PplWare Mobile

Discos SSD perdem dados se estiverem alguns dias sem energia


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Afonso says:

    Isso é muito estranho, por exemplo compra-se um pc novo com SSD e pode estar vários meses na loja embalado até que seja ligado, à partida contem o SO etc..

    • Vítor M. says:

      Lê bem a notícia. Esta refere discos sem energia, em condições específicas relativamente á temperatura e mais concretamente discos utilizados em áreas corporativas.

      Esta no artigo e com mais informação na apresentação do responsável da Seagate. É só ler 😉

      • miguel says:

        Os SSD a SSDel de avarias, vida útil são claramente inferiinferiores aos HDD.
        Eu já vou no meu 2 disco SSD que morreu, e quaquando ele morrer, é de vez.
        Os HDDmuitas vezes ainda coconsegues retirar de la alguns dados.
        Por isso é que só tenho o SSD de 60GB, para o Windows, e pouco mais. É extremamente rápido, o pc nunca bloqueia, etc

      • Anónimo says:

        Sim, vamos acreditar que os computadores vendidos nas arábias estão armazenados sempre com ar-condicionado e que este mesmo cenário não é o dia-a-dia nessa parte do mundo…

        É estranho que esses ainda não se vieram queixar.

        • Vítor M. says:

          Como sabe que não se queixaram, os que usam esta tecnologia em termos empresariais, como sabe? Onde tem dados que o permitam afirmar?

          • Anónimo says:

            Ahahahah!

            1) Empresariais ou domésticos para o caso é igual ao litro. Quanto muito seria mais difícil observar-se nos empresariais dada a melhor qualidade das NANDs e o facto dos fabricantes evitarem coisas como TLC nesses productos (que by the way até são os mais susceptíveis ao fenómeno).

            2) Seriously!? Na era da Internet ainda há gente que acredita que pode haver um problema grave com um produto (que até se vende em massa) sem que venham no mínimo dezenas expor o caso e uma panóplia de sites de tecnologia *dupliquem* o problema?

            Já experimentou *duplicar* o problema? Onde estão os dados?

            Quer uma descrição melhor do problema, olhe é uma variante do que tem afectado o 840 EVO. Perdem-se os dados? Nem por isso…
            Agora claro está, não tenho discos para vender (nem mecânicos nem sólidos).

        • eder says:

          não so na arabia, sou do Rio de janeiro, e aqui temperaturas como 47º sao bem comuns, e residencias nao usam o ar o tempo todo, empresas sim, mais por exemplo meu desktop fica ligado 24h, meu ar so é ligado quando estou em casa, entao essa temperatura iria acabar com a vida util do meu ssd, algo que nao vejo grande relato de usuarios por aqui, o meu é novo, mais conheço outras pessoas que usam ha uns 2 anos e funciona bem, logico que todos os downloads sao programados pra ir pro meu HD, e mantenho o minimo no ssd (bem dizer so o sistema operacinal), mais nesse tempo eu perderia arquivos essenciais ao sistema.

  2. Gustavo Lima says:

    Ainda bem que só tenho esta sucata de discos mecanicos e que duram uma vida…..
    Muitas vezes já me safei por ter estes dinossauros comigo. Aliás…. são os que utilizo diariamente.
    Sim, são lentos, mas sinto-me mais seguro… (É claro que também avariam!)

    • Pedro Peixinho says:

      podes sempre usa los como disco externo ou secundario, nada bate um ssd num pc. Eu tenho um de 128ssd para arrancar com windows e programas e outro mecanico de 500gb para armazenas os meus documentos, filmes, fotos etc

    • lm says:

      Fica de olho neles se tiverem mais de 25k horas… E muita atencao mesmo se passarem as 40k horas. Estou a falar de “discos normais” 🙂

  3. Paulo says:

    “Numa apresentação recente feita pelo fabricante de discos rígidos Seagate”

    Tá tudo dito…. 😀

    • Vítor M. says:

      Pode justificar 😉 isso é que era de valor. Será que consegue?

      • miguel says:

        Claro, seagate… os discos são uma miséria. Ou então sou eu que tenho muito azar.
        parece os discos da OCZ SDD, aquilo dura mesmo é o tempo da garantia. Falavam tão bem da OCZ olha lixei me …
        Seagate é a mesmamesma coisa , só os antigos seagate é que eram bons, os novos é um desastre

      • Anónimo says:

        Atendendo a que os SSD já não são propriamente novidade, são usados e comprovados diariamente no mundo real à largos anos, parece-me estranho que tenha sido preciso vir uma parte interessada nos disco mecânicos revelar que haja um “problema real” com os SDDs ao invés desse problema se ter manifestado sozinho nos vários anos que os discos estão em uso (ou neste caso, aos anos que estão parados sem uso).

        Food for thought.

        • Vítor M. says:

          Se ler o texto, os visados são os mais recentes, segundo o responsável da Seagate.

          • Anónimo says:

            Sei muito bem a relação que existe entre a manutenção do valor lógico numa NAND, como isso é afectado negativamente pelo maior número de níveis e pela temperatura (quer operação quer armazenamento), obrigado.

            Agora quando for à missa não se engane, é “palavra de deus” não “palavra da Seagate”.

  4. pires says:

    não tenciono deixar o meu PC desligado durante 2 anos 😛

    • Vítor M. says:

      Vamos imaginar que tem um disco SSD em utilização de 256GB, chega á conclusão que é pouco e adquire um de 1TB.

      Muita informação que tinha no de 256GB preferiu manter lá, fotos de família, os primeiros passos da criança, documentos importantes, etc…

      O disco ficou guardado numa caixa no escritório, que lhe dá sol sempre que deixam a janela aberta… dia após dia, o disco aquece, está sem energia e um dia, um mês ou dois…. ou até três depois… não tem lá nada!

      O que se passou?

      A explicação está no artigo… eu também desconhecia esse fenómeno.

      • Luís says:

        Um disco rígido também não vai ficar em muito boas condições se estiver todos os dias ao sol!

      • Adri says:

        Simples… Tenho um SSD de 256gb com o SO e outros SW que uso e para armazenar dados, tais como “fotos de familia etc”, substitui a drive de cd por um adaptador para lá por o hdd antigo “mecânico” e problema resolvido

      • Carlos says:

        Quem me dera poder encostar discos de 256gb ssd. Mas percebi o exemplo 🙂

      • Paulo says:

        Temos de ver o lado positivo disso (pelo menos nao temos o trabalho de formatar,ele formata-se lololol)(brincadeira inocente)

        Agora falando mais serio, isso e realmente preocupante, vou dar um exemplo que me aconteceu a bem pouco tempo:

        a minha fonte de alimentacao queimou (queimei por burrice lolol) e nao estava com dinheiro a sobrar durantes uns tempinhos que foi +/- 1 a 2 meses, por acaso ainda uso os velhinhos HDD porque ainda nao deu para actualizar, mas se tivesse feito a atualizacao tinha a possibilidade de ter perdido os meus dados o que seria uma MERD…..

        Espero que resolvam esse contratempo, porque podem ter certeza que sera so mesmo um contratempo nada mais que isso, iram resolver esse problema.

        Abraço

  5. David Guerreiro says:

    Vindo da Seagate, um fabricante de HDD, está tudo dito…

  6. Pedro Peixinho says:

    Tenho o meu macbook pro ha 7anos com ssd ha 6 e nc tive problemas, mesmo quando vou de ferias no verao e fica 15 dias em standby sozinho em casa..nunca perdi nada. sou sortudo?

  7. Ricardo Santos says:

    Já tenho um SSD Samsung à mais de dois anos, com mais de 25TB de leitura e nunca tive problemas.

      • Jorge Rodrigues says:

        Os 25 TB são a quantidade de dados que já “passaram” pelo SSD de leitura, e não a capacidade do SSD. Tenho um OCZ vertex 3 de 120GB que já tem 23.8TB de escrita e 11.8TB de leitura nunca tive qualquer problema.

        • Afonso says:

          boa, não sabia que isso ficava resgistado, sabe se os mecanicos guardam esses registos?

          • W10 Incoming says:

            Sim qualquer HDD ou SSD tem s.m.a.r.t contudo o registo de escritas e leituras depende de cada fabricante.

            SSD: têm sempre registo de escritas. Registo de leitura alguns não trazem como os samsung evo.

            HDD: tipicamente não têm nem registo de escritas nem de leitura a não ser uns modelos mais direcionados para entusiastas como a série black dos Western Digital.

    • Marco says:

      Como sabes disso 😀

  8. censo says:

    A fonte não é isenta.

  9. carlos says:

    E verdade q a vida utilndos dados são mais seguros nos hd’s que nos ssd’s isso é fato, pra backup use sempre HD’s , tem gente q diz q as informações em hd’s podem durar ate 100 anos, já ssd’s não duram tantos anos assim, são rápidos isso são , mas pra se usar um SO e instalar alguns games , agora pra informações sensíveis e backups tem q ser em HD.

  10. W10 Incoming says:

    Eu já conhecia esse fenómeno quando à 4 anos quando fiz um pesquisa sobre SSD’s e comprei o meu primeiro. Mas esse não é o único problema.
    Podem ocorrer outros problemas deste bugs de firmware (o meu 1º ssd levou 5 firmwares a corrigir bugs), as escritas degradam o disco etc
    Mesmo que os SSD’s de grande capacidade venham a ficar acessíveis a um preso razoável, vou continuar a manter HDD’s no NAS. Não confio nos SSD para guardar coisas.

    • Pedro Peixinho says:

      faz como eu 128ssd no surface, disco externo de 500gb a acompanhar

    • rmcrys says:

      Os hdd também levam com firmware para corrigir bugs, só quer o pessoal é que nem se da ao trabalho de ir ver. Os hdd também se degradam bastante, e se não é a camada magnética são os componentes mecânicos.

      Já para não falar que aí longo dos anos os hdd vão ficando mais lentos: o Firmware detecta o desgaste e começa a lentificar o hdd (maior tempo de acesso, spin on mais lento, gravando em outros sectores etc)

      • W10 Incoming says:

        Naturalmente mas o software dos SSD’s é de longe mais complexo. Existe muita coisa à mistura, wear leveling, garbage collection, trim, write amplification, over provisioning, etc. Havias de ver os sandforce à uns 2/3 anos a trás. Tanto bug que até metia dó.
        Não é à toa que qualquer marca de SSD tem uma toolbox (magician etc) que te avisa se há updates de firmware.

        Já um hdd é bem diferente, compras e se tudo correr bem (leia-se se não vier com defeito de fabrico) dura uns bons anos sem qualquer manutenção.

  11. JN says:

    SSD Toshiba 128gb com o W8.1, HDD Toshiba 1tb para dados numa caddy bay.
    Desde que coloquei, o Toshiba Satellite L40 do e-Sócrates, quero dizer, do e-escolas, até voa!
    Até agora a única coisa que perdi foram alguns minutos de seca…
    Já chegou a estar cerca de dois meses desligado sem bateria.
    De todo o modo, faço o armazenamento dos dados no HDD e tenho Backup na cloud.
    Se tivesse perdido dados no SSD, já alguma coisa tinhas falhado no SO.
    Já no que diz respeito à temperatura, o PC aquece menos do que antes e além disso, não planeio usar a placa vitrocerâmica como base para o PC.
    Não estou nada preocupado.

  12. RJCA says:

    É a piada do momento? Se for verdade o pessoal atira com os SSDs pela janela. Ninguém no seu perfeito juízo quer perder seja o que for mas e se perdermos quem nos restitui o investimento gasto e mais importante os dados perdidos?

  13. rmcrys says:

    Os discos SSD baseiam-se numa tecnologia melhorada das pen usb e cartões sd e nunca ninguém se queixou de tal coisa, mesmo até de memória interna de MP3 ou câmaras.

    Eu próprio tenho um MP3 do mais reles que há, e estava na gaveta há mais de 4-5 anos e continha tudo o que lá deixei.

  14. Avelino Junior says:

    Então manter os ssds congelados para durar uns valentes anos parece-me uma boa alternativa…

  15. Rui Alc says:

    Há sempre a solução de deixar o portatil armazenado num frigorifico quando for preciso maior tempo de inatividade. (Dentro de um saco estanque) 🙂

  16. Jose Azevedo says:

    Como diz o ditado — depressa e bem…………… há pouco quem!
    Ter os dados importantes em 2 sitios (diferentes) é a melhor maneira de não ficar a chorar!!

  17. Under says:

    Por aqui também com SSD já há muito tempo e nunca tive problemas. Mas se tiver acho que muitos estão cientes disso. Até mesmo as PENs, CLOUNDS etc, nada está garantido. Há uma palavra que se fala muito por aí chamada de…

    BACKUP

  18. Joao says:

    Isto era mais ou menos óbvio.

  19. Miguel says:

    Estão desesperados os fabricantes de HDDs, as memórias vieram para ficar e com velocidades cada vez mais rápidas!

  20. JP says:

    a ser verdade é uma grande chatice mas vendo as coisas pelo lado positivo….. Pode ser que com isto baixem o preço dos ssd.. Assim compro outro pra fazer raid 0..

  21. Pedro Peixinho says:

    a Apple ja tem um ssd de 1.7gbs no novo retina…claramente o melhor portatil do mercado. Em comparacao o surface pro 3 tem velocidades de 350mbs.

  22. Helder says:

    Os SSD não tem a tecnologia parecida com a de uma PEN? É que se for o caso nunca se falou disto nas PEN’s, e muitas andam a situações extremas…

  23. Soares says:

    Realmente desconhecia este fenómeno.
    Eu ainda tenho discos SATA de 10Gb que na altura aquilo era outro mundo.

    Se bem me lembro tenho a máquina a apanha pó, isto já à pelo menos 7 anos.
    Tenho poucas coisas, mas sem duvida que lá tenho umas fotos e alguns vídeos, agora dou-me por sortudo que não é um disco SSD!

  24. WBCat85 says:

    Hum.. Acho estranho ainda não terem incluído uma pequena bateria de Lítio para backup como as põem nos RTCs ou nas Motherboards, e em vários outros equipamentos. Normalmente duram mais anos do que (supostamente) os próprios dados no SSD assim seriam o suficiente para não nos termos de preocupar com a perda de dados por falta de energia..

  25. me and me says:

    Perdem dados?

    Acho que se assim fosse já se sabia.. Isto mais parece manobra para desacreditar os SSD.. Mais nada.

    Já agora, armazenar material electrónico a mais de 25°c demonstra MTA inteligência.. Então a 30.. UI ui.

    Vm

  26. Paulo Alexandre says:

    Bem, dando apenas e só os meus exemplos…Acreditando que esta “noticia” é irrevogável, pois é uma pena, pois tenho optado por colocar SDD’s em tudo o que é portáteis. No meu Dell Venue 11 Pro, vem já com SSD…diferenças para um HDD? já todos sabem!
    Agora…importante…já perdi mais de 6 HDD…todo o seu conteúdo…porquê? Podia dizer por “pancada” ? Eram internos numa torre…! Já perdi um disco de 1TB HDD, numa case, tudo à vida…pura e simplesmente não lê e este sim…suspeito que tenha…levado uma pancada…! Enfim…resumindo, tudo tem que ser salvaguardado com Backups. Atenção: 1 disco externo não pode ser só…o local de armazenamento…e se vai à vida?

    • Ricardo says:

      Tens razão. Possuo 4 DHs externo sendo 2 para armazenamentos de meus arquivos e jogos e outros 2 para usos diversos. Inicio do ano que vem eles farão 2 anos de uso e já penso em adquirir mais 2 para justamente ter o backup dos antigos para caso de algum erro fatal ou perca total. Baixar quase 2Tb entre arquivos e jogos numa internet infeliz ainda de 2Megabits não é tarefa fácil.

  27. filipe says:

    Quando um CEO de uma empresa com tecnologia concorrente vem com esta conversa cheira-me que é só assustar e isto porquê! é que com a evolução que os SDD estão a ter o caminho é avançar para o mercado do backup logo isto mais parece mais uma jogada de antecipação de forma a descredibilizar esta tecnologia no backup visto que é o único mercado que resta aos discos a longo prazo, de todo o modo se em vez de virem para comunicação social dizerem disparates se preocupassem antes em melhorar a qualidade dos discos que lançam ultimamente para o mercado, que tem sido uma desgraça total isso é que era, quando em média 35 a 50 por cento dos disco apresentam imensas falhas após pouco tempo de uso seja a marca Seagate, Western Digital Green, ou Toshiba, quero eu dizer que em vez de evoluírem na qualidade dos mesmos regrediram apenas com o propósito comercial pois já não basta terem preços inflacionados ainda não darem garantias para propósito para qual foram produzidos….

  28. AlexX says:

    Tenho um Intel 320 80GB desligado numa slot do desktop precisamente à 2 anos. Tem ainda o SO instalado mas não vou iniciar com ele, não vá dar alguma barraca que me deixe 2 dias pendurado, além disso a ideia é formatá-lo e passar a drive externa. De qualquer forma, voltei a ligá-lo e arrisco dizer que ainda lá está tudo, apesar que só abri uns 20 ficheiros…

  29. ZeMano says:

    Resumindo e baralhando para garantir o funcionamento e a integridade dos dados nos SSD é não os podemos ter desligados durante x tempo (indefinido) ou então temos a uma temperatura entre 0 e 5ºC considerando que a uma média de 25º os dados duram 2 anos… então retirando 5º à temperatura de funcionamento eventualmente irá contribuir para a longevidade do SSD para muitos anos de vida 🙂

  30. David Guerreiro says:

    Podem chamar-me louco, mas estou em processo de transitar totalmente para SSD no meu desktop. Já tinha um SSD para o SO, e é desta que vou tirar o HDD de armazenamento. Como nem preciso de muito espaço, um SSD de 500GB chega e sobra. Estou farto do barulho que fazem os discos mecânicos, antigamente eram estalidos em seek, agora é coil whining. Confio na tecnologia SSD, de qualquer forma backups são sempre importantes, tanto em SSD como em HDD.

  31. Miguel Silveira says:

    Ah ah! A Seagate diz que SSDs têm problemas! A única empresa que não os fabrica XD. Os problemas que os discos têm são bem conhecidos…

    Não tenho nada contra a pplware, antes pelo contrário, leio-a todos os dias mas começa-me a preocupar a incapacidade de avaliar a veracidade das noticias. Usarem fontes como o o sensacionalista “Daily Mail” ou postarem noticias de um blog que cita um Chairman que tem tudo a ganhar dizendo mal do único produto que não fabricam.
    Além disso, existe algum documento avaliado por pares que comprovem o que está escrito no PowerPoint do Alvin Cox? É que além de uma nota de rodapé a dizer intel, não encontro nada que confirme o que o PowerPoint afirma tirando este relatório http://lkcl.net/reports/ssd_analysis.html , e mesmo ele parece jogada publicitária da intel.

  32. CC says:

    Não é o primeiro relatório que põe em causa problemas nos SSD.
    Já em 2013 um estudo apontava falhas, nalguns casos catastróficas (i.e. bricked) quando ocorriam falhas de corrente em discos SSD.
    Fica o link para esse estudo: https://www.usenix.org/system/files/conference/fast13/fast13-final80.pdf
    Toda a tecnologia é sujeita a falhas: a tecnologia HDD é bastante madura, enquanto a tecnologia SSD ainda está em desenvolvimento – e sob grande pressão para baixarem os preços.

  33. Ricardo says:

    Eu até estava feliz com a chegada dos SSD mas com estas de apagarem dados a gente querendo ou não ficamos com receio. Um produto caro ainda que necessita de cuidados dobrados para não danificar. Mesmo assim pretendo comprar um de pelo menos 60Gb, mas só quando o preço estiver acessível. A matéria está muito explicativa. Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.