PplWare Mobile

Fraude: Nissan admite que falsificou resultados de emissões poluentes


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

49 Respostas

  1. Pedro H. says:

    Deviam ter vergonha na cara e cometer harakiri!

  2. Ribeiro says:

    Cambada…

  3. anonimo says:

    Se todos os carros consomem mais do que realmente anunciam obviamente que também produzem mais emissões do que as que realmente anunciam.

    • Joao says:

      O problema não é esse. Os consumos anunciados pelos fabricantes até podem ser reais mas são obtidos em condições muito especificas que não simulão as condições em que se conduz um carro no dia a dia. Esta historia das emissões tem a ver com alterar o comportamento do motor quando a electronica detecta que está num banco de ensaios.

  4. security says:

    Só a TESLA vai escapar xD

  5. Pérolas says:

    Parece que o SO da VW andou a passear por vários sitios… Quem o vendeu ganhou a vários «carrinhos»…

  6. João Lopes says:

    A realidade é que o tempo dos carros a combustíveis fosseis terminou, não conseguem nem nunca conseguirão respeitar e evoluir na redução das emissões, só com aldrabices. O futuro está nos carros elétricos ou de outras fontes limpas, até porque os petróleo pode em breve ultrapassar os 150$, segundo uma noticia de hoje devido à escassez e fraco investimento na exploração do mesmo. O fim dos carros dos combustíveis fosseis está a lentamente a tornar-se uma realidade, até porque é insustentável para a Europa e outros países dependentes do mesmo aos preços praticados hoje e num futuro próximo.

  7. Miguel Silva says:

    No mercado capitalista, se uma marca faz aldrabices durante anos e aumenta os lucros e melhora a sua posição e relação à concorrencia, as outras ou fazem o mesmo ou ficam em desvantagem.

    Por isso é acabar com os tubos de escape de uma vez por todas e já não há mais aldrabices com as emissões, ou é 0 (zero) ou é treta.

    • Sábiá says:

      Queres ver que as sociedades capitalistas são piores que as comunistas ? … isto faz-me lembrar Chernobil, e os navios com reactores nucleares abandonados na antiga URSS que os EUA ajudaram a desmantelar para não poluir (mais) o ambiente.
      O problema não é esse, quem está a estragar este mundo é o SER HUMANO, independentemente da sua opção política.
      Que eu saiba são os países mais desenvolvidos (capitalistas) que pugnam por leis mais restritivas anti-poluição.
      Pelo teu pensamento era melhor a idade da pedra, mas desilude-te, que a evolução não se pode parar.

      • Miguel Silva says:

        Quando se põe os lucros acima de tudo o resto (incluindo o equilíbrio ambiental, seja com lobies seja com politicas corruptas) há sérios riscos de entrar em colisão com o que seria melhor para todos.
        PS: tenho um Nissan 100% eletrico que foi dos primeiros 10 a chegar a Portugal, por isso não acho que seja necessário travar a evolução.

  8. EuTech says:

    vou vender o meu Nissan e andar a pé ahaha xD

  9. player says:

    Só aconteceu no veículos feitos no Japão!! –» MENTIRA, muita MENTIRA, tudo que vem dessa malta da NISSAN E RENAULT é só MENTIRAS. Procurem por isto e vejam a reportagem, Diesel: The Industry´s Smokescreen.

    A minha opinião dono de um qashqai, consome mais do que aquilo que indica, o carro está cheio de problemas e passa a vida na oficina, a concessionaria CONFIAUTO (fujam desta concessionária) que recebe o carro ao abrigo da garantia não consegue reparar os problemas que ele apresenta. Se o vosso carro apresenta ruídos estranhos no motor, suspensão, foge para a direita, rodas muito mais gastas que outras sem razão aparente, problemas de software etc etc … estejam atentos. EU JAMAIS COMPRAREI UM NISSAN e muito menos nestes gajos da CONFIAUTO

  10. Heldr says:

    A culpa disto tudo, não são dos fabricantes de automotiveis porque é impossível competir num mercado onde todos fazem batota.

    A culpa disto tudo é da UE e da Alemanha que andou ANOS a nos impingir a porcaria do diesel.

    Diesel é um combustível muito bom… para barcos e essa cena.

    No entanto uma pessoa que faça algumas deslocações e um carro que retenha o mínimo de valor residual, só tem uma opção: a porcaria do diesel que nos anda a matar.

    Basta olhar para países como Estados Unidos, espera, não gostam? Basta olhar para países de primeira linha como Japão e Austrália e ver que o diesel é lá considerado como obra do demónio, e é assim que sempre devia ter sido.

    • Rui says:

      Se estiver a gozar ainda vá que não vá, agora se está a falar a sério……
      Como é? Carros diesel poluem muito, mas se for um navio que consome toneladas de diesel por dia já está tudo bem? (ou porque não há nenhuma alternativa económica?). Tirando os protótipos, só vejo navios com motores diesel, gás ou nuclear!!! E não sei sinceramente qual polui mais!!!!!
      O que faz a lavagem cerebral a estas mentes!!! Está a dizer que os carros americanos a gasolina, com 3 a 5 toneladas é que são ecológicos!?! Só pode estar a gozar! Veja lá quais são os carro mais vendidos (poupo-lhe o trabalho, é a Ford F150 que pesa 3 a 5 toneladas e motor gigantesco).
      Quem ainda não percebeu que tudo isto faz parte de uma guerra comercial global, não sabe em que mundo vive!!!!!!
      Olhe, e não chegou a hora de fecharmos a Boeing que só produz aviões que poluem o céu? E a Ford? E os estaleiros navais americanos?
      Continuem a engolir tudo o que ouvem ou lêem!
      Não percebem o quão ridículos ficam ao defender os ambientalistas americanos contra os poluidores europeus! Tenham juízo!!!!!

      • Joao says:

        Eu ainda começei a escrever para contra-argumentar mas depois vi que era o helder e desisti. Naquela cabecinha um 1.5dci vai poluir sempre mais que um 6.7 de uma F150 porque um é europeu e o outro americano..

      • Heldr says:

        Basicamente não sabes do que falas, eu li a primeira frase é bastou.

        O diesel emite partículas pesadas, i.e. mais pesadas que o ar, que se misturam com a atmosfera e são inaladas pelas pessoas.

        Um navio não tem esse problema, as partículas são atiradas para o mar e acabou aí.

        • David says:

          O “escape” doa navios, não é para cima?… ou há algum enfiado na agua… ao estilo telescópio… Contudo poluir o ar, poluir o mar… estamos feitos em qualquer uma das hipóteses…

        • Sábiá says:

          Ora aqui está um exemplo da “vozearia” que impera na internet.
          Diz-se barbaridades de alto calibre como se fossem verdades:
          “Um navio não tem esse problema, as partículas são atiradas para o mar e acabou aí.”
          Já estou mesmo a imaginar, depois da fauna o os pescadores atirarem as partículas navio fora, para o mar…. lol. Dá ai o cesto das partículas, hehehe.

        • Hugo says:

          “são atiradas para o mar e acabou aí.” LOOOL
          Pensava que não era possível mas acho que estás a ficar ainda mais ignorante.

        • Rui says:

          Só para não estar a perder mais tempo a responder a afirmações absurdas que faz, deixo-lhe 1 artigo onde afirma preto no branco que um navio gigante como um porta-contentores da Maersk polui tanto como 55 milhões de carros!!!!!
          https://newatlas.com/shipping-pollution/11526/

          As partículas vão para o mar e acabam aí…. LOL
          Por acaso sabe de onde vem a humidade das nuvens quando chove em terra?
          E já agora, para onde vai a poluição dos aviões? Para o espaço? 🙂

    • Toni da Adega says:

      Certos países Europeus talvez incentivem o Diesel sendo Portugal um deles. Mas dai a ser culpa da UE. Em certos países europeus o Diesel é mais caro que a gasolina e mesmo assim vendem-se mais, e não é por imposição da UE.

      Agora falar dos Estados Unidos e emissoes poluentes na mesma frase.

      • Heldr says:

        Sim, é culpa da UE, porque eles andaram a incentivar diesels de pequena cilindrada, por exemplo.

        • Sábiá says:

          A produção animal é responsável por 18% da emissão de gases estufa.
          Os transportes apenas são responsáveis por 13% de emissão de gases de estufa.
          A exploração animal e os seus subprodutos são responsáveis por 32.000 milhões de tonelada de CO2 por ano, o equivalente a 51% da emissão total do planeta.
          Uma quinta com 2500 vacas produz a mesma quantidade de lixo que uma cidade com 411.000 habitantes.
          Fontes produtoras de metano no planeta
          Animais ruminantes – 28%
          Gás natural – 15%
          Aterros – 13%
          Cultivo de arroz – 11%
          Esgoto – 10%
          Outros – 23%
          Sempre podes ver o documentário: Cowspiracy – a conspiração da vacas.
          Sempre que comeres carne, pensa 2 vezes.

        • Sábiá says:

          Isso tem uma explicação:
          Embora já esteja comprovado que os diesel emitem mais partículas poluentes e óxidos de nitrogénio (NOx), os estudos existentes concluíam que os diesel emitiam menos dióxido de carbono (CO2) e, por isso, contribuíam menos para o aquecimento global e para o alargamento do buraco de ozono. Foi aliás esta contestação que, nos últimos 15 anos, levou a União Europeia a privilegiar os diesel em relação aos propulsores gasolina.

    • Carlos1 says:

      Caro @Heldr, falou nos USA como um exemplo a seguir, aqueles atrasados que ainda usam e abusam do carvão como fonte energética, meu caro os USA são um País muito atrasado na sua generalidade e no que respeita há poluição eles são só os maiores poluidores do Planeta TERRA, se alguém está a tentar fazer alguma coisa há muitas anos para contrariar o preocupante aquecimento Global é a EUROPA , os USA mais o Sr. Trump acabaram por rasgar o acordo de Paris.

      Mas se gosta muito deles tem a porta aberta do aeroporto .

      • Heldr says:

        Eu dei outros exemplos, que tu prontamente ignoraste.

        Os EUA podem ser atrasados nisso, mas em termos de carros, a realidade é bem diferente, têm normas mais apertadas que na EUROPA.

        • Miguel Porto says:

          … e vamos falar de preços? Qual o preço da gasolina nos EUA? E qual o imposto que incide num 3,5 a gasolina?
          Queres que acabem com os diesel? Fácil, ponham a gasolina mais barata que o diesel. É que mesmo que o preço seja igual, um diesel consome sempre menos e isso é que é levado em conta. O que se paga ao fim do mês é que interessa, o ambiente vem depois.
          Se me perguntares se prefiro um 2.0 a gasolina ou um 2.0 TDI claro que prefiro um a gasolina. Agora paga lá a diferença e alimenta-o mensalmente…
          Já começam a aparecer motores pequenos a gasolina sobrealimentados, com prestações interessantes.

  11. Ze says:

    Motor Renault queriam o que…

  12. Alex says:

    So quem é anjinho é que acredita na seriedade destes testes de emissões.

  13. K says:

    Mas então o que é que é um carro “decente” hoje em dia? Vw não, Nissan não, Mercedes, BMW e Peugeot também já foram faladas no diselgate, Renault é todos os seus derivados aparentemente são lixo… eletricos ainda são super caros para o que oferecem… O que é que se safa?

  14. Int3 says:

    O diesel não dá para despoluir mais. Ainda não perceberam? As metas que a UE impõe obriga estas empresas a fazer estas fraudes. Que tal já inverter a porcaria do imposto? Só tínhamos a ganhar. Usava-se menos petróleo para fabricar o mesmo combustível….

  15. Rui says:

    A Nissan não disse nada disso, a Nissan disse que não cumpriu com todos os procedimentos para certificar as emissões dos carros para o Japão! Informem-se melhor!

  16. Pedro says:

    Tanto idiota a criticar o diesel e ainda não perceberam que no Japão não se vendem carros com motor diesel a não ser os comerciais! Os carros em causa são a GASOLINA! E a Nissan não falsificou nada apenas não cumpriu procedimentos de controlo e verificação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.