PplWare Mobile

Portugal: Já há semáforos para quem anda agarrado ao smartphone


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. PTdoNorte says:

    Desperdicios de dinheiro publico, é o que isso é….

  2. Luis says:

    Amadora? Têm a certeza que os semáforos xpto ainda estão lá? xD

  3. Joaquim says:

    Na Madeira já existe à bastante tempo lol…

  4. SergioFerreira says:

    Típico! Em vez de consciencializar e educar as pessoas a algo melhor, não?!…vamos antes descer ao nível onde a cultura, falta de consciência e altruísmo dominam!

    • RM says:

      ‘altruísmo dominam’- errado! Infelizmente há poucas pessoas altruistas.

    • Alcino Major says:

      Sabes ao menos o que significa altruísmo?

      • SergioFerreira says:

        Sei! …e tu, sabes?!?? Sabes também que uma sociedade, por forma a poder melhorar, tens de incentivar os seus membros a aspirarem a algo melhor, a serem desafiados a se auto desafiarem e, dessa forma, poderem melhorar… só consegues isso se, em vez de dares peixe a alguém, os ensinares a pescar (que é o oposto do que o assunto desta publicação está a fazer). O altruísmo escasseia exactamente porque as pessoas estão habituadas a terem tudo de bandeja e sem esforço. A partir do momento que sais de casa, deverias perceber que tens responsabilidades além de deveres e, como tal, se queres atravessar uma passadeira, então foca-te em atravessar essa passadeira sem causares danos a quem não tem culpa. Eis um exemplo de altruísmo!!

        A tua publicação teve tanta utilidade quanto um visualizador numa porta de vidro!!!

        • censo says:

          Altruísta seria tu teres percebido que ele não percebeu a escrita do teu primeiro comentário ao invés de o atacares.

          • SergioFerreira says:

            Ataquei?? Toda a primeira parte da minha resposta foi um desenvolvimento ao meu comentário original que, pela curta e mal desenvolvida resposta do Alcino Major, em tudo deu a entender não ter percebido o que eu quis dizer…a segunda e última parte foi uma constatação de factos. O Politicamente Correcto deve ser contagioso…todos vêm ofensa em todo o lado.

          • censo says:

            Beber água com açúcar dizem que acalma. Já experimentaste ?

          • SergioFerreira says:

            Já! …o pico de glicemia fez o efeito oposto ao que especulas, revelando que já ficavas bem calado em uma nova situação!

    • Nuno Monteiro says:

      Para fazer isso, teria de haver palestras, ou pessoas para o fazerem… Seria muito mais caro e muito menos efetivo porque sendo realista, eu não ia querer saber do que me diziam.. Então por uns leds fica muito mais barato e é muito mais eficaz. Mas cabe a cada um fazer o seu julgamento, os mais inteligentes aceitam os mais retrogados ficam na ignorância. 😉

  5. GM says:

    À semelhança do que acontece com os condutores serem autuados por utilizarem o TM durante a condução, também os peões o deveriam ser enquanto utilizam o smartphone no atravessamento das vias, não no modo de telefone, mas na visualização de conteúdos / SMS / “redes sociais”, mesmo nas passadeiras e ainda que o sinal estivesse verde para os peões. Mas lá está, o automobilista é sempre o bode expiatório e o alvo principal do saque.

  6. mar_mo says:

    em vez de desincentivar comportamentos nocivos e perigosos para si e para os outros, os municípios incentivam-nos criando medidas para minimizar os efeitos da utilização desadequada dos telemóveis…

    já para não falar no custo adicional de implementar estes novos semáforos…
    Era engraçado se em vez de se penalizar o uso de alcool e drogas ao volante se implementasse uma luz ao redor dos carros com condutores embriagados para que os outros se apercebessem de quem anda assim ,não é?

    • SergioFerreira says:

      Não digas dessas coisas aqui que vais ser escrutinado!!

      As pessoas querem tudo feito para elas, sem esforço e, de preferência, sem que tenham de adaptar ou mudar o seu estilo de vida!

      As pessoas estão de cada vez mais egoístas e preguiçosas e nós ainda alimentamos mais esse egoísmo, preguiça e falta de altruísmo nelas, ao criarmos semáforos para pessoas que não conseguem desgrudar do smartphone, nem quando precisam de atravessar uma passadeira.

  7. RM says:

    Os semáforos deviam era registar e passar logo uma multa a esses peões (desmiolados)!

    • António says:

      Estes equipamentos facilitam a continuidade do risco ou até o aumentam. Passo a explicar: o utilizador da passadeira vai usar o sentido da visão (que já está ocupado na leitura do ecrã) para tomar decisões de vida ou morte, para o próprio e para os outros utilizadores da via pública.
      O outros sentido como a audição, já poderá estar também ocupado (auscultadores, p. ex.).

      Concluindo, mantenho a obrigação de sempre no cruzamento de vias:
      – PARE, ESCUTE, e OLHE !

      Ora bem, sugiro que “alguém faça alguma coisa antes que o mundo acabe”:
      E a coisa é (não podia deixar de ser) uma APP. Sim a APP que eleva o desleixo aos confins de coisa nenhuma: Detector de Passadeira no seu smartphone! Usando as mais modernas tecnologias de GPS, localização, wi-fi, 5 e 6G, poderá atravessar passadeiras em segurança enquanto dá banho ao cão que está sozinho lá em casa!

      Procuram-se startups.
      E tenham juizinho na via pública, que eu também tento ter. Todos os dias sou peão, condutor de motociclo e automóvel encartado e com formação. Por isso vejo muitas pessoas correrem risco e provocar risco sem necessidade ou motivo maior.

      Bem hajam.

      • SergioFerreira says:

        +1

        Alguém que tem noção de que, para vivermos em sociedade, precisamos de sair do local de conforto! Dava mais jeito sair de casa sem termos de nos preocupar se as nossas acções prejudicam os demais?!…dava!!!…e até poupávamos energia ao não precisarmos de ocupar tanto o nosso cérebro com coisas exteriores a nós, mas assim não evoluímos e muito menos melhoramos, seja pessoalmente ou colectivamente!

        Já cansa ver, todos os dias, novas políticas e decisões que só nos emburrecem!

        • GM says:

          E acrescento mais, apesar de estarmos em dia de eleições, seja quem quer que ganhe ou que consiga constituir governo estável, o comum cidadão não tem forma de actuar no decurso da legislatura, que no fundo seria o que interessava. O dia de hoje acaba por ser um pouco para o passarinho.

          • António says:

            O dia do cidadão local, aquele que usa a sua via pública na sua comunidade próxima acaba por ser todos os dias. As eleições nacionais resultam em leis que demoram anos a ser apreciadas antes de serem publicadas. Logo, é no município, na junta de freguesia que começa a cidadania e a participação. Participemos localmente e a vida do dia a dia melhora.

            Bem hajam.

  8. HA says:

    Está mal. Esta medida interfere com a seleção natural.

  9. HJ says:

    Fogo sempre a reclamar com mínimas coisas não há mais nada para fazer do estar a reclamar . Eu aqui a dar o trabalho para escrever essa -** fazem uma coisa nova ficar a reclamar.naobfazem nada fazem o mesmo

  10. Vitolas says:

    Depois temos muitas,mas muitas passadeiras e semáforos espalhados por esse pais fora que não são minimamente amigos de quem tem algum tipo de incapacidade.
    Já para não falar da falta de iluminação que deveria ser obrigatória em todas as passadeiras

  11. Polo says:

    Já estão cá os choramingas das redes sociais?

    • Tiago says:

      Já estão cá os conformados que não se importam de ser roubados onde dinheiro publico vai para esta palhaçada quando temos tanta coisa para resolver a nível rodoviário ?

  12. Narciso Miranda says:

    Eu retirava isso tudo, e haveria uma selecção natural 🙂

  13. Cortano says:

    O semaforo ideal para zombies era sair do chão uma marreta e partir o tlm a quem anda assim a passar a estrada.

    • Hugo says:

      Era apenas preciso um sensor e um identificador no local dessa marreta
      Tipo alguém passava lá e havia tipo uma câmara a tirar foto de quem era e apanhava multa,
      E um sensor para sentir o telemóvel.

  14. HypeLevels says:

    E triste ninguem se lembrar das ilhas… Pois por exemplo na Madeira temos desses pela cidade do funchal a mais de 1 ano e meio.

  15. Aleihp says:

    O planeta dos idiotas…

  16. Afonso says:

    E as passadeiras listadas com semáforos? O que é isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.