Quantcast
PplWare Mobile

Investigadores de Stanford enviaram SMS usando químicos

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. tulicreme says:

    se não há electricidade como é que os aparelhos funcionam? debaixo de água? pra isso já se usam cabos!

  2. julio cesar says:

    Vitor, leia de novo o artigo da Stanford.
    A forma como apresenta esta inovacao é muito confusa.
    Aqui o meio de transmissao é um tubo onde sao enviados os bits (acido ou alcalino).
    Prinicipais utilidades: Onde o meio de transmissao nao possa ser eletrico, como por exemplo: locais com muitas interferencias.
    De notar que neste momento temos a fibra otica a circular debaixo do oceano, no meio das linhas de muito alta tensao.
    Ideia interessante, mas sem utilidade, pois onde possa passar um tubo para a transmissao dos bits, pode passar a fibra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.