problema é a má intencao de determinadas pessoas, sejam elas estranhas ou nao!

    • MIGUEL MARCAL says:

      Ou seja, a burla por MBWAY ou qualquer outra também não é crime?!
      A pessoa foi influenciada a fazer dessa forma… mas quem influenciou sabia que o que estava a fazer era errado.

    • gist says:

      King Banido, um bandido tem muitas mascaras, e os crimes não se resumem a roubo e assassínios.
      O individuo em questão, usava toda a sua “perícia” comportamental, planeava antecipadamente a sua forma de agir perante um jovem, tinha uma intenção clara.
      Chamar “influência” a um comportamento premeditado que visa uma acção criminosa não é nada normal, nem sei como pode ver as coisas assim.
      Quantas vezes já não usamos toda a nossa “perícia” comportamental para levar um jovem a fazer algo que à partida não queria fazer? Todos os pais os fazem, todos os professores os fazem.
      A questão é que o fazem numa perspectiva de levar o jovem a ter um comportamento adequado à sociedade onde está inserido, e não com o intuito da obtenção de comportamentos criminosos/perversos.
      A educação que cada pai dá (com as falhas certas e óbvias que toda a gente possa cometer) nunca por si é crime, e a sua educação, no seu tempo, não pode ser administrada nos tempos de hoje, são épocas diferentes, com especificidades diferentes.
      E já agora, não é assim tão impossível convencer uma vitima (uma criança/jovem) a comportamentos que você acha que ele/ela nunca terão.

    • Hugo says:

      Ou seja, acreditas que uma determinada educação possa erradicar a 100% qualquer tipo de “burla” deste tipo?
      Na minha altura saía da escola, ia para casa e trancava a porta, mas se calhar está na hora de nos adaptarmos ao ano 2020 não?
      Em relação ao crime nem vale a pena comentar…está lá tudo escrito e não é uma questão de opinião.

      • King Banido says:

        Deste tipo? Acredito a 100%!

        Este crime era totalmente evitavel, se os pais de hoje em dia dessem uma boa educação aos filhos.

        Um miudo bem instruido, nunca iria enviar nudes para outra pessoa. Já tive pessoas que me enviaram nudes e eu, mesmo após receber as fotos, nunca enviei umas minhas. E porque? Fui educado para nao o fazer, alem que os tempos modernos só mostram o erro que é a partilha dessa informação.

        Se os miudos não dessem conversa, o gajo nunca conseguiria extorquir seja o que fosse. Estas atras dum computador, o gajo vai até tua casa bater-te se não enviares?

        • Hugo says:

          São ideias. Nada melhor do que ensinar as crianças a conviver com pedófilos em vez de tentar retirá-los de acção.
          Claro que concordo que a educação é fulcral, mas se achas que podes educar alguém a NUNCA ser “burlado” estás redondamente enganado.
          Engenharia social é tramada e a educação está em constante mudança desde que nascemos até morrer.

          • King Banido says:

            A burla parte da ignorancia da pessoa.

            Eu ja fui burlado em jogos, e fui burlado devido há minha ignorancia e nada mais.

            Mas em relação a este caso, não há desculpa possivel e não é uma questão de aprender a conviver, ou até mesmo deixar de falar com pessoas, é apenas uma questão de instrução como disse a pouco.
            Se noutro caso, como por exemplo comprar algo pela net, a mesma criança fosse burlada, eu não punha as culpas nos pais a 100%, punha por deixarem uma criança fazer uma compra online sem supervisão, mas ao mesmo tempo não e porque? A criança para crescer tem de passar pelas situações que desconhece, como por exemplo ser burlado… achar que o mundo é todo cor de rosa ou até mesmo não desconfiar da esmola, que quando é muito boa, dá sempre esturro.

          • King Banido says:

            A educação é dada conforme os tempos, claro !
            Mas uma coisa que nós temos é historia e podemos aprender com ela… Se eu que fui educado de uma forma e que está a resultar na sociedade, porque que iria deixar os novos tempos ditarem a minha educação?
            A educação vai muito alem de um miudo comer com um tablet ou não… Ou num futuro proximo, um novo gadget da altura que substitua os smartphones.

    • King Banido says:

      Não digo que voces estão errados, só acho que a malta se esta a deviar do principal foco, que é um miudo dar conversa a um estranho…

      Para mim, é crime no sentido em que o bandido está a tentar extorquir algo, mas ao mesmo tempo não o é… Os miudos é que enviam as fotos. O unico crime é de ter em sua posse conteudo de pornografia infantil.

      Falaram do Mbway, e para mim não é crime ou falha na aplicação… As pessoas é que não leem tudo, não leem as palavras escritas a pequeno vá, depois são “roubadas” e queixam-se de extorsão. Para mim um crime relacionado com o Mbway, é a pessoa ser obrigada a fazer algo, coisa que essas pessoas nunca o foram. Dirigiram-se a um multibanco, inseriram o seu cartão, escolheram a opção de Mbway, leram o ecrã em que dizia para não inserir numeros desconhecidos e ainda assim arriscaram. Não tenho pena nenhuma de pessoas que são ignorantes por escolha propria.

    • Marco Mira says:

      King banido, tens o crime de pornografia de menores, abuso sexual de crianças e importunação sexual…

  2. Tvlio Detritvs says:

    Abusador de crianças? Abatido de imediato. Tem defensores? Abatê-los também.
    Ficava curado. Gente desta não faz cá falta.
    E para quem vier comentar a seguir que sou isto e aquilo, imaginem que um filho seu era vítima desta besta… Pois é, pois é, ah e tal assim já não pode ser. Com os dos outros pode, com os meus, não.

  3. João M. says:

    é um tema complicado. Claro que é crime mas acho que podemos debater também o lado dos jovens/crianças.
    1º – crianças não deviam ter acesso a um telemovel pessoal, muito menos smartphone, para serem capazes de fazer estas acções (tirar fotos, filmar e enviar para estranhos via redes sociais). Isto parte dos pais. Como foi discutido num outro artigo, os pais podem controlar , ou melhor, educar melhor os seus filhos quanto À forma como usam, e quando usam, estes aparelhos.
    2º – jovens. Os jovens já têm “dois dedos de testa” para saberem o que fazem. Alguns fazem isto porque são deslumbrados por propostas de “dinheiro fácil” ou fama (como serem modelos, por exemplo); ou enganados por namoros à distancia (quanto namoros não começaram na internet, em jogos online, e só depois se conhecem na vida real).
    Como disse, existe crime de pedófilia mas também é bom lembrar que estas situações muitas vezes acontecem por desleixe dos educadores (que por vezes são permissivos demais ou distraidos demais), ou porque os jovens também se metem em sarilhos de livre e espontânea vontade. Por um lado temos de punir o criminoso mas as vitimas não podem ser “largadas” sem que sejam criados planos para educar estes jovens e os seus pais – a começar pela escola, que é onde eles passam a maior parte do tempo e o local mais fácil para dar este tipo de formação.

  4. Mestre em direito says:

    1) “adulto de 19 anos” vs menores (ex 17 anos) é especulação, em Portugal e países normais isso não é considerado crime se a idade for aproximada. Se forem mais jovens aí sim pode -se aludir ao facto;

    2) papás que deixam os meninos expostos à internet/ online em jogos deste género, têm que estar à espera que estejam expostos a palavras violentas, racismo, xenofobia, pressão, mobing, etc. Apesar do jogo ser apto para adolescentes, o que se passa online pode ser de tudo. Logo a culpa é dos pais que não prestam atenção.

    Hoje em dia os papás querem é os meninos entretidos com a “internet” e consola, depois culpam o mundo dos meninos ouviram palavras férias… jogos online com possibilidade de interação por voz, multimédia ou escrito só deviam ser permitidos a adultos.

  5. Pedro Fernandes says:

    Para mim o Fulano durante alguns anos não devia ter acesso a nada informático, se fosse Juiz teria uma pena de prisão pesada, em Portugal o máximo é 25 anos é o que merece e ainda por cima já sem mencionar o que foi escrito 😉 “Estas imagens eram não só utilizadas pelo próprio suspeito, mas também partilhadas com outros, numa rede de pornografia infantil.” ;), logo os Pais deviam estar com mais atenção ainda por cima hoje em dia existem mecanismos para o fazer. Concluindo 😉 os Pais vão pagar a “factura” de ver os seus Filhos expostos na Internet em situações….. (cada um que tire a sua conclusão) isto tudo por Negligência dos Próprios.

  6. Samuel MG says:

    Os jogos para PC têm idade mínima então por quê é que os jogos para smartphone não têm idade mínima? Os miúdos que não sabem dos perigos da internet e dos jogos online pois os pais não lhes explicaram (devido a não saberem também).

    • João M. says:

      Jogos de smartphone tem idade minima também. Tenho um amigo que usa protecção aprental no telemovel do filho e o filho já se queixou que não lhe permite jogar jogos a partir de idade x.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.