PplWare Mobile

A importância da liderança para o sucesso das empresas


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Renato Paupério says:

    Na minha misera opinião, acredito que a empresa deve preocupar-se com os colaboradores da mesma forma que se preocupa com os clientes, criar condições para que estes sejam satisfeitos.
    Acredito que as regras são demasiado importantes, mas tanto devem criar obrigações como abrir portas de comunicação.
    Muitos lideres acham-se lideres porque têm um numero de pessoas a baixo de si e foram escolhidos para tal, muitas vezes apresentam até números satisfatórios e nem se preocupam no estado da equipa que gerem. É um trabalho difícil o de liderar e quando um líder é gerido por outro líder, este gerido também por outro líder (…) torna-se tão confuso como a própria liderança. As estruturas das empresas são também muito importantes e nunca, mas nunca esquecer, não existe lado pessoal e lado profissional, existe sim e unicamente o lado pessoal, somos pessoas, temos sentimentos e apenas nos podemos adaptar a diferentes situações mas nunca deixamos de ter os sentimentos quando nos “camuflamos” .

  2. Rui Costa says:

    Boa tarde,

    São palavras muito bonitas, mas que não se aplicam ao tecido empresarial português.

    Cada vez mais tenho o conhecimento que os nossos “líderes” empresariais seriam “líderes” excepcionais no tempo em que a escravatura era “legal”.

    Os recursos humanos são vistos como máquinas de trabalho, que não podem casar, ter filhos ou quando muito respiram, que já é muito!!!! Deveriam dormir dentro da empresa, não comer, ou até pagar o tempo que demoram a comer, não ter folgas ou férias, viver para a empresa (patrão) e ganharem apenas 8 horas ( o que já é um absurdo), mas trabalhar 12h diárias!

    Todos os empresários deveriam ter essas e outras palavras na cabeça e aplica-las na prática, mas não, não o fazem!

    Bom fim de semnaa

  3. Rui says:

    Discurso muito bonito mas faltou falar naquilo que realmente interessa: o que entra na conta ao final do mês.

    Quem abre uma empresa não pensa no lucro? não é isso que o/os motiva? então porque é que os empregados devem pensar de maneira diferente?

    Deixem-se de hipocrisias, paguem bons prémios pelo trabalho desenvolvido e vão ver que motivação não faltará! Querem voluntários criem uma ONG 😛

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.