Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Internet via Starlink por 99 euros por mês (+ 400€ de hardware)

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. PGomes says:

    Em locais onde apenas existe ADSL, com velocidades miseraveis, será uma opção a considerar.
    Mas não é para pobres….

    • jorge says:

      Exacto, entretanto mais 1 ou 2 anos e os valores ficam perto do praticados pelas empresas portuguesas..é uma questão de esperar..

      • Samuel MG says:

        Nunca vai acontecer!! Este será sempre o preço mas o de hardware pode baixar!!

        • Miguel Ferreira Pinto says:

          Vai baixar sim. O Elon Musk já disse que isto é preço para beta testers e que o objectivo é ficar perto dos 25 dólares por mês.

          De todo o modo, se eu tivesse um monte no alentejo para turismo era certinho que metia disto, não havendo fibra.

          • Dumb&Dumber says:

            Pagar para testar…
            A Tesla nao deve dar assim tanto lucro não (sabe-se que nao!)

            Ele é que devia assumir tais custos se não tem a certeza do serviço ser bom…

          • ACS says:

            Os satélites têm um custo. Quanto mais pessoas usarem mais barato o serviço pode ficar. Este serviço existirá para sustentar a spacex enquanto as viagens interplanetárias não derem lucros. Quem não quer ser beta tester que uso outro serviço. Simples. Ninguem te obriga.

    • José Fonseca Amadeu says:

      Não vejo onde isto será uma opção para ricos.
      Claro que isto será para um nicho e não irá competir com as operadoras, no entanto é muito bem-vindo.
      Estou a pensar investir num monte no alentejo e fazer uma casinha, isto vem mesmo a calhar.

      • João Coimbra says:

        Claro que não! 99€/mês é quase dado.

        • José Fonseca Amadeu says:

          Vejo empresas a pagar milhares de euros mensais para ter um sistema de antena de feixe hertziano para conseguirem ter 100 mbps em zonas remotas, por isso não me choca.

          • Pérolas says:

            A empresa onde trabalho tem um local onde paga 100,00 por mês para ter 2 linhas de internet e cada uma só atinge 0,8 de download. Portanto, quando puderem ter starlink a m3o vai de vela…

    • Umx says:

      Pode ser para uma série de vizinhos se juntarem e terem net em condições, para uma junta de freguesia…, o preço é não é baixo mas é relativo.
      Já agora quando estiver mau tempo qual será o impacto?

      • Miguel A. says:

        O mesmo que a televisão satélite.

      • ACS says:

        Podes procurar na internet videos sobre pessoal que usa isto no canada e USA. Mostra como se porta com neve, nuvens e chuva. Como ainda não há satélites suficientes podes ficar sem internet durante alguns minutos enquanto um satélite não está em orbita. Não sei se já é garantido que o país está sempre coberto por um satélite. Talvez sim porque o país é muito pequeno. Sim, estes satélites não são estacionários por isso as antenas estão sempre a conectar-se a um satélite diferente. A própria antena tem de estar ligada a 220v para aquecer o prato para derreter a neve e mexer o prato para procurar a melhor direção para os satélites.

  2. jon says:

    o principio do fim da astronomia como a conhecemos…
    triste ver estes monopolistas apenas com interesses económicos sobreporem-se a um bem que é de toda a humanidade: observar estrelas…

    • iDroid says:

      Admiro muitos dos avanços que o Elon Musk tem permitido, mas este sistema da Starlink é um atentado..

    • Luis says:

      Foram feitas mudanças para que não houvesse reflexos dos satelites e para alem disso já há milhares de satelites la em cima e não é por isso que não se pode ver as estrelas

      • NotMe says:

        A questão não é essa.
        Alguém que tira fotos ao céu estrelado à noite, dedica muito tempo, nalguns casos horas, para 1 foto.
        Um satélite passa no céu e deixa uma linha na foto.
        Às vezes dá para tirar, mas se forem dezenas já será mais dificil…

    • Miguel says:

      Verdade, era bom que ninguem comprasse

    • PORTUGAL says:

      Observar estrelas é mais importante do que dar internet de alta velocidade a pessoas cujas zonas NEM têm internet para as pessoas trabalharem ou falar com amigos/familia?
      És um bocado estranho…

    • Sérgio Gil says:

      Segundo já li há pelo menos mais uma empresa a fazer o mesmo.

      • José Fonseca Amadeu says:

        Internet por satelite? Há algumas dezenas, ainda não existia 3G quando usei o meu primeiro sat phone e hoje em dia qualquer voo de longo curso tem internet sattelite, sempre que viajo costumo ir no whatsapp e a responder a emails.

        • Luis says:

          São sistemas diferentes a internet por satelite de hj em dia sao basicamente satelite que estao geostationary orbit (~35 000km) e fornecem internet o que aocntece é que é lenta porque sao satelites que estao longe mas como estao longe consgues apanhar mais territorios, os starlink sao milhares de satelites que estão em low earth orbit (~450 km) e como estão numa orbita baixa apanham muito menos territorio entao têm que ser muito mais satelites a comunicar entre si mas a internet tambem vai ser muito mais rapida.
          Sinceramente entre esta solução e passar um cabo cabo pelo mundo inteiro prefiro os satelites

        • Sérgio Gil says:

          Não me referia a esses satélites, quem já este no meio do nada em África é a única maneira de ter internet.
          Referia-me à OneWeb que irá ter umacma constelação de satélites semelhante ( um pouco menor) à da Starlink

    • ACS says:

      Ter acesso à Internet também é para o bem da humanidade. Há muitos locais e até países sem acesso a uma ligação decente. A spacex está a trabalhar com vários observatórios e agências espaciais para procurarem maneiras de minimizar a poluição visual e lixo espacial deste tipo de satélites. Os mesmo satélites são de curta duração o que quer dizer que até os mais antigos serão substituídos em breve por satélites melhorados neste aspeto.

  3. Dani says:

    Ainda é muito caro. Compensa se o preço for para baixo. É uma boa opção nas regiões remotas onde a fibra óptica e a rede móvel é uma miragem!

  4. Berto says:

    Na minha terra não tenho Fibra nem ADSL, apenas 3G a 1Mb,
    Resultado: https://imgur.com/w6dkkBa
    E nem moro no interior.

    • carlitos esteves says:

      o meu pai a 10km do centro de aveiro e tb tinhamos “4G” a 1,5Mbps.. experimentei com todas as operadoras e esta era a que tinha melhor. Puseram fibra no Natal de 2020… mas tambem estava a espera deste servico.

  5. Pirata das cabernas says:

    Por esse preço ao fim de um ano da para pagarem para vós passar fibra só para vocês… Lol

    • Berto says:

      és um génio, como ninguem se lembrou antes? Estou numa aldeia a 21 Klm da cidade onde tem Fibra, a aldeia tem 120 habitantes e 80 deles tem mais de 80 anos. Achas que alguem vai investir em colocar fibra aqui? Nem saneamento temos ainda, não temos ADSL, não temos 4G. Estou em home office e para ter reunioes em casa tenho de desligar todos os dispositivos e nem pensar em ligar a camera, so mesmo audio. Para mim e para muito isto é a solução. Se é caro… é. mas imagina-te com 1Mb de internet. É daquelas coisas que só quem passa sabe. é igual a quando falta a luz, só dás valor quando acontece.
      E se fizer as contas vai compensar, porque tenho TV por satélite (NOS) a 69€ + outro router para emergencias da VOdafone (só com 30Gb) e 2Mb de velocidade a 15€.

  6. Nuno Silva says:

    €499 de hardware não €400.

  7. Paulex says:

    Fica mais barato do que o SIRESP… O estado devia aproveitar …

    • Joao Ptt says:

      Está a gozar, mas poderiam aproveitar pelo menos para colocar antenas satélite em TODAS as antenas (e não apenas em algumas aqui e acolá) para quando existem falhas de comunicação por corte de cabos e onde existir energia ser possível continuar a comunicar com os servidores centrais.

      O actual primeiro-ministro António Costa quis cortar nos custos do SIRESP e claro que foram cortar na qualidade daí tanta bronca no passado e no futuro, se utilizam um sistema que deveria ser para camionistas (mas nem estes o queriam, de tão mau que é) e depois não dimensionam para a realidade, e ainda cortam na redundância está ali o caldinho para o desastre… que até hoje em dia se mantêm, sem perspectiva de melhoramento.

      SIRESP, deveria ser desmantelado e encomendarem à “L3Harris Technologies” um sistema realmente apropriado para estarem milhões de utilizadores a comunicarem em segurança, com um sistema redundante, resistente à interferência, resistente às catástrofes naturais e humanas. Se ia ser barato? NÃO. Mas ia funcionar, assim não decidissem cortar nos custos e pagar para ficar tudo bem feito, e feito para durar.

  8. ernez says:

    Assim já vale apena comprar uma quinta, irra

  9. Pro Guy says:

    Bela m3rd@ de Starlink. Mais de metade da população portuguesa não tem dinheiro para aquecer as casas ou mesmo para arranjar dentes… Têm juizo maze.

    • Berto says:

      Hoje em dia, felizmente ou não, a internet tornou-se num bem mais importante que aquecer a casa. Internet reflete-se na educação, no emprego.
      Basta olhar agora para a pandemia: quem está em casa, está a aquecer-se ou a ter aulas e a trabalhar em casa?
      See tivessemos uma sociedade de igualdades, Starlink não seria necessário, mas como Portugal está, é mais que necessário, até talvez para “assustar” os 3 grandes.

    • Sérgio says:

      O mercado não é feito para essa metade da população 😉

    • PORTUGAL says:

      Arranjem trabalho.

      • Samuel MG says:

        Despede-te e tenta arranjar trabalho nesta pandemia!!

        • PORTUGAL says:

          Ja ouviste falar no mercado de ações? Mercado de Criptografia? Trabalhos bons onde TU ÉS O TEU PRÓPRIO PATRÃO?
          E ao contrario de empregos de escravatura , nestes que te mencionei , tu não és despedido 😀

          • Elektro says:

            Reconheço que esses mercados existem, no entanto exigem capital inicial, não é investindo 10€ por mês.
            Não posso concordar com o Samuel MG, pessoas que trabalhavam comigo encontraram até melhores ofertas no mercado mas claro que isso apenas se aplica ao sector informático, já nos outros deve ser complicado isso acontecer.

          • Rui says:

            Porra nao me digas que essa praga tambem ja chegou ao pplware ja nao posso ouvir esse pessoal no instagram e afins, vao maze trabalhar e parem de tentar enganar os outros so para subir na piramide

          • Nersos says:

            Mais um. Dos que têm 7 domingos por semana ahahahah

    • José Fonseca Amadeu says:

      Não é metade, mas grande parte são problemas sociais pois mesmo que tivessem dinheiro preferiam usar roupa para aquecer do que aumentar o consumo ou andar desdentados que os pais deles também andaram.
      Dinheiro não resolve pobreza de espirito, só mesmo educação.

    • Miguel Ferreira Pinto says:

      Boa lógica! É mandar fechar já a fábrica da Ferrari, da Porsche e afins.

    • Elektro says:

      Isso não é culpa da Starlink e sim do Governo Português atual, as pessoas só têm aquilo em que votam 🙂

      • Filipe Rocha says:

        Vais explicar aqui qual vai ser o partido que vai possibilitar tratamento de dentes e aquecimento central para a classe baixa do país.

        Vou esperar sentado.

        • ACS says:

          A ideia não é dar as coisas à classe baixa mas tirar essas pessoas da classe baixa. O problema de portugal não são os ricos a mais mas o pobres a menos. Até os nossos ricos são pobres comparando-os com o resto da europa. Não, não estou a falar de uma minoria de bilionários. Estou a fazer de ricos., pessoal acima da classe média. Mas falando em bilionários. Quantos temos? Nem a nossa elite tem capital para fazer seja o que for.

  10. Xyz says:

    Acabei de ver o preço na Suíça e fica a 94CHF / mês, ou seja, 85€ /mês. Porque é que é sempre tudo mais caro em PT?!

  11. Favas says:

    Os preços são surreais. Só mesmo vindo de um dos homens mais ricos do planeta. Primeiro ou segundo.
    Ele que vá ligar Africa com esses preços.

    • PORTUGAL says:

      100€ por uma internet de alta velocidade para sitios onde nem fibra nem adsl existe é sim um excelente preço.
      Pra não mencionar o facto de isto ainda ser um produto em fase de testes, que no futuro so pode melhorar e tornar-se mais barato 😉

      • Joao Ptt says:

        Só pode melhorar é ser muito optimista!

        Se muita gente alugar os serviços estes poderão ficar uma porcaria muito rapidamente, porque normalmente todos os operadores vendem mais do que aquilo que são realmente capazes de suportar… bastou ver na pandemia, com legislação a permitir os operadores cortarem nas velocidades e tal porque: vendem mais do que aquilo que são de facto capazes de fornecer ao cliente final, quando todos (ou quase todos) decidem de facto usar o serviço pelo qual têm estado a pagar todos os meses à séria… porque precisam mesmo, porque até são forçados a isso.

        É um problema de falta de princípios: só deveriam vender aquilo para o qual tem capacidade real de fornecer… mas nesta indústria isso tem sido uma miragem até ver… que o digam em especial os utilizadores de 3G/ 4G e futuramente os do 5G… muitas promessas mas depois quando chega ao momento de entregar de facto todas aquelas promessas de velocidade e largura de banda e tal na maior parte das vezes é uma desilusão pegada, que só resolvem quando são administradores da própria empresa ou quando sofrem uma destruição da sua imagem pública de tal forma que eles não podem não corrigir a situação.
        Neste caso o Estado poderia ter já criado legislação e colocado fiscalização à séria para garantir qualidade a sério e não permitir mais falsas promessas, todo o prometido tinha de ser cumprido a bem ou a mal… vale lembrar que as pessoas pagam aquilo que lhes é pedido para usufruir do serviço… se os operadores decidem usar preços baixos irrealistas para agarrar os clientes (ou poderiam nunca os ter de todo) isso é problema deles.

      • PTO says:

        Só se torna mais barato se houver uma procura massiva, o que seguramente não vai ser o caso.

    • Rui says:

      ya vai haver quanto é a internet no meio de africa ahah não tens noção nem do pais nem do mundo, vai aí para o interior do pais e tenta arranjar uma internet de qualidade por um bom preço ahah

  12. PORTUGAL says:

    Tenho uma casa em viseu onde nao apanha internet fibra, adsl ou sequer rede .
    Isto seria perfeito . Grande elon musk

  13. Victor says:

    Quando moras num sítio tão remoto que nem o Starlink está disponível eheh

  14. informado says:

    para sítios longe de tudo é boa opção mas cara. Para outros locais só se fosse 20 euros por mês é que seria possibilidade.

  15. CMatomic says:

    “mas os preços não são nada simpáticos”
    É só dividir com o vizinho já fica mais acessível .

  16. LG says:

    O pessoal queixa-se do preço mas ninguem se queixa de pagar 200-400€/mês para as soluções de internet por satélite até hoje existentes… a uns 250-10’000 kbp/s com um ping de uns 5-10seg….

    Esta solução não serve para 1% da população europeia. Mas leva a comunicação/internet para a áfrica, polo norte/sul, meio do pacífico etc etc… Mas não… o bom tuga queixa-se do preço de algo que nem precisa ter pois só olha para a velocidade e preço…

    • Elektro says:

      É o que digo, nós Portugueses estamos mal habituados, como muitos têm acesso fibra esqueçem que outras tantos não têm.
      Eu admiro imenso o projeto Starlink, especialmente por não estar dependente de nenhuma infraestrutura em que se tenha de passar cabos até ás casas

    • PTO says:

      Onde é que viste oferta de serviço de internet em Portugal, via satélite, a 400€/mês?

  17. Infinity says:

    Acho que é apenas bom para aldeias remotas onde apenas há luz e água, se for a dividir pela população da aldeia até que nem é mau, (tirando se na aldeia morar so uma pessoa)

  18. joca says:

    acabei de receber o convite com 2 senao. depois de pedido pode chegar ate 6 meses a entrega do equipamento e depois a mensalidade onde vai haver varios cortes na ligaçao durante o dia mesmo para teste acho caro.

  19. José Fernando says:

    Será sempre uma alternativa a considerar, nem que seja para fugir da rede internet da China, que pouco a pouco, está a controlar a o que se passa na net

  20. falcaobranco says:

    É engraçado o pessoal refilar por as operadoras em portugal praticarem os valores que praticam, que são altos e isto e aquilo… mas depois querem pagar 99€ por mês em net de uma companhia que ainda não deu provas dessa mesma net estar a trabalhar em condições…

    Típico tuga… 45€ é caro mas 46€ já é na boa… eheheheh

    • Joao Ptt says:

      Vejamos, sejamos objectivos: ALGUMAS pessoas, querem (desejo) ou precisam (necessidade) de uma boa ligação de Internet.
      O preço de 99€ por mês, é um valor concreto, para um serviço concreto! Quem quer, tem as condições técnicas e está disposto a pagar o solicitado, aluga o sistema e usufrui do serviço.

      Para muitos 99€ + equipamento e instalação é incomportável financeiramente, para outros faz parte dos custos do negócio, e para outros é uma forma de ter acesso à Internet para lazer que tem pouco impacto nas suas finanças e que é melhor alternativa (qualidade vs preço) do que aquilo que tem à sua disposição no local.

      Não vale a pena dizer que os portugueses… sim, alguns acham que lhes deviam pagar para fazerem o grande favor à empresa de usar dos seus serviços, outros acham bem pagar o que lhes pedem… são mais de 10 milhões de portugueses, cada um terá a sua ideia/ opinião/ necessidade.

      • falcaobranco says:

        Sim, sim, claro… e o pai natal existe… quem no seu perfeito juizo, na conjuntura economica que estamos a atravessar, com um pandemia pelo meio, vai-se dar ao luxo de dar 99€ por mês em internet fora o equipamento?

        Meu amigo, acorda para vida e por mais empresa que precise e muito de internet… nem chega a 0,1% da população portuguesa que a queira…quanto mais assinar contrato com uma empresa que não tem “portas abertas” em portugal…

  21. R!cardo says:

    Dúvida; posso depois partilhar a net com mais duas casas?

    • Joao Ptt says:

      Se as casas forem suas, não há problema.

      Se as casas forem de terceiros, em teoria não o pode fazer, já que na prática estaria a ser um prestador de serviços de Internet, a menos que esteja legalmente autorizado para tal prestação de serviços, e o contrato com quem lhe presta o serviço de fornecimento de Internet não preveja a proibição de tal.

  22. Sergio says:

    Se quiserem fazer comparativos, podem comecar a visitar a pagina da Uniao Europeia: https://ec.europa.eu/digital-single-market/en/broadband-all-portugal
    Depois facam a vossa escolha

  23. PTO says:

    99 euros por mês só para internet?
    Larga a “mariajoana”, ó Musk!
    Investe mas é o dinheiro em fazer Teslas que não se desmanchem às peças quando chove.

    • ACS says:

      é Internet satélite para locais rurais não é Internet por cabo para as cidades. entre pagar 100 euros e ter net de qualidade ou pagar 40 e ter adsl… Neste momento quem quer boa net tem de estar na cidade ou numa localidade com muitas pessoas. Se este serviço sustentar boas velocidades 99% do tempo vai permitir a muita gente fugir da cidade e poupar uns euros que podem perfeitamente pagar esta internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.