PplWare Mobile

Ex-bancária de Coimbra falsificava relatórios médicos com o Paint


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. ZarkBit says:

    o paint agora também é notícia.
    precisam de notícias?

    Eu acho estranho como é que há empresas que aceitam determinada documentação em PDF (scans e afins) quando me pedem que certo documento seja enviado por email em PDF (especialmente quando carimbado e assinado) fico a pensar o quanto facilmente eu poderia alterar aquele documento e apresentá-lo assim.

    Dá que pensar.

    • Pedro Pinto says:

      Dá que pensar…afinal é noticia!

    • tuga says:

      nao entendi.
      em pdf pode ser falso, mas em papel nao?

    • FM says:

      Mas se formos assim a pensar. Como poderemos confiar em algo. Se as pessoas todos optarem por ser honestas e as que o não são fossem severamente punidas… muita coisa seria diferente.

    • Toni says:

      Crítico bastante as “notícias” por vezes aqui apresentadas, mas neste caso isto é realmente uma notícia sem tirar nem por. Agora se preferes aquelas notícias baseadas em rumores do diz que disse e por vezes disfarçadas com publicidade implícita é contigo.

    • André Ribeiro says:

      O certo é que a verdade vem sempre ao de cima, como este caso comprova xD Mas quando se tratam de documentos realmente importantes o ideal é pedir a autenticação do documento….

    • YaBa says:

      Para isso é que serve o certificado e a assinatura digital que tens no Cartão do Cidadão.

    • AlexAlex says:

      A quantidade (ou probabilidade) de burlas em Portugal é muito baixa para justificar o custo de se implantar sistemas de controlo burocráticos complexos – que por fim ainda podem fazer aumentar a quantidade de burlas.

      Se verificar o Brasil, em que existe controlo para tudo e mais um pouco – e tudo precisa sempre ser autenticado em cartório (conservatória), folha por folha – já aconteceu de criarem um sistema de controlo na importação/exportação que era simplesmente *impossível* de passar.

      No pouco tempo que ficou em vigor só conseguiram passar os aldrabões, que criaram um sistema ainda mais complexo, baseado em corrupção para isso. Basicamente, quanto mais controlos burocráticos cria, mais aumenta o mercado para os aldrabões.

  2. rdgprime says:

    Sim, o Paint é suficiente para o efeito :p

  3. Dimitri says:

    Não consigo imaginar muita falsificação com o paint, só se for assinaturas, e mesmo assim.. só um berlim é que não consegue distinguir. Agora com photoshop falsifico qualquer coisa.

  4. Carlos Ribeiro says:

    Isto é trabalho soberbo executado no Paint – Mona LIsa

    https://www.youtube.com/watch?v=xy-lV3MyVJw

  5. [APPLE] Rui C. says:

    Ainda dizem que o paint está obsoleto lol

  6. Tiago says:

    Mas é uma senhora com 56 anos de experiencia…..viu o paint crescer 🙂

  7. says:

    A senhora está de parabéns, 😀

    Aconselho o Corel Photo-Paint, também é muito bom… 😀

  8. Xico says:

    A melhor ferramenta do windows.. sem dúvida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.