Magalhães, o PC de Portugal além fronteiras!


Destaques PPLWARE

85 Respostas

  1. azeiteiros says:

    O disco rigido podia muito bem ser trocado por um SSD nem que tivesse menor capacidade, assim ficava com melhor desempenho e bem mais leve.

  2. Napalm_death says:

    E qual vai ser o SO?
    Na tv vi alguns com Caixa Mágica mas noutros pareceu-me ver o XP…

  3. anjodefogo says:

    @napalm_death

    Tendo em conta que J.P.Sá Couto é um Microsoft Partener… a intel namora com a Microsoft… ou eu muito me engano… os moços, assim como o meu filho, vão já levar com windows pelos olhos dentro…

    Com tantas distribuições linux gratuítas… que afinal chegam e sobram para o uso que o limitado pc vai ter, ex: caixa mágica servia perfeitamente… mais que não fosse, reduzia-se no custo do esado, com a supressão de ter de pagar o sistema operativo… e desta forma abria-se a mente, aos nossos herdeiros (futuras gerações) para outros mundo que não microsoft!

    Abraços!

  4. Voyager says:

    O nome Magalhães não é lá muito internacional…

  5. mauricio says:

    Numa das fotos dá para perceber que é o Windows XP que está instalado

  6. lcaos says:

    Pelas entrevistas o sistema que me pareceu ter é Linux. Parece-me é que já têm o hardware pronto mas que o software ainda não está lá… à tuga…

    Gostava era de saber se o software usado já virá todo pré-instalado e em open source. OO e afins.

    Gostava tb de saber e se tem wireless. Pelas imagens viu-se um usb, uma placa de rede, saída para colunas ou fones e micro.

    Não acredito muito no baixo custo se os custos de produção ficam em 180/unidade.

    O preço para os alunos parece que será 50€ / 30€ / grátis dependendo dos IRS das famílias.

    A ver vamos quando vier para o mercado se é competitivo com os acer ou lg mais baratos. Ou mesmo com os em segunda mão que começam a estar disponíveis com a mesma ou melhor configuração por 200€ / 250€.

  7. Gabriel Martínez says:

    Pelo que já li em inúmeros sites vai ter o Xindows XP e o Linux Caixa Mágica, à escolha.

    De todos os artigos que li o melhor é um que dizia assim:

    “In its constant battle with the OLPC (One Laptop per Children), Intel is selling half a million Classmate laptops to Portugal at maximum price of $78 each. An impressive deal… until they tell you they are going to make them in Portugal. I smell euro-politics everywhere here. Well played, Senhor Intel.”

    Fonte: http://gizmodo.com/

    Nota: Classmate laptops é como se chamam os “Magalhães” lá fora. Na Índia acho que se chama Onia… Ou seja este contrato inovador não é assim tão inovador para a Intel.

    Cumps

  8. Que internacionalização? Globalizar o Magalhães? Que saiba, o Magalhães é/vai ser uma adaptação nacional do Classmate PC que a Intel apresentou em Abril, em Shangai. Aliás, já está à venda na Índia e Inglaterra, com os nomes MiLeap X e JumPC respectivamente…

    Ou seja, o Magalhães é uma versão produzida em Portugal, sob licença da Intel, algo bem diferente do que a imprensa e governo tentam passar.

    Para a Intel, o interesse estratégico principal é combater o OLPC, de Nicholas Negroponte. Segundo alguns analistas (Arstecnica, por exemplo), este acordo poderá ser a machadada final no futuro dos OLPC.

    PS – Não tenho nada contra esta iniciativa, muito pelo contrário, é algo muito positivo para o país. Era bom que a imprensa (e alguns blogues) parassem com a ficção, e deixassem de vender a história adulterada…

  9. Lápis Azul says:

    Só desejo melhor sorte que o verdadeiro Magalhães…

  10. RW says:

    1º computador portátil feito em Portugal?

    Olhem que não.

  11. francisco says:

    Teclado QWERTY e acesso à internet!! uau! que inovação!

  12. Vítor Araújo says:

    A tal internacionalização refere-se muito provavelmente a exportar os próprios pc’s, vindos da tal fábrica de Matosinhos, e não a ideia, que essa já existe há muito tempo. Sempre é uma forma de exportar a nossa tecnologia (hardware)

  13. Ferreira says:

    “Levar com Windows pelos olhos dentro”…

    Sinceramente, acham mesmo que os putos sabem o que é isso ou estão interessados nos vossos fundamentalismos?

  14. terabyte2000 says:

    Nos anos 80, havia uma empresa aqui no Brasil chamada Prológica, que produziu o primeiro computador brasileiro compatível com o TRS80. Era o CP500. Eu adquiri um em 1982, e ainda o tenho (e funciona perfeitamente!!!).Pergunta: é a mesma empresa citada acima?
    Nunca mais ouvi nada a respeito dela aqui no Brasil. Será que ela resolveu atravessar o Atlântico? Alguém poderia me responder?
    Abraços

    http://terabyte2000.freeo.net/

  15. Jamie says:

    A minha grande preocupação não são os diversos interesses metidos nesta
    aparente vantagem para as nossas crianças.
    A minha preocupação é com a saúde deles.
    Enquanto que agora só começam, de uma maneira geral, a rebentarem com
    os olhos por volta dos 11 ou 12 anos, mesmo não esquecendo a fragilidade
    deste orgão em tão tenra idade, o que dizer da falta de exercício físico mais
    que falado para a falta de saúde dos pequenos.
    E é ver os cús a alargarem e o colesterol a aumentarem prematuramente.
    Mas como o que interessa é o consumo desenfreado e os lucros também
    não há ninguém que se lembre deste pormenor mais que importante.
    Ora se fossem mas é bugiar com este grande avanço !

  16. Jwv says:

    Não percebo esta gente.

    Se já estavam a pensar em internacionalizar o produto o nome Magalhães e pouco favorável. Já estou a imaginar um inglês a prenunciar o nome Magalhães.

    Outro ponto: Que SO irá trazer? Está mais que visto que irá ser um produto Microsoft. Mas porque que raio Microsoft? Ainda chamam isso inovar?

    Acho um projecto de louvar, ainda mais ser produzido em Portugal, mas como sempre com as suas falhas ou “interesses”.

  17. João Ferreira says:

    Acho engraçado esta encenação à volta do Magalhães.
    A Intel vai fabricar um novo low cost computador e quer desfazer-se do stock dos “Classmate” (aqui vão chamar-lhe Magalhães), e encontrou em Portugal um lugar propício para isso. Típico de País terceiro-mundista.

  18. anjodefogo says:

    @Ferreira

    Carissimo… pelo teu comentário… vejo que és um microgaitas dependente… se não mesmo empregado dele!

    Como não sabes usar linux, chamas-me a mim fundamentalista! Cabe-me a mim chamar-te… básico!!!

    Fundamentalismo não! O meu filho, como é menor, cabe-me a mim, dar-lhe outras visões… nomeadamente linux! Dar-lhe uma educação condigna, com principios, que fuja aos lobies aqui já citados nos post anteriores!

    Com linux, mais que nãp seja, não precia de ter um SO pirata, pois a maioria dos SO linux são freewares… ninguém te obriga a nada!!!

    Fica bem!

  19. CarlosMC says:

    @anjodefogo:
    Talvez o governo prefira um país de acéfalos acomodados que não questionem nada…

  20. Ferreira says:

    @anjodefogo Mac user here. Além disso não sei em que te baseias para dizer que não sei usar Linux, já que não me conheces de lado nenhum.

    Mas pronto, tudo bem, parece que por algum motivo é preferível os putos levarem com Linux pelos olhos dentro, já que nesse caso não há problema…

  21. CarlosMC says:

    @terabyte2000:
    Não, a portugesa é uma empresa comercial.
    Não eram eles que tinham a representação da Apple (que má fama ganharam…)? E pela navegação do site deles, é melhor não se meterem no desenho da gui do portátil…

    http://www.prologica.pt
    http://www.prologica.com.pt
    http://www.prologica.com.br

  22. aver says:

    Fernão de Magalhães, Fernando de Magalhanes ou Ferdinand Magellan, tanto faz.

    Concordo inteiramente que as crianças aos 6-7 anos tenham computador pessoal e acesso, acompanhado, à internet. O programa e.escolinha parece uma excelente ideia.

  23. Paulo Simões says:

    Pessoalmente considero este projecto ridículo… agora que as empresas estão a investir em projectos de portáteis low cost e com bom desgin. Estes investem num tijolo, feio como tudo.

  24. viperbruno says:

    1-O objectivo e os putos terem uma habituacao desde de cedo com oculos, deixarem de escrever porque para passarem a escrever pk, entre outros exemplos?

    2- Assim e que é: os putos nao sabem defender-se dos perigos da net e colocam como sistema operational XP? POdiam ter posto linux (quanto mais limitado menos trabalho da os papas depois para compor o pc) ou mesmo windows vista home basic pois e seguro e mostra o futuro em vez do passado da MS. O windows 7 vai ter o mesmo nucleo que o vista entao era muito facil para eles se habituarem ao futuro da MS.

    É a minha opiniao, querem que portugal fique com a mania dos computadores?!

  25. RW says:

    “Mas pronto, tudo bem, parece que por algum motivo é preferível os putos levarem com Linux pelos olhos dentro, já que nesse caso não há problema…”

    Não sei porque dizes isso. Qual o mal de se usar Linux ou FreeBSD, Solaris, ou seja o que for? Somos todos obrigados a levar com o Windows? Eu, felizmente, tenho a liberdade de escolher o sistema operativo que quero usar. Não o que querem que eu use. Era o que mais me faltava…

    Pessoalmente, sou da opinião que nenhum computador devia vir com sistema operativo instalado. A escolha seria do utilizador que diria, quero M ou N, etc sistema operativo no meu computador.

    Porque razão quando se compra um computador (à excepção dos Mac) este já vem com a porra do windows instalado? Eu nem sequer o pedi. Este veio porque há acordos entre Microsoft e fabricantes.

    Além do mais se os pais instalarem o Linux nos pcs do filhos, ou se este já vier instalado de raíz, até os estão a incentivar a usar software livre e gratuito. Se calhar é um bom caminho para acabarem com a pirataria… começarem nos miudos… e talvez de futuro vejamos a Micro$oft a ir por outras paragens, e se desenvolvam mais e melhores aplicações para Linux. Já existem muitas e excelentes, mas poderiam ser mais e melhores, caso se usasse mais o Linux e software livre.

    Mas é só a minha opinião.

  26. terabyte2000 says:

    @CarlosMC

    Obrigado pela informação, meu amigo. Realmente não acreditei que seria a mesma empresa, mas, sabe-se lá..
    Bons tempos aqueles do TRS80: o Prológica CP500 está ligado aqui, ao lado, com o seu monitor verde característico, o velho cursor a piscar, esperando que eu coloque um disquete de 5 1/4 polegadas ou uma fita cassete no gravador, ansioso para ter sua imensa RAM (48 Kb!!!) preenchida com uma aplicação (Eu usava muito o DBASE…..)
    Abraços

    http://terabyte2000.freeo.net/

  27. ZeX says:

    “Magalhães, o PC de Portugal além fronteiras!”

    Isto é soundbyte de agência noticiosa. Sendo este um blog que se presupõe mais técnico não vos ficava melhor desmontarem mais este embuste do Sr. “fax” Engº?

  28. Ferreira says:

    @RW É o mesmo mal de usar Windows. Nenhum. E sim, já há portáteis a serem incluídos com Linux. Se não queres um dos que vêm com Windows, compras um dos outros. Simples.

  29. Rui says:

    @ Tiago Salgado , subscrevo…

    E acrescento que , apesar de estar a favor de algumas politicas que o “eng” levou a cabo, quer-me parecer primeiro que: Isto vai ser um bom negócio para as operadoras móveis, já para não falar para a própria JP , que já tem assegurados pelo menos 500 mil , todos eles FINANCIADOS por quem trabalha, porventura para alguns que ganham dinheiro suficiente para comprar um topo de gama por mês …. Segundo , achei verdadeiramente RIDÍCULA a ênfase que se deu a este assunto, bem como á apresentação cheia de “show off”, sendo que foi a primeira vez que vi um primeiro ministro de um país civilizado estar a apresentar um produto comercial sobre o qual não tem os mínimos de conhecimentos técnicos para o fazer, chegando ao ridículo de dizer que o portátil é de ultima geração. Terceiro e para finalizar, Tsunami p.e. tb é “nacional” ,e não me lembro de assistir a tamanha propaganda aquando da sua criação… Ah já sei porquê… Não fez nenhuma parceria com o governo da altura…

  30. viperbruno says:

    Estupidez mas pode acontecer:

    Um puto A (cranio para a idade) diz no msn:
    OLha, queres um ficheiro que poe o pc bue fixe?

    O puto B:
    Sim

    Puto A: Vou-te enviar:
    Depois de acabar o download.

    O puto A:
    Clica duas vezes nele.

    Puto B:
    OK

    Ficheiro com extencao *.bat
    Instrucoes do comando:
    format C:

    Por exemplo e isto nao e nada;
    Pode enviar um killAV e depois um virus ou algo assim

    Vamos fazer um assistencia remota bora la.
    Como se faz?
    Eu ensino-te…

    E apenas um alerta e peco que nao comentem este comentario de forma negativa.

  31. Nuno Amaral says:

    Lá estão os Anti-Microsoft aqui a falarem…

    Se voces gostam de Linux usem-no voçês!!!!

    Se para uma criança mexer no XP já deve ser complicado imaginem com o Linux….

    Quando o Linux estiver no nivel do XP, a nivel de usabilidade, funções, etc isso já é outra conversa.

  32. hugo says:

    @viperbruno

    Não me leves a mal, mas os pais nem devem permitir os Putos (A,B,C,etc.), terem o msm ou algo parecido. Aliás penso que para estas idades os conteúdos têm de estar bem controlados.

  33. Xico Bandito says:

    Não se cansam de dizer mal?
    Será que nunca nada está bem?
    E o problema é que normalmente não fazem a mínima ideia do que escrevem…

  34. Muito fixe esta iniciativa de Portugal…..
    Apoio plenamente!
    http://byteflash@sapo.pt
    Abraço, aproveito e faço “publicidade”lol visitem o site e dêm opinião, OBRIGADO.

  35. Kaixas says:

    @Rui:
    JP Sá Couto são os donos da Tsunami.

  36. Mr.Jones says:

    Xico Bandito, aqui ninguém está a dizer mal de nada, nem de niguém. Está isso sim, julgo eu, a haver uma discussão saudável sobre um assunto. O que acho perfeitamente normal.

    Agora quanto a sistema A versus B versus C, etc, cada um usa aquele que mais lhe convier.

    Tal como o RW mencionou, eu também não concordo com os acordos entre Microsoft e fabricantes, para que o Windows venha instalado de raíz. Tudo bem, hoje em dia já começa a haver fabricantes que incluem o Linux. Mas é uma gota no oceano.

    @Nuno Amaral

    Dizes isto:

    “Lá estão os Anti-Microsoft aqui a falarem…

    Se voces gostam de Linux usem-no voçês!!!!

    Se para uma criança mexer no XP já deve ser complicado imaginem com o Linux….

    Quando o Linux estiver no nivel do XP, a nivel de usabilidade, funções, etc isso já é outra conversa.”

    Pelas palavras que escreveste, eu diria, que tu é que és o anti-que-não-seja-produto-Microsoft.

    Ninguém tem nada a ver se X fulano/fulana usa Linux ou Windows ou Solaris, etc, tal como o RW mencionou estes sistemas. Cada um usa o que quer.

    O RW mencionou algo e muitissimo bem, o uso de sistemas e software livre vai fazer com que estes mesmos cresçam e que os jovens de agora com o passar do tempo irão subjugar a pirataria, pois não irá haver a necessidade dela, porque irão existir cada vez mais aplicações livres e melhores.

    O que é que uma criança vai fazer num pc com windows que não faça num com linux ou outro sistema? Talvez jogar os jogos mais conhecidos. Nada mais. De resto têm tudo o que têm num pc com windows.

    Fundamentem antes de dizerem tais coisas.

  37. Nuno Amaral says:

    @Mr.Jones,

    jovem o que eu quis dizer é: Porque é que em quase todos os comentarios neste site e noutros estão sempre a falar mal da microsoft???

    Lembrem-se que se fosse a MS hoje provavelmente não estariam a mexer num pc.

  38. Rui says:

    @ Kaixas…

    Ora ai está !!! Estava a ver que ninguém chegava lá
    Precisamente por isso , é que eu axo isto uma propaganda feita ao jeito e medida deste governo !!!
    Já para não falar, como disse anteriormente dos titulos sensionalistas tipo “1º computador fabricado em portugal” , epá este tem tanto de português como o Tsunami !(Mas existem mais…Alguns ate que desconhecia, ate a semana passada).

    @Xico Bandito , não se trata de dizer mal ou bem , trata-se de chamar as coisas pelos NOMES.
    Este tipo de designações e títulos, so tem uma finalidade, é dar assunto, pra colocar em segundo plano problemas bem mais importantes! Com o desemprego que não tarda vai disparar ,com a chegada dos milhares de emigrantes que estão em espanha! A educação que caminha pro abismo, com resultados falseados, basta ver a diferença entre os resultados dos exames entre a 1ª e a 2ª fase,a diferença de rendimentos auferidos em media entre o Norte e o Sul, que caminha pra % nunca vistas, e podia caminhar por ai adiante…
    Ou pensam que é a dar computadores a tudo quanto é ser vivo , que vamos melhorar o pais?! Há problemas sérios que tem que ser resolvidos a curto prazo, e esses ainda nada vi para os alterar.
    Por isso, para mim este assunto é mais uma “politiquice” bem ao jeito do “eng”…

  39. Lápis Azul says:

    Amigos, sejam mais tolerantes uns com os outros! É preciso ter paciência p’ra ler enxurrada de maldicência que aqui vai. Mais uma vez se comprova a história do pescador e dos caranguejos… Quando há um ou mais portugueses que têm uma iniciativa, aparece sempre alguém a dizer mal e a puxar p’ra baixo em vez de incentivar! Ou é o nome, ou é o software, ou as caracteristicas, ou porque é em Matosinhos ou até porque hoje não choveu! Se o “magalhães sair uma “cagada”, amanhã irão fazer um “Bartolomeu Dias” ou um “Vasco da Gama” que será concerteza melhor. A isto se chama evolução e por algum lado tem de começar… Venha lá esse Magalhães e, como já tinha escrito, este que chegue a bom porto, que não tenha a mesma sorte do Magalhães original.

  40. maurycio says:

    Axo que aki ninguém está contra um ou outro SO. Como já foi falado neste blog, qualquer SO tem as suas mais valias. O que está em questão é não educar desde cedo as crianças a optarem apenas por Windows o que faz com que mais tarde estejam de tal maneira dependentes deste SO que não queiram outro SO. Por consequência quando afrontados com outros SO’s, acabam por desinteressar-se desses para voltarem a usar Windows. Isto pode ser ridículo, mas numa escala temporal, irá ter consequências. Vejam o caso dos professores de informática que apenas leccionam Microsoft, e quando abordados por outros SO’s e incentivados para leccionar ou até mesmo aprender, estão receptivos e acabam por mete-los de lado.
    Eu dou aulas de informática numa escola que me obriga a leccionar Windows, mas sempre falo e dou exemplos de outros Sistemas Operativos que existem no mercado. Levo sempre comigo Imagens para que possa mostrar aos alunos como muitas funcionalidades podem ser idêndicas. Há que abrir a mente e não prender as pessoas a um único SO. Deixar à escolha de cada um.
    O facto de o Magalhães trazer o Windows XP, se é que todos os Magalhães o trazem, espero que não bloqueie a instalação de outros SO’s

  41. Fernando says:

    Não sei para que são preciso computadores para o primeiro ciclo.
    Lá se vai e entretimento das crianças no recreio.
    Ainda lembro-me dos jogos de antigamente que jogava no recreio. Era uma alegria a sair disparados cá para fora por não aturar a professora durante 45 minutos.
    Jogava á bola, ás caricas, ao pião, caça e outros jogos. Convive-se em amizade e claro também existia também mirras da canalha. Foi uma infância com muita alegria.
    Agora com portáteis os putos vão crer é jogar jogos.
    Não saem de casa e não brincam.
    Conclusão, com convivem com crianças da mesma idade.
    O sedentarismo será uma grave problema no aumento de peso das crianças.
    Com esta idade não deveria tem computador.
    Vamos chegar ao cúmulo de não saberem escrever as letras no quadro de aula.
    Será bem mais fácil carregar num botão em vez de as escrever.

  42. Darkblonde says:

    os portateis sao para crianças. Elas querem la saber se é windows ou linux. querem e brincar e com o menor trabalho. E por serem crianças nao estao interessadas se o pc apanha com agua ou cai no chao. A menos que saibam fazer um portatil resistente e “fininnho” todo bonitinho e tudo mais nao critiquem este projecto. Se nao ha emprego é porque o governo nao vale nada, se sao criados 1000 postos de trabalho, é porque somos um pais do terceiro mundo. Sao mesmo do contra… Acho muito bem que estes projectos venham para Portugal, tenho orgulho na minha lingua e no meu pais, se os ingleses nao sabem pronunciar Magalhaes que aprendam que eu tambem tive que aprender ingles.

  43. Lápis Azul says:

    @Fernando
    Gostava de te levar comigo numa viagem no tempo… ir ter contigo ao tal recreio e oferecer-te um portátil! E depois queria ver se tu com 10, 11 ou 12 anos ias continuar a brincar com o pião…
    Cada brinquedo, cada criança, no seu tempo!
    Tu tinhas um pião e eras feliz.
    Eu tive bicicletas, Legos e o ZX Spectrum e fui feliz.
    Os meus filhos têm PC, consolas, DVD’s, Legos, bicicleta, tv por cabo e outras mil diversões, são saudaveis, e são dos melhores alunos da escola! E são felizes…

  44. Lápis Azul says:

    @Darkblonde
    Mais nada, tens toda a razão! O que é nacional é bom…

  45. JC says:

    Devia haver uma forma de obrigar a que apenas maiores de 18 anos ed idade e com mais de 1 dedo e meio de testa pudessem comentar 🙂

    Mas quantas vezes mais é preciso uma noticia desta importancia descambar em guerras de SO? Tenham juizo. Santa pachorra.

  46. dookie says:

    Concordo com este projecto tendo em conta que o uso do portátil deve ser muito bem acompanhado pelos encarregados das crianças. Acho que é bom acostumar logo as crianças a lidar com as novas tecnologias, pois na verdade, é o futuro que nos espera mas também o seu uso deve ser moderado dado que este leva a uma menor actividade física… e todos sabemos o quanto é importante “respirar o ar do campo, correr, transpirar, cair, saltar, jogar à bola, chorar porque uma abelha picou no braço e rir porque o amigo está cheio de lama na cara…”

    @Lápis Azul
    Concordo que “Cada brinquedo, cada criança, no seu tempo!” apesar de achar que os pais de hoje em dia não se preocupam muito com o bem estar físico dos filhos ao deixa-los passar 5 ou mais horas seguidas agarrados num jogo MMORPG até às 4h da manhã ou até mais tarde!
    Fiquei chocado quando perguntei a uma prima minha com 14 anos de idade a que horas se tinha levantado e porque estava cheia de olheiras e ela respondeu-me: “acordei às 17h da tarde porque me deitei às 6h30…estive a falar no msn…^^”
    A meu ver é preciso ser muito responsável e ter muito cuidado ao deixar as crianças “coladas” nestes novos projectos, que até têm boas intenções lá pelo meio, mas não deixo de achar que é uma boa iniciativa, sem criticar essa “novela” dos SOs e das marcas e dos fabricantes e etc…

    @Lápis Azul (again)
    “A isto se chama evolução e por algum lado tem de começar…”
    I agree!

    Fiquem bem!

  47. drm says:

    Parabéns aos autores pela iniciativa!

    Acho que deveriam aproveitar o projecto Magalhães para ir mais além da questão tecnológica e “futurista”.

    Deveriam aproveitar a “febre” e intervir a fundo na educação e nas questões ambientais e disponibilizar um canal onde os pais pudessem investir na compra de manuais escolares em formato PDF ou outro, evitando mochilas carregadas e problemas de saúde. O que importa é carregar os neurónios da rapaziada com mais conhecimento e deixar mais tempo livre para actividades lúdicas e sociais.

    E já agora consultas no oftamologista e no dentista gratuitas para todos os estudantes menores de 16 anos.

    Só tecnologia não basta! é preciso ir mais além…
    Haja mais saúde e educação!

  48. Olá!
    Também penso que o nome não será o mais indicado para um computador… sugiro um nome abreviado: Mag de (Mag)alhães!
    Parabéns por este post e pelo vosso projecto!

    Um abraço,
    Paulo Freixinho (autor de Palavras Cruzadas)

  49. ZeX says:

    “Mas quantas vezes mais é preciso uma noticia desta importancia (…)”

    Mas esta noticia tem assim tanta importância porquê? Porque o Engº do Fax resolveu comprar mais meio milhão de computadores à Intel e anunciar a coisa como se tivesse novamente descoberto o caminho marítimo para a Índia? Por acaso é o Sr. Engº do Fax que os vai pagar do bolso dele?

    Também já vi aqui uns louvores à “criação” de empregos… E que tal chamar as coisas pelos nome e mencionar a coisa como “compra” de empregos? É assim tão difícil subtrair ao preço de custo das maquinas o valor pelo qual elas vão ser “dadas” e dividir esse valor pelos tais 400 postos de trabalho a serem “criados”?

    Acaso Portugal fica com os direitos da plataforma? Pode desenhar maquinas diferentes baseadas no “Classmate”? Então porque é que o computador é Português?

    E como isto parece ser muito difícil de perceber à primeira vou tentar mais uma vez.

    A WW Sharon foi/é montada em Palmela. Alguém ja se referiu a ela como a mini-van portuguesa? E o Sirocco? Também vai ser o primeiro desportivo português?

    Porque é que a acefalia continua a ganhar cada vez mais adeptos em Portugal? Também faz parte do Plano Tecnológico? Do smarter machines always result in dumber users? 🙂

  50. Paulo says:

    Quanto à Prológica, acho que não é a mesma que a brasileira (no Brasil foi mesmo dos fabricantes mais conhecidos, lembro-me bem) – acho que ambas existiam nos anos 80, mas devem ser completamente distintas – são aquelas coincidências ou ‘inspirações’ que normalmente acontecem no mundo.

    É mesmo maravilhoso um portátil destes vir com linux, também com a quantidade de Linux vocacionados a crianças, como o OLPC ou Edubuntu. E o facto de aparecerem portateis equivalentes como o Asus-eeepc ou o Acer-AspireOne a fazer um sucesso enorme nas lojas com o Linux, só mostra que, não só o ms-Windows (incluindo o Vista e o Midori) já estão completamente desacreditados e obsoletos, como de certeza duplicariam o preço do portátil (como aconteceu com o equivalente da HP), já que o Windows toda a gente sabe que é um sistema que para além de dispendioso, é conhecidíssimo pela péssima qualidade e com tendencia a piorar.

  51. viperbruno says:

    @hugo

    Eu nao acho ma ideia mas tem de haver o tal controlo como tu falas-te…

  52. Leal says:

    Meus amigos, eu pessoalmente não tenho nada contra a Microsoft e tão pouco contra o XP, tenho uma grande simpatia pelo mundo Linux.
    Quanto ao que aqui vem a ser discutido sobre o Magalhães vir com este ou com outro Sistema Operativo só posso dizer:
    Com o XP vão bem servidos e com o Caixa Mágica igualmente bem servidos vão.
    O XP tem aplicações melhores e mais actualizadas enquanto que com o Linux a criança pode usar o computador mas não se vai viciar principalmente no que diz respeito aos jogos jogos, pois este não lhe permite correr jogos da mesma forma que com o XP.
    A criança vê mais o computador como um instrumento de trabalho ou diversão mas não como uma máquina de jogos. (Embora que pelas características este Magalhães não vai permitir jogar grandes jogos)
    É bom que para as crianças (e pais) conheçam que existem outros sistemas operativos para alem do Windows e que estes estejam receptivos para eles assim como o estiveram para com o Windows. Caso contrário verão os seus filhos a ficarem dependentes da Microsoft e tudo por causa dos jogos. Ou então acontecer-lhe -á o mesmo que me aconteceu a mim, só há coisa de 2 ou 3 anos é que soube que havia vida para alem do Windows.

  53. Ricardo Goulart says:

    É muito engraçado, primeiro o computador não vai ser feito em Portugal, vai ser MONTADO, o que é lijeiramente diferente…
    O Magalhães, como é conhecido aqui em Portugal, também se encontra na China e no rasil e sei lá mais aonde, sempre com nomes diferentes, isto é tudo um esquema da intel, pois as peças são da mesma, apenas muda a carcaça de fora, pois o “Magalhães” tem os mesmos componentes que o computador da intel tinha em 2006….
    E estas caracteríscticas são uma ganda porcaria
    Características dos equipamentos:
    Processador: Intel Celeron M 900MHz
    Memória RAM: 512 MB
    Disco Rígido: 30 GB
    Ecrã: 7”, LCD, 800 × 480
    Câmara frontal: 0.3 MP
    Teclado: QWERTY, Resistente a líquidos
    Bateria: 6 células
    Peso: Menos de 1.45 Kg

  54. Do Contra-Contra says:

    Ó Che Guevaras Digitais…vai ter ou Windows ou Linux.

  55. jorge says:

    bom parece uma brincadeira os dados técnicas e de perguntar o que se pode fazer com uma coisa tão fraca para completar deve vir com o windows 95 …:-) tanto computadores que se podia reciclar com mecânicas certamente superiores vai se gastar dinheiro assim claro que as empresas que produzem este tipo de equipamento são empenas empresas “empregadas” da intel microsoft com a cumplicidade do governo claro !!
    é assustador o como as grandes empresas portuguesas se deixam facilmente convencer pelo gigante da intel microsoft á utilizar de maneira totalmente cega os as suas tecnicas e não programas livres

  56. Renato Paupério says:

    Boas.
    Na minha opnião tem o seu ponto positivo e negativo.

    Ponto Positivo;

    As crianças começam desde de cedo a aprender a utilizar o computador.
    Os preços dos computadores são de facil acesso até mesmo as familias mais pobres (que ate podem ser mesmo gratuitos).
    Podem começar a ser feitas aulas com melhores condições e com novos planos para o desenvolvimento mental das crianças na aprendizagem.

    Pontos negativos;

    As crianças entre os 6 e 10 anos, precisam de saber escrever no papel, fazer contas a mau, e muitas mais coisas que ate agora sempre foi feito nas escolas. Com isto daqui a uns anos, iria ser feito um carimbo para quando essas crianças tirarem o Bilhete de Identidade carimba-sem “Não sabe escrever a mão”.

    Este projecto se for levado com cautela. e com as suas limitações poderá ajudar bastante no desenvolvimento de Portugal.
    Na minha opinião, mais uma boa ideia do Eng. José Sócrates para o nosso pais.

    Quanto ao sistema operativo, eu diria, com 30 Gb e já que o portátil não deve ser para multimédia (filmes, vídeos, musicas, e jogos)… Acho que uma partição de 10 Gb com Linux, e 20 para Windows ficaria bem. Assim as crianças poderiam mesmo escolher qual o Sistema Operativo a usar.

    Abraços
    Renato Paupério

  57. viperbruno says:

    @Paulo

    Diz algo que faca sentido…. “O windows tem tendencia a perder qualidade” O windows vista é muito superior que o win XP e o win XP e superior que o win 98, etc…

  58. Andre says:

    Caríssimos,

    Preço desculpa pelo drive-by, mas tanta misinformation numa só thread mete medo:

    1 – O Classmate é uma plataforma e não um produto acabado.

    2 – A Intel não vende nem fabrica portáteis. Cria sobretudo, processadores e chipsets definindo normas e standards para os fabricantes implementarem. A Intel não está a vender um portáitl a Portugal (não há nenhum stock!), está sim a LICENCIAR uma plataforma (Classmate).

    3 – A JP Sá Couto é tanto um fabricante de portáteis como a Toshiba, Asus ou Acer. Fazem todas o mesmo: compram componentes a terceiros e montam tudo num só produto. Isso é a definição de fabrico OEM.

    4- O portátil é sim de última tecnologia. Tecnologia não tem a ver só com as specs do bicho (há mainframes dos anos 90 que são bem mais potentes que qualquer portátil recente e garanto-vos que esses mainframes estão mais do que obsoletos). É também última tecnologia construir um portátil com aqueles specs a preços muito baixos. Um baixo custo de produção é por si só uma inovação tecnológica.

    5- Preso por ter cão e não ter. Se o portátil viesse só com Windows tinhamos os pinguins a pedir a cabeça do primeiro ministro. Se visse só com Linux tinhamos o Pacheco Pereira a dizer que o tipo era um idealista. Como temos os dois sistemas, critica-se a indefinição. Lindo.

    6 – Um disco SSD custa os olhos da cara. O mais pequeno actualmente à venda tem um preço 2X superior ao custo de produção do portáil (180 Euros).

    7 – O OLPC tem um custo de produção de 256 doláres, é mais caro que o Classmate.

    8 – Cabe a um governo obter o melhor negócio possível em prol dos interesses de um país. Aproveitar a necessidade urgente da Intel em fazer vingar o projecto Classmate foi uma boa prestação negocial por parte do Min. dos Neg. Estr..

    9 – Jogava-se ao pião na escola porque não havia computadores nem consolas. Obrigar as crianças a regredir tecnologicamente no seu comportamento lúdico é semelhante a dizer que devíamos comer com as mãos porque era o que os homens das cavernas faziam.

    10 – A Sirocco não é um carro português porque os direitos de licenciamento são alemães. O Magalhães é um computador português porque os direitos de produção são portugueses. Parece-me simples.

    11 – “Eu tive bicicletas, Legos e o ZX Spectrum e fui feliz.”. Ora aí está. Há uma geração inteira de tugas que cresceu com o Spectrum. E essa geração sabe o que faz. Essa geração tem conhecimentos e cultura informática competitiva com o resto do mundo. Fazer um “Spectrum Português” e torná-lo de acesso geral e gratuito é uma boa jogada. E desafio qualquer pessoa que aqui teve um Spectrum na sua infância a negá lo.

    12 – “Enquanto que agora só começam, de uma maneira geral, a rebentarem com os olhos por volta dos 11 ou 12 anos, mesmo não esquecendo a fragilidade deste orgão em tão tenra idade” – Aposto que a Inquisição dizia o mesmo dos livros no século 14.

    Último comentário:

    Custa-me compreender como é que o nosso país alguma vez ultrapassará a crise de confiança endémica que o caracteriza já há alguns séculos. Os posts de blogs e comentários associados a esta iniciativa, são na sua grande maioria negativos.

    Não bastasse as criticas serem contraditórias entre si, o seus autores recusam preentoriamente a assumir qualquer alternativa.

    Fez-se alguma coisa? É mau.
    O q? tem impacto nacional? É péssimo.
    Não me digas, tem implicações globais? Horrível!

    Parece que quanto maior a iniciativa e mais esforço existe para finalmente o país pensar em GRANDE. Mais medíocre é a reacção. Não defendendo uma posição acomodada por parte dos cidadãos às políticas de um qualquer governo (contestação sempre!). Mas cabe-nos a nós incentivar as iniciativas dos políticos cujos objectivos sejam melhorar a posição do nosso país no estrangeiro.

    Não gostava nada do Durão, mas fui o primeiro a admitir que foi muito bom para o país ele ir para presidente da UE.

    Detestei o Guterres, mas entusiasmou-me que ele fosse para alto Representante dos Refugiados na ONU (a caminho de provavelmente ser secretário geral).

    Nunca fui muito patriota mas quero uma vida melhor para mim e para a minha família. E sim, um portátil para as crianças é a versão moderna de os “ensinar a pescar”.

  59. Amélia Pereira says:

    Pois, realmente acho que essa aversão ao Windows já é demais… sou simpatizante da ideia do Linux… mas na prática, pois prefiro de longe o Windows. Comodidade talvez, mas dá menos chatices. Com a variedade de aplicações que uso ,e a maioria nem funciona no Linux…
    Assim, vou querer que o meu filho trabalhe num SO igual.
    Só espero qeu os PCs venham com, pelo menos, 1 Gb RAM (512, hoje em dia, já não se justifica) e melhor processador. 9″ seria melhor. 7″ parece-me pouco. Usando discos HDD 2.5″, deviamos falar em pelo menos 80 Gb.
    Levanta-se uma dúvida: estes PCs não são para serem levados para a escola, pois não? É que ficariam sem eles em 0,5 segundos

  60. ZeX says:

    “10 – A Sirocco não é um carro português porque os direitos de licenciamento são alemães. O Magalhães é um computador português porque os direitos de produção são portugueses. Parece-me simples.”

    Pode-se alterar cá a plataforma “a gosto” ou apenas foram comprados os direitos para a montagem e venda dos Classmate? Montá-lo cá transforma-o num computador português? E se é o “primeiro” em que lugar se classificam os “Tsunami”? 🙂

    11 – Fazer um “Spectrum Português” e torná-lo de acesso geral e gratuito é uma boa jogada. E desafio qualquer pessoa que aqui teve um Spectrum na sua infância a negá lo.

    Tive um ZX-81 e um ZX-Spectrum. Tanto quanto me lembro, a Timex, na altura produziu, vendeu e exportou todas estas maquinas por sua exclusiva conta e risco. Não teve qualquer pré-encomenda do Estado ou vendas subsidiadas e garantidas para meio milhão de unidades. Não notas nenhuma diferença entre estas duas situações? 🙂

  61. henrique says:

    Lindo ver os nurds aliados com os trogloditas.

    Nurd – “ah e tal, tecnicamento não é bem o primeiro português porque já havia um computador em portugal e porque se fosse eu a fazer escolhia componentes mais exóticos para mostrar aos amigos (se os tivesse) que conheço muitas siglas”

    Troglodita – “o mundo está perdido! Qualquer dia ainda vêm aí para vacinar as crianças e por esgotos nas casas! É preciso proteger as crianças do progresso porque eu não me estou a dar nada bem com isso da electricidade que inventaram agora”.

    E os dois concordam e discordar do governo numa iniciativa que, não só é fundamentalmente boa para o páis, como ainda por cima foi bem divulgada. Só tenho pena que os meus filhos venham a pagar impostos para sustentar o subsidio de desemprego daqueles cujos os pais proibiram de ter computador.

  62. Notícia na Engadget: http://www.engadget.com/2008/03/24/intels-netbook-revealed-as-the-2go-pc/

    Afinal, os direitos de produção não foram adquiridos por Portugal? Porque estará outra empresa nos EUA a vender o mesmo equipamento?

  63. Miguel says:

    Concordo com algum pessoal porque ja com Xp e dificil trabalhar ” ” (para crianças da idade dos 6 aos 12) agora o linux ja é lixado de mais…

  64. fernando fraga says:

    caros leitores
    eu acho tudo isto muito bonito
    a serio
    mas hà algo que nao estao a ver
    os computadores provavelmente serao bons, muito bons
    Semelhantes que aqueles que se deram aos alunos do secundario originalmente
    reparem
    quem se inscreveu no inicio do e-escolas recebeu um portatil de 60 gigas de memoria
    nao foi avisado que iam existir pc melhores com o passar do tempo
    hoge em dia tem 200 gigas de memoria
    quem comprou dos outros agora nao pode trocar
    o que cria a seguinte situação:
    temos alunos do secundario a quem o estado portugues da portateis de 60 gigas
    e alunos da primaria a que da portatais de 30 gigas
    se continuarem a evoluir como evolui-o o e-escolas rapidamente serao melhores que os originais do secundario
    a memoria e somente um promenor
    eu pergunto: quem precisa mais de pc evoluido?
    alunos da primaria ou secundario?
    nao me levem a mal
    eu tenho um irmao que anda na primaria e vai ficar radiante…
    mas ainda ssim continu-o a ter razao

  65. sandra says:

    Caro fernando fraga , porque se acha mais merecedor dum bom pc que uma criança de primária? Será um bocadinho de inveja?? Por essa ordem de ideias os pais só deveriam dar aos filhos mais novos as coisas que já deram aos mais velhos, na mesma idade e iguais!! Isso é que seria uma evolução!!

    Se os tempos vão trazendo melhores equipamentos com os mesmos preços ou ainda melhores, não acha que se deve aproveitar?! As coisas são mesmo assim, estão sempre a evoluir e naturalmente que não se vai voltar atrás.

    Se tem um pc de 60 gigas por 150 euros não se queixe, há quem tenha pago 1000 euros por um de 40 gigas! Agora com esses 1000 euros comprava um de 500 gigas com 4x mais RAM etc…

    A inveja é uma coisa muito feia…..

  66. sem assunto. says:

    carissimos voces so dizem asneira, e um dual-boot nao?? vai ter linux e windows

  67. Randy says:

    OIÇAM BEM EU JA ESCREVI EM MUITOS COMENTARIOS QUE EU ESTOU NO 4º ANO E CHUMBEI 3 VEZES.
    PRIMEIRO NAO PRECISO DE UMA MEMORIA DO MAGALHAES E EM SEGUNDO EU NAO SOU POBRE. EU PAGAVA 10.000 SE FOSSE PRECISO. VIVO EM PORTUGAL E NAO VOU TER ESSE PC!!!! :@ :@ :@ >:( >:( >:(

  68. Barao says:

    De repente surgiram-me algumas questões………..
    Os putos vão ter de carregar com mais 1,5 Kg às costas?
    Os Professores vão finalmente aprender alguma coisa com os alunos?
    A Impressora vai custar mais que o PC?
    Os pais que nunca mexeram em PC, vão poder usá-lo? Trata-se de um PC Social, não é?
    Vem com joguinhos? É essencial para ter algum uso.
    Players de MP3 e DivX …..MediaPlayer talvez……
    Antivirus gratuito, com renovações pagas, claro?

    Obrigado!

  69. mary says:

    eu só gostaria de saber se na compra do magalhães e obrigatório a compra da net como acontece com os portáteis do 7º ao 12º.

  70. Joao says:

    computador “Magalhães”- uma aldrabice que a Televisão não descobriu.

    Condensei alguma informação interessante sobre este engano ao povo português…

    Magalhães – o mais escandaloso golpe de propaganda do ano

    Os noticiários abriram há dias, com pompa e circunstância, anunciando o lançamento do “Primeiro computador portátil português”, o Magalhães”.

    A RTP refere que é “um projecto português produzido em Portugal”

    A SIC refere que é “um produto desenvolvido por empresas nacionais e pela Intel” e que a “concepção é portuguesa e foi desenvolvida no âmbito do Plano Tecnologico.”

    Na realidade, só com muito boa vontade é que o que foi dito e escrito é verdadeiro. O projecto não teve origem em Portugal, já existe desde 2006 e é da responsabilidade da Intel. Chama-se Classmate PC e é um laptop de baixo custo destinado ao terceiro mundo e já é vendido há muito tempo através da Amazon.

    As notícias foram cuidadosamente feitas de forma a dar ideia que o “Magalhães” é algo de completamente novo e com origem em Portugal.

    Não é verdade. Felizmente, existem alguns blogues atentos. Na imprensa escrita salvou-se, que se tenha dado conta, a notícia do Portugal Diário: “Tirando o nome, o logótipo e a capa exterior, tudo o resto é idêntico ao produto que a Intel tem estado a vender em várias partes do mundo desde 2006. Aliás, esta é já a segunda versão do produto.”

    Pelos vistos, o jornalista Filipe Caetano foi o único a fazer um trabalhinho de investigação em vez de reproduzir o comunicado de imprensa do Governo.

    A ideia é destruir os esforços de Negroponte para o OLPC. O criador do MIT Media Lab criou esta inovação, o portátil de 100 dólares…

    A Intel foi um dos parceiros até ver o seu concorrente AND ser escolhida como fornecedor. Saiu do consórcio e criou o Classmate, que está a tentar impor aos países em desenvolvimento.

    Sócrates acaba de aliar-se, SEM CONCURSO, à Intel, para destruir o projecto de Negroponte. A JP Sá Couto, que ja fazia os Tsunamis, tem assim, SEM CONCURSO, todo o mercado nacional do primeiro ciclo.

    Tudo se justifica em nome de um número de propaganda política terceiro-mundista.
    Para os pivots (ex-jornalistas?) Rodrigues dos Santos ou José Alberto Carvalho, o importante é debitar chavões propagandísticos em vez de fazer perguntas.

    Se não fosse a blogosfera – que o ministro Santos Silva ainda não controla – esta propaganda não seria desmascarada. Os jornalistas da imprensa tradicional têm vindo a revelar-se de uma ignorância, seguidismo e preguiça atroz.

    E assim, com esta propaganda, vão enganado o povinho…

  71. natalia says:

    para quem nao tem escalao na escola a banda larga é quanto podem me dizer : )

  72. pegas says:

    e muito fixe lindo maravilhoso mas nunca vi nenhum

  73. Pedro Carvalho Magalh says:

    Carta aberta a Jos

  74. Beatriz says:

    O computador Magalhães é muito fixe

  75. elisabete silva says:

    comprei um computador a´

    ´
    comprei a pouco tempo um computador (nao magalhaes) e para espanto meu,o meu filho de 22 anos com deficiencia mental começou a mecher nele melhor que eu .lembrei-me do magalhaes para ele ,mas pasme-se nao esta disponivel o magalhaes para crianças deficientes pergunto porque ? falam tanto na televisao os doutores e doutoras sobre a descriminaçao dos deficientes , para que ? se e o proprio senhor ministro a faz .

  76. Tuga says:

    Eu quando era puto gostava de jogar ao trava, à bota e à chapada!! Também gostava de espreitar pela fechadura no WC das meninas, e dar uns biqueiros no “stor”.

    Os putos de agora têm o Magalhães …

    Andam à chapada em frente à webcam para depois publicar no youtube, em seguida dizem mal do governo e do SO da M$ nos seus blogues, e ainda por cima, vão começar a passar o intervalo a mandar smiles e tags aos colegas pelo MSN ou twiter, em vez de darem uns biqueiros nos colegas ao tentar jogar à bola no recreio … acho que é a evolução!!??

  77. Guerreiro says:

    A TODOS

    Obrigado, li fascinado essa longa lista de comentários desde meados do ano passado, sobre o “Magalhães”. Era ignorante acerca de uma série de detalhes técnicos, e estou agora melhor informado.

    Venho pedir um favor àqueles(as) que mostraram a sensibilidade de comentar sobre os efeitos orgânicos, psíquicos e pedagógicos mais profundos dessa maquineta sobre as futuras personalidades adultas:

    Podem me indicar quais seriam as revistas e jornais portugueses mais receptivos para um artigo sobre essa dimensão praticamente desconhecida do Magalhães? (se possível com a sugestão do nome e endereço email de jornalistas ligados por ex. com as redacções “Cultura” e “Educação”)

    Estou quase pronto com um extenso artigo sobre essa matéria. Sou um professor aposentado, residente na Alemanha, e agora dedicado a título honorário a pesquisas no domínio da saúde psicosocial em famílias e em crianças de idade primária.

    Obrigado
    R. Guerreiro
    guerreiro(at)t-online.de

  78. vic says:

    para que preço sera para fora de Portugal??
    quanto tempo demorara a sua entrega…..?????

  79. Fatinha Cunha says:

    Excelentes … a evolução na área de informática, esses produtos facilitam muito e educam os miúdos a utilizar e lidar com equipamentos informáticos sem dificuldades e problemas (estranhos) no futuro, bem como desenvolver os seus conhecimentos no sistema de ensino e aprendizagem … etc.
    Gostaria de apresentar o meu pessoal: sou timorense, estou em Timor. Tenho duas filhas com as idades de 7 e 5 anos, respectivamente no 1º ano e ensino Pré-Primária. Adorei … e gostaria de comprá-las dois desses PC’s Magalhães. Pf, diga-me, como é que eu possa obtê-los. Será que em Timor-Leste (Escola Portuguesa de Díli) haverá a distribuição idêntica em Lisboa, com os baixos preços? Obrigadíssima quanto a resposta da minha questão colocada.

    Fatinha

  80. Fatinha Cunha says:

    “Enquanto o restolho contendo mais espiga de arroz, torna-se mais para baixo” preciso de comentários das pessoas comparandos com a expressão que está entre aspas.

    Fatinha

  81. O Magalhães tem problemas com o disco de 1,8″, que está a falhar em quase todos os portateis. Alguem sabe se ha algum SSD compativel com o Magalhaes e onde se compra?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.