Quantcast
PplWare Mobile

[Atualização] Delta Plus: Índia avisa mundo para nova mutação variante da COVID-19

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Str says:

    Plus??? Isto já parece o segmento dos telemóveis, todos os meses sai uma variante diferente agora chegamos ao plus

  2. Dan says:

    O Costa que continue apostar no turismo antes de todos estarem vacinados e vamos ter é PLUS IN HELL

  3. Miguel says:

    Também deveria avisar o mundo do lixo, porcaria e imundice que produz!

  4. Xico says:

    Venha mais ingleses sr costa

    • Louro says:

      O problema é que apesar de a bolha nao ter sido feita como tinha sido prometido, esses foram testados antes de chegar a Portugal e voltaram a ser testados novamente quando voltaram para o UK.

      Deviam era de agradecer ao Costa por terem permitido festejos relacionados com a vitória do sporting e outros eventos futebolisticos.
      Já todos sabemos que os portugueses, se houver futebol até podem estar a morrer de fome mas há que ir ao futebol.

      • FreakOnALeash says:

        Temos de nos concentrar na seleção e fechar os olhos às porcarias do governo…já o disse o nosso excelso PR!

      • Idiocracia says:

        é.. é isso.. culpar “o governo”. Culpar o responsável.. culpar alguém.. todos menos os realmente responsáveis.. os responsáveis são TODAS as pessoas que não tomam dos devidos cuidados. São os que “são os maiores”, são os “a mim não me faz nada”, são os “teoria da conspiração”. Esses são os reais responsáveis. Não importa se o virus veio de A ou B, se é um plano XPTO para enriquecer não sei quem.. que raio importa isso?? Parem de ser egoístas! Olhem À volta! HÁ pessoas a morrer!!! uma pessoa é uma pessoa a mais quanto mais milhares! Que raio vai na cabeça das pessoas para não verem isso? Usem mascara (funciona! se BEM colocada! aprendam! andar com o nariz de fora vale ZERO). Desinfectem as mãos! Não facilitem! se cumprirem isto, podemos fazer a nossa vida o mais normal possível.. é só isto! Só temos de “confinar” pq há pessoas que “são as maiores”. Não são as maiores.. são homicidas involuntárias. Se alguém apanha o virus, passa a 1, que passa a outro, e a outro.. seja que tamanho a cadeia tiver e alguém morrer, e se esse alguém passou o vírus pq teve propositadamente comportamento irresponsável, devia ser acusada de crime! é impossível descobrir.. sim.. e..? Apontem quem é irresponsável! Critiquem a irresponsabilidade! São Vidas em jogo! Jogo de Vida e de morte! não critiquem os governos.. não é preciso lei nenhuma, proibição nenhuma para sermos responsáveis. NADA! Há empregos em jogo! Há futuros de crianças em Jogo! Parem de jogar à roleta russa caramba! é assim tão complicado?

        • TideMáquina says:

          Disseste tudo, há muito palhaço sem máscara na rua

          • Carmo says:

            Já se perguntaram porque é que não há maior incidência de COVID em “pessoas que não ligam nada” como frequentadores da noite Lisboeta ou pessoas que vão a manifestações, concertos (como o Avante que teve isenção), ou as escursões politicamente motivadas?

            çE que até nos EUA, onde os agregados são enormes e por vezes explosivos já fizeram o estudo e não há diferença?

            Será que essa “sabedoria” toda não é só excesso de tempo à frente da TV?

        • Pe@ce says:

          Bravo!!!
          Como eu sempre disse, não era preciso confinamento se cada um fizesse a sua parte.

        • Sergio says:

          As novas variantes não apareceram por cá por as pessoas não andarem de mascara na rua, as novas variantes apareceram cá por não haver controlo de fronteiras eficaz.

          A Nova Zelandia e a Australia têm escapado às novas variantes porque os seus governos controlam as fronteiras eficazmente.

      • Santos says:

        Concordo plenamente contigo e ainda acrescento, a maior parte do povo Português só vê futebol e politiquices, poderão não saber fazer mais nada na vida mas para andar a lamber o cú aos políticos e futebol estão sempre apostos.

  5. Ru says:

    Não tem nada a ver com esta variante. Mas se neste momento o problema é em Lisboa, porque não fazem uma cerca sanitária, como fizeram em Ovar ou Odemira? Estão à espera que esteja o país todo lixado, para apertarem em todo o lado?

    • Daniel Paiva says:

      O objetivo é confinar o país todo e não Lisboa separado…

    • Pedro says:

      Ano de eleições.

    • Miguel says:

      Lisboa deveria ter uma cerca sanitária nos próximos 50 anos, ninguém entra, mais principalmente ninguém pode sair.

      Ao fim dos 50 anos quando um português voltasse á grande lisboa poderia começar a visita pelo Mato Grosso, seguido pela Roménia e acabar a visita no Senegal. Com sorte poderia ser que encontrasse um simples tuga!

    • Zé Fonseca A. says:

      Já estão a fazer aos fim-de-semana a toda a AML.

      • Ru says:

        Tapar o sol com a peneira…
        Toda a gente sabe que Lisboa é um país à parte. Mais uma vez a mostrarem isso…
        Com a quantidade de gente que é nos transportes públicos, durante a semana, é mesmo essa pseudo cerca que vai funcionar 😉

        • Zé Fonseca A. says:

          Em lisboa ainda está toda a gente em teletrabalho.
          AML tem 3M de pessoas e entre trabalhadores dentro da AML serviços de fora da AML que se deslocam para a mesma deves chegar aos 4M de trabalhadores, para fechares AML fechas o país todo.

          • Ru says:

            Lá está. Como se o país fosse Lisboa… Se fecharem Lisboa o resto do país nem nota (e provavelmente agradece). Não costuma vir nada de bom de lá para o resto da malta.

          • Zé Fonseca A. says:

            Não nota para andar na rua, nota em termos economicos e desemprego.
            Para os covideiros só anda a passear é que conta.
            Por mim tinha trocado 10x o numero de mortes por não termos mexido no PIB, e olha que tive familiares a morrerem..

          • PTO says:

            LOL, “fechares a AML fechas o país todo”,

            A arrogância é imensa, só nestas sete palavras.

    • PTO says:

      Não sabes que Lisboa é sempre especial?

      Quando Lisboa atingiu o limite de 120 casos por 100 mil habitantes e deveria recuar no confinamento, o que se fez? Aumentou-se o limite para 240 casos por 100 mil habitantes.

      Este país sempre foi dividido em Lisboa… e o resto. As cercas sanitárias são para os “pacóvios” fora da capital.

  6. Sardinha Enlatada says:

    Agora e que e, com este nome chique vai ser desta que metade da populacao mundial vai conhecer o criador. Com esta variante deixou-me cheio de medo e agora para que lado e que me hei-de virar ? Vou mas e desligar a TV por uns tempos que faz mal a saude. Sempre o mesmo lixo toxico a envenenar a mente das pessoas.

  7. lapizazul says:

    É simples: Bloquear todo e qualquer tipo de acesso a pessoas da India nos próximos 12 meses em TODO O PLANETA!!!

    • ChiNelo68 says:

      Caetano? Chama a pide!
      Só vais aumentar a descriminação e perseguição aos monhés. Também não pode ser assim… não vistes os ataques à malta asiática na terra da liberdade e dos direitos ( a.k.a Múrica)?

    • Louro says:

      Claro que sim… e para ser perfeito só mesmo se ao par com isso te metessem numa jaula com uma pequena portinha para te poder passar comida e agua (del cano calro) uma vez por dia.

  8. Tcheco says:

    Desculpa Índia,
    o meu smartphone não aceita mais atualizações.

  9. Raimundo Nonato says:

    Perfecto! Mas estamos no verão, então está tudo bem na Europa. Quando o verão acabar aí o povo e os governantes começam o choro novamente.

  10. David Guerreiro says:

    Vamos ver é que estas vacinas rapidamente valem zero, e precisamos de novas vacinas para todos de novo.

    • Urtencio says:

      só agora!? Há semanas que se fala de pessoas internadas com covid e que já tinham a vacina completa! Entretanto surtos em Lares que supostamente deveriam estar vacinados…
      Com isto tudo temos umas empresas a ficarem bem recheadas de $$…

      E depois tivemos vários cientistas (alguns deles conceituados) alertar para não se administrar vacinas profiláticas com o vírus activo, pois poderiam originar mutações mais graves.. temos o resultado…

      A sério que não consigo entender esta panca das vacinas quando ainda antes de se começar a vacinação, Israel diz que tem um medicamento com um custo de 1€ e que consegue por as pessoas em casa em 3 dias sem sintomas mesmo nos casos mais graves! (Noticiado na SIC)

      Que foi feito desse medicamento, e porque o resto do mundo não adoptou?

      • GY says:

        Simples. É tudo mitos urbanos. Já se falaram de várias drogas “milagrosas” que curam tudo e todos. Depois de estudadas CIENTIFICAMENTE nenhuma provou ser útil . Isso só acontece nos filmes de hollywood.
        Para não nos confinarmos em definitivo em casa, a única arma que temos contra todos os vírus e variantes é a…máscara.
        Temos de nos habituar à ideia…..

      • ToFerreira says:

        Mesmo com medidas profilaticas, que já começam a cansar e as pessoas vão começando a desleixar, o número de casos aumentava e começava a deixar os sistemas de saúde sem capacidade de resposta e tu não compreendes urgência da vacina. Tu e os “conceituados cientistas” queriam deixar morrer pessoas por falta de assistência. As mutações surgem independentemente da vacina. Por essa ordem de ideias nao se administrava a vacina da gripe, nem a recente do hpv, entre outras. Ridículo!
        Quanto aos medicamentos milagrosos, sempre foram usados, desde o início, inclusivamente cá em Portugal, como a hidroxicloroquina, a título experimental, e na falta de alternativas. O de Israel, segue o seu caminho https://www.timesofisrael.com/israels-promising-precision-covid-drug-starting-trial-in-greece-next-week/amp/

        • Urtencio says:

          oh artista tem cuidado com as palavras e acusações que fazes pois eu não queria nem quero que ninguém morra!!

          E esses cientistas que tu menosprezas só estiveram a frente de uns dos maiores eventos de vacinação em massa que ocorreu em países africanos. A única coisa que eles se referem contra a vacina é pelo facto de esta estar a ser administrada com o vírus em atividade!
          Não sei se deste conta mas tomas a vacina da gripe uns meses antes de altura da gripe.. o mesmo acontece para as vacinas que precisas de levar quando viajas para certos países!

          E não, eu não sou um negacionista das vacinas…

          • ToFerreira says:

            Portanto a solução seria administrar a vacina antes de a haver? Ou quando já não houvesse casos? E nos entretantos, repito, “deixar os sistemas de saúde sem capacidade de resposta”, é isso?

        • Luís Costa says:

          Há vários cientistas a avisar para esse facto que o Urtencio disse e tem a sua lógica, o vírus neste momento está em constante mutação e a arranjar forma de se tornar mais forte vai acabar por meter as vacinas menos eficazes porque o vírus conseguiu “fintar” as proteções da vacina.. mas isto é o mais básico dos mais básicos para os cientistas que até alguns estão incrédulos com isto

        • GY says:

          Penso que o amigo ToFerreira anda um bocadinho desfasado da realidade ao acreditar nas publicaçõs online e na “universalidade” da vacina contra todos os coronas e suas variantes. Tem que estar mais atentos à literatura científica e não embarcar em “fé de curandeiros”. Acerca das drogas mais faladas – hidroxicloroquina, hidroxicloroquina+azitromicina, vitamina D, zinco, ivermectina..- todos os ensaios clínicos foram nulos ou negativos (pode procurar nas revisas científicas médicas de renome – NEJM, JAMA, Lancet, BMJ (caso não saiba a que se refrem estas siglas não sabe mesmo do que fala). A vacina da AstraZeneca é ineficaz contra a variante da Africa do Sul, que já suspendeu a compra da mesma (vidé NEJM).
          Por isso, temos de continuar a vacinação com o que há, e aceitar que nos tempos mais próximos só 2 tipos de individuos não contraem qualquer virus respiratório e suas variantes – os mortos e os que respeitam o uso da mascara e das medidas de distanciamento. Opto pela segunda.

      • David Guerreiro says:

        As mutações dos vírus tanto quanto sei não são causadas pelas vacinas, mas sim pela adaptação natural do vírus a novos hospedeiros. O ADN não é exatamente igual em todos os povos, daí surgirem essas estirpes por adaptação do vírus. Vai sempre suceder e faz parte do comportamento natural dos vírus.

        • PTO says:

          Exatamente. E muitas dessas mutações ocorrem por erros nas cópias que o vírus faz de si mesmo, quando se está a espalhar dentro do corpo hospedeiro.

      • Pfizer says:

        Tu e o Bolsonaro ficaram com o medicamento!

        O que vale é que a maioria dos Tugas têm a mania que são cientistas, médicos, etc… São especialistas em todos os tipos de assuntos!
        É como os treinadores de bancada, quando o jogo corre bem está tudo certo, quando corre mal, é porque devia ter metido o jogador a ou b.

      • PTO says:

        Meu Deus, tanta ignorância!

        Nenhuma vacina tem o vírus ativo, esses cientistas devem ter tirado o curso via internet, são apenas uns imbecis a difundir informação falsa e ignorante.

        • AP says:

          vírus? mas então… não têm chips para nos controlar o cérebro??? ou com a crise dos semicondutores agora não têm nada? e será que se avariarem antes dos 2 anos…. podemos reclamar dentro da garantia?

    • lapizazul says:

      Se fosses uma pessoa informada já sabias que a 2ª dose da Biontech é eficaz contra (até agora) todas as variantes do SARS/CoV2

    • PTO says:

      E qual é a novidade disso?

      Por princípio a maior parte das vacinas têm de ser renovadas periodicamente, a da gripe é todos os anos, por exemplo.

      No caso do Covid, com os milhões de pessoas que continuam a ser infetados, as mutações irão ser frequentes e obviamente que as vacinas irão ter de ser adaptadas sempre que uma nova estirpe se mostre capaz de iludir a proteção das vacinas atuais.

  11. B@rão Vermelho says:

    Talvez o vírus tenha vindo visitar o parente mais conhecido o António Costa.
    Começo a achar que talvez fosse melhor pegar em pequenos grupos da nossa sociedade e controladamente expor ao vírus para ganharmos a tão esperada imunidade, não sei se tal prática é possível ou até mesmo segura é apenas mais uma ideia de alguém que já está farto desta pandemia.

  12. Joao Ptt says:

    Só queria avisar que as pessoas continuam a ser levadas daqui em Caterpillar e similares de tantas que são que andam a cair mortas na rua. * fim do modo irónico *

  13. miguel says:

    Resumindo temos que aprender a viver com o virus, nada de novo a vida continua.

    Fechar o pessoal em casa não é solução como se tem visto, existe sempre uma nova variante, neste momento existe mais pessoas a morrer de outras doenças do que com covid só porque a DGS está completamente focada na covid.

    • B@rão Vermelho says:

      @miguel, O maior problema da Covid, é o elevado número de pessoas que pode recorrer aos serviços nacionais de saúde em simultâneo, seja qual for o país, não é tanto o número de mortos.
      Eu por exemplo, sou doente crónico com doença auto imune, já não tenho consulta desde Novembro de 2019, pelo risco que é para mim e outras pessoal com problemas similares.
      No meu caso tomo medicação para baixar o meu sistema imunitário para poder ter alguma qualidade de vida.

    • ToFerreira says:

      Estas uns meses atrasado, mas se retomassemos a normalidade, como sugeres, sendo que o SNS não tem recursos infinitos, qual seria a tua solução, deixar sem assistência dos doentes covid quando acabassem as vagas covid, ou voltar a converter outras vagas para vagas covid e deixar os restantes sem assistência devida, como aconteceu algum tempo atrás?

  14. Miguel says:

    A india e os estados unidos sao os mais afectados e curiosamente sao os inimigos da china financeiramente e territorialmente.

    • PTO says:

      LMAO

      Ou seja, o vírus foi “programado” para diferenciar os americanos e indianos do resto da população mundial e ataca-los a eles com mais força, certo?

      As teorias da conspiração que vocês inventam são deliciosamente cómicas! Por favor não deixem de as partilhar aqui nos comentários. É melhor que o Levanta-te e Ri.

  15. FRK says:

    E porque não terraplanar a India?

  16. Random says:

    A variante já é dominante em Lisboa porque é a “zona onde população tem menor acesso à educação”. Acho que já ouvi isto algures pela televisão.

  17. ANTONIO COSTA says:

    Fiquei com dúvidas no último parágrafo: “No país, já foram administradas mais de 288,7 milhões de doses da vacina, cerca de 5,5% do total de 950 milhões de pessoas elegíveis para a vacina.”

    288 milhões é 5.5% dos 950 milhões? Foi assim que percebi mas as contas não batem certo. Ou os 5.5% são apenas os que têm vacinação completa?

    • ChiNelo68 says:

      O problema estava mesmo entre a cadeira e o ecrã. Passo a explicar…
      Ora lê comigo em voz alta….
      “No país, já foram administradas mais de 288,7 milhões de doses da vacina, cerca de 5,5% do total de 950 milhões de pessoas elegíveis para a vacina.”

      Percebeste? Nem eu..

      288M em 950M ± 30%
      então 288M/2 = 144M (numero de pessoas com 2 doses) e corresponde a 15,16% dos 950M .
      também estou com dificuldade em chegar aos 5.5%.

    • Pedro Pinto says:

      De acordo com a fonte:

      With the currently projected vaccine supply for the next few months, the maximum daily achievable rate is 4 to 5 million doses, Lahariya added.

      The effort has so far covered about 5.5% of the 950 million people eligible, even though India is the world’s largest vaccine producer.

      Fazendo 5 milhões por dia, dá cerca de 5,5% da população.

      • ChiNelo68 says:

        continua um pouco confuso, mas acho que dá…
        então os 288M de doses deram para vacinar cerca de 50M de pessoas (que serão os 5% da população que se fala certo)?

  18. Rui says:

    Alguém sabe dizer se as ligações aéreas com a India estão encerradas? Consultei a página da TAP e não vi a India nos países proibidos.

  19. Há Cada Gajo says:

    Mas as variantes não iam ser chamadas pelas letras do alfabeto grego ? Esta nova variante deveria ser a Épsilon.

  20. Luisão says:

    Hoje é a variante Delta Plus da Índia, amanhã é a variante da ilha de Samoa e depois de amanhã a variante do Sri Lanka… quando é que isto acaba? Quando é que podemos voltar à tão aclamada “vida normal”!? Ah pois é, o planeta tem uma super-população como não há guerras, toma lá um vírus… não venham com a história do morcego, já ninguém acredita nisso. Isto foi feito em laboratório na China muitos cientistas já o afirmaram, dada a sua resistência e propagação. Quando é que alguém tem a coragem de falar sobre a origem deste vírus? Porque é que a OMS não fala? A UE e outros países que investiguem e comecem a impor sanções à China enquanto não disser a verdade.
    Eu vou continuar a consumir Delta, é o melhor café em Portugal, o Delta Plus é um abatanado ou um café ainda com cafeína?

    • ToFerreira says:

      Saber a origem do vírus ia mudar alguma coisa na prática?

      • ACS says:

        Sim, primeiro obrigarias quem fez m/&%a a compensar os países. No minimo pagar as vacinas a toda a gente. Depois metes restrições e leis para se evitar o mesmo.

    • B@rão Vermelho says:

      @Luisão, é a tua opinião e eu respeito, mas a pensar assim quem tem mais a ganhar até os EUA, de onde vem as vacinas que” todos” estamos a ser vacinados?
      Se reparares as vacinas Chinesa não é administrada na Europa a vacina Russa só em poucos países.
      Até pode ser verdade, mas custa-me acreditar que a China opta-se por uma solução destas porque também para eles as perdas são gigantescas.
      Mas já acredito em tudo, depois de termos visto o holocausto, já mais pensaríamos que se volta-se a repetir, e voltou a acontecer no Ruanda, Darfur, Cambodja, mas quero acreditar/ ainda ter esperança na humanidade e achar que foi mesmo “culpa” dos morcegos.

    • PM says:

      Luisão, o objetivo é mesmo esse… NUNCA voltar à tão aclamada “vida normal”.

    • Há Cada Gajo says:

      As variantes só acontecem onde a pandemia está descontrolada. Quando se fala em variante, fala-se na capacidade de adaptação do virus por via das suas mutações para conseguir o seu objectivo unico de multiplicação e contaminação. Onde a pandemia está controlada não terás variações. Apesar de tudo o que por cá aconteceu, nunca tiveste uma variante portuguesa a circular por esse mundo, já a inglesa, californiana, brasileira ou indiana…é o que se vê. E este DElta Plus é a variante nepalesa já conhecida, conforme tambem já noticiou o Sapo.

  21. robin says:

    Se calhar bate certo o que muita gente afirma quando diz que vacinar toda a gente só vai criar mais variantes em de vez de resolver estão a complicar.

  22. Samuel MG says:

    Cerca sanitária em Lisboa JÁ!! Antes que se lixe o resto do país.

  23. Guilherme Lino says:

    Querem arranjar desculpa para não levantar as restrições e n sabem como

  24. João says:

    Sinceramente, em termos de marca o nome “Delta Plus” é um pouco fraco. Sugiro “Delta 2000” ou “Delta GTI”, sempre era mais contemporâneo.

    • Zé Fonseca A. says:

      O nome é estupidez, na verdade é a variante nepalesa, já anda cá em Portugal há umas 2 semanas.

      • PM says:

        Mas vais ver como esta variante vai virar “NOVA” muito mais contagiosa e mortal pq lhes dá jeito continuar a assustuar o povinho que anda com a mascara nos olhos.

        • PTO says:

          Só quem não sabe usar a máscara é que anda assim. Ela é para cobrir a boca e o nariz, não é para cobrir os olhos.

          Sabias disso, certo?

          • ACS says:

            amigo, basta tocares na mascara para infetares a tua mão e depois tocar na cara para coçar alguma coisa e pumba. Até a tirar a mascara e a meter podes-te infecta. Além disso a maior das mascara não são eficazes.

    • PTO says:

      Se calhar se fosse “Delta Plus Sport” já tinha mais power.

  25. Kryptokid says:

    sim vamos confinar tudo, mas com o espirito altruísta e solidário e heroico de quem quer confinamento, espero que levem corte no salario em 50% ou total durante o período total, tal como muito ficaram durantes meses todos…. depois quando tiverem meses sem 1centimo, com fome, perderem casa e tudo mais… depois venham dizer o tão bom é. é lindo pedir algo quando não se faz sacrificio…. “trabalhar em casa” xD muitos nem nos locais fazem o que deviam, muitos menos em casa com a pedia no sofá durante meses e salarios a cair na conta, assim também eu defendia isto até ao ano 2100 !!!! Agora percam tudo o que trabalharam durante a vida, passarem fome não terem como pagar agua ou a luz… depois venham aqui falar. É fácil falar de coisas que sabem que não lhes afecta e “espero que vas paras ao uci, e veres os horrores” resposta cliché AF !! mas agora AML e querem confinar todos? Hipocrisia, enquanto havia outros a recuar e lisboa na aml na boa, tudo bem e agora calha a aml e valha-me deus “que injusto, tem de ser para todos”, Odemira e outros concelhos lidaram com medidas duras, sim Odemira teve cerca sanitaria enquanto AML e resto iam para a praia e algarve… pois não era aml, ninguem queria saber, agora já não querem ter o que os outros tiveram…. pois aml tem que ter o que outros já tiveram e agora não sejam hipocritas a querer arrastar todo o país! e Delta Plus….. Comunicação social com a pressa e o vicio do clickbait para vender o medo, não tem variante NOVA, ESSA VARIANTE É A VARIANTE NEPALESA……. e não é nova…. mas com nome Delta PLUS todos pensam que é nova…. devia ter nome diferente, este é enganador… delta, alpha, tanga, estupidez, troika em 2023 para pagar as moratorias e o buraco dos confinamentos onde metade passou fome e outra a encher os bolsos, Variante Troika é a mais perigosa!!!!!!

    • Jamaral says:

      O teu choradinho peca por uma coisa, nunca ninguém recebeu menos que o salário mínimo, e essa é a realidade salarial para grande parte da população. Se tu por receberes esse valor durante os meses passas fome imagina quem convive permanentemente com essa realidade.

  26. Cláudio says:

    As noticias que passam são mais mortais que o próprio vírus.
    O Ser Humano faz mal a ele mesmo.
    Agora temos que gramar com ele, mas também serve para limpar, há muita gente no planeta, maioria nao faz falta.
    Os EUA ainda acham que são os maiores, nao percebem que a China vai controlando tudo e eles nem se apercebem, se é mau ou bom isso veremos lá para a frente, hão de vir mais virus e mais coisas da China.

  27. sandrosfc says:

    Enquanto isso, aqui na Bozolândia, continuo sem vacina

  28. OG says:

    Antes eram só os velhinhos que levavam a vacina das gripes sazonais uma vez por ano, mas ninguém ligava nem queria saber. Todos os anos os países da UE gastavam milhões nessas vacinas e ia quase tudo para o lixo por falta de uso.

    Agora estão a ver as atualizações dos sistemas operativos e dos anti-vírus para PCs e telemóveis? Vai ser igual: “Então já levaste com o update?” e depois será: “Já compraste o teu Season Pass?”

    Que negócio da China que as farmacêuticas arranjaram. meeeeeh… meeehh

  29. EuTech says:

    e parar de vir gente espalhar o virus de um lado po outro nao ????!!!?!?!?!?! é viajar pra iii á grande e á francesa, numa situação dessas pandémicas…. só viagens de cargas de bens e de urgências de saúde entre continentes/países até imunidade total!!!! enfim, aqui um mero pensamento….

  30. Jon says:

    E assim que consideram ter a imunidade de grupo?
    Casos a subir??

    • Gy says:

      Não se põe falar de imunidade de grupo, na verdadeira acepção do conector, no caso do coronavirus! És é uma ideia que não se aplica nesta situação. No entanto os casos estão a subir nos jovens, ainda não vacinados e nos idosos, tolos, que recusaram a vacina!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.