PplWare Mobile

Incêndios em Portugal: Quais as estradas cortadas?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. R says:

    Acho ridiculo é os gajos que lancam os incendios e os que sao apanhados em flagrante apenas levarem umas multas e serem postos em liberdade porque sao “tolinhos”…

    PENA MAXIMA para esses criminosos, que matam pessoas, destroem vidas de familias, destroem propriedades, animais…

  2. Lisbon lover says:

    As linhas da Beira Alta e do Norte também estiveram cortadas. Durante duas horas, nenhum comboio passava na estação da Pampilhosa.

  3. Rui says:

    No distrito de Viseu o céu é irrespirável. A visibilidade é muito baixa por todo o distrito, devido ao fumo e cinzas que não param de caír! Os carros estão todos cobertos de cinza! Nunca assisti a tal coisa em 42 anos!

    Há escolas encerradas ou que vão encerrar e enviar toda a gente para casa. As telecomunicações estão cortadas em muitas localidades! É o verdadeiro caos!!!!!

  4. Luís M says:

    Há 20 anos existiam guardas florestais, os caminhos e asseiros florestais eram limpos com regularidade, atualmente as florestas estão votadas ao abandono, sofremos as consequências.

    • Joao ptt says:

      A 11 de Agosto de 2016 enviei ao parlamento português a sugestão para voltarem a criar a guarda florestal.
      O que fizeram? O que sabem fazer melhor quando realmente interessa: nada.
      A culpa não é só do governo, mas também da Assembleia da República que se recusa a fazer o seu trabalho como deve ser… a morte de cada pessoa também lhes deveria se imputada como co-responsáveis por falta de acção no sentido de realmente resolver o problema.

      Se tivessem criado a Guarda Florestal entretanto, talvez alguns dos problemas já tivessem sido prevenidos já que eles também limpavam, além de vigiarem o ano inteiro. Agora vão lá procurar GNR, passei montes de vezes pela mata de Leiria nos últimos anos e nem uma só vez vi a GNR a patrulhar, enquanto que no tempo da Guarda Florestal cruzava-me sempre com eles em locais diferentes com pelo menos um dos veículos da Guarda-Florestal que andava sempre a fazer rondas, em especial nas alturas mais propícias a problemas.

      Neste país é da inexperiência à total incompetência e ninguém vai preso, nem sequer se demite.

  5. José Seco says:

    O governo sabe bem quem sâo as empresas que mandam meter os fogos! São empresas de madeira e de aviação, há muitos anos que é assim! Mas a cumplicidade e os interesses…

    • Pérolas says:

      Cheira demasiado mal e são demasiados incêndios para se reduzir a culpa aos “suspeitos do costume”…

    • Rui says:

      E quem fornece material para os bombeiros ?
      Mas o Costa prefere que sejam os proprietários que não limpam os terrenos, as queimadas etc.
      Para o Costa não há incendiários, estamos no Portugal virtual.

  6. César Oliveira says:

    Enquanto não acabarem com tudo não vão descansar.

  7. Técnico Meo says:

    Quanto mais os sistemas de telecomunicações de emergência , seja qual for, dependerem da internet, pior. Em emergências os sistemas devem ser descentralizados, baseados em rádio-frequência directa ou de repetidores robustos, á prova de quase tudo, bem no cimo de serras sem mato. Tem de prevalecer a disciplina de rádio, prioridades e transmissões curtas e objectivas. Baterias com fartura. A rede ROB, velha e analógica, sem manutenção á 6 anos de cabos, antenas, equipamentos etc foi a unica a funcionar na zona de Viseu. O que se tem escutado no rádio é uma vergonha, Siresp todo em baixo, Policia que não consegue falar nem com protecção civil, bombeiros, meios aéreos, Inem, enfim.

  8. Helio says:

    No WAZE tem eventos de estradas cortadas

  9. Toino da Costa says:

    Existe uma coisa chamada comunicação via rádio, que alguns senhores importantes arranjaram mil e um problemas, mil e uma taxas etc etc, ue não dependiam absolutamente de nenhuma infraestrutura. Hoje temos uma merda dum pais high tech mas que não resiste a fogos, intempéries, cheias, ventos fortes etc etc. Existem alguns tolinhos que no conforto do seu trabalho, porque não fazem nada, vêm falar de fecebooks e merdas congéneres para encontrar pessoas perfidas…. P***** que os valha!!!!!!!!

    • poiou says:

      Porque não se junta a protecção civil e a anacom e se faz uma campanha nacional para promover o CB?
      Onde anda a difusão celular?
      Porque não se pedem aos regimentos de transmissões das forças armadas e a especialistas em comunicações para desenharem um sistema de comunicações de emergência?
      Será que em Carnaxide, na sede da ANPC, ainda não perceberam que são os açorianos que mais percebem de protecção civil no país?

      • Joao ptt says:

        Porque os especialistas em comunicações não dão milhões a ganhar aos políticos e amiguinhos.
        Quantos especialistas em comunicações estavam na comissão que criou o SIRESP? Pois, 1 às tantas nem 1, porque estava sempre a chagar que era preciso mais isto e mais aquilo para aquilo ter alguma hipótese de funcionar minimamente (tipo geradores, links tipo micro-onda, via satélite, geradores, provavelmente umas centenas mais de frequências reais para mais gente conseguir MESMO falar, não é grupos mas frequências físicas mesmo, etc.).

        Metem burocratas a decidir assuntos técnicos e depois dá nisto, dão a ganhar milhões mas o sistema não funciona… até porque é um sistema para ser utilizado por camionistas, não é para serviços de emergência… começa logo por aqui, se a fundação não é boa, um dia vem tudo abaixo, e vêm de todas as vezes que a coisa sai da rotina.. já para não falar na falta de cobertura que ainda é pior que os operadores convencionais.

        Caramba para esta porcaria de SIRESP mais valia o estado ter feito acordo com todos os operadores físicos e ter um operador virtual e metiam a rede por dados, sempre funcionaria melhor e pelo menos funcionava em quase todo o lado. E mesmo em emergências os operadores tendem a ser muito mais rápidos a restabelecer as comunicações, quando um não é normalmente os outros são… e desde que um dos operadores funcionasse a rede funcionaria. Cifragem das comunicações era canja numa rede de dados, desde que exista.
        E não estou a dizer que usar a Altice, Vodafone e NOS seja melhor que uma rede própria desenhada de raiz para emergências, apenas que teria sido melhor e mais barata que esta porcaria.

  10. barros says:

    a justiça em Portugal e fraca ,como sempre foi essas pessoas que fazem isso era mete-los la dentro dos fogos , eu vivo em vila real quase nem se pode respirar ,mas o estado o que e que faz so faz na eleição dao canetas e jantarada para o povo votar em criminosos e triste quem padece e o povo

  11. AFontes says:

    Não conheço o código penal português na integra, não sei o que indica relativamente ao terrorismo, mas isto é claramente terrorismo.
    Aqueles que, por força da actualidade, apenas associam esta prática a ataques bombistas, tiroteios ou atropelamentos em massa releiam a definição do termo https://pt.wikipedia.org/wiki/Terrorismo
    Este tipo de práticas enquadram-se em actos terroristas, é necessário para além de encontrar os porquês, encontrar responsáveis e punir severamente todos aqueles que contribuem de forma directa ou indirecta para este cenário.
    Mandem cagar os relatórios a dizer que o culpa é do Siresp ou qualquer outro sistema, não podemos ilibar pessoas culpando sistemas já que estes são projectados, implementados e mantidos por pessoas, é preciso começarem a rolar cabeças. No meu trabalho, e acredito que nos vossos também, quando falha algo a culpa é do responsável ou trabalhadores dessa área, não é do sistema ou dos computadores por exemplo.

  12. Pérolas says:

    Site da protecção civil está em baixo… tecnoxulogia ‘.aspx’… sem comentários.

  13. Rui says:

    As telecomunicações no centro do país estão caóticas. Muitas redes não funcionam sequer!!!!!

  14. joao santos says:

    É c**** para o assunto siresp que só serve para enterrar dinheiro dos contribuintes a proteção civil acho que ate eu sem nenhum curso florestal conseguia tomar decisões melhores assim como no ordenamento do território

  15. falcaobranco says:

    Se cortassem metade dos tentáculos que é a Protecção Civil, acabassem com o SIRESP, pusessem guardas florestais como antigamente ou até mesmo as forças armadas a fazerem isso…talvez melhorassem um pouco mais a eficiência das coisas… mas não… os tachos, e panelas, e frigideiras ainda são poucas para tantos que querem ir para lá…

  16. lmx says:

    Parece que Portugal…afinal é o País com mais ataques terroristas da Europa!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.