PplWare Mobile

O porquê de escolher tinteiros originais para impressora


Entusiasta do software, tudo começou com uma programação de Basic no Spectrum 128K do irmão mais velho! Desde aí, nunca mais parei!

Destaques PPLWARE

  1. henrique says:

    prefiro compativeis, o preço é o factor decisivo 🙂 contudo apenas uso para impressão normal de escritório. Nada de fotos etc que necessitem de muita qualidade

  2. Nelson says:

    Prefiro comprar uma broches a laser, não vou imprimir com tintas que custam mais que o ouro, e de tinteiros que vêm com uma esponja lá dentro para me roubar a escassa tinta que comprei (não sei se é hp)

    • Filipe YaBa Polido says:

      Uma das raras vezes que concordo contigo 🙂
      Originais sim, mas HP não, vão lá chular o ……..
      As esponjas é o menos, o pior é o firmware que “obriga” o utilizador comum a trocar de tinteiros quando estes ainda imprimiam mais uma centena de páginas.
      Felizmente há métodos para contornar a situação.
      Mas deixa lá que no laser é a mesma coisa 😉

      • João Pereira says:

        Concordas com ele? Se a Apple vendesse tinteiros, como os da minha HP que custam entre 20/30€, por 100€ ele dizia uma coisa completamente diferente. Aí já era coisa que valia. Agora sendo HP isso era óbvio o que ele iria dizer.

        • Nelson says:

          Mas quem és tu para dizeres o que eu diria?

          Achas mesmo que tens capacidades para falares por mim?

          Se achas, tenho pena de ti. Porque não tens.

          • João Pereira says:

            Nelson, para falar do Nelson do PPLW não é preciso pensar muito para saber o que tu dirias se fosse algo da maça.

          • Nelson says:

            Se fosse algo da maçã, e não prestasse, eu diria que não prestava.

            Por exemplo, o mac mini, não presta, era fixe, tem componentes desatualizados. há muito.

            Os iPods, por exemplo, nenhum presta, já era altura de eles lançarem um Shuffle digno da , e um iPod simples com clickwell, mas com 128GB de memória flash por uns $200. E o iPod nano anterior (relógio) era melhor…

            O iPad mini, por exemplo, merecia vir um bocado mais atualizado quando saiu, não digo logo retina, mas com melhor CPU.

            A maior parte das coisas que eles fazem, fazem bem, mas há coisas más.

          • João Pereira says:

            Olha já agora, os mac mini não foram atualizados recentemente?

          • Nelson says:

            Não, a última vez foi há 567 dias.

        • Filipe YaBa Polido says:

          LOL, true.
          Quando a Apple fizer impressoras:
          – Tem apenas o botão de on/off
          – Terá um design bonito
          – Só irá ser compatível com OSX
          – Terá um design bonito
          – O tinteiro irá custar 100Eur como dizes, mas hey… o design irá ser bonito 🙂 🙂 🙂

          • rmcrys says:

            Lolol conseguiste fazer-me rir quase à meia-noite e isso é obra

          • João Pereira says:

            AAHHAHA 😀

          • Nelson says:

            Errado! PÁ!

            Achas mesmo que se a Apple fizesse impressoras, que ia competir para o meio das impressoras como as outras?

            Era tudo revolucionário!

            LOL!

            A Apple inventou o iPad, já não são precisas impressoras para nada.

          • Nuno mendes says:

            A Apple já vendeu impressoras, eu já tive uma destas: http://classiccmp.org/dunfield/printer/h/stylwrit.jpg

          • ACS says:

            Se a Apple entrasse no mercado das impressoras, esse mercado nunca mais seria o mesmo e acredito que deixaríamos de usar tinteiros.

            Mas tal não vai acontecer.

          • Nelson says:

            Por acaso, a Apple fez um bocado disso com a LaserWriter.

            Foi das principais peças que deu origem á revolução do desktop publishing.

            O Mac, o software e a impressora PostScript, ficavam por cerca de $10k, mas mesmo assim, era menos de 1/10 do que era preciso anteriormente em 85! 🙂 E podia-se fazer num escritório normal…

        • Roque says:

          sim sem duvida nenhuma … se fousse apple de certo que 100€ já compensava o investimento para os fanboys

          • Tiago says:

            Se forem ler o livro do Steve, lá diz que a Apple teve impressoras, baseadas na tecnologia da HP, aliás, penso que as peças seriam ou HP ou Xerox, mas nada que fossem eles a criar de raiz.

          • Nelson says:

            Esquece, isso foi no tempo da Apple má…

            A verdadeira Apple foi:

            1977 – 1985 – Apple
            1985 – 1997 – NeXT
            1997 – Hoje – Apple

            O resto não passam de usurpadores, o Steve estava noutra empresa.

            As das peças da HP saíram nos anos 90, depois o SJ chegou á Apple e mandou isso tudo para o lixo.

      • Zane says:

        Olha que o tanque/esponja tambem tem a sua manhozice, especialmente na Canon.
        Depois de imprimirem umas centenas/milhares de copias, aperece um erro no painel a dizer que tem que se esvaziar o tanque/trocar as esponjas. O engrancado é que nao é bem verdade na maioria dos casos, o tanque nem sequer tem sensor. Para tirar o erro tem que ser mesmo um tecnico canon.

        • Filipe YaBa Polido says:

          Tecnico Canon? Não caias nessa, usa o Google e procura pela ferramenta de fazer reset aos contadores 😉 E não digas que vais daqui. Mas olha que a limpeza é recomendável ao fim de uns tempos.

          • Zane says:

            Eu sei disso, e ja o fiz, eu é que expliquei bem…. mas para quem nao é experiente ou que nao se informe minimamente se forem a qualquer empresa certificada pela canon, vao vos dizer isso.

            Mesmo a 2 dias pedi um orcamento so pra comprar peças por encomenda e disseram isso 😀

          • Zane says:

            “…nao expliquei bem…”

        • Acruz says:

          Zane, agora com as canon nao sei como é que funciona, mas antes eu usava uma aplicação para fazer reset aos contadores e assim a impressora voltava a funcionar.
          ( achei que esta informação poderia ser util) 🙂

      • Toni says:

        Tenho uma officejet e7500 (tinteiros 920) que segundo me informaram sofre desse tal mal de updates ao firmware automático. E como a tenho que ter ligada a uma rede para ser usada por várias máquinas não tenho como lhe bloquear o acesso à net. Podes desenvolver sobre o que dizes haver solução para contornar esse problema?

        • Saraiva says:

          Para ter a impressora em rede mas impedi-la de ter acesso à net basta deixar o endereço para a “gateway pré-definida” em branco ou, caso ela nao aceite, um errado.

          • Toni says:

            Obrigado 🙂 Não me tinha ocorrido isso porque simplesmente estava a configurar a ligação à rede de forma auto, e não estava a encontrar opções para mudar os ip’s. Mas lá consegui fazer a alteração e já está a funcionar 🙂

      • Andre says:

        Oh Filipe, que metodo pode-se usar para contornar os “firmwres”? Obrigado

    • Zane says:

      Sao todas assim, é parar limpeza da cabeça de impressao, mas se meteres isso directo para um reservatorio, vais ver que em 2/3 meses tens la dentro 1 cartucho para o lixo.

    • Nelson says:

      Fogo, auto-correct! *brother.

    • panhonhas says:

      Onde posso comprar uma broches, nunca ouvi falar dessa marca. A última vez que comprei tinteiros para minha impressora hp, comecei logo a ouvir uns pingos que não achei normal.

    • Nelson says:

      PS: a minha brother custou 99€… praticamente o custo de dois tinteiros HP, e já vinha com tonner (claro que não vem cheio, mas…)

      Porquê?

      a) Era USB, não Wifi
      b) Não era vistosa (é ainda um modelo bege, quando as outras são todas vistosas)
      c) Era a preto e branco.

      Acho que imprimir a cores em casa/trabalho, é um desperdício, as impressões de fotos são sem dúvida muito melhores (basta ver com uma lupa os dois casos), muito mais baratas, especialmente se evitarmos as temporadas de pico (que são as férias), fica mais barato imprimir fora que o papel! LOL! E as impressoras, se for num bom sítio, estão sempre calibradas para sRGB.

      Para documentos A4/A3, imprimo fora, custa mais um bocado, mas melhor que comprar um tinteiro, porque o que temos a cores secou…

      Além disso, os tambores (drum) não, mas os tonners, são muito mais fáceis e fiáveis de reciclar que os tinteiros.

    • Gonçalo says:

      Hahahaha. Mais uma vez falas do que n#ao sabes e nem tens ideia. Com que enbt#ao as esponjas dentro dos tinteiros s#ao para nos roubar a tinta? Investiga o porqu~e de os tinteiros serem como são e os diferentes tipos de tinteiros e impressão a jacto de tinta, de certeza que se fores minimamente inteligente vais compreender a figura que acabaste de fazer com essa afirmação.
      Mas no meio de tudo isto concordo com um facto: tecnologia Laser é mais barata, mas só se investigarmos bem antes de investir numa nova máquina, pois por vezes as que são baratas no acto da compra revelam-se bem dispendiosas postoreormente.

      • Nelson says:

        Não disse que são, mas não faz sentido ter lá uma esponja enorme a roubar tinta.

        Eles que resolvam o problema, e façam um tinteiro sem esponja.

  3. Nerd says:

    Eu prefiro sempre os de linha branca.
    Pela diferença de preço já tenho a impressora paga várias vezes.

  4. tintole says:

    é pa eu por acaso trabalho em reciclagem de tinteiros, e ja fiz testes com tinteiros recentes e obtive a mesma qualidade nops reenchidos comparada aos OEM XD

    se é para fotos ai sim metam original, entao esses 364 920…. onde a impressora usa cabeça de impressão, metam OEM que é melhor

    agora impressoras para ter em casa que so leva 2 tinteiros, nao venham dizer que danifica a impressora porque é mentira.
    durabilidade ??? é igual um OEM a um reciclado ( testado por mim mais que um tinteiro claro

    agora ha tinteiros reciclados e tinteiros reciclados
    pois ha tintas boas e tintas menos boas

    • Gonçalo says:

      Tenho formação e uma vasta experiência em tecnologias Laser e Tinta. E o que dizes tem fundamento, mas como deves também saber isso depende da qualidade da tinta, pois tens tinteiros no mercado com tintas bem más e entopem as cabeças de impressão e acabam por provocar danos graves nas impressoras (no caso de impressoras com cabeça de impressão própria), assim como um tinteiro manufacturado por terceiros pode ter uma electrónica deficiente ou defeituosa e danificar a impressora, e muito mais há a falar sobre este assunto.
      Mas hoje em dia esta área evoluiu bastante e temos tintas muito boas e toners ainda melhores. Lembro-me de uns toners de uma certa marca que começam a perder muito toner ao fim de algumas páginas e a unidade condutora é fraca e substituída a unidade condutora por uma boa da concorrência e o toner remanufacturado e lâminas e selantes substituidos por uns de maior qualidade, não só se poupa muito mais dinheiro, como se aumenta a autonomia da máquina e melhora consideravelmente a qualidade de impressão (mais notada na impressão a cor). Não vou fazer alusão à marca porque acho que nem preciso 😉 Como trabalhas no ramo deves bem saber a que marca e modelos me refiro, para os restantes: Não comprem pela fama da marca porque a marca quando é grande quer dizer que o marketing funciona mas os productos podem estar longe de ser os melhores. Tenho dito!!!

  5. Waldo says:

    A minha impressora custa 49 euros e já tráz tinteiros, se comprar os tinteiros em separado pago 42€, com uma diferença de 7 euros prefiro comprar outra impressora tirar os tinteiros e vender a impressora por 45€ no ebay, desta forma fico com tinteiros originais por 4€… 🙂

    • Hugo says:

      Mas a tua impressora nao traz tinteiros a 100% … os tinteiros que vêm com as impressoras trazem cerca de 30% da sua capacidade.

    • Gonçalo says:

      Mas os tinteiros que a impressora tem são de baixa capacidade e acabas por muitas vezes perder muito mais dinheiro a trocar de impressora frequentemente. O mesmo acontece com as Laser.
      Alguns dos meus clientes compravam impressoras laser novas e ao fim do primeiro toner já se queriam desfazer delas por pensarem que seria muito cara de manter. Como utilizadores temos sempre de nos informar bem sobre um producto antes do acto da compra e pensar a “longo prazo”. Comprar por estar barato e comprar o mais barato é um tipo de atitudo irreflectida e imatura no campo das tecnologias.

    • Tiago says:

      Boa sorte a tentares vender uma jato de tinta por esse preço no ebay…

  6. Gogan says:

    Eu prefiro seu eu mesmo a carregar os meus tinteiros. Cada um dos 4 tinteiros sai-me a menos de 0.30€. É só ter um bocadinho de trabalho de longe a longe 😉

    • superneo says:

      onde compras isso? obrigado

    • Hugo (também) says:

      Também quero saber 😮

    • kekes says:

      Pois eu também, tenho uma Epson com CISS, foi caro o investimento, 170e impressora mais sistema(70e), mas como imprimo mais de 5000 folhas ano, sai menos de 2 cêntimos a página a cores e por ano gasto como 40e de tinta, 1 litro e algo de tinta, isso é um pack de originais para 500 folhas. Da erros por vezes mas da igual, pois preço compensa muito.

    • Gonçalo says:

      As melhores tintas são tintas alemãs, tens várias marcas de topo onde as tintas são por vezes melhores que as originais. Mas infelizmente só vendem frascos de 1 litro (que acabam por se estragar, pois as tintas oxidam com o tempo), e ainda por cima não vendem ao público.
      Mas evitem as tintas de supermenrcado e tintas chinesas é do pior.

  7. Marcos Fagundes says:

    Já não é a primeira vez que um tinteiro de marca branca verte grande parte da sua tinta para dentro da impressora, ou tinteiros carregados, que sujam as folhas.

    • Gil says:

      a minha primeira impressora HP (840 salvo erro) sempre levou originais e no sitio de repouso dos tinteiros a tinta fez monte ate a altura do tinteiro…. por isso não vamos por ai…

      • Rui B. says:

        Aconteceu-me exactamente o mesmo, há menos de meio ano. Tinteiros defeituosos existem em todo o lado, pois a minha antiga Photosmart também foi a vida com tinteiros originais.

        Só não reclamei com a HP porque ia ter mais aborrecimentos, que benefícios. E andar com e-mails para trás e para a frente para possivelmente não dar em nada, não vale a pena…

        As custas disto e depois de 5 HP (avariaram as duas últimas), e como me choveu uma Epson do céu, decidi dar uma oportunidade à concorrência, e até agora não estou nada arrependido.

    • Gonçalo says:

      Isso quer dizer que ou a tinta era péssima ou o tinteiro foi recontruído por um sapateiro (vê-se muito em tinteiros reciclados).
      É que reciclar um tinteiro não é apenas injectar uma tinta lá para dentro.

  8. HP chula says:

    O meu caso real: Era possuidor de uma officejet 8000 da hp. 4 tinteiros novos originais custavam cerca de 90 euros. 4 tinteiros novos reciclados custavam cerca de 7 euros. Acho que não preciso de dizer mais nada…

  9. Zane says:

    Este artigo tem um fundo de verdade, tinteiros reutilizados tem a sua vantagens e desvantagens.

    É verdade que os preços dos originais baixaram, mas tambem é verdade que o tamanho deles reduziram ao longo dos anos.
    As percentagens mostradas no artigo podem ter um pouco de credibilidade, mas penso que sao comparativos com imressoes de alta qualidade, para um utilizador comum que imprime só texto e meia duzia de imagens razoaveis, essa percentagem acho que nao será tao grande.
    Com a minha afirmaçao de cima acho que a poupança com um tinteiro reciclado vai dar para pagar varias impressoras novas ate ela deixar de funcionar. É como a teoria de usar pastilhas calgon nas maquinas de lavar, a media de duraçao uma maquina sao 10 anos, se usarmos sempre calgon para prevenir o calcario, ao fim de 10 anos o dinheiro que gastamos nisso dava pra comprar 1 ou mais maquinas de lavar.

    Mas admito que é verdade uma coisa, a vida de uma impressora é reduzida consideravelmente a usar reciclados, mas no fim acho que vai compensar.

    Um a parte, quanto aos toners compensa a 100% usar reciclados/marca branca, a impressora nao vai diminuar o tempo de vida por isso, e a qualidade é a mesma, a quantidade de copias é semelhante.

    • Gonçalo says:

      Quanto ao laser, isso depende imenso de muito factores, como foi reconstruído o toner (muitas casa fazem um boraco e “espetam” o toner lá para dentro). Tem de se ter em conta a qualidade do toner, das lâminas se a integridade fis~ica da unidade foi adulterada, se tem ou não perdas por montagem ou selagem deficiente.
      Mas tendo em conta os cuidados básicos e se se adquirirem toners de qualidade, sim, acaba-se por se poupar imenso mesmo.

      Mas tenham em atenção a selagem das unidades e qualidade do toner, pois é muito perigoso para a saúde.

  10. Mauro says:

    para imprimir a jacto de tinta o preço não desceu quase nada, para tinta preta se for compativel qt mais barato melhor a cores comprei uma vez marca branca e tive azar so imprimia mal e a uma cora diferença era apenas de 5 euros mesmo assim acabou por nao compensar, podemos ver por exemplo para a impressora 930c o conjunto fica por 70 euros, se tiverem hipotese e derem bastante uso a impressoara optem por um sitema de tinta continua acaba por ficar muito mais em conta.

  11. superneo says:

    Não sei depende do preço! Estou a precisar de carregar o meu a cores 🙂 Fica mais barato que ir á loja imprimir a cores. Eu uso pouca tinta em desenhos meus, uso a transparencia para poupar tinta 🙂

  12. Miguel Matias says:

    porque só ouviram a HP, não há mais marcas no mercado??

  13. Jorge Neves says:

    Sai mais barato ir a um centro de impressões digitais e imprimir os documentos. Se for fotos do tipo 10×15 vou a uma casa da especialidade. Como a Fnac por exemplo. 😉
    (E é mais rápido)

  14. Rui Pedro™ says:

    Por essas e por outras é que a HP nunca me convenceu.
    A Brother mantem toda a qualidade uma vez que a impressora é que imprime e não o “tinteiro”.
    Obviamente que não recomendo tinteiros de marca branca uma vez que na maioria dos casos a tinta parece agua.
    Nos recarregáveis (dependendo onde são recarregados) que uso até agora além de ter muito mais impressões que os originais, têm mantido a qualidade da marca original por metade do preço.

  15. David Guerreiro says:

    Essa conversa da HP é do genéro de vendedor a vender o seu peixe. Os tinteiros HP têm imenso espaço para mais tinta. Num tinteiro reciclado muitas vezes consegue-se colocar até mais 60% de tinta do que o original contém.
    A conversa das tintas é treta, porque existem tintas no mercado de grande qualidade, e o custo da tinta são míseros cêntimos por tinteiro.
    E finalmente a reciclagem é de rir, porque os tinteiros reciclados, reciclam o tinteiro e em muitos locais até dão valor aos tinteiros usados. Enquanto que a HP não dá nada, aceita os tinteiros, volta a encher e mete à venda no mercado com os preços exorbitantes do costume.
    Já tenho uma HP há 6 anos e sempre utilizei tinteiros reciclados, e continua a imprimir perfeitamente.
    Mas existe quem vá nessa conversa da treta da HP. Como sabem, o lucro deles está nos tinteiros e não nas impressoras.

    • Libra says:

      E isso até remete para as questões ambientais, com que a hp diz ter grandes preocupações. Desde quando se é mais ambientalmente amigo deitando fora embalagens de tinteiros usados, se os podemos recarregar e utilizar a mesma embalagem várias vezes? Ok, podemos por as embalagens vazias para reciclagem, mas a produção de embalagens será sempre menor se as usarmos várias vezes. É que não é só o tinteiro em si, é todo o aparato da embalagem envolvente ao tinteiro- mais plástico, mais papel, mais energia para produzir… enfim, mais lixo.
      Mas tomarão as pessoas assim por tão parvas??

    • Nelson says:

      A “cena”, é que as impressoras também custam dinheiro a fazer, e não são 10€ ou 20€, como os clientes querem pagar. Fica caro construir e montar uma impressora a jacto bem feita… e não é algo que fique barato com o tempo, já que os principais custos é na manufactura e componentes mecânicos.

      A HP, vê-se obrigada a competir com as outras marcas, claro, Epson ainda é a pior delas todas, e Canon e outras são exatamente iguais.

      Vendem as impressoras de linha doméstica com prejuízo, depois recuperam nos tinteiros!

      É assim a vida! Basta 1 fazer isso, o consumidor normalmente é desenformado e avarento, vai a quem lhe fizer a impressora mais barata, e nem quer saber dos tinteiros!

      É claro… depois quando há esse enorme negócio nos cartuchos de marca branca e reciclados, eles ainda têm que arranjar melhor maneira de não perder dinheiro, seja pôr DRM nos cartuchos, pôr menos tinta, pôr tinta mais fina, seja simplesmente aumentar as margens de lucro.

      Se pesquisares como deve de ser, vês que tens impressoras caras (podem até custar pouco, mas caras para as funções e especificações), com consumáveis baratos, impressoras baratas, com consumáveis caros, e impressoras de preço médio, com consumiveis médios.

      Tens de ver quantas resmas de papel pensas imprimir por ano, e que tipo de documentos.

    • Gonçalo says:

      Isso acontece com muito poucos tinteiros, contam-se pelos dedos os que permitem tais capacidades. Claro que o podes encher até verter, mas depois o tinteiro pode falhar na imressão e/ou o mais comum, que é pingar tinta.
      Mas em muitos casos consegue-se uma quantidade de tinta superior em cerca de 10%.
      No caso das Dell e Lexmark, tens tinteiros que podem levar “upgrade” para suportarem até 150% mais tinta, e no caso de algumas impressoras Brother podes até usar tinteiros de outros modelos de tinteiros com maior capacidade e ter ganhos de até 200%.

  16. naoliveira says:

    Em 2011 adquiri uma impressora Canon para impressão com tinta comestível em papel comestível para o topo de bolos, como a Canon não faz este tipo de tinta, tenho de comprar marca branca.
    Ora cada conjunto de 5 tinteiros originais são cerca de 100€… eu compro o conjunto de 4 frascos de 100ml por cerca de 40€ (já incluindo os portes). Desde 2011 sempre a imprimir com uma base regular, nunca tive nenhum problema, só tenho de 15 em 15 dias limpar as cabeços com um liquido próprio. Em relação às cores, as pessoas ficam “maravilhadas” com as impressões.
    Não me parece que a HP tenha razão.

    • Nelson says:

      Pá, se é a 40€ o tinteiro, acho que o pessoal devia deixar o papel e a tinta normal, e começar a imprimir em crepes, sempre fica mais barato 😉

    • kekes says:

      Pois exatamente as mesma contas que as minhas. Compro 500ml de tinta normal a 18€ com portes, cada tinteiro original tras 30ml de tinta (negro), e custa 20€, fazendo as contas mesmo que o não original gaste mais tinta sai sempre em conta.

  17. fornost says:

    aqui no brasil ou se compra um cartucho novo (coisa cara) ou se manda encher novamente o OEM já usado… bem mais barato..há, inclusive, kits para isso (reencher o cartucho)

    Algumas lojas são muito boas, duram bem e não deixam aquém do cartucho OEM novo

    já outras… tive o azar de levar em 2 lojas próximas que usaram tinta diluída ou de péssima qualidade….

    até aceito pagar a mais pela tinta/cartuchos novos, mas o preço praticado pela HP (e demais marcas) aqui é extorsivo …. com 2 trocas de cartucho originais eu compro uma impressora totalmente nova (E com tinta inclusa!)

    • Gonçalo says:

      Tinta diluida é mesmo para danificar tudo por onde passa.
      Como conheço um pouco daquilo que se faz por aí no Brasil, esse ramo expandiu-se imenso mas a qualidade de mais de 95% das casas que fazem este tipo de trabalho é mesmo muito má, péssima mesmo, má qualidade materiais, falta de equipamento, falta de formação ou formação deficiente, e até mesmo falta de conhecimento na área.

  18. ahahahaha says:

    ahahahahah, eu pagava tinteiros HP originais por mais de 20 € para uma impressora velhota. Comprei uma impressora nova (Brother) que tem tinteiros reciclados à venda por 1 €, isso mesmo, não me enganei.

    Deixem-se de conversas da treta e vão dar banho ao cão, que poupei 20 € por tinteiro (x 4 tinteiros = 80 €) da mesma capacidade em ml de tinta e a qualidade é 5 estrelas.

    Tinteiros de origem? É como dizia o outro: “jámé!”

  19. madmadeira says:

    para quem não sabe… mudem para sistema CISS – continuous ink supply system. http://en.wikipedia.org/wiki/Continuous_ink_system.

    uso á 3 anos tanto na empresa como em casa. Na empresa o custo desceu de 1300 euros ano para cerca de 100~150€ euros ano, a poupança é de cerca de 90%.

    • Alex says:

      É o que uso nas minhas só tenho a dizer bem.

    • J says:

      Para uma empresa não ponho em causa a poupança, mas quem usa pouco esse tipo de impressora, pode se deparar com problemas da tinta secar nos tubos, assim como na cabeça de impressão.

      No funcionamento sem problemas existe também custos de manutenção adicionais de x em x tempo (ex: cabeças de impressão), não é só por tinta e andar… : )

    • Nelson says:

      Que empresa é que gasta tanto dinheiro em tinta que não tem uma HP LaserJet Enterprise ou coisa do género?

      Isso não faz sentido…

    • kekes says:

      Eu uso e recomendo, as melhores para isso são as Epson. Dantes gastava 300€ en impressões por ano em casa. Agora estou em cerca de 40€, imprimo tudo a cores e num ano tenho a impressora paga e ja estou a ter “lucro”. Melhor investimento que fiz nos ultimos tempos.

  20. Luís Amaro says:

    Vale mais comprar uma impressora nova!

  21. okapi says:

    As minhas ultimas impressoras tem sido Canon e por regra enquanto estão na garantia ( 1 ano ) levam tinteiros originais depois disso só compatíveis. Quanto aos compatíveis tenho experimentado N de marcas nos últimos 5 anos e sempre para a MP640 e digo quanto maior é a oferta, mais é a bosta e só há 2 meses é que comprei uns sem marca de muito boa qualidade a tinta. Quanto aos de sistema continuo, experimentei uma marca e nem os acabei de tão má , existe outra marca e pelo que tenho visto é de qualidade bastante boa e até tem bom preço. Deixo aqui o link para quem quiser:

    http://www.continuous-ink-systems.co.uk/

  22. Silva says:

    Eu uso tinteiros recarregáveis, esses tinteiros sao “eternos”, porque tem chip proprio, depois é so comprar as tintas.
    Se pesquisarem no youtube podem ver como funciona.

  23. rmcrys says:

    eu já tive multifunções Epson e usei tinteiros de marca branca: se usar TODOS os dias não há grandes problemas, a preto tem qualidade média-baixa vs original mas para rascunho ou trabalhos pouco exigentes vale a pena. A cores é para esquecer e para usado esporádico nem pensar que as cabeças entopem!

    Agora tenho uma HP Officejet 4500, uso tinteiros originais e nem penso em marca branca: duram IMENSO (posso seleccionar alta qualidade mas pouca tinta) e a qualidade é de topo. E Não, não passo sem ter cores. Até agora zero problemas. Adoro a impressora e apesar de caros, os tinteiros duram 3-4x mais que os das minhas Epson antigas.

    • Nelson says:

      Lá está: impressora barata = tinteiros caros, impressora cara = tinteiros mais ou menos…

      • rmcrys says:

        Não sei em qual dos 2 modelos incluis a minha, mas custou-me 65€ versão RJ45 (rede lan). A versão wifi era 25€ mais cara e não me compensava visto que a minha liguei-a ao router e tenho acesso por wifi.

        Quanto aos tinteiros compro pela Amazon, compro o de alta capacidade preto uns 30% mais barato do preço de loja, uso com frequência, e já nem lembro quando comprei o ultimo.

        Esta HP Officejet vs. HP antigas: eu tive antes das Epson, há uns 12-14 anos várias HP. Gastavam IMENSA tinta, e se não esperasse borratavam tudo! Boa qualidade mas a tinta só fazia estragos e não suportava humidade. A tinta/tinteiros de agora da HP são totalmente outros, agora secam “como a Epson”! Lol Além disso o modo rápido é totalmente utilizável (ao contrário da Epson), e na HP deixa criar perfis, no qual tenho com Qualidade Normal, Baixa Tinta, obtendo impressões super boas e mínimo gasto de tinteiro. O meu pai acabou por comprar uma também (substituindo as Epson que tinha também), e está super agradado.

        • Nelson says:

          Não sei de que hp’s falas…

          Eu imprimi muitas coisas numa deskjet 645i e tive uma 940i ou lá o que era, são bem velhotas, e nunca vi desses problemas!

          Com tinteiros originais…

    • NelsII says:

      Desde 2006 que só tinha MF Epson de 4 tinteiros e sempre bastante satisfeito, Agora, caiu-me no colo um MF HP Laserjet Pro 200 e ainda estoua pensar se vou comprar tonner reciclado ou não.

  24. J says:

    Na minha opinião, o risco de entupimentos nas impressoras em que a cabeça de impressão não está no tinteiro é algum, mas na HP não há esse risco e como a maioria das impressoras “caseiras” actualmente quase custam menos que o próprio tinteiro, vale a pena.

    Não sou apologista do “refill” dos originais, mas uso dos compatíveis.

  25. Paulo G. says:

    Originais Jamais. No fim da vida útil de uma impressora, já se pagaram 10 impressoras. Os argumentos das marcas são óbvios a seu favor, pois tem de continuar a faturar. Nenhuma marca vai dizer mal do seu “peixe”.

  26. Mus says:

    Utilizo tinteiros de marca nas minhas impressoras HP, e até hoje nunca se me avariou uma, imprimindo com qualidade sejam textos ou imagens.

    Bem ouço amigos e colegas meus a falarem das maravilhas de tinteiros de marca branca ou reciclados, mas na volta, todos esses meus conhecidos já tiveram problemas com as impressoras, e os tinteiros baratos são de uma qualidade nitidamente inferior aos HP.

    Para mim, este é um exemplo em que se confirma o adágio: “A qualidade paga-se”.

    • Rui B. says:

      Quando a impressora dos teus amigos se avaria compra-se outra com o dinheiro que já se poupou… se não for para imprimir fotos não vale a pena dar esse dinheiro. É comprar o que não se vai usar verdadeiramente!

  27. Luís says:

    Este artigo não é verdadeiramente um artigo mas uma campanha de promoção encomendada pela HP!

    • Vítor M. says:

      Não é um artigo? O que tens de dados são reais, não é imaginação. Aproveita os links que deixamos, não existe este artigo em mais nenhum lugar.

      Se não gostares, passa em frente, mas pelo que vejo… já o leste e aprendeste, portanto… já foi útil, verdade Luís? 😉

      • Bruno Vilela says:

        Boa tarde Vitor,
        Há muito tempo que ando por aqui (pelo pplware), e muito tenho aprendido graças a vocês.

        Mas quero dizer-lhe que não acho justa a resposta ao leitor Luís.

        Claro que não encontramos este artigo em mais nenhum lugar, e eu, dando valor ao vosso trabalho, sei que não fariam uma cópia de alguém.

        Mas, se passarmos por um site da “concorrência” (aquele que está aberto até altas horas da noite), encontramos lá “algo” muito, muito parecido.

        A grande diferença é que lá não tiveram problema em admitir que se trata de um “patrocínio”.
        Por isso acho que, pelo menos quando questionados, o devem admitir claramente (caso seja “patrocínio”).

        Bem sei que o vosso trabalho tem de ser pago.

        E tal como o Luís, também li o artigo (e comentários), e também me foi útil… para saber que fiz a escolha certa em usar recicláveis/refill.

        Cumprimentos, Bruno

        • Vítor M. says:

          Não disse nada disso, o que eu disse é que isto é um artigo, quer o Luís quer ou não, é um artigo. Apenas foi o que lhe disse e mais, o que temos é diferente de qualquer um outro, pode ter partes iguais, até porque isto vem de um press release da HP (parte) mas tudo o resto não. Portanto 😀 isso de admitir ou lá o que dizes… não faz sentido nem temos nós de dar qualquer explicação sobre os press releases ou as informações que as marcas nos enviam. Não concordas?

          Assim, o que respondi ao Luís foi totalmente verídico e totalmente transparente. Abraço Bruno.

  28. Nuno de Sousa says:

    Uso à 8 anos um sistema continuo de tinta e garanto-vos que n tem rival.

  29. Marcio says:

    Uma coisa que acho que deviam salientar, é que existe 2 tipos de impressoras a jacto de tinta (que eu conheço), as normais e mais conhecidas como sao apresnetadas, as da HP, Lexmmark, Canon…. em que é o proprio tinteiro que anda de um lado para o outro para fazer a respectiva impressão.

    Obvio que numa impressora deste tipo, nota-se a qualidade de impressão, quando se usa tinteiros originais e tinteiros de marca brnaca, devido a banda (não sei o dito nome) que lança as tais gotas de tinta que são injectadas no papel.

    Por outro lado, existe as impressoras a jacto de tinta como as Brother e Epson, que funcionam de maneira diferente, os tinteiros não se deslocam, simplesmente a inta sai do tinteiro por uma agulha e vai então para o tal objecto que faz a mistura das cores e as injecta para o papel.

    Logo neste tipo de impressoras os tinteiros originais são mais baratos, mais duradores, e a qualidade é exatamente igual as outras. Quando se usa um tinteiro de marca branca neste tipo de impressoras, a diferença é mesmo quase nenhum,a devido a banda de impressão ser sempre a de origem, e a mistura de cores eficiente.

    Falando de preços, que é o que a maior parte quer saber, numa impressora HP e Lexmark como exemplo, uma impressora de gama media pode custar cerca de 60/70€, e os tinteiros custarem depois cerca de 35/40€ cada um.

    Neste casos quase que sai mais barato comprar uma impressora nova do que comprar novos tinteiros.
    Chamam a isto ecologico? Eu não.

    No segundo caso, e falo por experiencia propria, pois ja tive impressores Lexmark, Hp, e agora tenho as brother, uma impressora brother de gama media tem o mesmo preço que uma das outras, mas no intanto cada tinteiro original custa cerca de 10€.
    A quantidade de timta neste tinteiros, é quase o triplo da que vem nos outros tinteiros, e atenção falando mesmo dos tinteiros originais.
    Quando se chega aos compativeis cada um custa cerca de 1.40€.

    Falando em ecologia, no primeiro caso HP e Lexmark, para mim são super poluentes, ou se gasta 40€ em cada tinteiro, ou compra-se impresosras novas que que sai mais barato do que comprar tinteiros novos,.

    No segundo caso acho-as super eocligicas, porque primeiro, tenho deste tipo de impressoras ja ha mais de 6 anos, uma na minha casa, outra na casa dos meus pais, outra na casa da minha namorada, nunca avariaram, e principalmente a minha irma e a minha namorada que imprimem bastantes trabalhos para a faculdade, nem se imagina a quantidade de dinheiro que se poupou usando tinteiros de marca branca.
    Segundo ponto muito ecologico, o tinteiro é 100% plastico, quando acaba o memso vai directo par ao ponto de reciclagem.

    Fazendo comparaçoes gerais, eu ha 5 anos atraz, gastava em media 160€/mes em tinteiros so para imprimir trabalhos para a escola, e algumas fotografias, agora a minha namorada por exemplo imprimie ainda muito mais quantidade do que eu imprimia, e gasta em media 3€ de titeiros por mês.

    Outro ponto em ter em atenção, a duração, sei que os tinteiros de marca branca realmente a tinta não tem tanta duração como as originais, mas mesmo assim, as brother com os seus tinteiros originais a 10€ cada, superam a HP, e imprim fotos exelentes. Quem for imprimir trabalhos para escola, ou memso para o trabalho, como contratos, ….mais variada informaçãos, os tinteiros a 1.40€ servem perfeitamente, pois os meus trabalhos impressos a 5 anos, com tinta de marca branca ainda ca estao com a mesma qualidade do que os que imprimi com a hp a 5 anos atraz tb

    • Vítor M. says:

      A seguir teremos um artigo que estamos a preparar que abrange alguns desses pontos.

    • Gonçalo says:

      Cometes aqui alguns erros mas nada de grave:
      Calculo que te referes à cabeça de impressão do tinteiro quando falas em “banda de impressão”.
      Quando falas em as tintas serem misturadas num “objecto”, ficam duas anotações, esse objecto é a cabeça de impressão e as tintas não são lá misturadas, são injectadas separadamente para o papel, depois podem ou não serem sobrepostas para atingir a cor pretendida, mas tudo isto é já no papel.

      Espero que não leves a mal a minha correcção.

      • Marcio says:

        Não tenho nada que levar a mal, pelo contrario, agradeço a tua correção, pois como mencionei, não sabía ao certo o nome da dita peça

  30. says:

    Se eu não tivesse já 7 anos de experiência na empresa com impressoras laser, diria que este artigo era uma campanha da HP. No entanto, a minha experiência diz-me que os números apresentados pela HP, para as impressoras laser, não anda longe da realidade.
    Utilizámos durante 2 anos tóners compatíveis e tóners reenchidos para impressoras laser. O resultado foi:
    – um decréscimo bem acentuado da duração dos tóners
    – tóner constantemente a sair dos cartuchos e a sujar as impressoras, o papel
    – tóners a partirem-se dentro das impressoras
    – como resultado final: várias impressoras danificadas

    Para impressoras com baixa utilização, optámos por manter os tóners compatíveis. Para as restantes, voltámos aos originais.
    O trabalho de limpeza de impressora que os compatíveis obriga, mais as chatices de avarias (quando a equipa de informática tem mais que fazer do que andar a manter impressoras), não compensou, no nosso caso.

    • Zane says:

      Isso tambem depende da empresa que os fornece.

      É verdade que aparece de tempos a tempos um toner com defeito (agora raramente), e que a quantidade de impressoes é menor, o que é normal. Mas acaba por compensar sempre, tenho aqui 1 multifuncoes usada todos os dias e regularmente e sempre levou reciclados, tens uns 8-7 anos, e só foi 1 vez limpa por dentro por causa de um defeito no toner. Tenho outra impressora laser com 10 anos e nunca foi limpa apesar que é utilizada com uma menor intecidade, mas durante uns 4/5 tambem teve uma utilizaçao semelhante a multifuncoes. Como digo depende da empresa, e outra é azar dw calhar 1 toner em tantos.

    • Gonçalo says:

      Isso porque os toners compatíveis eram de má qualidade e que lhes fazia o enchimento dos toners não sabia minimamente fazer o trabalho em condiçoes. E se for o caso de impressoras HP de alta capacidade, posso garantir que com um toner reconstruído com um bom toner, e por um profissional que saiba fazer o trabalho dignamente, as melhorias e poupanças são garantidas.

  31. Flávio Costa says:

    Utilizei durante alguns anos impressoras HP. Imprimem muito bem, mas os tinteiros são caros…

    Há algum tempo comprei uma Brother para lhe meter tinteiros marca branca. Aquilo gasta 4 tinteiros e cada tinteiro mandado vir do UK fica a cerca de 1€.

    Comprei uns 5 packs e há mais de 1 ano que não compro tinta.

  32. rmcrys says:

    Cada um trem que chegar ao seu equilíbrio, e acho que há tantas variantes e modelos, que dizer que a solução A ou B é que é a correcta não serve.

    As marcas ganham dinheiro com a tinta, daí as impressoras serem MUITO mais baratas que o preço de custo. Isso é como um telemóvel sob contrato: pagas 50€ em vez de 500€, mas a mensalidade é outra. Tem haver com o que mais compensa a cada um.

    Eu tenho um amigo que trabalha num hospital que quase todas as impressoras são laser HP , perguntei o porque é disse-me que se avariam é por desgaste intenso, são fiáveis e é raro darem problemas. Além disso os toners são de altíssima qualidade, e encontram-se fornecedores que vendem muito barato se compras em grandes quantidades. Como já disseram aqui, já experimentaram “chinesisses” e só tiveram problemas.

    Chinês vs. Original NUNCA são iguais, e a não ser que no caso X valha bem a pena, prefiro o original. Há que ser fiel 🙂

    • Nelson says:

      O problema das laser é que o tonner é barato, mas o tambor é caro.

      O tonner, que é onde tem a tinta em pó, até podes comprar a própria tinta em pó e encheres tu, eu tenho uma brother que podes fazer isso em casa, e facilmente (apesar de não ser o oficial).

      Já os tambores (drum…) duram muito mais que o tonner, mas são muito caros… E é difícil arranjar mais barato que o original…

      Eu na minha, estou muito contente, paga-se um bocado, mas ela é muito econômica, porque imprime muitas resmas com os mesmos consumiveis, claro que como todas, os iniciais são só para amostra, uma resma mais ou menos… que é um tinteiro cheio de muitas isto de tinta!

  33. Tech Lisboa says:

    Olá,

    Tenho uma HP e uso tinteiros originais que recarrego com tinta.

    Como não os retiro quando os encho, continuam a imprimir sem problemas.

    Como a tinta que compro tem qualidade, não noto diferença para as impressões com tinta original dos tinteiros.

    Cumpr,

    TEch Lisboa

  34. Antonio says:

    Façam uma analise com tinteiros distintos, tinteiros da marca imprimiram x vezes, tinteiros de outras marcas imprimiram y. qualidade das impressoes, numero de impressoes e custo total. Isso sim é uma analise.

  35. Eu says:

    O mais barato são os sistemas CISS…para usar nas jactos de tinta. Para imprimir fotos (e não gráficos em que a fidelidade da côr não é tão importante), é necessário andar a calibrar as cores para imprimir, mas depois de calibrar….é sempre a aviar.

    Cada kit arranja-se por volta dos 30euros (conforme impressora)…. e cada pack de tinta de 4x100ml para o preto/ciano/magenta/amarelo arranja-se entre a partir dos 5. euros)

  36. Delfim Mota says:

    Bom não sei se alguém já referiu aqui, mas eu tenho uma hp officejet 4500 e não consigo que ela aceite tinteiros reciclados ou recarregados.
    Serei só eu ou alguém já passou por isso? Parece quase monopólio dos tinteiros de marca.

    Cump’s

    • Zane says:

      Isso é porque os cartuchos originais trazem um chip para os reconhecer com genuinos, tens que ‘cortar’ o chip e mete lo no tinteiro reciclado.

  37. Cyrano says:

    Dei-me mal com tinteiros HP originais e com a impressora em si porque quando são imagens muito carregada de cor, a tinta encharca o papel mesmo sendo para jacto de tinta e as imagens perdem qualidade, uso agora uma Epson que a tinta tem uma cera especial anti-derrame e as diferenças entre laser e jacto no caso da Epson são mínimas por isso desaconselho impressoras HP sobretudo as de jacto de tinta

  38. Pois says:

    Engraçado este tópico!

    Eu imprimo aí umas 1000 páginas por ano. Já tive umas 5 impressoras e agora, depois de feitas as contas, imprimo sempre fora…

    Não ganho nem perco dinheiro com esta atitude, pura e simplesmente já estou farto desta porra das impressoras.

  39. tony says:

    já me passaram milhares de tinteiros compatíveis alternativos o que lhe quiserem chamar o prejuízo é enorme 20 a 30% vão para o lixo estão sujos estão queimado estão… dão erro imprimem mal estão sujos, podem dizer devolve-se mas o processo cansa e muitos são logo lançados para o lixo, os utilizadores já nem dizem nada requisitam 4 e lançam 1 ou 2 fora, podem dizer não compres mais somos obrigados mesmo reclamando lei é lei

  40. paulo says:

    Eu uso umas impressoras hp laser antigas a cores.

    Leva 4 toners compatíveis que custam todos cerca de 100 euros e permite imprimir quase 6000 páginas.
    Fica a menos de 2 cêntimos por página a cores. E imprimem com velocidade.

    Para impressões com mais qualidade tenho uma epson com tinteiros originais.

  41. Alex says:

    Prefiro os originais porque é raro imprimir e só os originais me duram até 6 anos. Duas vezes que comprei marca branca e ao fim de 8 meses já estavam secos, nem com limpeza manual nas cabeças consegui mais impressões.
    Quanto à HP, as novas impressoras são uma desilusão no que toca ao desperdício de tinta, bastam 2 dias sem imprimir para, antes de nova impressão, a b110 fazer uma limpeza às cabeças que não dá para cancelar e onde tinta é esbanjada a rodos. Com muita sorte consigo 40 páginas impressas quando deviam ser 300 e curiosamente (ou não) os 4 tinteiros “acabam” sempre ao mesmo tempo. Resultado, uso-a apenas como scanner e voltei à minha velhinha 950c que só limpa os tinteiros a mando e quando quero, e assim consigo sempre mais de 300 impressões. Se precisar imprimir uma foto vou à loja.

  42. hilario says:

    Alguma dica para onde comprar cartuchos de toner reciclados com boa qualidade ??

    • Filipe Nabeiro says:

      Até hoje e durante pelo menos 6 anos SmartCartridge, já muitas dezenas de tinteiros compatíveis e apenas um avariado, que me foi prontamente trocado sem nenhum custo extra.

  43. Jorge says:

    Pessoalmente uso tinteiros reciclados há vários anos e não tenho tido problemas com a qualidade do produto e com a atenção dada ao cliente. As impressoras estão baratas mas o mesmo não se passa com os consumíveis.

  44. Jorge Teixeira says:

    deixo esta imagem resumidamente é isto…

    http://theoatmeal.com/comics/printers

  45. Simão says:

    Pois! Isso é apenas um lado da questão. E se fossem a uma fabrica de enchimento de tinteiros ver o outro lado?
    Sei como se faz todo esse processo e digo que comprar tinteiros originais é estragar dinheiro! É verdade que a tinta pode ser ligeiramente diferente, mas vistas as coisas a olho nu nem se nota, visto que com a tecnologia existente as tintas são calibradas e têm uma margem de erro bastante reduzida (tanto no pigmento como na espessura da tinta).
    Quanto ao tinteiro estragar a impressora é muito simples… O tinteiro é exactamente o mesmo! experimentem tirar o autocolante que está em cima do tinteiro e vão ver que tem um buraquinho e é aí que se acrescenta tinta ao tinteiro vazio com a ajuda de uma seringa.
    Visitem uma Cartridge World, uma Qualiprint, uma Cipreco ou alguma loja do género e vejam com os próprios olhos!

  46. Miguel Costa says:

    Há 4 anos atrás haviam 3 casas aqui perto que faziam o enchimento e venda de tinteiros compatíveis. Entretanto fecharam as portas.

    Neste momento só conheço uma loja de informática que ainda vende tinteiros compatíveis para a minha HP (1050A). E o preço têm vindo a subir. Neste momento comprar um compatível fica por 12 euros… comprar o original fica por 16.
    Enchimento de tinteiros deixei de conhecer casas que o fizessem.

  47. Lufino says:

    Experiência com uma Lexmark. Em tempo de crise decidi comprar tinteiro compativel numa casa da especialidade, a impressora não detetava o tinteiro mas imprimia.Depois deste chegar ao fim voltei a comprar tinteiro original e o resultado foi nem detetar o respetivo tinteiro nem imprimir.

  48. Joao Correia says:

    Boas, agora utilizo os tinteiros de marca branca que compro no coisas e estou muito satisfeito, menos de metade do preço do que comprava, e dão lindamente, experimentem, o vendedor é joaosevero e até têm lá loja, bom atendimento, por mim fico por aqui.

    Cumprimentos para todos

  49. rui andré says:

    Viva, gostava de encontrar um estudo credível que comprovasse que os tinteiros/toners de marca das máquinas têm uma durabilidade maior que os de “marca branca”. Se alguém souber…

  50. Silva says:

    Vou responder à pergunta lançada no titulo deste artigo: O porquê de escolher tinteiros originais para impressora.
    Porque a HP ganha em média 4000€ por 1 litro de tinta e é chato existirem alternativas por vezes 90% mais baratas. O litro de tinta fica por 20€, os restantes 3980€ servem para publicidade como vemos neste artigo e para desenvolverem software de forma a que os usuários de compatíveis / reciclados se sintam “criminosos”, com avisos que incluem palavras como “falsificado” ou “contrafeito”, quando a reciclagem de tinteiros e tão legal quanto a venda de originais. Para além disso é uma solução bastante mais ecológica.
    Os contras que existem, e que são reais, cabe a cada um avaliar… quanto a mim são irrisórios face aos prós.

  51. João Correia says:

    Concordo perfeitamente com esse comentário, estamos em crise e há que poupar, os compativeis ou reciclados são mais baratos e fazem o mesmo que os originais.

  52. ricardo gomes says:

    boas infelizmente tambem tenho uma hp e a mesma tambem não reconhece os tinteiros que tenho de marca branca…que sempre funcionaram mas gostava de saber se ela fez um updade ao firmware por vontade propria pois nunca recebi indicação do mesmo updade

  53. João Jerónimo says:

    ««A HP oferece incentivos financeiros para os cartuchos vazios devolvidos?
    (…) Cada um de nós deve assegurar que as gerações futuras vão herdar um planeta que continua a ser um lugar lindo para se viver. Em vez de oferecer prémios monetários, o programa livre de encargos HP Planet Partners oferece aos clientes da HP a oportunidade de preservar os recursos naturais de desviar milhões de quilos do fluxo de resíduos.(…)»»
    É pena que a HP veja um eventual desconto na compra de novos tinteiros como se fosse um “incentivo financeiro” e não um reflexo de uma prática ambiental mais sustentável. É que com certeza a HP poupa bastante ao reaproveitar estes materiais reciclados. Assim não passa da hipocrisia habitual destes processos de reciclagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.