Quantcast
PplWare Mobile

Ministério da Educação garante 335 mil computadores a partir de março

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. miguel says:

    Alguém acredita nas promessas deste governo? Até agora não cumpriram uma…

  2. cross says:

    A ver se não são computadores vindos da china cheios de malware como o que aconteceu na UK com os computadores oferecidos às crianças.
    https://www.theguardian.com/education/2021/jan/21/malware-reportedly-found-laptops-children-england

  3. jose sa says:

    ora bem Magalhães 4.0….. alguém vai mamar….

    se não for com grandes margens de lucro(roubo)… concordo…. talvez fosse interessante no fim, se calhar “vender” essas maquinas aos proprietários (evitavam que os estragassem ou…) porque ao fim de 1/2 anos se calhar estão obsoletos para a escola….

    nao sei pareceu-me uma ideia interessante

    • Hélio Musco says:

      O que é que pode acontecer em 1 ou 2 anos para um computador ficar obsoleto para a escola? O Word deixa de funcionar? O Chrome apenas deixa abrir uma tab?

      • HOUSEinBOX says:

        Tenho PC’s e Laptops com 10 anos e mais, e funcionam perfeitamente para as funções básicas. Estes equipamentos como são para trabalhar devem servir para muitos anos.
        Mas como se pensa logo em jogos, não há como resistir a um bom comentário…
        “Trabalho escolar ou brincadeira?” – Todos deverão ser entregues no final do ano escolar ou então ser pagos pelos próprios nesse terminus.

        • João says:

          Eu tenho um i5 de segunda geração com mais de 10 anos. E só me custou 115 euros no ebay. Dá para tudo o que preciso.
          O grande mal é que metade dos computadores vão ser devolvidos todos escavacados e para o ano já vão pensar se compram mais ou não. Já com os livros é a mesma coisa que poucos acabam por ser reutilizados. Sinceramente, se a coisa é assim tão urgente, mais valia darem um vale de 400 ou 500 euros a todos os alunos e cada um que se safasse. Mas na verdade, também ninguém sabe o que comprar. Os pc´s serão windows, linux, vão usar quais programas, blah, blah, blah. Cá para mim chegam os computadores e depois falta o SO. Depois ainda vão pensar se usam o zoom ou o teams. E depois os professores não sabem trabalhar com isso e só daqui a 3 ou 4 anos é que vai estar tudo pronto. Claro que nessa altura os computadores já eram. Foi exatamente isso que aconteceu no tempo do gamalhães. Compraram computadores e ninguém tinha formação. As salas tinham quadros interativos e não sabiam usar.
          Enfim. São medidas desesperadas de quem não sabe o que anda a fazer e que na prática serão um mero desperdício de dinheiro. Quando as coisas não são feitas com cabeça, tronco e membros, nunca dá bom resultado. E como dinheiro não é do governo, também não se preocupam muito com isso. Vai tudo para despesas de emergência covid e nem parece mal no orçamento.

    • Manuel da Costa says:

      Computadores não são as porcarias dos telemóveis. O que tenho é de 2011 e está totalmente operacional. Office 2020, Windows10 e acesso a tudo o que seja necessário.
      Infelizmente, 99% dos utilizadores, com menos de 30 anos, não sabem como fazer a manutenção a um computador, assim, fazem como os telemóveis: gastam 1200 euros a cada 2 anos, para terem algo que funciona.

      • Joaquim says:

        Eu comprei no ano passado 2 thinkads. Um x230 (de 2012) e um t450 (de 2015) e ambos funcionao na perfeição.
        Claro que n é para gaming, mas uso para programação, office, etc. Tenho MXLinux e Windows instalado e top.

        A melhor maneira de obter portáteis nesta altura é os recondicionados ou usados. o T450 foi do OLX. o X230 do ebay.
        Certo que há algum risco em comprar usados, mas é pequeno e avaliar o feedback do vendedor.
        Muitas pessoas precisam para escola ou trabalho, e comprando 300€ na worten para ficar com Celeron é uma porcaria!

      • brunn08 says:

        Computadores também se estragam tal como os telemóveis… Secalhar não dás assim tanto uso ao computador mas o calor e o tempo vai estragando os componentes que vão perdendo performance.
        Para não falar que um computador de 2011 tem hardware já ultrapassado a comparar com os novos computadores com processadores, ram e placas gráficas muito mais potentes e económicos e para não falar na adição dos SSD em praticamente todos os computadores…
        Mudar de computador ou peças entre entusiastas de 2 em 2 anos não é assim tão estranho, vamos ser sinceros.
        Não é com manutenção como tu dizes que vais tornar um HDD de 2011 em um SSD de 3gbs ou um i7 de geração 2 num sky lake.

        • Joaquim says:

          Sim claro, mas estou falando em recondicionados mais para uso Office, ou programação (não gráfica), cenas texto, terminal, linux, web. cenas assim.
          É claro que o desempenho comparado aos atuais, core i7’s geração não compara.
          E se disposto a comprar PC de >500€ (diria eu), abaixo para se manter na gama de 200€, vale muito mais apena comprar um PC de 2012/2014 (X230 ou outros), pelo menos i5/i7 (3ºterceira ou 4geração). e por um SSD, e fica muito melhor desempenho. Do que comprar celeron’s a 300€, e que vem tudo soldado, e difícil de reparar.

          Isto opinião própria, e tendo comprado já telemóveis e portateis usados.

  4. Zétaro says:

    Estão a ver os PCs estão todos naquela Pen Drive 😀

  5. poiou says:

    Ou seja, o que vai acontecer é agora nestas duas semanas que os miúdos estao em casa, vao a loja de um amigo, compram os PCs ao triplo do preço por ajuste directo com a justificação do covid e da urgência.

    • Carlos Fernandes says:

      ??? De acordo com o jornal, nas últimas semanas, foram efetuadas duas ordens de compra de aparelhos: a primeira de 260 mil unidades e a segunda de 75 mil. Logo não pode ser a própria pessoa a comprar.

  6. KT99 says:

    Bom dia amigos, vou entrar para a universidade e pedi aos meus pais um portatil para o curso. Acham o legion 7 com 32gb de ram, 2070 max q e ryzen 4800h , ecra 1080p IPS 144hz por 2200euros bom ou vale a pena esperar pelos 3070 e ryzen 5800h?

  7. Manuel Silva says:

    As máquinas que têm sido entregues são da INSYS e da JP Sá Couto, sendo i3 de 14″… com ssd de 256 e 8Gb de ram. Podemos considerá-las suficientes para o que se destinam.

    • Jorge Carvalho says:

      Outra vez a Jp ?

      Continuem ….

      • Manuel da Costa says:

        Uma empresa que tem como sócios deputados do PSD, pediu 2530 euros (já com IVA) por cada computador, para entregar 2000 computadores até 17 de Março de 2021. Computadores Lenovo que custam 499 euros nas lojas comerciais… a desculpa era que a diferença de preço era por causa de importarem os 2000, algo que nenhuma loja nacional tem disponível. Os senhores deputados não quiseram falar sobre essa proposta…

      • Carlos Fernandes says:

        Lenovo e HP, estão com muita procura e com prazo de entrega dilatado

  8. j says:

    Olha uma pen do CDS-PP. Hehehehe

  9. Pirata das cabernas says:

    mas isso não está prometido quase ha um ano ?

    • Manuel da Costa says:

      Sim… o problema foi que no concurso de Setembro apareceram 3 proposta. A mais baixa eram 640 euros por cada computador. A mais alta 4300 euros por cada um.

      • JF says:

        Não sei porque se fazem estas afirmações de “fake news”. Basta ver no Portal Base para constatar que os portáteis foram adquiridos abaixo do preço base do concurso de 255€ e 280€ para um 14″+Core-i3+8GB+256SSD+4G/LTE+Mochila+Headphones… acho que as escolas e os alunos ficam bem servidos. A minha fica de certeza. 🙂

  10. Berto says:

    Mesmo que isso seja verdade, também vão ter de pensar na questão da ligação á internet, estou em tele trabalho e quando preciso de fazer uma reuniao com audio e video mais ninguem em casa pode utilizar a internet. Tenho atualmente 1mb por 4G por não chega cá mais nada.

    • Manuel da Costa says:

      Reduza a qualidade do vídeo a 144p. Pare reuniões, nunca se devia usar mais de 360p (ou qualidade reduzida) nos programas. Não tem qualquer uso estar a gastar 90% da banda para ter ultra HD nos vídeos, 90% das pessoas deixa ficar isso… porque não sabe mexer nas definições.

    • nimboos says:

      Berto, experimente comutar para 3G. Já me apercebi que quando a rede 4G está saturada a rede 3G funciona muito bem. Pelo menos deverá garantir velocidades superiores a 1mb.

      • Bruno Mota says:

        Concordo plenamente. Dou o meu exemplo. Moro em Toulouse, França, tenho 5G na área de residência, mas a 5G é mais lenta do que a 4G ou até do que a 3G.
        Quando opto por alterar para 3G obtenho mais largura de banda.
        Há tanta gente a aceder às redes 5G e 4G que em áreas com muita população o débito é muito limitado.

  11. B@rão Vermelho says:

    Vamos ver é a quem chegas os PC, se realmente é a quem precisa ou a quem é mais esperto.
    Ainda me lembro dos meu tempos de escola os apoios do SASE, raramente chegava a quem devia, geralmente era para aqueles que passavam ferias na neve de inverno e o papa ia buscar o filho de BMW.

  12. jaugusto says:

    A partir de março, tipo abril, maio, junho …
    Depois ” …nas ultimas semanas foram efectuadas ordens de compra”!! A sério nas ultimas semanas. tipo a pandemia apareceu agora nestas ultimas semanas!!!
    Estourar 400 milhoes em pc’s, então e os conteúdos, e as escolas que continuam com obras á espera do dia são numca, tipo aquecimento?

    • Há cada gajo says:

      Com pandemia, não há aquecimento nas escolas. Aliás, o aquecimento é muito confortável, mas só isso. Com aquecimento há muito mais problemas de que sem ele.

  13. ToFerreira says:

    De muitas promessas está o nosso país cheio.

  14. Mira says:

    Ministério da Educação da treta.
    Ministro incompetente.

  15. João says:

    O mesmo ministério que disse que estava tudo preparado para dar aulas online se fosse caso disso?
    Deve ser piada. A minha filha esteve meio ano sem aulas, sem praticamente nenhum acompanhamento.
    E tantas escolas privadas logo em Março de 2020 já davam todas as aulas online? Têm mais recursos que o ministério? Mais dinheiro? Melhores professores? Até ganham é menos no privado.
    O governo prometeu computadores em setembro… nada. depois no primeiro período. Agora no segundo semestre. Daqui a nada dá para os putos verem uns filmes do pornhub no verão e em setembro já queimaram. Mas claro, só para os do costume. Vai ser um tal ver pcs à venda no olx e nas bancas das feiras, tal como no tempo do Magalhães. Não aprendemos nada, porra!
    O meu pc morreu em Maio do ano passado. Ainda era um core 2 duo. Já era velho como tudo mas ía dando conta do recado para o que era preciso… E quase nem comprei um. Mas lá fiz o esforço a pensar na eventualidade de algum teletrabalho e tele escola. E paguei-o claro, porque a mim ninguém me dá nada. Devo ser rico. Nem me derem desconto nos imposto por a minha filha não ter tido aulas meio ano. Se fosse uma escola privada certamente não pagaria, certo? E os funcionários iriam, no mínimo, para lay off tal como em muitas e muitas empresas. Mas o estado é melhor que os outros, não é? Gostava eu de ter dinheiro para a minha filha andar numa escola privada. Está mais que visto que esses resolvem problemas em vez de atirar para a frente.
    Há quem não possa comprar um computador, é verdade, mas, como sempre, se calhar são ajudados mais depressa os que não precisam e gastam é o dinheiro todo nos cafés e tabaco. Se calhar agora podiam aproveitar para poupar algum, já que os tascos estão fechados. Mas ainda vão é aproveitar para ganhar umas lecas ao vender os computadores tal como muitos fizeram ao magalhães.
    Este ministro vive num mundo de fantasia. Não deve saber o que é uma escola. Não deve saber os magotes de gente que se aglomera ao portão porque não foram capazes de desfasar horários. Só na escola da minha filha são 250 alunos com 10 minutos de abertura do portão. E há escolas bem maiores. Não há espaço para distanciamento. Não há acrílicos separadores, e às vezes nem álcool gel há. Tiveram 10 meses para preparar alguma coisa e não fizeram absolutamente nada. Nem acompanhamento, nem aulas online, nem conteúdo informatizado. Absolutamente um desastre. E agora proíbem as escolas que deram corda aos sapatos e estão a dar aulas online desde Março. Esses sim, fizeram o que lhes competia. Acompanharam os alunos, deram aulas e ensinaram as crianças. A minha filha recebeu meia dúzia de emails em 6 meses e aborreceu-se todos os dias a ver a tele escola. Enfim. É vergonhoso.

    • Há cada gajo says:

      A tua filha não teve aulas porquê ? E não te iludas com os privados. Isso são mitos urbanos. Há muita coisa encoberta.

      • João says:

        Um amigo meu é professor no privado. Sei bem que ele deu as aulas todas. Não ouvi a vizinha do tio da prima do cão do motorista do tipo dos tremoços! Se uma escola privada se consegue mexer logo em Março de 2020, porque não as outras e as públicas também? Tem de haver vontade. É o grande mal do serviço público. Cai-lhes tudo no colo e depois não há pressa em resolver. Já no privado a malta se não der aulas, não recebe. O que andaram os professores do público a fazer aqueles meses todos?
        A minha filha não teve aulas porque as escolas fecharam de Março a Setembro. E recebeu meia dúzia de emails com “actividades”, uma delas jogar ás escondidas com os colegas. Se bem que demorou meses a encontra-los, confesso…hahahhaa

        • Há cada gajo says:

          É uma realidade paralela que não conheço, pois tanto no privado como no publico o que sei é que as aulas arrancaram logo que foi possivel em modo à distância. E tanto no publico como no privado. E o que sei é que as aulas foram diárias e cumpriram-se os horários anteriormente definidos.

      • Test User says:

        Não há ilusão no ranking escolas. Privados funcionam melhor que as públicas.

        • João says:

          E se calhar bem mais barato.
          Sinceramente, acho que a escola deveria ser sempre tendencialmente pública, mas bem gerida. Mas o que vemos, nas escolas e não só, é que, tendencialmente, os privados trabalham melhor, e mais barato.
          Eu quando preciso de ir fora da minha cidade em serviço, quando possível vou de transportes públicos, ou levo uma viatura da empresa (às vezes até de furgão se não houver mais nada disponível) e vou por aí a conduzir.
          E já presenciei várias vezes funcionários de serviços públicos que só se deslocam com motorista, motorista esse que depois fica a olhar para o boneco no carro. E simples técnicos, não estou a falar em “chefias”. Assim é complicado gastar pouco.

        • Há cada gajo says:

          Essa é uma enorme ilusão. Não há nos privados o desígnio da educação/formação dos jovens. O objetivo é só lucro. Não funcionam melhor. Teem é uma gestão economicista. A educação fica em segundo plano.

          • João says:

            Por isso é que chegam aos exames nacionais e têm melhores notas os alunos do privado do que os do público. Isso não é ilusão nenhuma.
            Cada caso é um caso, mas basta ver o ranking das escolas (pelos resultados dos exames nacionais que são iguais para todos) e percebe-se. Querem ter lucro? Acho muito bem que queiram e que façam gestão cuidada e poupada no que é possível. No público não há essa preocupação. Nem motivação por parte das pessoas. O salário é certo. Veja-se bem o encerramento de serviços públicos em 2020. Se muitas e muitas empresas encerraram e não tinham trabalho para os funcionários, pediram para gozarem férias antecipadas, ativaram layoff, etc… e no público? A primeira coisa que se lembraram foi que só aprovaram as regras de layoff para os privados. Quantos trabalhadores públicos estiveram em casa sem nada que fazer e nem férias gozaram nesse período? São mais que os outros?
            As escolas privadas têm sido fiscalizadas quanto às regras de distanciamento entre alunos, nos refeitórios, nas salas de aula, nos transportes quando o há. No público não. Temos os mesmos autocarros á pinha, as salas onde nem um acrílico há a separar miúdos. Muitas escolas nem sequer têm pessoal suficiente para vigiar os miúdos e, ao contrário do anunciado, não há mais pessoal nas escolas. Nem computadores que iriam estar disponíveis em setembro, nem aulas à distância que estava tudo pronto, enfim… afinal onde é a terra da ilusão?

          • Há cada gajo says:

            Tens de ir para o terreno para veres com os teus olhos em vez de te deixares levar pelas politiquices e pelo diz que disse. Tens de estar por dentro. A tua conversa é de café. Todos ouvimos isso. Mas poucos conhecem a realidade. Tu não conheces a realidade e por isso debitas à conta das coisas que vais lendo na net.

  16. Euéquesei says:

    Mas alguém acredita nesta gente?

  17. jimmypt says:

    Não faltará muito tempo,até aparecerem estes computadores a venda no OLX .Tal como aconteceu com o programa e-escola em anos passados.Espero que entreguem os computadores a que realmente precise.

    • Vítor M. says:

      Atenção que estes computadores serão “por empréstimo”. Há um contrato assinado para depois serem devolvidos.

      • João says:

        Vitor M
        Se bem me lembro, já no tempo do Gamalhães (e da e-escola) havia um acordo qualquer que não podiam vender os computadores. E ainda assim. Tal como os livros que têm de ser devolvidos e muitos não devolvem.
        É o mal…. Ou fazes isto ou senão… o problema é que já toda a gente sabe que não há senão.
        Curiosamente, lembro-me de no ano passado, durante o isolamento, o ministério da educação ter enviado um questionário aos pais para saber quem tinha computador. Devia ter dito que não, porra. E feito burro ainda esta semana gastei 40 euros em tinteiros para as coisas da minha filha, porque eu não preciso. Já dava para encomendar uma sushizada.

        Mais uma vez vamos ter a prova de que cada vez menos compensa trabalhar neste país.
        Se calhar a esta hora já tinha casa paga pelo estado ou renda de 30 euros. Rendimento social de inserção, majorado por ter filhos menores, agregado monoparental (que na verdade as crianças têm quase sempre pai e mãe, mas enfim), subsídios “avulsos” da Câmara Municipal para pagar água, luz e gás, refeições pagas na escola, ATL à borla. A ajudar á festa, não descontava IRS nem segurança social, não pagava IMI nem juros da casa, tinha subsídio de material escolar da Câmara, alimentos grátis do programa alimentar ou acesso a uma cantina social. E ainda assim tinha os mais pequenos na creche de manhã á noite onde pagaria 20 euros por mês, se tanto.
        E com tanta miséria tinha um telemóvel novo todos os anos, unhas de gel sempre arranjadinhas e cabelo pintado de 15 em 15 dias. E depois de levar os putos á escola e creche ia dar duas de letra até ao almoço no café, se não ficasse por lá a almoçar.
        Infelizmente conheço vários casos assim (não “ouvi dizer” conheço). E se calhar por causa de gente como esta, aqueles que realmente precisam são ostracizados e têm vergonha de pedir ajuda.
        Há miséria em Portugal, mas também há muitos aproveitarem-se.

    • Há cada gajo says:

      DEpois ainda se admiram de estas promessas demorarem a ser concretizadas. O que está previsto é entregar os pc´s aos alunos inscritos na acção social escolar.

  18. Fak says:

    So eu é que fiz a conta, e tipo… Cada computador fica a € 919,54?

    O computador anda caro… Sempre ouvi dizer que comprar em quantidade fica mais barato, afinal é o contrário…

    • MPaiva says:

      Boas. Também acho demasiado para um computador tipo “office” comprado em centenas de milhares de unidades.

    • JF says:

      Repito o comentário acima. Vejam os termos do concurso público no portal Base e constatem que os portáteis foram adquiridos abaixo do preço base do concurso de 255€ e 280€ para um 14″+Core-i3+8GB+256SSD+4G/LTE+Mochila+Headphones…

  19. nimboos says:

    App StayAway Covid já é compatível com iPhone 6 (iOS 12.5).
    https://apps.apple.com/pt/app/stayaway-covid/id1519479652

  20. PeterOak says:

    E o Zé Pagante sempre a contribuir!!

  21. kodiakshadows says:

    Bem podem ficar sentados à espera, se for como a última promessa. Eu espero que este e a ministra da Justiça e a da Saúde de demitam antes, porque já ninguém acredita neste tipos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.