Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Não haverá 5G em 2020! ANACOM adia leilão das frequências

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Daniel Carriço says:

    Podiam tambem falar da starlink neste site, isso é muito mais util do que o 5G

  2. Roberto says:

    O Mais engraçado todo o mundo fala nas vantagens, mas ninguém fala na saúde, é claro que todas a analises nacionais ou internacionais são feitas da mesma maneira que funcionam os reguladores em Portugal.
    Se o cidadão ou mesmo cientistas e médicos,questionam e alertam para os danos na saúde, são logo abafados, porque não se pode por em causa uma rede que vai facilitar o controle das massas e interessa que tudo esteja interligado no fim até os povos têm de estar conectados a rede.

    • Jlucas says:

      O 5G tornará a privacidade algo ainda mais complexo. Devido ao seu curto alcance, a tecnologia deve resultar na implementação de mais torres de comunicação em centros e edifícios comerciais. Assim, com o conjunto de ferramentas adequado, alguém poderia coletar e rastrear a localização precisa dos usuários. Um outro problema é que os provedores de serviços 5G terão amplo acesso a grandes quantidades de dados enviados pelos dispositivos, que podem mostrar exatamente o que está acontecendo dentro da casa da pessoa e, no mínimo, descrever o ambiente em que ela vive, além de fornecer detalhes sobre os sensores residenciais e outros parâmetros por meio de metadados. Esses dados podem expor a privacidade do usuário ou ainda serem manipulados e utilizados indevidamente. Dentro deste contexto, os provedores de serviços também podem considerar a venda de tais dados para outras empresas de serviços, como anunciantes, em uma tentativa de gerar mais receita.
      Implicações do 5G
      Em alguns casos específicos, vulnerabilidades podem causar lesões ou danos à saúde – por exemplo, se o instrumento terapêutico do cliente estiver desconectado e não funcionar. As possíveis ameaças serão ainda maiores quando componentes de infraestrutura crítica, como sistemas de fornecimento de água e energia, estiverem em risco.

      • Jlucas says:

        https: //www1.folha.uol.com.br/tec/2019/03/localizacao-precisa-do-5g-desafiara-privacidade-diz-especialista.shtml

        Maior quantidade de antenas logo > quantidade de radiação
        e alguém tem duvidas sobre os malefícios da radiação sobre o corpo humano.

        • Hélio Musco says:

          Fosse eu a ti, ia para debaixo de terra para não apanhar radiação solar.

          A radiação que tecnologia 5G irá lançar é milhões de vezes mais fraca do que a tu apanhas quando andas ao sol. É por isso que tens de usar de protector solar (contra os radiação UV, e não contra a radiação infravermelha ou visível) ou então corres o risco de apanhar cancro pois a radiação do sol contém uma parte que é ionizante (UV).

          Se a radiações das antenas que já existem em todo o lado (e.g. televisões, rádios, telemóveis, routers, etc…) fizessem assim tão mal, estaríamos a ter mais casos de cancro a nível mundial, principalmente cancros cerebrais, mas se fores investigar, vais ver que não existe nenhum aumento de há 40 anos para cá.

          • Joselito says:

            Radiação solar atravessando paredes, nossa… Que Sol é esse?

            Não usas cortinas na tua casa?

          • Hélio Musco says:

            @Joselito. Os raios solares que entram em casa vem com um ângulo demasiado baixo para te prejudicarem (a não ser que tenhas janelas no tecto). Não é o mesmo que estar deitado ao sol durante o meio dia.
            O problema é que existe pessoas que ouvem a palavra “radiação” e pensam logo em coisas más para a saúde, o que é totalmente falso.

        • pedro says:

          essa folha,nao tem credibilidade nenhuma

    • LG says:

      São abafados porque esses “estudos” nunca conseguiram comprovar que 5G causa danos… Não passam de especulações. A verdade é que até é possível que 5G causa danos a longo prazo… mas é preciso comprovar e investigar como deve ser e não lançar simplesmente mentiras para assustar o povo.

      • Jlucas says:

        E o amigo acha que alguém independente vai fazer estudos ?
        Já existem estudos , mas isso é abafado.
        Por acaso alguma vez investigou profundamente sobre saúde, investigação e laboratórios.
        O amigo tem de acordar para a realidade e deixar de olhar para a copa da árvore se quiser saber as verdades tem de buscar nas raízes .
        Um escritor famoso dizia:
        Existem 2 tipos de história, uma é a oficial, mentirosa,própria para as salas de aula; a outra é a história secreta, que esconde a verdadeira causa dos acontecimentos.
        Se olhar a sua volta qual destas versões é seguida pelas povos e pessoas.

        • fim do mundo says:

          temos aqui um belo exemplo daqueles que eu já tinha referido, não procura informações fidedignas, depois anda aqui a espalhar desinformação, com discursos destes, enfim…

          • jlucas says:

            Revelador de ignorância e aprecia selo.

          • Miguel says:

            Informações e estudos fidedignos? Mais um come tudo que nunca ouviu a história do chumbo e das meninas do radium…onde durante vários anos era tudo inofensivo.
            O 5g é radiação, faz mal assim como os telemóveis a curta distância.
            O problema é que tudo quer o 5g, facilita e trás dinheiro.

            Se meter um poste de alta tensão perto de casas é o fim domundo, faz cancro etal…ou seja, na verdade é indesejado.

        • Peace says:

          Que tipo mais burro. Só falta dizeres que votaste no Bolsonaro.

          • jlucas says:

            E se o ser burro é mim, sou ! Por isso investigo muito e leio muito.
            E sabe quem é o Bolsonaro ? ou o conhece-o pelos óculos que as tvs e jornais lhe vendem todos os dias.

          • FAR says:

            @jlucas basta ouvir o que o próprio homem diz para perceber o quê e quem ele é. As palavras dele não deixam margem para dúvida nem especulação.

            Quanto aos estudos abafados, como é que soube disso? Indique a fonte dessa informação para que possamos todos ter uma opinião informada.

            Vir para aqui afirmar que “o 5G é mau” ou “o 5G é inofensivo” não serve qualquer propósito útil se não apresentar factos que corroborem as suas afirmações.

        • Eu says:

          Jlucas falas muito mas dizes pouco. Com tantos caracteres que usaste, podias ter mostrado provas do que dizes. Sem provas não serve de nada. Eu também posso dizer que foste pago pelo Trump para dizeres mentiras. Mas sem provas só idiotas é que acreditam. Pára de poluir a Internet. Se queres dar a tua opinião faz-o com provas, não com base em teorias da conspiração

      • Nightingale says:

        As pessoas insistem que não fazem mal mas… alguém já provou que não faz? “Na teórica não faz….!” Alguém já o provou? Com os medicamentos ainda há problemas mesmo com testes que provam que não causam danos, então porque não fazer um teste independente para provar que não existe nenhum risco com o 5G? O que estão a fazer é como eu lançasse um medicamento que funciona para o que pretendo, não fazer testes para ver se é prejudicial, aparecerem pessoas a dizer que pode ser perigoso e eu dizer que se é perigoso que provem. Não, eu é que tenho que provar não é perigo, caso contrário a sua venda deverá ser interdita. Com base nas informações que obtive, não me acredito que seja prejudicial, mas não insisto e mantenho-me neutro enquanto não provarem que realmente não causa danos… O nosso corpo e natureza são sistemas complexos e dizer que entendemos como eles funcionam … é apenas uma piada. Só temos uma noção de como funcionam. Estamos a falar da saúde de comunidades inteiras e de ecossistemas… não vamos lançar coisas para o mercado com o argumento “não provei, mas com base o que diz a ciência…” Como se passados anos não se corrigissem coisas por se ensinar errado durante anos. Apenas prove que não é faz mal a ninguém. Não é assim tão difícil, basta pegar em alguns animais, colocar dentro de uma gaiola de Faraday e ver o que acontece com eles ao serem bombardeados com ondas com frequências semelhantes às do 5G e comparar com o grupo de controlo durante uns 3-5 anos pelo menos. Não dava para saber ao certo como seria na realidade, mas certamente daria para extrapolar… Vamos usar a massa cinzenta.

        • LG says:

          Existem bruxas? Porque nunca ninguem viu uma verdadeira bruxa. Agora como posso comprovar que não existem bruxas?

          Ou podemos afirmar que existem bruxas pois nunca ninguem provou que não existem…

          É essa a lógica que quer seguir? Não existe comprovação… Só existe a “evidência da de ausência”

          • Nightingale says:

            É possível fazer um teste para provar a existência ou não de bruxas? Não me ocorre nenhuma ideia, mas se tiver alguma, envie-me . A existência ou não de bruxas é um tema fraturante no meu círculo de amigos, mais até do que o 5G.

            Já no caso do 5G existem formas de testar. Qual é o problema em fazer um teste para provar que efetivamente não faz mal nenhum? Qual o problema em fazer um teste em que se tenta de todas as formas provar que realmente não faz mal. Antes de um medicamentos ser lançado é testado com esta metodologia, prova-se que não faz mal (já que depois de estar no mercado pode causar até mortes), não vai ser o médico, enfermeiro, farmacêutico na prática clínica a dizer que faz mal e que não deveria estar no mercado (uma vez que lhe é muito mais difícil provar, resultante da falta de recursos e da possível interação com outros fármacos (chegar a um ponto que nem sabe quem provocou o quê)). Sim, eu sei que dá para eles e qualquer um notificarem através do Portal RAM, mas isto não vem ao caso.

            Quanto à ausência de evidência, essa é apenas uma opinião sua e de outras pessoas e especialistas (não se sabe muito sobre o tema, por isso dispenso argumentações com base na autoridade de especialistas). Estas pessoas dizem que o 5G é prejudicial porque associaram um ou mais eventos adversos ao 5G(ou leram no FB, simplesmente). Estão certas ou erradas? Não faço a mínima ideia. Quantos anos os CFC’s estiveram no mercado a dar cabo da camada de ozono?… e a maioria insistia em como era inofensivo e até o chamavam de gás milagroso. Volto a lembrar que estamos do mesmo lado: pessoalmente não acredito , simplesmente não insisto em tentar provar que um dos lados está correto. Não existem estudos suficientes para se chegar a alguma conclusão, nenhum estudo retrospetivo (pois ainda nem é possível), não existe nenhum ensaio experimental e muito, muito menos uma revisão da literatura válida (só daqui podemos tirar alguma conclusão válida acerca de um tema, tudo o resto é apenas um estudo, diferentemente de uma revisão da literatura em que tudo é analisado imparcialmente, o que é contra ou a favor).

            Vamos assumir que cientificamente pouco sabemos acerca da interferência do 5G no nosso corpo, uma vez que é uma tecnologia muito recente. Se algo é recente e vai ser lançado então deve ser testado de todas as formas. Da mesma forma se se quer testar um fármaco, tenta-se de tudo a ver se ele dá problemas… Testar algo não é para “defender” o que está a ser analisado, e sim para atacar de todas as formas possíveis (desde que válidas e condizentes com o contexto em que vai ser usado). Se quer testar um carro, faz-se alguns testes e prova-se que nas condições previstas aquilo é o pior que pode acontecer. Ou seja, extrapolando-se para a realidade, prova-se que o carro não é perigoso (desde que as condições sejam similares às do teste). Lançar o 5G para o mercado é como lançar um carro para o mercado sem testes e depois tentar provar que ele é perigoso… Ele tem de ser testado antes de sair e não depois, porque depois de sair é muito mais difícil provar algo (comodismo com a ideia de segurança, dizer que afinal foi outra coisa, “incentivos fiscais” para incentivar a compra….)

            Este é um tema sensível e de Homens grandes, não vamos tomar partidos para os defender ou atacar pois quem ganha mais, são eles. Mas exigir-lhes testes independentes e em vários locais, aí acredito que deviam sim ser exigidos. Claro que é impossível provar que não faz mal com 100% certeza, mas talvez uns 95% acho que conseguimos. Com 95% de certeza eu concordo em instalar antenas, da forma atual, prefiro-as ter longe de mim. Não vamos esquecer que no passado o normal era despejar resíduos nucleares no mar… e que muitos deles nem se importariam se lhes sugerissem tomar um banho perto destes contentores radioativos. Vamos ouvir ambas as partes da discussão, isto não é um clube de futebol. Abraço.

          • LG says:

            @Nightingale

            “Já no caso do 5G existem formas de testar. Qual é o problema em fazer um teste para provar que efetivamente não faz mal nenhum? Qual o problema em fazer um teste em que se tenta de todas as formas provar que realmente não faz mal.”

            Espera! Você acha mesmo que nunca se fez testes até ao dia? Que mundo vivemos nós???!!! Estamos mesmo a lançar uma tecnologia não certificada para o mundo????????

            Claro que já houve imensos testes realizados e nenhuma demonstrou danos ao ser vivo…

        • Eu says:

          Ja alguém provou que a agua que bebe não causa cancro? Ja alguém provou que o ar que respira não causa cancro? Caso não saiba, o oxigénio causa cancro e muitas outras doenças (procure por Oxidative stress). Portanto a solução que o Nightingale tem, é parar de respirar neste momento. Assim não inspira uma substância tão mortal como o oxigénio.

      • A censura vai longe... says:

        Tu é que és uma especulação de trazer por casa…

      • Spoky says:

        LG és uma anedota ” não lançar simplesmente mentiras” prova que são mentiras… dizes que é possível que possam causar danos a longo prazo e depois dizes mentiras?

        És cómico.

    • fim do mundo says:

      O problema é que esses que andam ai a lançar o pânico, não tem qualquer estudo ou base onde se apoiar, apenas meras especulações sem fundamento algum, isto já não é de agora, aconteceu sempre com as outras gerações de rede móvel e até hoje não se conhece ninguém que tenha sido afectado devido a tal. portanto mais do mesmo.

      se bem que hoje em dia desinformação é o prato do dia na internet, logo os menos informados, são logo enganados com uma pinta do raio e depois ainda propagam mais as mentiras, ao invés de perder tempo a tentar saber como na realidade as coisas funcionam.

      • jlucas says:

        O amigo só revela ignorância com os comentários acima.
        1º É uma pessoa que demonstra não se preocupar minimamente com a saúde.
        2º É uma pessoa que revela ter uma fé cega no que lhe contam e ignora qualquer tudo o que possa revelar o contrario , por exemplo bastaria ler o artigo que é descrito como “Mobiliário urbano inteligente” para levantar muitas “interrogações” não para si nem lhes diz nada.
        3º Como investigar e estudar dá trabalho é melhor dizer que é fake news , gravíssimo é o que se está a assistir actualmente em nome da fake news está a surgir uma censura mundial a tudo o que possa elucidar e alertar as pessoas ainda esta semana comprovei isso, mas os idiotas não conseguem ver isso.
        4º Eu actualmente já deixei de me preocupar com aqueles que comodamente e no alto do pináculo cheios de si mesmos como os balões dizem que os outros não sabem nada.

        • fim do mundo says:

          amigo, ganhe juízo, não sou eu nem os outros que estão mal, sim você e muitos outros que só demonstram que acreditam em tudo o que lhes metem à frente, nem se preocupam em ver a veracidade das coisas, depois vem fazer figuras tristes e não gostam de ser chamados à atenção, que só andam a espalhar desinformação.

        • LR says:

          “É uma pessoa que revela ter uma fé cega no que lhe contam e ignora qualquer tudo o que possa revelar o contrario”. Ao colocar aqui o link para a referida “folha”, defendendo a mesma e similares, não estará a fazer o mesmo de que acusa os outros?

        • Eu says:

          Amigo jlucas, pare de relevar a sua ignorância. Estude o espectro eletromagnético e depois falamos. Para quem critica os outros de não querer estudar, parece que o amigo jlucas nunca pegou num livro de Física. Por favor apresente um argumento claro (baseado em premissas verdadeiras) dos malefícios do 5G.
          Eu também posso dizer que a água que você consome está a deteriorar 50% dos seus neurónios. Mas sem qualquer base em factos, são só suposições alarmistas sem qualquer base científica.

    • Sara says:

      Está mais do que sabido o mal que aí vem
      Mais tecnologia mais malefícios para a nossa saúde!
      Acordem .
      Anda tudo cego infelizmente
      Por isso mesmo vejo tanta gente de máscara

      • Eu says:

        Sara explique-nos porque razão você é mais iluminada que os resto dos mortais? Quer apresentar provas/factos do que está a falar? Ou prefere falar coisas da boca para fora? Partilhe aí um artigo científico que sirva de base à sua perspetiva. Idealmente um artigo publicado numa revista reputado. Mas no mínimo esse artigo deve mostrar univocamente os malefícios que refere, com base uma amostra significativa e os seus resultados devem ter sido corroborados por investigadores independentes. Fico a aguardar as suas provas. Vídeo do YouTube do vizinho que não sai da garagem não serve.

  3. Robin says:

    Mobiliário urbano inteligente

    A inovação vai possibilitar às cidades tirar partido de elementos de mobiliário urbano (como postes de iluminação, bancos e paragens de autocarro, entre outros) para distribuir rede banda-larga 5G

    https://www.wattson.pt/2020/06/28/as-paragens-de-autocarro-vao-distribuir-5g-start-up-portuguesa-lidera-projeto/

  4. SANDOKAN 1513 says:

    Infelizmente este ano esta decisão era expectável.Só espero que para o próximo ano de 2021 o 5G arranque a 100% em todo o mundo,mas com o empenho e trabalho de todos.

  5. int21h says:

    os maluquinhos ganharam

  6. Ivo Borges says:

    Meus amigos que acham que o 5G não faz mal, é ser um pouco ignorante. Vá ao Pubmed e coloque EMF damage ou effects e tem lá centenas de estudos incluindo humanos com impacto incluindo baixa de esperma e fertilidade. O sol é ciclico o 5G vai ser 24h a entrar de diversos lados na tua casa e a atravessar paredes. Portanto pseudocientistas do 5G não faz mal expliquem me os resultados obtidos constantemente em diversos estudos publicados? ou baseiam-se no que aprenderam nos livros da década de 20 que ainda aprendem na escola? Estudem

    • Hélio Musco says:

      Já tens em casa tantos aparelhos que emitem radiação e muitos deles com mais intensidade que as antenas 5G. Fosse eu a ti, largava o PC ou o telemóvel, pode ser que apanhes lepra do Wi-Fi.

  7. Zé Duarte says:

    Metam o 4G a funcionar em todo o país, com largura de banda adequada a densidade populacional de cada região e depois preocupem-se com isso. Acham que vai tudo correr a comprar equipamentos 5G quando às vzes o 3G funciona mal.

  8. Joaquim Sobreiro says:

    Tal como o título indica, em 2020 não haverá 5G, por questão de leilão.
    Claro que é um negócio donde se esperam lucros avultados. A questão é de lucro não de saúde.
    Tal como nas farmacêuticas, estudos válidos, só os feitos com resultados que mantenham o negócio.
    Questionar os efeitos das radiações não dá lucro, tal como nos medicamentos. Medicamento que cure e sem efeitos secundários não dá lucro.

  9. Jlucas says:

    O amigo disse tudo !
    Mas quem não quer ver ,mesmo que lhes apresentamos todos os estudos e mais alguns não vai servir de nada, porque as palas que têm nos olhos não os deixam ir mais além, não vale a pena, a 3 anos estive numa universidade onde foi mencionado que já existia a cura para muitas doenças mas quem detenha esse saber não fazia nada, porque o poderio dos laboratórios era imenso e não conseguia fazer nada contra eles.
    e ficamos a olhar uns para os outros.

  10. Rodrigo says:

    A melhor decisão tomada por um regulador. Temos uma instalação de uma rede 4G que nem 70% da sua capacidade atinge em qualquer parte do território e por motivos de marketing e de meter milhares ao bolso para continuarem a vender gato por lebre, querem já arrancar com uo5G. Uma grande salva de palmas e uma vénia da minha parte para ANACOM.

  11. Rodrigo says:

    Aprendam mas é de uma vez por todas a construir redes Wi-Fi Mesh e abandonem de uma vez por todas os dados moveis das operadoras.

  12. Joao Ptt says:

    Não se preocupem, afastem-se das principais cidades e vias de comunicação e a probabilidade de terem acesso ao 5G é quase nula.

    A única rede que cobria praticamente o território todo era a rede móvel analógica, de lá para cá que a cobertura praticamente integral do território se tornou simplesmente numa miragem que NUNCA mais se irá concretizar.

    Teriam de ter e usar frequências mais baixas (tipo: +/- nos 450 MHz) para cobrir o território praticamente todo e os operadores não querem… porque provavelmente teriam de usar o 5G no modo CDMA.
    É uma oportunidade de negócio, para uma nova empresa servir o país praticamente todo, em especial as zonas que nunca terão cobertura, ou cobertura decente dos operadores actuais que simplesmente não querem e não irão servir tais zonas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.