Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Governo vai dar computador a 300 mil estudantes

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Eu says:

    1 computador para 300 mil alunos?! Como vao os alunos dividir o tempo do computador entre eles?
    Just kidding.. 😀

    Alguem sabe sobre specs das máquinas? Ou se existe uma lista de requisitos mínimos?

  2. N. Mendes says:

    Deve ser uma boa oportunidade quando começarem a aparecer no OLX

  3. indignado says:

    Lá vem mais um magalhes para encher os bolsos a um primo ….

  4. indignado says:

    Numa compra de 300 mil portáteis tendo em conta a quantidade e o desconto associado nuca fica a mais de 500 euros a unidade, pelas minhas contas redondas 600mil euros, com 450 milhões ainda vai sobrar muito ser roubado …

    • Paulo says:

      Faz lá as contas outra vez, Sr. Indignado…. 🙂

    • Fernando Fernandes says:

      70.000.000/300.000=233,333 euros por computador

    • F. Galvão says:

      Há muito dinheiro para roubar mas mesmo a 500€ o computador o custo é de 150 milhões e não 600 mil euros

    • Bob says:

      Para fazer essas contas, é preciso saber a marca, modelo e especificações.
      Só depois se pode dizer qual o preço a que ficariam 300 mil portáteis.

      Por 66.000€, +-, podem comprar máquinas empresariais recondicionadas, com alguma garantia, por exemplo.
      Ou, aumenta-se um bocadinho a qualidade, e podemos comprar 300.000 Dell Ultrabooks, por 90.000€.

      Se for a comprar 300.000 unidades do modelo que estou a usar, já se ia gastar mais de 600 milhões de euros, e isto com um desconto a rondar os 30%. Em 300.000 unidades, consegue-se melhor.

      Quando vir o que vão comprar, em concreto, já para perceber se alguém inflacionou os preços.

  5. jesus says:

    ok e quando for para pagar vai ser a dividir por todos ?

    Lá vai a JP Sá a criar o magalhaes XPTO, no mercado de 2 mão andam uns bem fixes.

    • adbu says:

      Se os computadores são da escola, claro que é o estado a pagar, pois é um bem do estado. Assim como as estrada que tens ao pé da tua casa, com mais ou menos buracos, também é paga por todos.

      • Nuno Pinto says:

        É paga por todos os que pagam impostos, mas é usufruida por todos mesmo os que nao pagam..(nada). Uns porque realmente sao pobres (e estes deve-se ajudar a pescar e também a construir a cana de pesca) e outros que dizem-se pobres mas na realidade sao parasitas (E ESTES SAO SEMPRE OS QUE SE QUEIXAM MAIS – AI COITADINHO DE MIM QUE QUERO UM PC PARA O MEU FILHO QUE TB TEM DITREITO PQ SOU POBRE -só nao dizem é que só sao pobres a declarar os rendimentos, depois tem iphones de topo, carros alemaes de topo, vao de ferias para aqui e para acola, etc..) todos conhecemos estes exemplos seja na familia, seja no trabalho, seja nos vizinhos..

        • BFontão says:

          Todos nós os conhecemos e todos nós fazemos “vista grossa”, por isso eles estão cá para ficar e temos que viver com eles…Dêem lá os computadores aos filhos deles para eles não me virem chorar para porta! Aproveitem e juntem um carregador para o novo Iphone e uma manutenção completa ao seu pópó alemão que assim ninguém os ouve durante uma temporada!

  6. art says:

    Não percebi…..Os equipamentos vão custar 70 milhões de euros……………..A aquisição dos computadores custará 450 milhões de euros ….sinceramente não percebi

  7. Mauro Rodrigues says:

    serão todos i7 com 16gb RAM e ge force 1070 ? ou tretas que nem à net conseguem ir e não têm disco sequer…

    • Miguel says:

      O que tu queres sei eu…
      Para estudar um computador de 200€ chega bem!

      • Mauro Rodrigues says:

        Eu bem vi na pele os Magalhães, com sistema operativo Linux numa interface manhosa, lento e pouco intuitivo, entradas USB, WiFi e capacidade de rede e internet precários . Disco e memória com espaço da treta, tudo imbutido, gráfica pessima, os miúdos mal conseguem correr o PowerPoint quanto mais videojogos. Dêem um PC relativamente atualizado às crianças que dure 5 ou 6 anos, que dê para fazer tudo, as crianças tem o direito de ter acesso um pouco de tudo, para chegarem ao mercado de trabalho com algum conhecimento médio de computadores, não o que tenho visto , que nem imprimirem um documento sabem e mal sabem criar pastas e mover ficheiros.

        • Luis says:

          As crianças merecem tudo de bom. Mas não creio que precisem de PC’s com “i7 com 16gb RAM e ge force 1070” para aprenderem a “criar pastas e mover ficheiros”…

    • LR says:

      Será que só existem esses 2 extremos? Não será uma opinião algo redutora? Acho que nem 8 nem 80.
      Pessoalmente, creio que o ideal seria um desktop, e não um portátil. Se é para o aluno usar em casa, não necessita de um portátil, e um desktop será, à partida, menos propenso a acidentes, quedas, esquecimentos, etc. Claro que se for para trabalhar também fora de casa, o desktop não faz sentido.
      Por fim, seja qual for a opção escolhida, pelo menos que venha bloqueada a instalação de software sem autorização do agrupamento de escolas.

  8. Serafim says:

    Esperemos que os pais destas crianças colaborem. Muitas Câmaras compraram computadores para emprestar às crianças que não tinham equipamento para aceder às aulas digitais durante a pandemia, mas os pais, quando souberam que eram emprestados e que os tinham de devolver, nem os foram levantar.
    Se não existirem equipas que os levem aos alunos, não vai passar de boas intenções. E muitos irão parar, no fim de semana seguinte, à feira de usados mais próxima…

  9. Paulo Baptista says:

    ” Segundo Ana Abrunhosa, o maior investimento é na instalação de internet de banda larga nas escolas, a criação de conteúdos pedagógicos digitais e a formação de professores.” Tenho muitas, mas muitas dúvidas desta afirmação ou do seu contexto. Acredito, é uma fé, que os 450 milhões irão inteirinhos, ou quase, para as operadoras instalarem fibra no interior do país. Dessa forma, o Estado financia a abertura de novas infraestruturas que depois as operadoras privadas aproveitarão para fornecer servidos próprios. Bem pensado. É só uma desconfiança. Oxalá esteja enganado. Quanto à criação de conteúdos pedagógicos, fico de sobrolho levantado. Cheira-me a apoio do estado a editoras privadas. Nada contra, desde que tudo preto no branco e com base em concursos públicos. Relativamente à formação de professores, quase não me contenho de rir. A formação já existe disponível, há muito, e é dada sobretudo por outros professores, com certificação específica de formadores em TIC. Que eu saiba, a grande maioria, para não dizer a totalidade, não recebe dinheiro em troca. É pago em géneros, tipo, um cabaz de créditos para poder juntar na próxima progressão de carreira. Falemos então nesses 450 milhões e no seu destino mais do que previsível. Blá, blá, blá.

    • Paulo Baptista says:

      Esqueci-me de uma pergunta. Porque diabo o Estado decidiu investir este ano? Por causa da pandemia? Então deverá ser avaliado o custo dos orçamentos que irão vencer os concursos, com orçamentos a preços de 2019. Só para ver a diferença. Só para ver quanto vai custar a mais , o facto dos governos terem deixado as escolas chegado ao estado de miséria tecnológica, às quais se exige que apresentem resultados com PC’s de madeira e Internet a válvulas.

      • Tuaregue says:

        n te preocupes que se calhar vai ser distribuído mais uma tablet/portátil da JP. Foi o computador de eleição de muitas autarquias. E sinceramente, tirando alguns cursos profissionais, este mesmo computador serve perfeitamente. Para office e internet…

  10. Luís Henrique Silva says:

    pois para depois devolver de novo….
    se forem um lenovo como já vi e baratinho ainda compensa

  11. terra ano30 says:

    Ai os meus impostos, para onde estão a ir…

  12. jorgeg says:

    Mas de onde bem a pasta para isto?!!! loolll,… Alquimistas a governar?!
    deixem-me adivinhar computadores chineses,..

  13. Silva says:

    Um dia chega a factura
    e depois os mansos do costume levam mais uns impostos na gasolina,no gaz,na edp,no automóveis,no irc, no iva,no gasoleo em tudo.

  14. PPlware é fixe says:

    Tablets para substituir o peso dos livros até se percebia.
    Agora… Água no bico.

  15. Vivas says:

    Ce isto e pelos escalons do SAZE quer diser que vao continuar a aver milhares de proficionais da fuga ao fixco onde os filhos vao continuar a ozufroior de livros e tabletes e agora compotadores de gratis enquanto que os coiroens que fasem os descontos todos os mezes nao tãeãe diraito a nada triste pais

  16. SC says:

    Descriminação é o que todos os portugueses sentem quando lêem notícias destas. Dinheiro sempre para os mesmos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.