Quantcast
PplWare Mobile

Portugal: Consumo de eletricidade cai 12% em abril

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Rui says:

    As centrais a carvão não funcionaram porque o consumo de energia caíu (basta pensar das unidades industriais em layoff)!!!!!

    • Diogo says:

      caiu 12% as renovaveis ficaram pelos 69% num mes normal andam normalmente nos 62/63 que nao é nada mau penso que a previsao do governo esta boa em fechar a central no final de 2021 talvez se consiga mais cedo a prioridade é acabar com o carvao so dps com o gas natural e assim chegar aos 100% de renovaveis

  2. Carlos says:

    A Alemanha consegue produzir cerca de 8% de energia solar no seu mix energético.
    Se Portugal aproveitasse a maioria dos telhados (de boa exposição – sul, sudeste) para investir no solar passaria de 2% para 20% na produção energética por esta via, sem ocupação de terras pelos grandes parques solares.

    • VP says:

      Neste país é complicado, não tens incentivos do governo, o investimento sai todo do teu bolso e ainda por cima tudo o que gerares e que não consigas aproveitar vai de borla para a EDP.
      Se ainda fizessem como noutros países em que a energia não aproveitada durante o noite fica em credito para ser usada durante a noite.
      Quem mora num prédio precisa de autorização do condomínio, torna-se mais fácil para quem tem vivenda.

      Por outro lado acho que muita gente está pouco informada relativamente ao painéis solares. Hoje em dia já se consegue comprar um kit completo com um painel solar de 285W por 300€, num local com boa exposição solar com apenas um painel pode-se traduzir numa poupança de 75€+ /ano.

      • Carlos says:

        Sim está certo, tenho 2 painéis solares de autoconsumo, a questão dos créditos e a elaboração de uma Lei que estabelecesse a cada edifício novo a obrigatoriedade de instalação de painéis em função da sua área (mínimo 500W), era fundamental para haver mais autoconsumo. Mas estava a pensar em algo mais industrial, vamos ver como a Tesla vai abalar o mercado de energia como fez para os carros elétricos, com renda de painéis solares e a utilização de baterias de casa Powerwall, criando assim uma rede virtual de armazenamento maior que qualquer barragem no mundo. Aí os “players” do mercado já se vão mexer.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Como é que o consumo de eletricidade cai em tão grande quantidade se praticamente toda a gente no país esteve em casa durante o passado mês de Abril ?? Não pode ser,é uma incongruência total.Então as pessoas gastaram mais energia e o consumo caiu ?? Essa é boa !! 😀 😀 😀

    • Técnico Meo says:

      As empresas , algumas e não são assim tão poucas, têm potências / consumos instalados imediatos de 10 GW a 20GW de consumo instantâneo. Isso é a potência toda de uma aldeia / vila.
      Muito motor eléctrico de grande porte. Alguns até com bancos de condensadores enormes para correcção da reactância de tanto motor a trabalhar

    • SergioM says:

      Só olhando para a industria percebe-se o porquê da descida, só dando alguns exemplos no ramo automóvel, a produção da Renault em Cacia, a Autoeuropa em Palmela, a PSA em Mangualde pararam as sua produções. A Mitsubishi Fuso Truck Europe (MFTE) no Tramagal, a Toyota Caetano em Ovar.
      Agora se quiseres contar com o resto da industria portuguesa que esteve parada em abril facilmente se percebe porque o consumo desceu.

      • OS says:

        Toyota Caetano em Ovar é uma Insignificância em relação ao polo em Oliveira do Douro V N gaia ai sim é uma autentica comedora de energia, basta ter Caetano Bus,aeronautica,Toyota e empilhadores da mesma marca.

    • Joao says:

      Por um lado tens a industria que esteve parcialmente paralizada e por outro tens muita gente em teletrabalho, que penso (não tenho dados concretos ) que acaba por ser menos energía consumida por trabalhador que estando num escritorio e tendo como base de analise a empresa onde eu e a minha mulher trabalhamos. Em casa não temos a necessidade de acender uma unica luz durante todo o horario de trabalho, não temos ar condicionado, não tenho telefone IP, apenas o telemovel, etc, etc.

    • Joao says:

      Já para não falar em lojas, centros comerciais, cafés e restaurantes, discotecas…

    • FAR says:

      O consumo de muitas empresas é assustadoramente grande. Algumas industrias usam quantidades gigantescas de energia que não se comparam com TV’s ligadas durante mais tempo em habitações domésticas. Os valores são simplesmente muito diferentes.

      • ze says:

        Porque achas que quem está em teletrabalho tem TV ligada? Só se for funcionário público..

        • fc says:

          Porque é que acha que um funcionário público em teletrabalho está a ver televisão. Se há um grupo que teve que trabalhar mais durante esta quarentena foram os funcionários públicos que ficaram em teletrabalho. Basta imaginar o número de processos de layoff, baixas médicas, subsídios de desempregos e apoios à família qud tiveram que processar.

          • test user says:

            Como estivessem todos a trabalhar e os sistemas estivessem preparados. Função Publica esta precisar choque tecnologico e redução significativa. Esta crise não suporta estado lento e caro. Resgaste esta caminho. Desta vez brincadeira vai acabar.

          • test user says:

            Como estivessem todos a trabalhar e os sistemas estivessem preparados. Função Publica esta precisar choque tecnologico e redução significativa. Esta crise não suporta estado lento e caro. Resgaste esta caminho. Desta vez brincadeira vai acabar.

        • FAR says:

          Não queria ofender 😀 eu corrijo! TV e, vá, 2 computadores. Estava a da um exemplo por absurdo a pensar na miudagem e no/a parceiro/a em layoff. Ainda assim os valores são desproporcionais quando comparados com os consumos industriais.

  4. darkvoid says:

    Pode ter caido mas a conta de electricidade das pessoas vai subir e não é pouco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.