PplWare Mobile

Portugal: Tribunais gastam 20 milhões em papel por ano


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

10 Respostas

  1. maria vieira a atriz says:

    então o Carlos Alexandre nem se fala

  2. EacHTimE says:

    Em que 19 Milhões são com o Socrates apenas 😀

  3. Taptigpot says:

    Isto vai com a mudança de pessoas. Elas são o maior entrave aos meios digitais. Vejo no meu local de trabalho. Se for preciso engatam um processo por o querer físico na sua mesa.

  4. maria vieira atriz says:

    o farsolas do super juiz gastou mais que isso

  5. VK.PT says:

    Tem ai uma percentagem que vai para casa dos funcionários… bem como tinteiros e toners..
    Já tive funcionários judiciais, e da educação com uma lista de impressoras e queriam uma igual á do trabalho por “motivos económicos”…….

  6. Jorge Carvalho says:

    “Curiosamente cerca de 90% desse valor é gasto em correios, ou seja, da fatura de 20 milhões de euros, onde se inclui custos distribuídos entre papel, tinteiros, impressoras e custos postais, 18 milhões de euros são para os correios.”

    Nada tem a ver com pessoas e meios digitais ….. tem a ver com o codigo penal/civil !!!

    Ninguem leu este bocadinho ???

    • NT says:

      pois mais uma para acabar com correios….
      Acho que deveriam simplificar sem dúvida, mas também deveriam atribuir um email a uma pessoa quando se faz o cartão do cidadão.
      Bem e em vez de milhares gastos no “Cagalhães” para depois os pais gastarem dinheiro para “desbloquear” porque o puto quer ir para o youtube… porque não patacas para o pessoal levar um leitor de cartões para casa, assim já não se esqueciam da password do email porque era o próprio cartão.

  7. irlm says:

    não são euros, são fotocópias como diz o outro.ddt

  8. bom senso says:

    o tempo que perdem a gastar papel , comecem a informatizar de vez e digitalizar os processos e com o tempo os gastos são menores, mas a continuarem sempre a funcionar do mesmo modo á século XX claro que a despesa será sempre enorme…

    não admira que as coisas depois levem anos a fio, andam a mergulhar em resmas de papel em pleno 2018…

  9. Snaker says:

    Isso, gastem papel que eu agradeço. Para quem trabalha na industria papeleira, é trabalho garantido pelo menos nos proximos 40 anos!!! 🙂 E já sabem, nao usem os dois lados da folha A4 . Imprimam duas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.