Quantcast
PplWare Mobile

Fez-se história na produção de eletricidade a partir de barragens…

                                    
                                

Fonte: Lusa

Autor: Pedro Pinto


  1. Tiago says:

    Sendo uma fonte renovável histórico seria ajustar o preço do kw ao consumidor em função dessa produção. Pagamos e bem mas não usufruímos das energias renováveis na fatura mensal.

    • Ifm says:

      Este ano tem chovido bem… já se falava na seca, mas correu bem.

      Não podemos esquecer que está é uma energia mais sazonal, embora seja na altura que precisamos mais por causa do aquecimento..

      Mas é sempre um tipo de energia que não é certo, de ano para ano.
      É tem um impacto ambiental superior a uma central nuclear.
      ( claro em proporção à energia produzida )

    • Zé Fonseca A. says:

      Claro que usufruis, tens é que ter noção que as renováveis saem muito mais caras que as fósseis.

    • Jose says:

      É verdade. Temos aparelhos que consomem cada vez menos e, no entanto, o preço da energia aumenta sempre! Deve ser para castigar uma sociedade como a nossa que vive principalmente com a ajuda de máquinas. Este Mundo anda mesmo avariado.

    • Rui says:

      porque? foste tu que investiste nas construçoes das barragens ? queres energia barata investes tu em paineis solares

    • Sou eu, não és tu says:

      Atualmente estamos a pagar menos de eletricidade do que pagaríamos se não tivéssemos renováveis! Algumas já estão a preço de mercado mas há muitas com preço fixo. Portugal ainda há pouco tempo bateu um recorde mundial da energia mais barata por kWh solar (à volta de 3 cent.). O custo de mercado (no dia de hoje) está a variar entre 10 cent a 15 cent., ou seja 3 a 5x mais cara!

      Há dias em que o preço é 0€ durante algumas horas, coisa que NUNCA aconteceria com energia fóssil.

      O terrorismo da Rússia é que nos pôs nesta linda situação.

  2. luis nascimento says:

    então quer dizer que o preço da energia elétrica vai baixar……………vou esperar sentado para não me cansar.

    • João says:

      Mas quando no verão tinhas 50% da energia produzida através de gás natural, a tua comercializadora não aumentou o preço.
      A menos que gostem de dar dinheiro á edp.

  3. Hali says:

    Depois dizem que há falta de água. Pudera … É tudo desperdiçado na energia

  4. Luis says:

    Deve ser por isso que o preço kWh vai passar de 15 cents para 25 cents a partir de 1 de janeiro!

  5. João says:

    Pessoal a eletricidade está cada vez mais cara devido a vários fatores. Obvio que o investimento de energias renováveis encarece o preço, é preciso muito dinheiro para o investimento.
    A esperança é que a longo prazo, com um governo justo, fique mais barato quando o investimento esteja pago e seja apenas preciso a sua manutenção, isto a muito longo prazo.

    Eu já mudei de operadora para pagar menos, mudei para a Gold Energy, quem quiser mudar também para a Gold Energy use o meu código MGM1934099 e terá 10€ de desconto na primeira fatura. Já é dinheiro.

    • Sergio says:

      a questão é essa ilusão de um governo justo, seja direita ou esquerda um país como Portugal nos proximos 500 anos não vai ter disso

      • Ze Manel says:

        Sr. Sergio, então explique-me porque é que o governo do UK sendo liberal não baixa os preços da eletricidade?
        E o de França?
        É que em UK o preço do kwh em janeiro vai ser de 0.70 pence. Se quiser tenho evidencias.
        Facil falar e só culpar porque sim.
        Há pelo menos 20 anos que não me lembro do preço da energia baixar abaixo dos 0.13€ nem subir acima dos 0.16€ o kwh

        • Sergio says:

          Viu-me a dizer que no UK também é justo?
          Mas do que vi ha uns meses a Liz Truss ia congelar os aumentos durante dois anos, ja com efeitos nos aumentos previstos para este ano.

          “Há pelo menos 20 anos que não me lembro do preço da energia baixar abaixo dos 0.13€ nem subir acima dos 0.16€ o kwh”

          Então deve andar destraído, não se esqueça que há preços que não sao possíveis de praticar em viseu e por exemplo lisboa. Tenho duas casas e não consigo pagar o mesmo em ambas.
          Para além que reduzir a fatura ao preço da electrecidade por kw , é de rir.. nao se esqueça das potencias, aluguer de contador , taxa audiovisual. Será que no UK também vem isso na fatura?

          Eu quando digo que não haverá governos justos, tanto me faz se são liberais, conservadores, direitas, esquerdas.
          Porque o que interessava era taxar o lucro excessivo a empresas energéticas e aplicar esse dinheiro em fontes renováveis, que andam a ser pagas quase na totalidade pelos contribuintes domésticos .

  6. Sergio says:

    Histórico seria isto refletir-se na fatura e começar a demonstrar algum independência do que se passa a nivel mundial.
    Não sou contra a evolução das renováveis , mas neste momento quem paga estas estruturas absurdamente caras é o consumidor final, quando devia de ser apenas uma parte da equação.
    A galp já vai com 608 milhoes de lucro este ano, nao deveria ter um imposto extraordinário e esse dinehiro ser utilizado obrigatoriamente em estruturas renovaveis? É só um pequeno exemplo..

  7. Joao Ptt says:

    Tendo em conta que não tem chovido quase nada, ou melhor chove muito mas só durante um bocadinho e depois é dias sem chuva, é de estranhar esta “história”.

    Depois que raio quer dizer aquilo de 1,05? Quanto se traduz em energia realmente produzida em Megawatt?

    Basta ver https://barragens.pt para se verificar que mesmo depois da chuva que tem caído só uma única barragem “Cova do Viriato” está a 100% da sua capacidade.
    No sudoeste do país a capacidade das barragens está mesmo muito baixa.

    Sem falar que sem chuva contínua ao longo dos meses de Outono, Inverno e parte da Primavera no Verão regressamos ao mesmo problema porque sem a terra ter muita água armazenada os rios e ribeiros vão perdendo o caudal e alguns secam o que por sua vez acaba por ter influência na capacidade de armazenamento das barragens e acaba afectando novamente tanto o consumo de água como a produção “barata” de energia.

    E tanta barragem, e com a seca, só produziram 9% da energia necessária (Janeiro a Novembro de 2022).

  8. Ze Manel says:

    Graças ás Feed-in Tariffs onde se fixou o preço da energia eólica em 80/90€ MWh, que as mesmas estão a gerar um benefício para o sistema elétrico.
    Desde que me lembre de olhar para uma conta de energia, a mesma nunca baixou do 0.13€ e nunca foi acima dos 0.16€ o kWh.
    @Sergio, explique-me então porque é que inglaterra tem um governo liberal (o sonho de grande parte dos tugas) e tem o kwh a chegar neste momento aos £0.70 ?
    Se quiser uma evidencia, tenho-as comigo.

  9. Paulo says:

    Produzimos mais mas não baixa o valor do kW pago pelos consumidores, é triste viver em Portugal

    • Ze Manel says:

      Em 2023 vamos ter o kwh mais baixo de sempre a 0.10€ na EDP.
      Lá fora já há muito tempo que passou os 0.20€ / 0.30/ 0.40 e vai chegar aos 0.70€

  10. Paulo says:

    Só um sonhador pode acreditar nisso

  11. Contra Costa says:

    Se houvesse de facto alguma gestão não haveria necessidade de componentes externas! Nem mesmo que os espanhóis fechassem a água do Douro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.