PplWare Mobile

Minho Factory: GNR desmantela rede de contrafação que vendia na internet


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Luis carvalho says:

    pior que fazer contrafeito .. é quem compra isso

    • HS says:

      pelo menos é feito em Portugal, LOL para não falar que as grandes marcas pagas 10x mais e são feitas num qualquer país do 5º mundo e provavelmente feitas por crianças!! Já pensaste nisso, nestes últimos anos foram muitas as grandes marcas associadas a trabalho infantil….

      • pirata das cavernas says:

        nao falei em comprar grandes marcas, podes perfeitamente comprar feito em portugal, onde ha pessoal que precisam de salario para dar de comer aos filhos. prefiro mil vezes andar com uma tshirt simples do que andar com uma coisa contrafeita so para ter aquela marca vestida…

    • Nuno says:

      Portanto se te derem um bufardo e te roubarem, esses não são muito culpados. Quem lhes comprar o que te roubaram é que deve ser exemplarmente punido. Bom sentimento.

      • pirata das cavernas says:

        so compro coisas usadas com fatura e caixa, assim nao será facil comprar algo roubado.. assim como quando vendo usado vai com caixa e fatura…
        as vezes convém pensar um bocado para nao se dar exemplos estúpidos…
        mas estamos em portugal.. a mentalidade ainda esta a um nivel de pais de 3º mundo

    • Anónimo says:

      Mas pensas o quê? Que cada marca tem a sua própria fábrica? Muitas vezes quem faz contrafeito faz também para as marcas. Até as peças de tecido são as mesmas…

      • pirata das cavernas says:

        nao penso, ate sei por exemplo onde era feita roupa da nike assim com outras marcas.. alias tinha la familiares a trabalhar. e estamos a falar em fabricas em portugal

  2. José Manuel Pereira says:

    Bolas, lá prenderam os fornecedores dos meus ciganos…

    • Hugo says:

      Os únicos produtos de qualidade que se encontra nos ciganos são roubados e esses eles não os vendem a qualquer um.
      De resto, roupas, perfumes, calçado é tudo lixo.

      • José Manuel Pereira says:

        Tenho muitos polos alguns com vários anos de uso e não tenha nada a dizer contra.
        Uso-os há vários anos e não é por isso que perdem a cor (por vezes cores bem vivas).
        Alguns com 8 ou 9 anos sim, já perderam a cor, mas os de 100€ não perdem a cor ao fim de 8 anos ?

  3. hilda says:

    Segredo:
    Quem faz polos por exemplo para uma grande marca é uma fabrica portuguesa. Essa fabrica manda fazer logotipos extra e coloca em polos, também extra, mas vende à margem da legalidade.

    • Ana Faria says:

      Será o Clubefashion a empresa a que se refere? É que já comprei lá roupa e fui burlada com roupa contrafeita. É incrível como empresas como estas trabalham á margem da lei sem que nada lhes aconteça, mesmo depois de ter feito queixa na Decoração e Portal da Queixa. Enfim…Portugal..

  4. Ana Faria says:

    *Deco e Portal da Queixa

  5. ze says:

    se dessem a roupa apreendida a quem precisa em vez de a destruir!

    • Z/OS says:

      Não podem fazer isso porque iriam “desgraçar” a vida de outros comerciantes que assim perderiam clientes, mesmo sendo estes necessitados. É assim a sociedade em que vivemos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.