PplWare Mobile

Já espreitou o novo site da Justiça Portuguesa? Está fantástico


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

25 Respostas

  1. MLopes says:

    será fruto de uma adjudicação direta à oracle com as comunicações a serem asseguradas pela nos, depois de outra adjudicação direta? 😉 🙂

  2. baj says:

    Com tantos serviços online começa a ser dificil conhecer a sua existência! Conheci em tempo um site que juntava os links de todos, ou quase, serviços.

    Conhecem algo do género atualmente?

  3. baj says:

    o site a q me referia era o: senha001

  4. José Rodrigues says:

    ITILv3 in the works, nada de mais e que já devia cá estar fora há muitos anos.

  5. Jona says:

    quando alguém me coloca um endereço com “ç” tira-me do sério….(ou com qualquer outro caracter não HTML – ASCII )

    o endereço correcto é (como é obvio): http://justica.gov.pt/

    é claro que qualquer browser moderno, detecta a incompetencia e corrige por nós, mas não deixa de estar errado.

    • Jona says:

      percebo que o site do estado tenha lá esse título e voces só se limitaram a copiar o site, mas voces não tem que seguir o mesmo caminho.

      mais um taxo para alguma empresa amiga que não percebe um boi de técnologia. promover a incompetencia só lhes fica bem.

      meio milhão de euros por aquilo até doi. tenho que mostrar estes valores aos meus clientes para verem como as apps que faço são baratinhas.

    • Pedro Pinto says:

      Os domínios com “carateres especiais” já são possíveis há muito tempo.

  6. Ricardo Silva says:

    Gosto do “BETA” e estar a ser apresentada pelo URL de produção.

    Muito bom.

  7. jAugusto says:

    Fazer sites é fácil agora o programa usado pelos agentes de justiça, juízes, advogados – citius, que esse sim era indispensável ao funcionamento da justiça, ’tá queto!!
    Fogo de vistas para encher as noticias.

  8. Lx says:

    Foi pena gastarem 520mil euros num indexador de links ainda por cima beta…. enfim….

  9. Project3000 says:

    Bom dia!
    OOOHHHH sim fantástico como o título diz… Olha e resolver problemas sérios? Nada?
    Este site parece das Operadoras de TV+NET+VOZ, Todos bonitos e bem ilustrados, quando tens um problema ninguém te resolve nada.
    Até ao momento foi gasto/perda/desperdício 520 mil euros?? credo isto faz pipocas?? Olha afinal o projecto vai continuar até 2019, bem pela regra 3 simples isto fica algo assim: 520 mil euros a Dividir por 8 meses da 65 mil euros vezes 24 meses ficamos com 1 milhão 560 mil euros isto sem derrapagens, quando elas vieram chega aos 2 milhões e pouco. com este dinheiro todo investíamos nos serviços dos tribunais e afins que são para la de muito débeis

    • Antão says:

      Como o Governo não paga a tempo e horas, os preços disparam, qual a novidade ?
      Se fornecesses um serviço e só te pagassem passados ai uns 1/2/3 anos qual a tua atitude ? Com salários e impostos para pagar. Lógico que inflacionas o preço, mas isso o Governo sabe não é novidade, é o dia a dia, o modus operandi, quem paga é o povo, lol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.