Quantcast
PplWare Mobile

Novo Salário Mínimo: Empresas podem pedir apoio até 112 euros

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Asdrubal says:

    Ou seja, quanto menos pagarem aos trabalhadores mais os empregadores serão recompensados. Qual a lógica disso? Vai levar a que cada vez mais os salários sejam o salário mínimo.

    • Há cada gajo says:

      Isso só acontece porque se acha que os empregadores serão recompensados por pagarem menos aos trabalhadores.

    • Tiago Ferreira says:

      Vê-se mesmo que não estás por dentro de quanto um empregador paga além do salário mínimo nacional mais os impostos que recaem sobre o empregador por cada empregado pois não? Segurança Social e Seguro de acidentes de trabalho, só aqui é uma pipa de massa todos os meses. Sem falar das despesas das empresas. Portanto meu caro, 112€ o governo “dá” e logo a seguir tira ao final do mês quando se vai pagar as despesas de cada trabalhador. Além de que atualmente da forma como os negócios estão, muitos sacrifícios fazem as entidades patronais para garantir e manter os postos de trabalho dos seus empregados e não os mandar para o fundo de desemprego que saí muito mais caro ao estado.

      • dunno says:

        significa que o teu negocio nao é lucrativo

        • Sardinha Enlatada says:

          Com a pandemia muitos negocios rentaveis passaram a ser pouco lucrativos, e de facto os patroes fazem um esforco para nao haver uma crise ainda pior. Estao a ver se o pior passa para tentar recuperar. O problema e que o virus nao quer ir embora, e enquanto isso mais despesas e pouco lucro para as empresas. Este virus apareceu com esse intuito de manipular a economia e arrasar com alguns negocios, nada mais que isso. Quem disser o contrario estara mentindo.

      • Asdrubal says:

        Existem muitas empresas sim, com dificuldades em pagar os salários, e com o aumento do salário mínimo dificulta ainda mais. Não penses que és o único sabedor do conhecimento no mundo.

        Contudo, a não ser que alguém vá para a função pública, a tendência é toda a gente receber o salário mínimo para o resto da vida, ainda para mais com incentivos deste género dos governos, mesmo que as empresas gerem milhões de lucro.

  2. Carolina Costa says:

    conheço pessoas que deviam pagaar para traabalhar.. e recebem o salario mínimo..

    • nuno a says:

      nem mais, deveria ser mais fácil despedir, a baixa produtividade é muito má para o crescimento de uma empresa, não fazem mais porque recebem o salário mínimo mas esforçar e dedicar para se ganhar mais não isso não , isso dá trabalho … cambada

      • Ricardo José says:

        Só vocês é que são trabalhadores e produtivos, certo? Ah e mais dois ou três dos vossos amigos mas o resto é tudo preguiçoso, não é?

        A internet é um bom sítio para malta como vocês encher o ego a rebaixar os outros e a dizer que a culpa de não estarem melhor é dos que arranham todos os dias para vos servir e que vocês insultam com tanta facilidade.

        Se tivessem de tentar viver com um desses salários seria engraçado ver… como diz o outro, pimenta no c# dos outros para mim é refresco…

        Felizmente, além de alguns maus, trabalhei com muitos bons trabalhadores, muito produtivos e a receberem mal. A receberem muitas palmadinhas nas costas mas depois a verem-se à rasca para pagar uma casa.

        Portugal não é o país com o aumento das desigualdades entre ricos e pobres por acaso.
        É muito sustentado nos discursos como o vosso.
        Não vos vejo com vergonha de ser o país em que uma enormidade de pessoas é pobre a trabalhar.

        Mas isso implicava ver para além do metro de espaço que se ocupa na terra…

        • David says:

          +1
          Alguém se lembra de o Belmiro dizer que os ordenado a mínimos deviam ser reduzidos? Para depois eles terem milhões de lucro etc

        • Celso says:

          Os ordenados podiam ser muito melhores se a carga fiscal sobre as empresas fosse muito menor. Não entendo como é que em 20 anos de governação socialista dos últimos 25 anos estamos cada vez mais atrasados e o PS continua a ser o partido que continua à frente nas intenções de voto.

          • Zé Fonseca A. says:

            Socialismo e comunismo andam de mãos dadas e Portugal é um país com tradição socialista, tendo em conta que só 40/50% votam e que a função pública vota toda em peso e vota PS.. o resto é matemática.

        • Francisco M. says:

          +1
          Subscrevo o que o Ricardo disse!
          Nem mais.

        • Flávio Lopes says:

          Concordo com o que o Ricardo disse.

    • SS says:

      Existem alguns que mereciam que os seus funcionarios trabalhassem de acordo com a miséria de salario que recebem, para evitar a escravidão que por aí se vê. Sorte de quem trabalha e se sente valorizado.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Mas subiu mesmo para os 705 euros já a partir deste mês de Janeiro,apesar de toda a polémica ?? 😐

  4. António ANTONIO PAULO says:

    As empresas ainda precisam de pedir apoio… Este pais é uma palhaçada
    Na França a ganharem 2000 euros a servir cafés… Eu até fico parvo do tamanho gigante da palhaçada que é o dinheiro e os seres humanos que o criaram e que o distribuem.

    • Ricardo says:

      Ninguém ganha isso a servir cafés nas França a nao ser que trabalhe muitas horas extra e fale varias linguas incluindo o frances. Essa ideia que muitos portugueses tem de que ao emigrar ficariam ricos é totalmente distorcida. A maioria dos emigrates ganha apenas para ir vivendo.

      • Louro says:

        @Ricardo,
        Ele está a exagerar claro e como dizes, muito bem, com horas extras e assim devem de ficar nos 2000Euros limpos.

        Os emigrantes ganharem para ir vivendo, também és capaz de ter alguma razao, mas estamos a falar de pessoas que nao sabem gerir o seu dinheiro e que se viram com mais uns trocos no bolso, pensaram logo que estavam ricos e comecaram a fazer vida de rico.

        Alguém que viva em paises como Franca, Alemanha, Holanda, Belgica, Luxemburgo, UK (estou a falar dos que conheco), vive melhor que alguém que viva em Portugal com salário equivalente (leia-se proporcional ao salário minimo).

        Portugal é bom, para passar férias e beber uns copos.

        • B@rão Vermelho says:

          @Louro, não descordando em completo do que diz, mas ñ tenho um super ordenado nem nada que se pareça e consigo viver bastante bem em Portugal, consigo viajar ter casas próprias e atualmente com inquilinos e nada me foi dado.
          À que fazer escolhas, o problema em Portugal é que o “pobre” quer fazer vida de rico, quer andar a passear num bom carro ter um bom telefone e depois não dá para tudo.
          Ora essas pessoas que vivem e trabalhão nesses países e que no final do dia de trabalho vão para os cafés mandar a baixo umas jolas e coisas do género e depois digam se é ou não é igual.
          O meu carro é uma carrinha Dacia Dokker de 2 lugares, não preciso de mais, podia ter um bom carro para mim e outro para a minha esposa, mas á opções que temos de fazer, ainda a poucos dias fui jantar a casa de uma amigo e estavam lá mais dois casais todos com bons carros e eu na minha Dacia.

          • Zé Fonseca A. says:

            Por acaso não tenho amigos com Dacia, tenho alguns amigos com Tesla mas são a chacota do grupo, talvez um com Dacia fosse menos gozado e ainda o deixassemos ganhar nas poker nights.

          • Louro says:

            @B@rão Vermelho
            O problema muitas vezes é as pessoas desconhecerem a realidade geral e olharem para o seu caso como um todo.
            Eu quando vivia em Portugal, vivia bem, nunca tive dividas e as despesas eram poucas, para além de um salário acima da média (já lá vao muitos anos), mas tenho a nocao que nem toda a gente vivia como eu e que a maioria das pessoas infelizmente viviam da boca para mao.
            E aqui nao estamos a falar de escolhas curriqueiras, estamos a falar de pura e simplesmente o salário entrar na conta e sair quase todo só para pagar as despesas do dia a dia.

            Haverá certamente pobres a querer fazer vida de rico, como existem em todo o lado, no entanto nao sao sequer próximo de uma metade dos pobres quanto mais da maioria.

            E agora ainda está pior do que quando eu aí vivia, pois a maioria dos jovens, dificilmente alguma vez terao hipotese de terem casa propria (sem se endividarem até ao pescoco, ajudas da familia ou herancas).

            Estás contente com a tua vida financeira, parabéns, mas nao é a realidade do país.

          • Louro says:

            @Zé Fonseca A.

            É alvo de chacota dos restantes por razoes obvias… 😉

      • Celso says:

        Aqui nem para ir vivendo, mas sim para sobreviver

  5. Carlos Alves says:

    Quem não pode pagar um salário mínimo devia fechar a porta. Temos uma classe empresarial muito de de subsidiação e rentismo. Quanto seria necessário do Estado para pagarem um salário médio. Há que mudar a economia, mas primeiro é preciso mudar radicalmente as mentalidades.

    • Rodrigo says:

      A classe operária e e a restante população não são nada de subsidiação e rentismo!

    • Vasco says:

      O facto de muitas pessoas aceitarem receber tão pouco, sabendo-se que em Portugal é impossível viver em condições mínimas com um vencimento inferior a 1500 euros líquidos, mesmo assim ficando quase ao nível da mera sobrevivência, já diz muito sobre Portugal, cidadãos e classe empresarial incluída. O que é curioso é que em décadas e décadas de alternância de governos quase nada se alterou: estamos sistematicamente no fim da escala a nível Europeu. Nós melhorámos um pouco, os outros melhoraram muitíssimo… A única constante parece ser a mentalidade. Dá que pensar, de facto.

      • Ricardo says:

        Se a maioria dos portugueses nao tem formaçao para mais qual é a soluçao? Mesmo a geraçao que andou comigo na escola (millennials) apenas 25% foram para a universidade. Que conhecimento tecnico tem estes 75% que nao deram continuidade aos estudos? Pois

        • Helder Coelho says:

          Lolada! Que comentário mais egocêntrico e despromovido da realidade, mete lá o engenheiro civil a construir uma casa a ver se o faz, formação é importante sem dúvida, mas aprendizagem da experiência supera em muito a formação académica. Vejo muitos académicos no dia quem nem falar ou escrever sabem.

          • Canhotices says:

            O comentário do Ricardo é egocêntrico e o teu é o que? Desprezo por quem estuda não?
            Quando fores a um hospital, que tal seres atendido por um auxiliar de enfermagem? No fundo, esse auxiliar já deve ter aprendido muito por passar anos de vida num hospital 😀

        • paulo says:

          esses 75 % deviam receber so um prato de soupa! ahhahaah que burrinho

        • Vasco says:

          Penso que o Ricardo está a misturar temas, se bem que uma sociedade composta por pessoas formadas será em princípio mais prospera do que uma composta por pessoas com menos formação. Contudo, em Portugal, o investimento em formação pouco parece compensar, caso contrário não teríamos tanta gente formada a ganhar tão pouco – que quando podem e as contas apertam demasiado, procuram alternativas fora de Portugal. Muito menos um pedreiro, empregado de mesa ou empregado fabril sairia de Portugal para ganhar o mesmo. Ora, partindo do princípio que nem formados nem não formados são pessoas burras, seria de esperar que o país conseguisse atrair a maioria dessa gente para a oferta de trabalho disponível, se pagasse salários competitivos com o exterior, coisa que de acordo com os empresários e as associações de sectores como a indústria ou a agricultura, não sucede, confrontados que estão com falta de mão de obra disponível para receber 800 ou 900 euros… São factos. Tenha em conta que um pedreiro português vai ganhar 1500 euros limpos sem problemas alguns em Espanha, por exemplo, e daí para cima é sempre a subir, sendo o custo de vida ao nível dos produtos essenciais menor face a um ordenado incomparavelmente superior. Já viu anúncios no Facebook a oferecer 2000 Euros limpos, com alojamento incluido na Holanda, para… trabalhar em estufas de flores e fruta?! Eu não consigo explicar o porquê deste país se manter na pobreza, mas penso que a principal responsabilidade para isso suceder se deve à mentalidade de um povo que aceita trabalhar por valores ridículos (é o “desenrascanço lusitano”; “manhã logo se vê”) e à mentalidade empresarial completamente provinciana, assente na autoridade e não na sinergia, etc. Mas, factos são factos, e por alguma razão não passamos disto.

          • B@rão Vermelho says:

            Mas como o próprio nome indica é o ordenado mínimo, os empregadores tendem a confundir com o máximo.
            Por outras palavras não se pode é pagar abaixo dos 705€, podes sempre pagar mais, menos é que não é possível-
            Tenho estado atento aos debates políticos dos últimos dias, e fico espantado como a Iniciativa Liberal defende o fim do ordenado mínimo.
            Em para os Srº das IL, pode pagar menos que isso, o ordenado mínimo só existe para isso mesmo, para uma pessoa conseguir de alguma forma sobreviver minimamente.
            Também não podemos comparar o valor do ordenado mínimo de quem vive fora das grandes localidades onde o nível de vida é menor que nas grandes cidades.
            Tenho um tio imigrado no Canada à mais de 50 anos e ele diz que se fosse hoje não tinha imigrado, ele olha para a vida dos irmão que ficaram em Portugal e todos têm casa própria, carro e conseguiram mandar os filhos a faculdade, o mesmo que ele, com a vantagem de os irmão poderem estar em convívio sempre que querem e ele só quando pode regressar a Portugal.
            Isso de todos os imigrantes são ricos é uma valente aldrabice.
            Os que querem e podem e são determinados fazem uma vida de “escravos”, casa trabalho e trabalho casa, esses sim, experimentem lá fazer o mesmo em Portugal, casa trabalho e trabalho casa e vão ver que conseguem também juntar €€€.

          • soundsyt says:

            Concordo com o que disse. Eu penso que nunca vamos passar desta mentalidade! Os jovens e adultos com ensino superior ou não, tem a mentalidade portuguesa. É algo próprio da nossa sociedade! Toda a sociedade tem a sua mentalidade, e nós pecamos muito por fazer comparações e criticar sem ter o conhecimento das suas realidades. Lamento que Portugal seja isto. É um, pais maravilhoso tão mal valorizado por nós portugueses.

          • Sardinha Enlatada says:

            Vasco so um aparte. A parte que dizes que o povo Portugues aceita trabalhar por valores ridiculos. Entao mas as pessoas podem escolher por acaso ? Mesmo com greves isto nao vai la, quanto mais na hora das entrevistas. Eu sei que e triste estes salarios minimos que ja enojam, mas nao ha muito que as pessoas possam fazer para que os patroes paguem mais. Digo eu.

      • Canhotices says:

        Oh Vasco, esses 1500€ é por trabalhador ou por agregado familiar? Onde é que foi buscar esses dados?
        Eu quando saí de Portugal não ganhava isso como licenciado e nunca passei fome, sempre vivi bem, e melhor, sem ajuda de ninguém.

        • Vasco says:

          Por funcionário / trabalhador. Não sei quando é que saiu de Portugalm mas, aconselho-o a refazer as contas do orçamento familiar, tendo em conta o custo de vida e as necessidades actuais mais básicas, como renda / mensalidade ao banco / energia / água / telecomunicações. Experimente viver sozinho com 1500 euros por mês, e se porventura conseguir passar do simples nível de subsistência, muitos parabéns: Pode ganhar dinheiro a escrever sobre o assunto, dado que deve existir muita gente interessada.

          • Canhotices says:

            Deixe-se de demagogias e de chorar vida de rico.
            Com 1500€ limpos por mês vivo bem e ainda consigo poupar, não vou é comprar casa em Lisboa. Ah, e á 10 anos não havia passe social a 40€ para andar em tudo o que é transporte na area de Lisboa.

          • Luís Costa says:

            1500 líquidos em Portugal? Oh amigo esse valor dá para viver muito bem mesmo, as pessoas como tu é que pensam que Portugal é só Lisboa.. eu tive muitos colegas como tu que para eles Lisboa era tudo e depois choravam porque tinham de pagar 800€ de casa.. Oh amigo tens o passe metropolitano que vai até Azambuja, o que tu não queres é levantar o cu cedo da cama e ter tudo pertinho de ti

          • Zé Fonseca A. says:

            O Vasco refere-se a Lisboa, e alguém que ganha 1500€ sozinho não consegue pagar casa em Lisboa.
            A ganhar 1500€ em Lisboa mal conseguiria ir jantar fora.

          • Canhotices says:

            @Ze, pela lógica o salário devia ser 10000 limpos por mês porque com menos que isso não consigo ter uma vida digna na Aroeira.

          • Sardinha Enlatada says:

            Deem-me esses 1500€ e eu vos digo o que faco com eles. Serei melhor que uma dona de casa a gerir o dinheiro 😀 Daqui a pouco vamos ouvir frazes como o cavacoide, que 10.000€ nao lhe chegam, enfim.

          • Zé Fonseca A. says:

            Os salários são sempre o reflexo da economia e evolução de um país.
            Não digo que deviam ser 10.000€ apenas digo que está muito desfasado da realidade de Lisboa e Porto. Se 1500€ líquidos em qualquer parte do país dão para viver relativamente bem e ter uma boa casa, já em Lisboa e Porto isso não se verifica.

          • Louro says:

            Estou surpreendido… 1500Euros limpos/mes dá para ver muito bem… especialmente quando vejo os precos das coisas em Portugal..

            Mas lá está, devem de ter alguma máquina de multiplcar ou entao acham que viver bem é ir para o café e tasca.

  6. zakarias says:

    Que ridiculo !! Em vez de dar beneficios fiscais ás empresas para promover o crescimento económico, vai dar uma compensação paga por um instituto que provavelmente (como é habito nestes casos) nunca irá pagar tempo. Socialismo no seu melh … pior !

  7. diogo says:

    Muitos funcionários com salários de 800 a 1100€ já não sabem o que é um aumento a anos, o salário mínimo é sempre a subir com ajudas do estado, e os outros salários nunca sobem porque o patrão não tem ajudas e empurra o problema para a frente…

  8. Paulo says:

    Mais arroz pff, simples branco do habitual, obg …

  9. Vrael says:

    Que bom salarios ninimos sobem e os medios nada, um licenciado ganha 800€ num laboratório especializado… bela mer** de país, pessoas que trabalham em limpezas ganham menos 95€ que um licenciado especializado… correr as profissões todas ao salário mínimo…. Médicos que iniciem a profissão devem ganhar 800/900€ e estao quase 10 anos a estudar e com uma responsabilidade 100000000000000x maior que uma empregada de limpeza ou de loja… este país vai perder tudo o que tem de bom, todo o pessoal qualificado vai sair do país e isto vai ficar só com o pessoal dos ordenados minimos

    • Ricardo says:

      A maioria dos emigrantes sao de baixas qualificaçoes e o governo sabe disso.

    • Canhotices says:

      Dia 30 há uma boa oportunidade de mudar isso. Andam todos a olhar para o ordenado mínimo mas depois há o choque… ah, mas quem faz limpezas ou reposição no supermercado ganha tanto como um licenciado. Ups…. é o que dá quererem igualdade 🙂

    • Nuno Silva says:

      Médico a 800/900 ? Onde? Nem no internato …

      • Zé Fonseca A. says:

        Talvez queira dizer liquidos, já que no internato são 1400€ brutos.
        Verdade que um médico no último escalão no público ganha uma miseria de 5200€ brutos, ou seja, chegas aos 60 anos depois de uma vida a trabalhar e de 10 anos de curso fora outra revalidações pelo caminho e ganhas algo que qualquer miudo de 30 anos ganha com um computador a bater umas linhas de codigo e em muitos casos sem formação superior. Dá que pensar..

    • Luís Costa says:

      Nos últimos 25 anos o PS tem estado no governo maioritariamente e as últimas eleições indicam que o português está contente com as implementações na economia por parte da esquerda.. por isso do que te queixas?

  10. JF says:

    Só não há é trabalho.

    Portugal, o país onde só trabalha quem tem cunha, e a maioria das empresas vive à custa do dinheiro do Estado.

    • nuno a says:

      conheço 7 restaurantes e 2 hoteis que estão á procura de funcionários e não arranjam nem 1, é melhor estar em casa a receber 500€ do que estar a trabalhar a receber 705€ mais subsidios

      • Ricardo says:

        Com ou sem experiência? É fácil dizer que as pessoas é que são preguiçosas, mas depois vai se ver os requisitos que esses certos sítios querem e vê-se logo o porquê de não arranjarem um.

        No sítio onde estou estavam a pedir o 12 Ano e entrei graças a um amigo de escola, mas as tarefas que eu faço, um gajo com a 4 classe conseguia fazê-las…

      • Asilva says:

        @Nuno A – pelo ordenado certo garanto-te esses 7 restaurante e 2 hóteis num instante teram mais candidatos que vagas. À espera, apena querem pagar o mínimo….

  11. O Silva says:

    Pois…mas o médico e o licenciado especializado precisam da empregada de limpeza ou de loja.
    Quer seja para limpar o seu local de trabalho ou para lhes vender a bata/roupa que usam.

    No fundo, todos são precisos (uns mais do que outros).

    • Canhotices says:

      E acha que a empregada de limpeza deve ganhar o mesmo que um médico ou licenciado?

    • Vrael says:

      Mas aqui não está em causa a importância do trabalho, numa sociedade todos os trabalhos têm a sua importância, o que disse é que um empregado de loja ou de limpeza não pode ganhar igual ou tao perto de um medico ou licenciado especializado ou mestre etc, é isso que estou a dizer, se as pessoas estudaram é porque queriam um modo de vida melhor, porque estudar não é fácil, muitos pensam que é mas o stress por trás dos exames e trabalhos não é fácil… e a responsabilidade é obviamente maior, nao podem ter igual ou quase o ordenado… não faz sentido… correr toda a gente a ordenados mínimos a unica coisa que vai fazer é o País perder a mão de obra qualificada para outros países.

      • Asilva says:

        Um empregado de limpeza ou de loja não pode ganhar tanto como um licenciado? Então vai tu fazer as limpezas. É por isso que os licenciados (com a mania da superioridade) neste país ganham o que ganham.

        • Canhotices says:

          LOLOLOL

          Poderem ganhar o mesmo até podem, mas no dia que isso acontecer como regra, deixa de haver incentivo para haver licenciados, de que vale ir para a universidade estudar e fazer sacrificios se depois o salário vai ser o mesmo?

          Queres uma cirurgia? Vai falar com o empregado de limpeza que ele certamente vai conseguir fazer isso com facilidade! Queres usar um smartphone, fala com a empregada de uma loja, ela deve conseguir desenvolver hardware e software. Mania da superioridade estes licenciados! 😀

          • Asilva says:

            O pingo doce está cheio de licenciados….. como operadores de caixa…… onde é queres chegar?

          • Canhotices says:

            Cheio de licenciados? Que exagero…

            Não percebeste o que escrevi ou não queres perceber? Mania do socialismo, quer tudo igual quando há diferenças.

            “Um empregado de limpeza ou de loja não pode ganhar tanto como um licenciado? Então vai tu fazer as limpezas. É por isso que os licenciados (com a mania da superioridade)” – Não é mania de superioridade, há trabalhos que devem ser melhor remunerados que outros. É dificil entender?

  12. KodiakShadows says:

    Podem pedir, mas quem vai pagar é o pobre do otário tuga com os seus impostos.

  13. Ofabulastico says:

    Aqui colocam opiniões gente muito inteligente, que acham que têm a solução para um problema mundial desde séculos… e são todos políticos de bancada, os do governo (sejam quais forem) acham que são todos incompetentes, ladrões e vocês acham que fariam melhor. E curioso todos eles são portugueses como vocês (ou a maioria daqui, alguns são brasileiros) e de muitas gerações…

    Em todo o mundo sempre há:
    – empresários que querem mais lucro
    – trabalhadores bem formados mal pagos que reclamam mais
    – trabalhadores mal formados e preguiçosos que (já recebem demasiado) reclamam mais
    – gente que não quer trabalhar e recebe apesar disso
    – gente que VERDADEIRAMENTE não pode trabalhar e não recebe para sobreviver

    Quando encontrarem a solução perfeita que todos fiquem contentes e um país receba de impostos o suficiente para dar serviços bons, avisem.

    “Ah mas na França recebem 2000 para servir cafés”: pois mas um café não custa o que custa em Portugal; um menu do dia não sai a 7-8€ (ou as vezes metade disso…); um aluguer não sai ao preço de Portugal.

    Ah o salário mínimo devia ser 1500€/ mês: a sério? E onde Portugal tem a indústria e energia para uma empresa pagar isso de salário mínimo? Ou acham que o chefe vai tirar menos ao mês que os seus empregados?! Lol ou acham que os governos tiram um coelho da cartola e podem mudar os valores como querem e funciona tudo bem?

    A mi o que me assusta é saber que há gestores da EDP a receber 2.0 milhões de euros/ ano e a energia é cara apesar de investir com o dinheiro dos clientes; assusta-me que jogadores de futebol e todo o mundo à volta das TV’s / Banca recebam o que recebem apesar de não fazerem nenhum serviço de necessidade básica ou risco (como bombeiros, polícias, pessoal médico, investigadores, pessoal da construção, professores minas, etc). Isto sim é assustador. Mas ninguém quer saber… o “mal” é o salário mínimo e as empresas.

    • CS says:

      A verdade é que não são todos os Jogadores de Futebol empregados que recebem mais de 10k por semana ou por mês whatever.. mas sim devia haver tetos e regulação… por mim toda a gente devia poder exercer a profissão (sem preconceito, sem um cara vir falar que é impossivel isto e aquilo …) que quisesse desde que trabalhasse para isso e recebesse pelo seu trabalho. Não querendo dizer que devia se facilitar mas também não se devia dificultar tanto até porque toda gente começa sem experiência então eu acho que podiamos melhorar imenso a educação, criar um sistema melhor que, por exemplo, em vez de ires trabalhar ou ir para a Faculdade aos 17/18.. fizesse te passar por diversas experiências mesmo que já tenhas decidido a profissão.. pois muita gente sai da escola sem noção nenhuma da vida (a tal vida facilitada pelos pais) ou então tens aqueles casos que tens familias que passam por dificuldades ou até mesmo os Pais são ruins (tóxicos, d…,al…).

      • Zé Fonseca A. says:

        Existe lugar para toda a gente, para quem não tem experiencia e quer aprender e para quem tem experiencia e quer ocupar uma função.
        Não vejo onde há a discriminação, se quero alguém com experiencia tenho de pagar mais, se não me importo de ter alguém a aprender pago menos.

        • CS says:

          A parte de discriminação são para Profissões que são “fora do padrão” como Profissional em algum Desporto e outras… o resto é no geral…
          No final o que quero dizer é que realmente podemos melhorar o Sistema para um patamar muito mais alto do que o atual..

    • Carlos Figueira says:

      o ultimo paragrafo fiz tudo, é uma estupidez os valores que envolvidos nessas áreas.

      • Carlos Figueira says:

        diz*

      • Zé Fonseca A. says:

        Estupidez é o IRC, TSU, SS, IRS, nas percentagens que temos, se o governo soubesse gerir as contas publicas isso não aconteceria e dessa forma o salarios poderiam ser melhores o que faria com que houvesse mais dinheiro a circular o que aumentaria o PIB e fomentaria o crescimento economico, criaçao de mais empresas e mais postos de trabalho.
        Por estas e por outras nos states tens um badameco a ganhar 100k ano por algo que alguém aqui não passa 20k.

    • Tiago Ferreira says:

      Disseste tudo. Alguém que tem um pouco de noção do que está a dizer!

  14. paulo says:

    pelo que estrou a ver aqui o pessoal gosta mesmo dos subsidios o povo é que vai pagar estes 115 mas como parece dado esta tudo bem! quando os 115 euros acabarem o problema continua!! isto é politica???

  15. Louro says:

    Acho muita piada ás pessoas que passam os dias a falar dos salários baixos e de que ganham mal (que nao digo ser mentira), mas que no final do dia vao ao supermercado e reclamam também que o preco das coisas está muito alto.

  16. paulo says:

    votem ps ou psd que foram os mesmo que trouxeram o pais aqui!

    • Tiago Ferreira says:

      Diz-me um partido, mas só um partido sério ou honesto?! Não tens nenhum, todos tiram, todos olham aos seus interesses e os partidos mais pequenos, como o Chega e Bloco de Esquerda, PCP e etc, não têm e nunca tiveram estrutura para governar, por isso estes partidos gostam da geringonça, porque assim também mamam e quando dá para o torto, saem com o rabinho entre as pernas e depois dizem “a culpa é do governo”… O PS tem feito por mais que o PSD fez, o Cavaco Silva o que fez pelo país no tempo da sua governação? Auto-Estrada e mesmo durante os seus mandatos só se sabia aumentar os impostos, Santana Lopes fez o quê? Nada, porque foi corrido pelo presidente da república. Passos Coelho fez o quê? Mandou-te emigrar se não estavas bem em Portugal. Agora queres falar dos que passaram pelo PS? António Guterres foi bom Primeiro-Ministro, está onde hoje em dia? Como Secretário Geral da ONU, Durão Barroso, onde esteve? Como presidente da comissão europeia. O PS é um partido de esquerda perfeito? Não, nunca foi! Mas nós portugueses somos perfeitos? Jamais seremos, mas pelo menos no PS tiveste os melhores governantes, pois se não, nunca teriam assumido no estrangeiro o papel que assumiram e ainda pelo menos o António Guterres assume.

  17. Ana says:

    E quem é que vai pagar esta subida quem é?? É o Zé! Dás com uma mão e tiras com a outra!
    Não isto não é uma subida sustentada! É mais uma vigarice à Partido Socialista.
    Em vez de fazerem reformas que permitam aumentar a competitividade e atrair empresas internacionais, fazem este malabarismos. É disto que este povo gosta, mediocridade, falta de ambição e mão estendida.
    Partido Socialista! Desde o 25 de Abril a empobrecer Portugal. Toca a votar neles

  18. PorcoDoPunjab says:

    Isto tem tantos comentários, que li apenas alguns assim por alto.
    É só rir.
    Maior parte das pessoas não faz a menor ideia do que está a falar.
    Aumentar salários por decreto, sem o respectivo aumento da produtividade, só dá numa coisa, inflacção.
    No fim, em vez de ganhar uns cobres, ainda perde.
    Acho piada falar em salários de 1500 euros limpos por mês…
    Porque não abre vc uma empresa a pagar esses ordenados?
    Vou já candidatar me…
    Quem me dera que o ordenado mínimo fosse 2k ou 3k euros, mas o problema é que o país não tem estrutura económica para isso.
    Ao aumentar os salários vai aumentar os custos de produção e logo aí as empresas portuguesas que competem num mundo global ficam em desvantagem.
    Nós não temos empresas que produzam artigos de alto valor acrescentado, o que temos são empresas a competir com asiáticos e outros que tais em produtos de baixo valor.
    Não temos uma Nestlé, uma Pfizer, uma Microsoft, uma Michelin, etc e tal…
    O país precisa urgentemente, para sair do buraco, de atrair empresas estrangeiras, mas quem é que quer vir para aqui onde é só burocracia, corrupção, nada funciona?
    Só um doido…
    Não é com os políticos portugueses que vamos sair disto.
    Eu já disse e continuo a dizer, este país, com estas pessoas que cá estão, não tem solução.
    É sempre a descer em relação aos outros.
    Não tarda até Marrocos nos passa à frente…
    Vale de muito aumentar o salário e depois tem que vir o estado dar esse valor às empresas senão elas fecham… Isto só visto.
    Contado ninguém acredita….
    Mas pronto, é o que temos.

    • Ricardo José says:

      E prontos temos mais um…
      “Eu já disse e continuo a dizer, este país, com estas pessoas que cá estão, não tem solução.”

      Mais um dos que só eles são trabalhadores e produtivos, certo? Ah e mais dois ou três dos vossos amigos mas o resto é tudo preguiçoso, não é?

      Volto a dizer, a internet é um bom sítio para malta como vocês encher o ego a rebaixar os outros e a dizer que a culpa de não estarem melhor é dos que arranham todos os dias para vos servir e que vocês insultam com tanta facilidade.

      Os portugueses não são produtivos… os portugueses não querem trabalhar… os portugueses são subsídio dependentes…

      É engraçado que os portugueses que trabalham em algumas empresas organizadas em Portugal, muitas delas estrangeiras, conseguem muitas vezes produzir mais do que outras unidades pelo mundo dessas empresas, p.e. Continental/Mabor, e espante-se a ganhar acima da média.

      Devem ser portugueses vindos de um oásis, não?

      Portugal é o país das empresas que declaram prejuízos todos os anos mas não fecham, é o país onde as empresas declaram falências depois do dinheiro passar de mãos, onde continua a aumentar a venda de carros de luxo, onde as desigualdades mais aumentam.

      E tudo isto é culpa de quem? Dos portugueses que não são produtivos, não é?
      Isso já não te cria nenhum sobressalto pois não?

      Percebe-se porquê… já dizia o outro, pimenta no c# dos outros para mim é refresco.

      De facto tens razão… é o que temos.

      • PorcoDoPunjab says:

        Ricardo José, olhe para os gráficos representativos de Portugal nestes últimos 20 anos.
        Somos cada vez mais os últimos, estamos a ser ultrapassados por países que no início deste século estavam quase na idade média.
        Polónia, Hungria, países Bálticos e etc, que estavam abaixo da miséria, já todos passaram à frente.
        Mas o pior, o pior, mesmo, é que o futuro, a não ser que aconteça algo inesperado, é para continuar sempre em direcção ao último lugar.
        Se depois disto vc ainda tem esperanças nos políticos tugas, boa sorte com isso.
        Sonhar faz bem e viver alheado da realidade às vezes dá jeito.
        Eu nunca disse que os Portugueses trabalham pouco, ou não trabalham ou sei lá mais o que disse.
        Mas não acha curioso, e vc mesmo o disse, que nas empresas geridas por estrangeiros os Portugueses destacam se pela positiva?
        Porque será, hein hein?
        Quer um desenho?

        Portugal tem condições naturais para ser uma Suíça.
        Faça lá um esforço e diga me porque não o é…

        Vamos mandar para lá os partidos tugas e trazemos para cá os suíços.
        Deve chegar para irmos para o topo e a Suíça para o fosso em meia dúzia de anos.
        Proponho para regular a actividade bancária Suíça o Ricardo Salgado.
        Eles até ficam malucos…

        Em relação às empresas que dão prejuízo e não fecham, onde andam as autoridades fiscalizadoras destes esquemas?
        Não há? Não fazem nada? Não funcionam?
        Pois assim é difícil…
        Se este país não consegue meter na prisão um indivíduo que arruinou milhares de pessoas, com todas as provas e mais algumas, diga me lá o que é que vc quer fazer disto?

        Na Áustria o chanceler demitiu se por suspeitas, suspeitas, de ter feito uns arranjinhos..
        Aqui vc tem ministros que estão envolvidos em escândalos diários e não há maneira de alguém os demitir.
        Está a ver porque somos o que somos?
        Ainda vai dizer que eu sou assim e assado?
        Só falta dizer que a culpa disto estar assim é minha.

        Não temos gente que governe com plano de acção para o futuro.
        É tudo para hoje e amanhã, em cima do joelho.
        As leis hoje são assim e amanhã já não são, os impostos estão sempre a subir e criam se novos.
        A carga fiscal é brutal…
        Não há quem faça as reformas no estado que têm que ser feitas.
        Está a perceber o porquê da produção ser inferior aos de lá de fora?
        Não há planeamento, estratégia de futuro…
        A corrupção é geral e raramente punida.
        O problema não está no português que trabalha, está nos governos que temos tido.
        Mas como somos nós que votamos neles…

  19. jaugusto says:

    minimum minimum minimum – quase 1 milhão com o minimum + 2 milhões no limiar da pobreza aleluia aleluia minimum minimum Oremos o pão nossa de cada dia nos dai o Minimum, Minimum ás alturas – Ai , ainda me lembro da paixão pela educação (Paixão, paixão-ão não vais fugir de mim // Serás paixão-ão até ao fim (Paixão))
    Iefp: pesquisa de engenheiros a 800 € : https://iefponline.iefp.pt/IEFP/pesquisas/IEFP/pesquisas/detalheOfertas2.do?idOferta=589083504&posAbs=6&nav=true

  20. vacinasfuncionam says:

    Pagar aos empregadores por pagarem mal aos empregados? Portugal, o único País de 4º Mundo da União Europeia.

  21. Luís Costa says:

    Mas isto até parece que é novidade para o pessoal que por aqui anda, o pessoal não lê as entrelinhas do governo? É tudo muito bonito mas isto já se sabia há muito tempo que o aumento do salário mínimo ia ser compensado com alguns valores para aquelas empresas que não conseguem sustentar o aumento, ou seja, o PS com a sua demagogia promete aumentos mas o pobretanas e o ignorante do português não sabe que os impostos deles estão a servir para lhes pagar o seu próprio ordenado 😀 isto só visto em países como a Venezuela

  22. Jorge says:

    Aumento/custo mensal para o “patrão rico” que pelos comentários “vive de subsídios”:
    Ordenado 705-665 = +40 euros
    TSU 40 * 23.75% = +9.5 euros
    Extra TSU (FCT/FGCT) ~ +0.50€
    seguro ~= +0.50€

    Ora por mês o “patrão rico” vai gastar mais 50.50€ por funcionário.
    Para 14 meses dá um aumento de 707€ em custos que o “patrão rico” vai ter pagar.
    Como o Estado vai “oferecer” 112€ (uma só vez), dá apara ver que o “patrão rico” ainda vai ficar muito mais rico !!!!

    Sim sou patrão, infelizmente não sou rico, e não me incomoda aumentar o salário a quem trabalha, o que me incomoda é que estes aumentos resultam em “quase nada” para os funcionários, e servem apenas para aumentar os impostos que o Estado se ocupará de estragar em TAPs, EFACECs, Bancos, Fundações, Institutos Públicos, Parcerias Publico Privadas etc etc etc ..

    O Estado (políticos) está a borrifar-se para o que as pessoas ganham .. só fazem contas ao que precisam de roubar a quem trabalha (funcionários e patrões) para estragar à vontade em campanhas políticas, ordenados principescos, obras …. enfim, mas isto digo eu que não percebo nada de negócios e pelos vistos vivo de subsídios … ele há cada um por aqui …

    • Sardinha Enlatada says:

      Jorge so um aparte. Es patrao, nao sei como pagas aos teus funcionarios no entanto o salario minimo e so uma base, os patroes podem pagar o que quizerem aos seus funcionarios e o estado nao tem nada a ver com isso. O problema e que para muitos empresarios e muita choradeira, e esta historia do ordenado minimo e para os patroes apontarem o dedo ao estado porque aumentaram o ordenado minimo para aquele valor, no entanto volto a frizar se o patrao tiver condicoes para tal, pode muito bem pagar mais que o ordenado minimo ao empregado. Mas isso muitas vezes nao acontece. Ja agora deixem de mudar de carro de 5 em 5 anos. Ou nao vao tantas vezes ao casino gastar dinheiro. Depois claro, ah e tal nao ha dinheiro para aumentos so para o ordenado minimo.

      • PorcoDoPunjab says:

        Sardinha Enlatada, infelizmente, no nosso país, poucos são os empresários que se podem dar ao luxo de ir para o casino torrar dinheiro.
        Por um motivo simples, ficam lisos num instante.

        Convença-se do seguinte, em Portugal não há capital nem capitalistas ou o que quer que lhes queira chamar.
        O que pode haver é uns que estão melhores que os outros, mas nada mais que isso.
        Havia o Amorim, o Belmiro e mais um ou outro.
        Acha muito? 3 ou 4 casos de sucesso para um país inteiro?
        Veja o estado lastimável da nossa bolsa de valores…

        Não temos empresas que produzam produtos de alto valor e procura.
        O que temos são pequenas empresas, que lutam todos os dias contra todos os infortúnios de ter à perna um estado ladrão que tudo suga para nada fazer.

        Olhe, um pequeno aparte, uma certa figura pública aqui da praça, que dá pelo nome de Jerónimo de Sousa, que fala todos os dias contra os privados e que o público é que é bom, sabe onde é que ele vai ser operado?
        Sabe?
        Sem mais comentários… Só neste exemplo está explicado o porque estamos neste estado.

    • Louro says:

      Nao tentes explicar porque as pessoas nao percebem…

  23. André says:

    Que ver o salário mínimo no Brasil? Algo em torno de 188 euros ou menos e caindo. Fora o custo dos produtos e serviços da qual tem a maior carga de impostos do mundo, enquanto 5 bilionários são donos da fortuna de mais de 100 milhões de brasileiros. Se alguns de europeus vierem, por exemplo, no Mac Donalds daqui, e pedirem um lanche dá algo em torno de 4.6 euros (só o lanche), o que é +- 0,67% do seu salário mínimo. Já aqui no Brasil isso gira em torno de 2,47%. Quase 4 vezes mais. Aqui é o paraíso dos bilionários e a maior desigualdade do mundo.

  24. jack says:

    Ler os comentários mais parece um debate político, em que se fala de esquerdas e direitas, pobre Povo que ainda corre para ver passar a marcha. Isto não se trata de esq. nem dir., mas sim de mentalidade, que diga-se de passagem é pauperrima. Os políticos “TODOS” são a nossa o retrato da nossa mentalidade, que passamos a vida á espera que o papá trate de nós. E já agora temos “emprecarios” ou Empresários? Só por curiosidade tenho 83 anos e já vivi fora e dentro, ou seja já vi muito.

  25. Asilva says:

    O que eu sei é que ser licenciado já não nos dá garantia nenhuma. Se soubesse tinha tirado um curso profissional e a esta hora estava bem melhor.

  26. andré says:

    A solução passa pela redução da carga fiscal, o salario mínimo é um engano

    Menor carga fiscal, maior atratividade para as empresas, maior competitividade pela mão de obra e consequente melhores salários.

    o salario mínimo serve apenas para tirar fora do mercado de trabalho pessoas improdutivas, não produzes para compensar o salario mínimo não serve, vai para casa fazer nada, quando se não houvesse salario mínimo haveria algo para pessoas com menos capacidade fazer.

    Por outro lado um exemplo, se uma equipa de 2 funcionários produz 1500, em que 1 produz 500 e outro produz 1000, o que o salario mínimo vai fazer é tirar do produtivo para dar ao improdutivo, ficamos com um improdutivo a ganhar 705 e um produtivo que leva uns 720 para casa. Numa situação ideal, o patrão pagava 450 a um e 950 a outro.

    Nunca se esqueçam de uma coisa, a avaliação não pode ser nunca feita de acordo com as necessidades mas sim de acordo com os números do que a produtividade permite, não é por acharmos que 1000 euros não dá para viver condignamente que devemos de aumentar o salario para esses valores, se depois não temos produtividade para acompanhar vai rebentar de algum lado, e no fim paga o produtivo pelo improdutivo.

  27. Nuno says:

    Temos mt pena se não conseguir pagar mais 50 euros aos funcionários das duas uma ou deixa de ganhar pelo escuro tipo por baixo do balcão ou então feche a sucata da empresa que tem hoje em dia não a gente estupida como antigamente eu não tenho pena de nenhum empregador deste país pois 90% são corruptos ate as pontas dos cabelos pois bem os vemos que em 4ou 5 anos já teem casa nova toda paga bmw na garagem e album de fotografias das ferias no dubai no brasil etc agora pagar um ordenado decente não conseguem coitadinhos

    • andré says:

      exemplo típico da mentalidade do povinho, depois claro que portugal não sai da cepa torta.

      Ser patrão é um mar de rosas, mas eu não os vejo a serem patrão.

    • PorcoDoPunjab says:

      Nuno, conforme eu já disse acima a respeito de um outro comentário, abra vc uma empresa e pague muito bem aos seus funcionários.
      Aceita candidaturas? PorcoDoPunjab é o primeiro..

      Depois fica vc com a casa nova e o BMW na garagem e sei lá mais o quê.
      Essa mentalidade de anti empreendedor, anti empresários e anti tudo o que seja fruto e inovação dos outros, levou países inteiros à ruína e miséria absoluta.
      Mas pelos vistos ainda há quem não queira ver…
      Seja rico, seja muito feliz, abra uma empresa e pague bem.

      Do que está à espera?
      Amanhã pode ser tarde…

    • Louro says:

      @Nuno,
      Excelente comentário…

      Mas vamos lá perceber uma coisa… a tal empresa que nao pode pagar 50Euros/extra aos seus funcionários, que na realidade representa quase um custo de 90Euros/mes para a empresa, está a dar emprego a essas pessoas e essas pessoas que lá trabalham sao livres de ficar ou sair.
      De certa forma estamosa falar de empresas que nao tem muitos meios, tal como muitas falmilias também nao tem, e que as pessoas nao saem de lá porque nao conseguem arranjar melhor.

      Pelo que entao as tais empresas sucata estao na verdade a dar trabalho, pagar impostos e acima de tudo, estao a impedir que pessoas vao parar ao desemprego e passem do estado de contribuidores (mesmo que pequenos) a custos acrescidos no sistema através dos apoios sociais, sejam eles fundo de desemprego ou RSI.

      Logo devia de repensar a forma como fala deste tipo de coisas, talvez devesse pensar em abrir a sua prória empresa e dar o exemplo pagando aos seus funcionários acima da média (eu nao sou empresário e nao tenciono ser, para o caso de achar que estou a lamentar).

      Dizer que empresas que nao tenham possibilidades de pagar 50Euros extra aos seus funcionários devem de fechar, é o mesmo que dizer que pessoas que nao consigam ter um custo acrescido mensal devem de juntar-se e cometer suicidio porque nao andam a aqui a fazer nada.

      Pense nisso, talvez possa ser ou vir a ser um seu caso um dia.

      • Ricardo says:

        Uma empresa que paga o salário minimo custa potencialmente mais ao estado e ao país do que o valor que aporta! Não queremos empresas dessas que depois precisam que o estado social apoie os seus empregados com tarifas sociais, descontos e serviços grátis!

  28. jimmypt says:

    A meu ver,algumas leis deste país em muitos aspectos,prejudicam em muito o estado e beneficiam em demasia ás empresas.
    Vou dar um exemplo do que se está a passar comigo:Estou de baixa médica desde 22/11/21 a empresa pagou-me parte do subsidio de Natal,o restante será pago pelo estado através das prestações compensatórias de subsídio de Férias e Natal.Neste caso parece que para já,terei só direito a compensação do subsídio de Natal.Com o subsídio de férias não sei o que irá acontecer.Fui hoje a Segurança Social e não me souberam informar,aconselharam-me a ir a ACT.(Fiz uma marcação e irei amanhã). Pelo que pesquisei,como estou de baixa médica há mais de 30 dias,o meu contrato encontra-se suspenso.Portanto da empresa irei receber 0€.O estado é que terá possivelmente de acarretar com os 60% (Dos 11 meses de trabalho,que acumulei até a baixa)desse valor.A empresa em que trabalho é uma das maiores empresas de Hotelaria e Casinos em Portugal.Não é difícil acertar no nome!Estás empresas tem recebido milhões de euros em compensações devido a pandemia,pagam ordenados miseráreis ,não tem funcionários suficientes por fazerem cortes no pessoal,prejudicando assim a vida e a saúde dos funcionários.E mais,estão sempre nos media a queixarem-se que os apoios dados pelo estado são insuficientes.Enfim,alguns empresários não tem vergonha nenhuma,nem respeitam quem faz a maior parte do êxito de uma empresa,ás pessoas.Desculpem o desbafo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.