Quantcast
PplWare Mobile

O Windows pode estar muito mais perto do SoC M1 da Apple e dos SoC de outros fabricantes

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Simões


  1. Estefâneo Empregos says:

    Os fabricantes vão começar a construir laptops com processador ARM.
    Depois deste lançamento, gostava de ver o BootCamp a funcionar novamente 🙂

  2. Miguel A. says:

    O facto do Windows ARM ter tido a tal exclusividade com uma marca de processadores, vai contra o próprio princípio do Windows, que é o suporte abrangente. Por isso é que a implementação Windows ARM está muito atrasada. Abram isso de uma vez por todas.

    • Tadeu says:

      Não faria grande diferença. O mercado de tablets e ChromeOS está aberto há muito tempo, e vende bem mais do que o Windows em ARM, e nem assim apareceu alguém com algum processador ARM dedicado a formatos maiores de aparelhos, com melhor performance – exceptuando a Apple obviamente.
      Estão todos dependentes da ARM para os núcleos de CPU que usam, e esses ainda não são competitivos em performance. Enquanto não houver melhores alternativas e enquanto não houver alguém a pensar também nos Desktops, vai continuar a ser a mesma pasmaceira no software para Windows ARM.

      • Samuel MGor says:

        Existe alternativa open source à arquitetura ARM!! A Chine neste campo já usa a alternativa nos processadores criados por empresas ligadas ao estado!!

        • Tadeu says:

          :S
          resposta sem cabimento! Estamos a falar do Windows em ARM…

          • Samuel MGor says:

            O Windows ARM e Chrome OS tem concorrente que é o Linux pois quase todas as distros principais tem versão ARM ou já são multi-arquitecture. O Windows ARM não terá jogos pois ninguém os produzirá nos próximos 5 anos.

          • Tadeu says:

            Não foi por haver Linux, Android, ChromeOS que se viu o surgimento de processadores ARM (nem doutra arquitectura) alternativos para computadores pessoais, capazes de competir em performance.
            Desenvolver processadores e produzir para o mercado doméstico é caro, e levanta várias questões de como gerir stocks e o desenvolvimento do software, não basta boa vontade de open source, tem que ser um negócio sustentável. Não é à toa que nunca houve um SoC ARM dedicado para Tablets por parte de nenhuma outra empresa para além da Apple.

            E já agora a questão não é haver Sistemas Operativos, é os programadores de aplicações estarem disponíveis a investir o seu tempo e dinheiro a optimizar software para uma nova arquitectura que não tem ainda mercado, a somar ao tempo e dinheiro que já investem em aplicações para x86, etc!!!! É um ciclo vicioso que torna pouco atrativa uma mudanças destas.

  3. Ricardo says:

    Isso é que era de valor, os consumidores só tem a ganhar com isso.

  4. Antoninho Pitágoras says:

    A Microsoft tem de deixar claro aos programadores que há mercado no ARM, é este é o caminho. Enquanto os programadores não acreditarem nisto vão preferir focar-se em x86.

    • Tadeu says:

      quanto a isso não haja dúvidas.
      Mas vai ser complicado fazer alguma coisa quanto a isso quando o desenvolvimento de hardware depende de outros. Lançaram aparelhos com ARM há uns anos e a performance pouco ou nada mudou desde então.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.