Quantcast
PplWare Mobile

Ensino Superior: Há 3.080 novas vagas! Em que instituições?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. zé, o trolha licenciado says:

    isto passou a ser uma terra de doutores, arquitectos e engenheiros … depois, quando é preciso um picheleiro, trolha, pintor ou mecânico, não os há e os poucos que existem são completamente incompetentes 🙁

  2. SANDOKAN 1513 says:

    Incrível !! Desde o ano de 1996(há 25 anos atrás),que não haviam tantas vagas para entrar no Ensino Superior.Nem sei bem que diga… Depois querem-se empregar e onde é que há trabalho para todos ?? Vão-se inventar empregos,sem mais nem menos ?? Caramba,há cursos que não têm saída há décadas,será que ninguém vê isso ?? 😐

  3. asdasd says:

    Se formos a ver, são mais os que não seguem estudos do que os que seguem, logo sobra muita gente para essas profissoes.
    Resta saber se vão aprender a arte ou se ficam em casa com subsidios do estado.

    • Mitra says:

      Muito menos podemos culpar o governo por muita treta agora dizer que existe subsídios para os jovens que ficam em casa e não vão para a faculdade?

      Cada uma que se lê por aqui!

    • Jorge Pedro Miguel says:

      Ora aí está uma grande verdade, esse é o grande problema, não é os que tiram uma licenciatura, que esses mesmo assim, contam-se pelos dedos… esses são os verdadeiros “Doutores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.