Quantcast
PplWare Mobile

Novo Estado de Emergência: Conheçam as novas medidas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. cK says:

    Até onde isto vai parar…

    • Papaformigas says:

      Bastante previsivel. Tivemos natal e ano novo e agora presidenciais…

      • Ricardo says:

        Isto não é só do natal e ano novo as pessoas já não estavam a cumprir regras nenhumas á algum tempo e agora estamos nesta situação

        • David Guerreiro says:

          Não cumprem, porque o governo não sabe fazer as coisas. Cada dia é uma coisa nova, entrou-se em confinamento com regras mais relaxadas do que fora de confinamento (supermercados abertos até às 22h vs 13h). Andam à navegar à bolina, hoje é uma coisa amanhã é outra. E isso passa para a sociedade. Além de que deram carta branca no Natal por motivos eleitoralistas.

          • Ola says:

            Isso não é desculpa para não cumprirem…

          • SSD says:

            Mesmo assim estamos a falar de pessoas racionais ou de animais de manada?
            Há muito boa desculpa para se precisar de sair de casa mas o pessoal também é estúpido que doi. Nas notícias é so festa atrás de festa que está a ser interrompida pela polícia (e isto são só as que se descobrem que), quer dizer teres de lor um edital a dizer que festas de swing são desaconselhadas nesta altura também é bocadinho de mais

          • Raven says:

            A culpa de eu dar um tiro em alguém é do governo? De consumir álcool ou drogas, de desrespeitar os limites de velocidade, de roubar, de fazer coisas ilegais é responsabilidade de outras pessoas que não eu??? Sou algum fantoche? Serei tão infantil que nem pela minha saúde sou capaz de ter bom-senso e perceber a gravidade desta situação? Sei que posso beber litradas e conduzir embriagado, mas estou sujeito… Deixem-se de estupidez e tenham empatia, pelo menos pelos profissionais de saúde! O erro de abrir no Natal foi crasso, mais valia terem confinado naquela altura, mas não vi muita gente a ter cuidado, sabendo os riscos que corriam! Vivo numa ilha e não vejo os meus pais nem restante família há 13 meses:( Por opção, para os poder ver em segurança, em breve(espero eu)!!!Não sou exemplo para ninguém, fiz o que achava ser mais seguro, mas custa imenso a distância, mas não me perdoaria se fosse foco de infeção para algum deles!

          • PePe says:

            Os supermercados deviam ter horário alargado para não aglomerar as pessoas no curto espaço de tempo que estão a funcionar.

        • Filipe says:

          O governo está a levar isto tudo com se fosse uma brincadeira. Sempre foi. Inventam umas medidas quaisquer e esperam que isto se resolva sozinho. Agora estão a começar a abrir os olhos porque isto está a ficar cada vez pior. Continuem sempre a votar nos mesmos. Força. 🙂

      • Tecnico Meo says:

        das presidenciais não fala ele…. mas será outro surto daqui a uns dias

    • Ricardo says:

      Enquanto não parar quase tudo.
      No primeiro confirnamento, eu não parei… o trabalho não me permitiu…. e não vi o que vejo neste confinamento. Continua tudo na rua!!!!! Seja a que horas for.

    • Há cada gajo says:

      Durante mais duas semanas os números continuarão a subir, cada dia pior que o anterior para depois estabilizar no muito mau…continuando muito mau e depois começar a ser só mau e depois menos mau…foi isto que todos quiseram. Até que comeces a ter impactos da vacinação…lá para o inicio do Verão. Contente ?

  2. Samuel MG says:

    Só vai acabar quando se impedir as pessoas de sair e cortar a mesada aos jovens para que eles não vão a festas ilegais. Acho que 60% das infeções são devido a festas ilegais.

    • Ci says:

      60,34% … juizo!

    • Pirata das cabernas says:

      a culpa é das festas ilegais lol.. ainda nao viste os comboios em lisboa em horas de ponta pois nao ?

      • Há cada gajo says:

        Os comboios não são fonte de contágio. Isso é tapar o sol com a peneira. A interação social não acontece nos transportes públicos, ainda para mais nas grandes cidades. Vives as consequências de um natal como se fosse o último (e foi para as centenas que agora morrem diariamente) e da incúria de muitos que do alto da sua mesquinhez acharam e continuam a achar que isto só acontece aos outros.

    • David Guerreiro says:

      As pessoas precisam de sair por variados motivos, alguns deles essenciais, como adquirir bens alimentos, medicamentos, etc. E muitos portugueses precisam de sair todos os dias e trabalhar para que aqueles que ficam em casa não tenham falta de nada.

      • José Carlos da Silva says:

        Outros precisam de sair porque ninguém manda neles, e porque só acontece aos outros.

      • Samuel MG says:

        E aqueles que andam a passear na rua sem mascara !? Não andam a trabalhar e não têm motivo para estar na rua! Quer queiram ou não ainda existem festas ilegais, só PSP teve que acabar com uma festa com 50 jovens que se tornam 50 casos depois contagiam os membros das famílias e tendo em conta que a maioria das famílias são constituídas por 3 membros (incluindo o parvo que foi a festa) são mais de 150 casos.

  3. Por mim podem continuar a ... says:

    A montanha pariu mais um rato. Estão no caminho correto. Matam tudo, menos o vírus. Mas quando 1/4 dos que têm direito a voto escolhem burros para que os governem, nada a fazer.

    • Há cada gajo says:

      300 mortes por dia só por causa disto, a juntar as outras por cada dia que passa. Nos próximos dias com elevada tendência de crescimento. É a tal história da queda de uma avião por dia em Portugal. Não te chega ? Qual é a tua solução ?

    • Sujeito says:

      Virus não se matam.
      E todos têm direito a voto.

  4. j says:

    Já estão a rapar as contas os banqueiros com a moratória, tivemos de pagar 5 meses num só dia, e agora? Vamos derrotar este farsolas de esquerda!

  5. és capaz és says:

    BPN,BPP,SLN… Etc,etc … Tudo esquerda, até as fugas para os offshores e pois claro o Estado não tem guito… Mas partidarismos a parte desejo que doentes desse tipo também tenham direito a tratamento. No momento é tempo de se ter bom senso e confinar .

    • Peace says:

      Esquerda e direita, são todos iguais. O Dias Loureiro, antigo ministro de um governo PSD (direita portanto), ou o Paulo Portas que teve aí uns problemas relacionados com a Universidade Moderna e que entretanto foi abafado, são apenas 2 exemplos de esquemas e falcatruas. Ou só vês aquilo que queres?

  6. Ricardo Gonçalves says:

    agora dão migalhas aos enfermeiros… nunca foram valorizados e não é com esta miséria, vamos vemos quando isto tudo passar se olham de maneira diferente para os enfermeiros e se lhes dão uma carreira ao menos

  7. RJ45 says:

    Estamos a cumprir e fazer cumprir a constituição. Viva o voto… agora não há quem a pare.

  8. Só vesgos says:

    Porque é que culpam os políticos da incúria das pessoas! Isto não é brincadeira nenhuma. Será que é preciso um polícia para cada um?

  9. ve2er8el says:

    Depois admiram-se que um “tal” Sr. Ventura suba cada vez mais nas sondagens. Governo atual, em “desgoverno” absoluto. Não aprenderam nada, desde há um ano que começou tudo isto. Muito menos se precaveram para esta segunda vaga que há muito os infeciologistas vinham a alertar que seria pior. Enfim. Muita coragem a todos os infetados e respetivas famílias.

    • Há cada gajo says:

      Não há desgoverno nenhum quando a população não faz nada para resolver o problema. Mal de um pais que tem de fazer tudo pelos cidadãos quando deveria ser exatamente o contrário. O governo aliviou as medidas no natal e o que aconteceu ? Sairam todos alegremente como se nada fosse (havia vacina ? havia cura? havia tratamento eficaz ? ). Se caminhas perante um precipício é preciso que alguém te avise que podes cair ?

      • Filipe says:

        Estás a querer ser mais esperto que os outros, mas nesse comentário disseste exatamente o que foi o problema: “O governo aliviou as medidas no natal”. A culpa não é nossa. É de quem decidiu que no natal estava tudo bem e seguro quando era mentira. Agora será uma questão de tempo até todos sermos contaminados.

        • B@rão Vermelho says:

          Como é que a culpa é sempre dos outros, então os Portugueses, são todos santos de deviam estar no altar?
          A culpa é do governo quando dizem podem passar o natal em família, eu não passei em família, porque sei os tempos que vivo.
          Fossem os portugueses tão bem mandados para cumprir as regras, podem passar o natal com as famílias, foram todos a correr, mas o ficar em casa, já não cumprem.
          Tens um filho que é mal educado, a culpa é do professor.
          Tens um filho delinquente a culpa é da policia
          Mais uma vez fica provado, os outros estão todos mal e a culpa é deles.

        • Jose Martins says:

          O que significa então que os portugueses só lá vão com pau numa mão e pão na outra. Educação, civismo, respeito por si e pelos outros nada. A maioria continua a nada fazer. O Governo obrigou os estabelecimentos comerciais a ter álcool gel nos acessos mas esqueceu-se de obrigar os portugueses a utilizar (devia então estar um policia à porta de cada estabelecimento e obrigar o tuga a desinfetar-se entrada e à saída) Entre muito mais desrespeito por normas e bom senso que por aí proliferam. Sim, meu caro, a culpa é do Governo. Tem sido brando de mais com os negacionistas e os que infringem sistematicamente as normas. Era cortar o acesso ao SNS a todos os que fossem apanhados a infringir as medidas de confinamento. Privado com eles a pagar o belo…

        • Sujeito says:

          “Agora é uma questão de tempo até sermos todos contaminados”

          Há quase um ano que te dizem que todos iriam apanhar e achas que “agora” é que isso vai acontecer, quando já era suposto acontecer?

          Isso é muita revolta e pouca atenção.

        • Peace says:

          Mas quem é que disse que estava tudo bem? O governo meteu a decisão na consciência de cada um, acreditou que as pessoas se soubessem comportar. Foi ingénuo, mas a sua culpa foi apenas essa, o resto foi este povo burro que dói.

      • Luís says:

        Realmente agora percebo porque que as sondagens continuam a dar grande percentagem ao PS mesmo com as mentiras e os erros todos que fizeram, com pessoas como tu tapadas é normal. Então se é exatamente o contrário porque raio é que existe estado? Porque raio é que então existe uma enorme carga de impostos para sustentar esta máquina gorda enorme que é o estado? É para ser o povo a comandar? Realmente o PM tomou as decisões do natal e ano novo mediante a opinião do cansaço do povo e para não perder uns votoszitos, mas é isso que é ser estado? O estado deve ouvir quem realmente percebe! E neste caso não ouviu que era os cientistas e infecciologistas que os alertaram, mas lá no alto da sua arrogância o governo disse “não não, não devemos ouvir sempre os cientistas”.. agora vens tu culpar o povo porque???

        • B@rão Vermelho says:

          Que eu me lembre, mas posso estar enganado, não me lembro de o governo dizer que és obrigado a passar o natal em família, mas pelos visto é o que devia ter feito, assim a grande maioria não tinha ido.
          O governo seja de direita ou esquerda em Portugal ou outro país qualquer também tem prazos e regras para o pagamento de impostos, mas mais uma vez, há quem não cumpre.
          Temos de dividir a culpa por todos nos, não podemos apenas apontar o dedo e sacudir a água do capote, todos os dias temos de tomar decisões, tu acertas em todas as que tomas?
          Geralmente quando atiramos as culpas para os outros é só por um motivo, desculpar-nos a nos mesmos.
          O estado existe para isto mesmo, tomar decisões em prol de todos nos, como viste foi deixado ao critério de cada um onde e como queria passar o natal e vês qual foi o resultado.
          O estado cria regras para viveres em sociedade.

          • Luís says:

            O estado existe para fiscalizar e regular como também “impor” regras e leis para se viver em sociedade.. se o estado não se sente capaz de fazer exercer essas mesmas condições então que se demita! Dividir a culpa por todos? Até compreendo que tenha existido uns mais distraídos do que outros mas vir culpar totalmente o povo pela incompetência e agorrância deste governo é de uma enormidade que nunca se viu! Eu posso não acertar em algumas decisões que tomo, por isso é que não estou em cargos que exigem QUE NÃO FALHE e também tenho de as assumir quando sou eu que estou errado, o que não é o caso deste governo que não assume nada! Veja-se a questão das aulas a distância quando dias antes o Ministro da Educação disse mesmo que nem os privados poderiam dar aulas por videochamada, uns dias depois o PM diz que afinal “não obrigamos ninguém a não fazer esse tipo de aulas”, mas alguém consegue respeitar este governo depois destas incompetências? É que não é só 1 nem 2 ministros são eles quase todos que se enterram cada dia que passa

  10. jorgeg says:

    Deveriam incluir uma do uso obrigatorio de 3 ou 4 mascaras na clase politica no qual existe 90% a 100% de efficacia conta o CCP virus, e morte por asfixia,.. protecao total!

  11. scp says:

    Não tivesse havido falta de vacinas este mês e quiçá ter-se-a poupado nas 209 mortes acima de 80 anos. Ainda vão ter de esperar até 1 de fevereiro.

    Boas medidas para os médicos e enfermeiros, por favor que se mantenham após a pandemia para eles não emigrarem. Deêm uma carreira decente e que valha o esforço aos nossos enfermeiros e médicos, mas mais os enfermeiros porque eles são os mais desprotegidos a nível de condições de contrato (demasiado sazonal e incerto) e salário.

  12. João Santos says:

    Continuo a achar que isto só para quando pessoal for separado a força e quando falo em força é no limite colocar as pessoas a hibernar de forma a controlar os que estão contaminados não contaminarem os outros e vice versa

  13. asd says:

    Ainda não percebi porque é que ao sabado e domingo não se pode comprar tabaco apartir das 20h.

  14. Miguel says:

    Ainda acreditam o que se esta a passar no dia 28 de Janeiro é reflexo do Natal? Já passou 1 mês nada a haver já!!

  15. Teoria da constipação says:

    Ainda bem que isto tem funcionado. Hoje é oficial.. Já passámos a Suécia que não fez confinamento e onde não usam máscara. E é isto..

  16. agamotto says:

    Lamentavelmente o tuga é especialista em sacudir a sua responsabilidade pessoal e culpar os outros, principalmente o governo. Não digo que o governo não tenha culpas, mas olhando lá para fora as medidas foram bastante semelhantes (à excepção do alívio do Natal, onde note-se nenhum outro partido se opôs). Cabe a cada um de nós fazer também a sua parte mas com a falta de cultura cívica neste país já tantas vezes demonstrada (e não apenas na pandemia) preparem-se para piorar antes de melhorar. Temos uma grande falta de auto-estima e isso reflecte-se na falta de respeito aos concidadãos.

    • SSD says:

      Apontar o dedo e culpar o outro vai ser sempre muito mais fácil do que admitir que erramos.
      O mesmo acontece ao governo diga-se. Erraram ao darem mais liberdade no Natal e não podem dizer que o povo não se soube comportar, isso já sabemos desde o primeiro confinamento que não sabe.
      Agora se o povo cumprisse as regras do confinamento como “cumpriu com esses dias de folga” então estávamos bem melhor. Mas pronto responsabilidade social é algo que não existe hoje em dia se o governo fraquejar já está tudo tramado.

  17. Nuno says:

    Onde é que foram buscar isto?

    Pagamento de trabalho suplementar dos profissionais de saúde

    Não está no DRE

  18. Joao Ptt says:

    Espero que o estado de emergência e estas medidas parvas continuem, assim as pessoas morrem do covid-19, e de todas as outras doenças, assim o país vê-se livre de toda esta gente mais velha e dos outros mais novos com várias doenças, que sem estado de emergência talvez fossem aos médicos e prevenissem a sua morte.
    E um bónus é que ainda se mete o resto da população em mau estado de saúde com o forçar da maioria a estar fechado em casa a movimentar-se muito menos, o que será óptimo para aumentar ainda mais as doenças e mortes nos próximos tempos, está a ser medida uma atrás da outra para mandar a malta para o além mais depressa, e o melhor é que ainda pensam que é para o seu próprio bem, estou a amar.
    Por favor hospitais continuem sempre atafulhados de pessoas, para manter a malta fechadinha em casa.

    • João Santos says:

      @Joao Ptt Mas a culpa aí de o pessoal morrer de outras doenças não e culpa do cpnfinamento mas do medo que tem de preferirem morrer doutra cena qualquer só para não ter covid

  19. jorge says:

    A culpa esta toda nos incompetentes do rei dos selfies e do costa, se tivessem feito um confinamento como em março se teria evitado muitas mortes, em março o país foi elogiado pelo melhor e hoje é elogiado pelo pior, o selfies so se preocupou com a reeleiçao o resto para ele nao tinha nem tem valor, me digam se ja viram algum advogado competente, que nao seja mentiroso.

  20. Euéquesei says:

    O que eu acho curioso é que andaram os nossos políticos e comunicação social, para quem os ouve ou lê, a malhar no Trump e no Bolsonaro quando a epidemia atacou forte lá é cá éramos os melhores do mundo até Andrómeda.
    Agora que as coisas pioraram aqui a culpa não é dos políticos mas sim do povo.
    Mas há coisa mais tapadinha que um tuga?
    Não, basta ver as sondagens.
    Estamos desgraçados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.