Quantcast
PplWare Mobile

Crédito à habitação revisto em outubro? Prepare-se! Veja as simulações…

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Nick says:

    Estamos prestes a assistir a novo terramoto no mercado imobiliário. O mercado vai ficar inundado com ofertas de casas para arrendamento mas a preços astronómicos, muitos inquilinos serão obrigados a entregar as casas aos senhorios que por sua vez as vão entregar aos bancos. E os bancos não as vão conseguir vender no imediato uma vez que também não vão emprestar dinheiro porque os juros serão elevadíssimos. Mais resgates a caminho? Talvez esteja enganado

    • iMF says:

      Nick, tu deves estar a ver o filme mal…
      O arrendamento a preços astronómicos é o que estás tu a ter agora, rendas a 1000 /1500€, bem superior ao ordenado mínimo

      Quando os senhorios tiverem de entregar as casas aos bancos, e o banco ficar com o crédito mal parado.
      Vais ver o preço das casas a cair a pique, vai ser pior que em 2008 que os bancos andavam a vender casas com empréstimos a 100% só para ter cashflow.
      O banco não interessa ter casas, aquilo não dá dinheiro só despesa, ele quer é dinheiro…
      Finalmente vai haver casas para toda gente a preços em conta. A prestação vai ser a mesma que uma renda.
      Mas ao menos toda gente vai poder comprar casa, e deixar de haver a chulice que está a acontecer de senhorios com o rei na barriga a práticar preços inimagináveis.

      Porque na há falta de casas em Portugal, o que há é ganância.
      Onde já se viu quartos na amadora por 650€ lol

      • Nick says:

        Ainda assim para muitas carteiras vão permanecer altos. Para um proprietário que tenha apenas um imóvel que é a casa de família e neste contexto de aumento generalizado dos preços, mais 100 euros de renda será dramático. Sabemos que os senhorios estão a carregar e bem nos preços, mas nem todos os proprietários são senhorios, a maior parte são senhorios de si mesmo. Mas sim espero estar enganado.

      • Pedro says:

        Os preços simplesmente não vão descer! Porquê? Porque existe procura do lado de fora, reformados estrangeiros, etc..
        Vão baixar é nas localidades remotas, que não interessa a ninguém. Um exemplo: acham que nas periferias de lisboa as casas vão baixar? Óbvio que não! Vão é subir ainda mais porque as pessoas vão ser “obrigadas” a mudar-se para lá… Tão simples quanto isto. Não inventem!

        • Nick says:

          Até os da periferia já estão a fugir para ainda mais longe de Lisboa. A minha cidade está inundada de gente vinda de Lisboa e arredores. Temos assistido a uma verdadeira invasão.

      • Luís Costa says:

        Vai esperando por essa de “Vai cair tudo a pique”.. isso é o que todos dizem há mais de 10 anos.. até agora só tem aumentado a procurar e ainda por cima procura que tem nível económico muito maior que o nosso ou seja vais continuar a ver navios

      • deepturtle says:

        há T0’s com pouco mais de 60m2, no centro duma cidade média do Litoral com rendas a rondar os 1300 paus. LOL. Só aceita quem for burro!

    • PML says:

      As redas são também caras porque algumas casas para arrendamento foram compradas caras. Leva a que essas tenham valores mais elevados e, claro, que as outras vão atrás devido a haver poucas no mercado.
      As casas vão baixar, mas nos sectores baixo e médio, que são aquelas compradas com recurso a crédito, mas não para valores que estarão muitos à espera.

    • sfd says:

      Ainda bem que será assim. Quem “guardou” dinheiro vai conseguir investir em artigos proprios e daqui a uns 3 ou 4 anos colocar a arrendar por valores astronomicos novamenteo. É um ciclo… TInha de ser assim, hà muito rico a pagar 700 euros de rendas por T0 e isso é um absurdo para um pais em que o salario minimo é inferior a esse valor.

    • Carai says:

      Nick está descansado que isto já estava tudo previsto, não esquecer que deram-te 57 mil melhões de euros no semestre passado!

    • Manuel da Rocha says:

      A razão para o arrendamento ser tão caro é que um casal que tenham 1900 euros de rendimento mensal, pode comprar uma casa de 320000 euros (desde que tenham um “pé de meia” de 60000 euros ou façam um crédito com 6% de juros a 8 anos), que a taxa de esforço é cumprida a 50 anos. Isto dá que os 260000 euros recebidos serão pagos 830000 euros à banca, foram comissões, seguros, taxas e taxinhas bancárias. Com os juros a 1%, o banco já “só empresta” 220000. Se forem 2% passa para 130000 euros. Está a ver o erro que foi cometido em 2012? Os juros nunca deviam ter descido abaixo de 1%. Agora vamos pagar por isso… em pouco tempo.

  2. Jane Doe says:

    Finalmente! A ver se acaba a corrida às casas e os preços saem da estratosfera.

    • FAR says:

      Tipo não… nada a ver? Onde é que maior dificuldade nos empréstimos para habitação se traduz em preços baratos das mesmas?

      Acha mesmo que quem tem o capital e o investe no mercado imobiliário para o rentabilizar (o capital, não o mercado) – no fundo, os “vilões” dos preços estratosféricos que referiu – vai ser afetado por isto?

      Pelo amor de deus… isto é o pobre a ser o carrasco do pobre.

  3. Costa Rico says:

    Amigos na altura:
    “Queres pagar mais!? ah e tal, vai para a variável! Não sejas parvo, pah!”
    Amigos agora:
    -“Hey tudo?! Desculpa lá mas não vou poder sair logo pra um copo, ah e tal mulher não está bem disposta… mais uma vez… fica pra próxima…”

    • Milhais says:

      Tambem nao entendi como e que as pessoas que compraram casa nos ultimos 3 anos decidiram por taxas variaveis. E que nao fazia logica nenhuma, o que e que eles estavam a pensar, que isto iria ficar negativo para sempre?

  4. paulo says:

    Quando esta gente toda se de conta do valor final que ira pagar pela casa e a desastrosa perdida de valor das habitações que ira levar no mercado vão ficar bem arrependidas de ter comprado aos preços inflacionados. Dificilmente vão recuperar o valor da casa se chegar a vender o tiverem que entregar a casa ao banco. Não tenho lastima nenhuma… Boa época de saldos em 2024.

    • RPG says:

      Saldos? Vai sonhando vai se julgas que o mercado vai desvalorizar a esse ponto.. As poucas casas q serão entregues aos bancos, desaparecem rápido e a falta de oferta permanece ao mesmo nível que está, se n piorar lol

      • ERUS says:

        Ele tem razão no que diz, pelos visto alguém aqui que não está ainda bem dentro da realidade que vem por ai anda a dormir, simplesmente vamos voltar a 2008 quando o mercado imobiliário levou uma bela pancada e só se safou bem quem tinha dinheiro e aproveitou, pois os restantes estavam a realizar o inverso a entregar por não as conseguirem pagar.

      • Jane Doe says:

        “Poucas casas entregue aos bancos”?!
        “Para um empréstimo de 150 mil euros, a 30 anos, com um spread de 1%, a prestação vai aumentar mais de 40%. O titular deste contrato pagava pouco mais de 449 euros por mês desde outubro de 2021, mas agora vai passar a pagar mais de 633 euros. O aumento é superior a 184 euros. ”
        Não leste? Agora juntar-lhe os restantes gastos mensais a subir em flecha com a inflação, mais um ou outro crédito porque os bancos andavam a oferecê-los de bandeja e repete, sem te rires, aquilo que escreveste.

      • RPG says:

        Bruxos do holocausto e comentadores de bancada, até para quem anda fora da realidade, dá conta deles.. Do mesmo modo, dá conta que em 2008 a euribor estava o dobro do que está agora, e também o acesso ao crédito nessa altura era o que era sem taxas de esforço, eram a 100%, etc etc. Eu não sou bruxo, e prefiro factos e não especular o que vai acontecer, até porque muitos anunciaram este filme já no covid, no entanto foi preciso adicionar mais umas bombas e uns putins à caldeirada para a inflação realmente disparar. A causa desta crise é bem diferente de 2008, e as medidas tomadas para evitar esses cenários que vocês tanto parecem desejar, também vão ser tomadas, e por exemplo a Euribor dificilmente o BCE deixará chegará a esses valores de 2008, mas claro que não é impossível que aconteça. Eu apenas posso falar da minha experiência e da dos que me rodeiam, e que conheço de perto, e posso afirmar que para já está mais que suportável. Que vai custar? Claro. Mas daí a começar-se a equacionar entregar uma casa ao banco LOL.. Tem de subir ainda mais uns pontos percentuais. Uma família que entregar uma casa ao banco, por ter de pagar mais 200€/mês, certamente não sabia o que estava a fazer quando adquiriu o crédito. Quase todos os meus familiares, até recentemente nem sabiam o que eram taxas de juro abaixo de 3%, pois quando adquiriram os créditos para as suas casas há 20 anos, a euribor nunca esteve abaixo do valor que está atualmente LOL. Vai ficar feito? Vai… Comparar o atual com os +5% de euribor que houve em 2008. Só ridículo.

        • Teixeira says:

          Sim, em 2008 tinha spread 0,5 e pagava juros de 5% mas a diferença è Que o valor ‘em dívida duplicou de la para cá ! Esse è Que è o problema. Comprei casa na altura por 75 mil e agora 130. Quanto as taxas fixas ou variáveis è tudo igual . Existe aqui alguém que tenha taxa fixa de 1% ???? Entretanto na variável andei 10 anos sem pagar juros ao banco !!!! Bancos = estado , demos as voltas que dermos temos que pagar sempre .

        • Manuel da Rocha says:

          Parece que os seus factos lhe falta um facto GIGANTE: Em 2008 um crédito pagava, anualmente, 32 euros de seguros, 13 euros de comissões e 2 euros de taxas. Hoje, um crédito do mesmo valor paga, 135 euros de seguros, 227 euros de comissões e 192 euros de taxas. Já notou que são 2 a 3 prestações?
          É que as comissões já vão subir 38% até ao fim do ano. Além da subida dos juros, levarem com as comissões anuais é pagarem mais 2 prestações. Os 5,5% acabam por dar que quem deva mais de 80000 euros, até queriam voltar a 2008 (onde existia o limite de 30 anos para o crédito, agora pode ir até 54 anos). É que pagar 200 euros dos juros, compensava o que pagam de comissões. Agora pagam os juros e pagam as comissões.

  5. paulo says:

    Ah… Fiquem em casa que vai tudo ficar bem! Se não forem obrigados a ficar sem a casa mesmo…

  6. Quim Fontes says:

    Andaram a comprar “à pele”, no limite… Agora é que vão ser elas! Ouvi até pessoas que diziam, se os juros subirem, vendo de imediato. O mercado vai ficar saturado de oferta, os preços a cair. Porque desiluda-se quem acha que os preços vão se manter. As pessoas não têm poder de compra, os bancos apertam cada vez mais a concessão de crédito. Prevejo limpeza de mercado.

  7. Njss says:

    O meu maior receio neste aspecto é que o Costa vai ter de safar os amiguinhos nos bancos e poderá por os portugueses a pagar os empréstimos desta malta que andou a comprar à campeão. Espero estar enganado, mas não me surpreenderia 🙂

  8. Luis Henrique Silva says:

    Isto está mesmo mau! É dificil conseguir crédito habitação e as mebsalidades não estão fáceis, as rendas estão le loucos por todo o lado, estou a ver o caso mal parado estou.
    Estou a ver daqui a uns tempo a ver aqui um bom estrondo…

  9. E---lectrão says:

    – ponto positivo: vão acabar os disparates dos preços praticados no imobiliário 🙂
    – ponto negativo: os bancos não são dinâmicos, não vão querer renegociar os spread mais altos 🙁

  10. says:

    Já há algum tempo que venho a alertar amigos e família para isto. Mas na verdade, os juros até nem estão “altos”. Têm é estado muito baixos nos últimos anos. Acho normal andarem entre 1 e 2% ou até mais. O que acho criminoso é spreads de 5, 6 e 7% como cheguei a ver. Isso sim é que está mal.
    Mas não vai ser por isso que as rendas vão baixar, muito pelo contrário. Enquanto os juros estiveram baixos, houve quem comprasse ou remodelasse (com crédito) para arrendar.
    O maior problema do mercado de arrendamento são as câmara municipais. Durante anos e anos andaram a complicar e tudo o que eram obras de remodelação nos ditos centros históricos. Interessava ter construções novas porque pagavam mais taxas. Agora está como está. Há falta de casas para arrendar e o mercado manda subir preços.

  11. Profeta says:

    Isto e um barril de polvora prestes a rebentar. E adivinhem para quem vai sobrar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.