Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: venda de máscaras gera mais de 1000 reclamações

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. R says:

    Fora os problemas em torno da transacção económica, há o problema da certificação e da utilização: muitas máscaras até podem ter o material certificado pelo CITEVE mas são um desastre em termos de ergonomia. Muitas não ajustam bem ao rosto e/ou estão constantemente da descaírem, forçando o utilizador a mexer nelas constantemente (frequentemente a tira metálica que ajusta ao nariz é a culpada).
    Posso perceber que seja difícil certificar-se tudo, mas os fabricantes deveriam ter algum cuidado (mas não querem saber) – era só fornecerem alguns exemplares a profissionais de saúde para teste e modificar o necessário.
    E o consumidor menos informado fica à sua sorte…

  2. eu2 says:

    “No entanto, Portugal está longe de estar confortável com os números.”

    Então mas o que queriam não era achatar a curva? Já está achatada!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.