PplWare Mobile

Frota de automóveis autónomos da Apple cresce para 55 na Califórnia


Vítor M.

Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

32 Respostas

  1. Helder says:

    Tanta treta, tanta promessa da Google, e vamos ver se não vai ser a Apple a apresentar o primeiro carro autónomo a funcionar, nas estradas, para todos.

    Quem é que ainda acha que a empresa que vende publicidade na internet vai agora lançar um carro autónomo?

    • Miguel says:

      A empresa pioneira é o é que apresenta melhores resultados em carros automonos, a Google.

      • Vítor M. says:

        Sem dúvida que a Google tem uma solução que me parece ser a mais avançada. Mas ainda bem que existem tantas marcas, é bom sinal, a concorrência aguça a qualidade.

      • Helder says:

        Empresa pioneira?

        Melhores resultados?

        Queres ver que a Google já tem um carro autónomo a funcionar para o público em geral e eu não sabia?

        Treta! A Google falha em tudo, e este é mais um falhanço, só continuam a cantiga para ludibriar Wall Street e fazer manchetes, eles não são capazes disto.

    • eachtime says:

      lol não é por ter mais 4 carros na estrada em testes que vai ganhar a corrida

    • Vítor M. says:

      Helder, que não seja como a SIRI… que promete promete e nhéeéé não sai da mesma pasmaceira. Pelo menos os outros mostram algo!!! 😉

      • Helder says:

        O que é que não sai da mesma pasmaceira?

        A Google é que promete o Google Now on Tap ha uns anos, e já removeu… não sai da mesma pasmaceira…

        A Google é que promete o Duplex na IO, e é só treta, nem para amostra, nada para os utilizadores, só uma demo gravada… a mesma pasmaceira.

        A Siri é melhor que a Assistant, para começar, em Portugal, tu nem tens a Assistant, mesma pasmaceira…

        • Vítor M. says:

          Ó Helder… A SIRI é fraca, e tu em português de Portugal não tens, pelo menos há serviços da Google que para simples ações como ditares uma morada ao GPS, o pedir um contacto e muitas outras pequenas coisas… o sistema da Google é MUITO melhor que a SIRI.

          O que a Google mostrou é algo claramente melhor do que o que a Apple mostrou até hoje, o que tu chamas de treta é uma realidade, o Google Duplex é uma realidade 😉 e a SIRI ainda nem fala português de Portugal, quanto mais fazer chamadas 😉

          • Helder says:

            É muito melhor que a Siri, porquê?

            Não vale a pena, claramente, é melhor porque dizes que é.

            A Google assistant tambem não fala português de Portugal nem de lado nenhum, e o duplex não existe nem nos EUA, nem em lado nenhum.

            A Siri faz tantas chamadas como a Google.

            Mas já vi que não vale a pena, palas, és muito ludibriado pela publicidade falsa.

            Como vão esses Google Glass?

          • Vítor M. says:

            Se o teu argumento acerca do Google Duplex é o Google Glass… estamos conversados. Tu definitivamente não percebeste como evoluiu o mundo da tecnologia e, principalmente, a área da mobilidade.

          • Helder says:

            E o Google Now on Tap que foi tão ou mais badalado!

            Onde anda?

            Pois…

          • Vítor M. says:

            Calado eras poeta, se fosses ver o que a Apple lançou e mais tarde, porque foi um fracasso, teve de arrumar. Estavas tão bem calado. Não sabes o que dizes, nem dizes o que sabes.

    • Louro says:

      Epah eu sou Apple user e sou um cliente satisfeito mas esse teu ódio pela Google é um bocado ridiculo.

      Já acordavas para a vida e percebias que nao importa se a tecnologia é desenvolvida pela Google pela Apple ou até mesmo pelo zé da esquina.
      O que importa mesmo é que ela seja desenvolvida e colocada em prática.

      • Toni da Adega says:

        Isso pode ser verdade para algumas pessoas e para quem gosta e percebe de tecnologia.
        para os fanáticos só tecnologia = Algo vendido ou desenvolvido por empresa X, neste caso para o Helder tecnologia = algo vendido ou desenvolvido pela Apple, tudo o resto nao é tecnologia

      • Helder says:

        Sim, sim…

        É difícil quando alguém diz a verdade.

        A GOOGLE QUE TUDO PROMETE, NÃO TEM, NEM NUNCA VAI TER UM CARRO AUTÓNOMO.

      • Simoes says:

        Eu já fui Apple user e desistir.
        As baterias não davam para um dia.
        Os equipamentos tornaram-se lentos e obsoletos rapidamente
        apesar dos preços exagerados.
        E foi ver a google passar como uma flecha a Apple.
        Cada um tem as suas virtudes e defeitos.
        É um mercado muito dinâmico.
        É aguardar para ver.

    • Toni da Adega says:

      O Amor é tanto que nem dormes de tanto pensar na Google.

  2. Miguel says:

    Espero que batam todos uns contra os outros numa intersecção e me deixem conduzir mais tempo

    • Vítor M. says:

      😀 sabes que isso vai ser realmente uma situação complicada para quem gosta de conduzir. Realmente o prazer da condução irá desaparecer. Mas senti isso ao passar da caixa manual para a caixa automática… depois a malta habitua-se e tal… mas nada como tudo manual 🙂

      • Pérolas says:

        A sério? Com a carta por pontos quem é que tem prazer em conduzir???

        • Toni da Adega says:

          Nao sei qual é o problema da carta por pontos, se nao se fizer asneiras os pontos chegam e sobram. Tenho aqui uns quantos para vender se for preciso

          • Pedro Cavaleiro says:

            Faz viagens longas pela autoestrada em que ires a 120 ou a 200 é a mesma coisa depois vais ver para onde vão os pontos.
            Penso que é na parte das velocidades que o Pérolas se referia, até que eles não controlam mais nada, já vi pessoal a ir pela faixa do meio (tira se não estou em erro 3 pontos) achas que eles querem saber? Já vi pessoal a vir-me de frente em ruas de sentido único, ultrapassagens em traço continuo nada disso é controlado.

          • Helder says:

            +1

            Tenho os pontos todos, e não sou santo nenhum.

            Só se queixam os maus condutores.

          • Pérolas says:

            @Toni da Adega: por motivos profissionais, cada vez que tenho de conduzir no meio de Lisboa fico logo stressado. Tens de estar sempre com o olho na estrada e no conta kilometros para não passares dos 50, pois, se passas ficas logo na fotografia. Mais, se a velocidade é o problema porque razão não limitam a velocidade dos veículos a 120; é um procedimento simples e barato? A carta por pontos é o que é, tenho de cumprir, mas, não me obriguem a gostar…

          • Toni da Adega says:

            Até podes andar a 200 no meio da cidade, ou beber uma garrafinha de whisky para a viagem não custar tanto. Não vejo nenhum impedimento nisso.

          • Vítor M. says:

            Isso do bom condutor é sempre subjetivo, eu diria que não há condutores perfeitos.. Eu nunca fui autuado por qualquer infração nos últimos 5 anos (a última foi de velocidade, em Viseu, não vi a placa dos 80 e passei a 114), nunca perdi qualquer ponto, portanto. Contudo, basta numa ultrapassagem num local de limite 50 km/h passares a 90 km/h, que não é nada que qualquer um não o tenha feito já, não há um, e já foste. Basta estares no local errado á hora errada.

            Até nisso os veículos autónomos serão uma ajuda 😉

      • Louro says:

        Paddle shifts e tens o melhor de dois mundos. 😉

        Automático para aqueles momentos em que realmente nao importa, sport mode para quando quiseres brincar um bocado e o modo manual para quando quiseres brincar a sério e libertar o poder da besta.

        O principal problema é mesmo que nos elétricos nao há nada disso 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.