PplWare Mobile

GM apresenta primeiro carro autónomo sem volante ou pedais


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Jorge Carvalho says:

    Também conhecido nos USA no o caixão 🙂

    Abc

  2. António Fagundes says:

    Uma coisa que não percebo é o porquê de se manter a disposição dos lugares, para mim faz mais sentido 3 poltronas à frente e 3 atrás.

  3. Miguel Nóbrega says:

    Eu gosto de conduzir, não obrigado..

    • António Fagundes says:

      Quando deixares de poder escolher como fazes?

      • zé da adega says:

        mas algum dia vão deixar de existir carros a sério??

        • João says:

          Não nos museus e para os ricos!

        • Gerardo says:

          Não devem deixar de existir assim como não deixaram de existir cavalos e carroças, mas claro que será proibido conduzi-los na maior parte dos locais. Será um hobbie para entusiastas em circuitos e estradas privadas. Vão se salvar milhares de vidas. Eu não vejo a hora de não ter de conduzir e andar em segurança com o meu filho. Ir a conversar com ele, ou a ler o jornal, trabalhar no PC, etc

        • António Fagundes says:

          Deixar de existir não, deixares de poder conduzir em países civilizados, em 2030, ou seja, 12 anos, começa a preparar-te.

          • XXT says:

            Deves estar a sonhar… Tudo anda muito mais devagar do que isso. Há quantos anos andam por aí os veículos eléctricos? E quantos há em circulação? Ao fim de bastantes anos nem se nota praticamente a sua existência. E os carros a diesel, que iam acabar e que continuam aí? Nem daqui a 20 ou 30, faço apostas lol

  4. Olly Lopes says:

    Chamem-me Velho do Restelo mas… Apesar de ser 100% a favor de carros autónomos, não me ia sentir seguro num carro que não me permitisse pegar no volante quando achasse necessário (digamos, por exemplo, quando um camião branco se atravessasse à minha frente e o meu carro decidisse não o ver) ou me desse vontade de “conduzir à moda antiga”.

  5. Alexandre says:

    Acho que é muito cedo para remover por completo um volante… há coisas que um tipo quer fazer que a máquina não deixa… por exemplo atropelar algum político que se atravesse 😀

    Agora fora de brincadeira… dúvida minha… o carro deteta um objeto no meio da estrada (gato morto, caixote de papelão, saco de lixo, etc) que se passar por cima não vem mal ao mundo… como se comporta? trava a fundo??

    • Correia says:

      Passas por cima e destrois o carro. Evidente que tem de contornar sempre o obstaculo, com reducao de velocidade. Em todo o caso, o carro deve ter la tudo para o condutor assumir qd quiser.

    • António Fagundes says:

      Não trava a fundo porque tem sensores e cameras em todas as direcções, antecipa o obstáculo muito antes de qualquer humano, nunca viram os videos dos acidentes evitados em teslas com condução autonoma?

    • stealth says:

      devem ter uma confianca no sistema abismal… com certeza quem teve essa ideia nao anda neles…

  6. ervilhoid says:

    aos 00:18 parece um bloco de folhas pendurado!

    Não percebi, não tem volante, “Existe um modo “sem mãos” contudo, só poderá ser utilizado em áreas urbanas pré-mapeadas.” então qual é o modo com mãos??

  7. Jobz says:

    Grande FAIL na minha opinião.
    Todos os veículos sem excepção devem ter volante e pedais.

  8. zé da adega says:

    pra isso vou de metro!

  9. JOSE LAPAO says:

    Este tipo de carro só tera alguma credibilidade quando todos os carros sem excepção terem o mesmo tipo de software e hardware, ou seja se todos os carros nas estradas mundiais forem autônomos, e poderem “falar” entre sim acredito que ira deixar de haver acidentes rodoviarios e podemos tirar ideias na ficção científica, como a rede de carros em DC onde eles se conduzem e falam entre sim nao havendo nececidade de semafros e reduzir a velocidade nos cruzamentos, ou na rede gerida pela “nere” o super computador da NSR ou seja se todos os fabricantes colocarem os carros a falar entre sim, mesmo de marcas diferentes e com a ajuda de empresas de cartografia digital seria possivel, teriamos era de ter atenção com hackers como a cipher de “the faith of the furious” pois todos os carros passam a ser possivel remotamente aceder ao carro e usa-lo à distancia. No casso se ser necessario passar a modo de condução tradicional pode-se sempre usar um volante embutido no tablier como o do carro da polícia conduzido por Sandra Bulock em demolition man, mas ha muitos exemplos. Agora se cada fabricante usar o seu hardware proprietario e incomunicavel com o carro ao lado ai nunca teremos carros autônomos que decidem nao ver camiões brancos a sua frente. Ha ja agora e que estamos numa se si-fi que tal 4 poltronas viradas de frente umas para as outras, com uma mesa central poderiamos falar uns com os outros de frente a frente e ate jugar um jogo de sueca.

  10. Rui says:

    Uma simples pergunta, neste tipo de veículo para que servem os espelhos?
    Eu dispenso este tipo de veículos pois adoro conduzir, para pessoas com limitações até posso vir a concordar.

    • Gerardo says:

      Eu não tenho limitações, já conduzi milhares de kilometros e não vejo qual e esse prazer que tanta gente fala. Eu prefiro ter motorista (a sério ou virtual) e ir refastelado no banco de trás a ler um livro ou a trabalhar no PC

  11. AC says:

    Bate chapas e pintores de automoveis com futuro garantido.

  12. Paulo Silva says:

    Acho muito bem que os veículos conduzam de forma autônoma. Ate sou da opiniao que o ser humano devia ser substituído por robôs em todas as tarefas. Afinal o fim da humanidade esta para breve …

  13. Ricardo Santos says:

    Um caixão. Nem gosto de andar de carro com outra pessoa a conduzir, quanto mais por um PC, que a qualquer momento pode entrar em circuito, e aí um tipo faz o quê, agarra-se ás joias da família e reza para não ir pô cara…, assim não dá, antes ir a pé.

  14. Danylo Costa says:

    Nunca vai deixar de existir carros a combustível, a empresa de petróleo é mto rica e nunca deixaria isso acontecer, sendo os combustíveis o negócio mais rentável das petrolíferas, daqui uns 100 anos axo q ainda vai existir carro como hj

  15. Enfim... says:

    É fantástico observar o nível de ignorância que grassa em cada um dos comentários nesta thread, já para não falar dos erros de português.
    Se a ciência estivesse entregue a estes comentadores ‘de teclado’, ainda estávamos a viver em grutas…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.