Quantcast
PplWare Mobile

Faro: Sistema de videovigilância vai ter 59 câmaras

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Danone says:

    Não me consigo lembrar de nenhuma ocasião em que estes sistemas tenham prevenido alguma coisa.

  2. Luis says:

    Mas se eu quiser usar uma câmara no meu carro não posso.. está bom

    • Vitor Reis says:

      A câmara no carro garante “os direitos de acesso e eliminação”, “o barramento dos locais privados, impedindo a visualização, designadamente, de portas, janelas e varandas” entre outros?

      • gertrudes bonifácia says:

        o que é preferivel: vandalizarem-te o carro (acidfente ou propositado) ou filmar coisas exteriores ao carro que eventualmente estejam no caminho? é igual a filmar ilegalmente manualmente.

  3. lol says:

    É desta que encontramos a Maddie!

  4. Joao Ptt says:

    Quantos agentes extra a PSP contratou para monitorizar e dar resposta no terreno em tempo útil às ocorrências detectadas? Caso a resposta seja nenhum, então como é que as câmaras vão aumentar a protecção de todos? Se existe necessidade de colocar câmaras é porque existe forte actividade criminal nos locais que justifique violar o direito à privacidade de todos… no mínimo exige-se que a PSP tenha reforçado de forma significativa o número de elementos para dar resposta às situações detectadas em tempo real… se é só para ver como foi que aconteceu então podem ir se lixar, que é interessa ter algo só para ver como foi? Coscuvilhice apenas? Se é para proteger as pessoas o sistema tem de garantir que existem os meios humanos e técnicos para dar resposta em tempo real, sem desculpas… do contrário exige-se a remoção da vídeo-vigilância dos espaços públicos.

    • Nightingale says:

      +1

      Basta dizer que é para a nossa segurança que as pessoas papam tudo… o que menos importa são esses “pormenores”.

    • AlexX says:

      A ideia deve passar por dispensar agentes, não contratar mais. Isto sempre serviu para ver como foi e postar depois numa rede social um carro galgando e voando sobre uma rotunda, capotando ao longo duma recta e por aí. Para assaltos à mão armada é complicado darem resposta rápida enquanto o bandido for considerado uma vítima inocente se for abatido pela PSP, e este último ainda demitido.
      Além disso e mais que não deve ser escrito, não passa dum bom negócio para o vendedor.

  5. Rui says:

    Pelos comentários, parece que não percebem o objectivo de colocação de Câmaras.
    Só pelo facto de estarem instaladas e a funcionar, por si só faz diminuir a criminalidade, não tenho dúvidas, como efeito dissuasor.

    Outro aspecto prende-se com as imagens guardadas que podem ser sempre utilizadas no caso de ocorrência de um crime, porque estes sistemas têem de guardar os vídeos de pelo menos 30 dias!!!!!

    Obviamente que há uma diminuição da privacidade das pessoas. O que temos sempre de nos interrogar é a cedência de um direito (liberdade) justificada pela garantia de outro (Segurança).

    São estas as questões levantadas por um sistema destes!

  6. Euéquesei says:

    Devia haver video vigilância em todas as ruas.
    Não resolve crimes? Resolve pois. Então se o criminoso for apanhado pelas câmaras o crime não é resolvido mais facilmente?
    Quantos e quantos assaltos e outras coisas poderiam ter sido resolvidos se houvesse video vigilância?

    Quem fala em privacidade, ou violação da privacidade, só tenho uma coisa a dizer, na via pública não há privacidade.
    Quem quer privacidade fica em casa. Ao meter os pés na via pública a privacidade foi-se.

    Mas pronto, neste país onde os criminosos são inocentes e os inocentes são criminosos, há toda a lógica em que não haja este sistema.
    É o que temos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.