Quantcast
PplWare Mobile

Lisboa vai ter 216 câmaras de vigilância para garantir segurança

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Tabonitota says:

    Isto até vir a CNPD – comissão nacional de proteccao de dados. Estes … energúmenos

    • Rodrigo says:

      “O sistema de videovigilância vai abranger 16 zonas da cidade e segue todas as recomendações da Comissão de Proteção de Dados.”

      Para a próxima lê o artigo…

      • Tabonitota says:

        Espera e verás. Falo com conhecimento… e sim … eu li o artigo 😉 cumps

        • José Fonseca Amadeu says:

          Muito mudou no que diz respeito a CCTV e à CNPD, devias informar-te.

          • Joao Ptt says:

            Os chatos não deixavam meter nada, porque queriam que a polícia colocasse mais meios humanos dedicados a responder às situações detectadas na vídeo-vigilância, coisa que obviamente não queriam e provavelmente continuam a não querer porque não é para proteger mas sim para investigar mais tarde, e para isso ora bolas! Depois de vos furtarem/ roubarem/ matarem servir só para investigação, mais valiam não meterem nada, porque isto só serve para violar a privacidade das pessoas e nada mais.

  2. KodiakShadows says:

    216? Até me faz rir mais do que isso tem uma rua de Glasgow. Agora entendo porque há muito crime nas noites de Lisboa.

  3. Inyo Urass says:

    Big Brother

    • KodiakShadows says:

      Qual Big Brother? Eu sinto-me mais seguro a caminhar de madrugada para casa em Glasgow do que em qualquer cidade em Portugal. Sei que o sucesso de captura de bandidos, ladrões, etc. é feito em questão de horas ou alguns dias. As Policias querem lá saber da vida do comum cidadão que trabalha e duvido que em Portugal queiram perder tempo com Big Brother, isso é paranoia mesquinha.

      • José Fonseca Amadeu says:

        A escócia é relativamente segura, mas não se deve à vigilância, senão vai lá para Londres e diz-me se te sentes seguro com maior policiamento e cameras de vigilancia.

  4. Luis says:

    Em Glasgow uma esquina tem isso, mas cá estamos sempre atrasado depois admiram-se de haver tantos roubos e violações nas noites de lisboa

    • José Fonseca Amadeu says:

      Não deves sair muito à noite em Lisboa, roubos só carteiristas ou seja furto e muito inferior a qualquer capital, violações só em casas, pensões ou hosteis e também com rarissimas ocorrências.
      Achar que Lisboa não é segura é nunca ter saído para mais lado nenhum, até o Porto tem mais violência que Lisboa.

  5. A. says:

    Curioso, no seu parecer a CNPD 2020/145 disse que não havia lugar à gravação de som, afinal via ter!
    Tudo isto só prova que a Lei 1/2005 alterada pela Lei 9/2012 merecia uma nova análise e ponderação por parte da Assembleia da Republica!
    Quer o pplware, tentar provocar a polémica e esta chegar à TV, afinal já sabemos que quando há Leis erradas precisamos da TV para que o poder político corrige as Leis

  6. Relvas says:

    tentaram fazer o mesmo no cacém mas as camaras foram roubadas!

  7. coelho says:

    Já vamos começar a andar com etiquetas em cima da cabeça com numeros… hahahahahahah

  8. Está tudo na maior says:

    Para que entender contribuir para uma discussão do assunto nos lugares próprios:

    https://reclaimyourface.eu/pt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.