PplWare Mobile

PJ: Desmantelado centro de emissão das “Cartas da Nigéria”


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Azulnauta says:

    Isto é uma fraude mundial, a PJ deve ter desmantelado um grupo que utilizava a tática em Portugal, mas a fraude deve continuar por outras pessoas.

    • Olly says:

      “ter sido desmantelado um ponto de emissão de «cartas da Nigéria»”
      Foi apenas um de muitos… Mas o que a mim me faz confusão é que isto é tão falado (e até gozado) e ainda há quem ingenuamente caia em esquemas destes.

  2. Tx2 says:

    Isto quer dizer que o Príncipe da Nigéria não me vai enviar o meio milhão que me prometeu?

    • José Moreira says:

      Se foi mesmo o Príncipe da Nigéria, podes ter a certeza de que vais receber o dinheiro, e com juros. Eu também investi pouco mais de 300.000,00€, e tenho a certeza de que vou receber a massa. O que é preciso é saber fazer as coisas.

  3. LG says:

    Achei piada esta semana recebi na minha spam box um email fraudulento muito parecido. Mas a história mudou. Não se tratava de um príncipe da Nigéria, mas sim do Mike Pence, a pedir me para esconder na minha conta 18 miliões da campanha de Trump.

    Eu acho que as pessoas caem mais facilmente nesta do Trump pois a história é mais realista xD

  4. Amilcar Alho says:

    A mim calha-me muito é gajas Russas que se apaixonam logo, querem logo casar, e pedem para enviar ~500€ pelo Moneygram para uma morada dada por ela, para pagar a viagem até mim… 😀 😀 😉

  5. Pedro Souto says:

    “Pede assim ao destinatário que se digne receber numa conta bancária esse dinheiro por contrapartida de 20 % ou até 35 % do seu valor.”

    Em esclarecimento, porque quem lê isto até parece interessante – Eu recebo e dou uma parte.
    Na realidade, eles pedem um adiantamento e só depois dizem enviar o dinheiro.

  6. Pintor says:

    Tens casos que te enviam o dinheiro e pedem para levantar e depositar em outra conta ficando com 25%. Sei de um caso que a pessoa recebeu o dinheiro e simplesmente não levantou e ficou com ele.
    Numa primeira fase a valor ficou cativo por bastante tempo perto de um ano, sendo depois disponibilizado.
    Passados 3 anos recebe uma comunicação para ir a judiciária, e aberto um processo ele da se como culpado no entanto devido a burocracia acaba nem julgamento acontecer.
    Não foram milhões mas dava para comprar uma casa.

  7. PoPeY says:

    Existem tantos… Mas não faz sentido ter que entregar 500€ para me entregarem depois 5.000€… Quando solicitado para esses esquemas, solicito que me enviem somente 4.500€ o restante fica para as ajudas de custo. Fácil…

    Em relação ao assunto do pintor, ja ouvi falar de esquemas assim, o caso mais famoso recente é do Português que teve que fugir de barco de Timor…

  8. pisca says:

    Para haver uma burla deste tipo, ou semelhante, são necessárias 2 partes

    – Um Burlão
    – Um Chico esperto ou Ganancioso

    Sem isso nada feito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.