Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Terceira fase do desconfinamento começa hoje! O que muda?

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Pablo says:

    Certificado da discriminação, veio para ficar. Isto no país mais vacinado da Europa.
    Vacina é facultativa… Mas se não a tomas és considerado um dissiminador de covid! XD… Assim dita a “ciência” dos políticos…
    Palhaçadas…

    • Manuel Costa says:

      Também temos os negacionistas MAIS BURROS da Europa (muito perto dos EUA) em que 530 pessoas vão para uma manifestação e levam 26 bebés (com menos de 3 anos) e 83 crianças com menos de 15 anos. Interessante, não podem levar a vacina mas, podem ir cortar estradas, deitar fogo a cartazes e ouvirem “palavras de ordem”, que só podem ser passadas com PIIIIIIIIIIIIIII nas televisões e sites noticiosos. Tudo em nome da defesa das crianças… E as 160 litrosas, que os negacionistas deitaram fora (maioria sem estar partidas) ao fundo da escadaria da Assembleia, também é excelente educação para as mais de 100 crianças presentes no grupo.

      • Alpha says:

        quais negacionistas? os que dizem que o vírus não existe? Ou os que ainda acreditam que andar de mascara na rua os protege?

        negacionista virou termo de cuspir para o lado qualquer discussão associando qualquer critico a malucos.

        • JR says:

          E tu és qual dessa escolha?

        • Mitra says:

          Tiveste bem Alpha 😉
          Mas não podes pedir muito a quem segue a carneirada!

          Ps. Estou vacinado.

          • ToFerreira says:

            Então és tu o que segue a carneirada e vai levar a vacina sem saber porquê e se calhar até a achar que não a devia levar.

        • Nuno Teixeira says:

          Depende das críticas, se tiverem lógica são bem vindas.

          Continuo à espera da tua resposta acerca da taxa de letalidade que não baixa com uma taxa de vacinação tão alta. Ainda a mantens?

          • Urtencio says:

            Tens aqui números oficiais do numero de mortes diárias em Portugal comparado até ao ano de 2009!
            https://evm.min-saude.pt/

            Antigamente os dados eram mais minuciosos e conseguias perceber que tipo de mortes ocorriam, desde acidente de viação a suicídio..
            Mas depois que esta senhora ministra entrou os dados foram ocultados vá se lá perceber porque!!

          • Pablo says:

            Não se era para mim. Mas a minha opinião.

            A letalidade do vírus para mim cpo me diz. Principalmente num que mata em média, acima da longevidade do país.

            Agora a mortalidade geral dum país ao final do ano, sim! O ano passado acabamos o ano com 10mil mortos a mais, tirando os covid! 10% de excesso de mortalidade acima do esperado! A Suécia com as suas medidas “suicidas”,e anti ciência acabou com 4/5%…

            Este ano então… é que irá ser lindo!

            E……

            Winter is still coming… 😉

          • Nuno Teixeira says:

            @Pablo
            Sim, tens razão que a covid fez com que as pessoas tivessem mais receio a ir a hospitais e foram adiadas exames e intervenções.
            No entanto, consultando a evolução desse índice atingimos um pico em Janeiro por razões óbvias mas desde então já temos melhores indices que o ano passado.

            https://ec.europa.eu/eurostat/web/products-eurostat-news/-/ddn-20210813-2

          • Alpha says:

            mantenho, a letalidade não foi influenciada em nada pela vacina.

            Assim como a mortalidade, com 100% de vacinados acima dos 60 anos e dos 29-59 quase 90%, tiveste o verão todo 2X mais óbitos …

        • António M. says:

          “Alpha” não vês que os covideiros BURROS COM PALAS querem conversa e atenção por terem estado tanto tempo confinados, deixa-os a falar sozinhos na sua ignorância, vais ver se o artigo passa daqui se os supostos negacionista não comentarem.

          105001102021

          • Há cada gajo says:

            Eu conheci pessoalmente alguns “Inteligentes sem palas”, vulgo, negacionistas a quem como amigo os aconselhei a tomarem precauções, sabendo de antemão que não me dariam ouvidos. Conheci. Deles, já só tenho recordações. Dizem que morreram de covid, essa doença provocada por um tal virus que a ciencia descobriu existir e que os ditos inteligentes acham que não existe. É verdade que quem morreu, morreu. Mas hoje ainda podiam estar a beber umas bejecas. Mas não quiseram.

        • Há cada um says:

          Alpha, negacionista é um termo correto para pessoas como tu. Portanto porquê não o usar? Se te sentes ofendido, reconsidera as parvoíces que dizes em todos os posts sobre covid.

        • ToFerreira says:

          Não sabes o que é um negacionista?
          https://dicionario.priberam.org/negacionista

      • Pablo says:

        Epah pegas em meia dúzia de pessoas e achas que toda a gente pensa assim! é um bom princípio. Acho que sim estás lá!

        Boa forma de discutir os pontos de vista.

        Entretanto a constituição e direitos humanos são deitados ao lixo.
        Mas é para o nosso bem! xD

        Como diz o outro: não me afecta a mim. Portanto tão pouco cagando.

        • Nuno Teixeira says:

          “Direitos humanos são deitados ao lixo”
          Não estarás a exagerar?

          “Não me afecta a mim. Portanto tão pouco cagando.”
          Isso mesmo. Basicamente só vão morrer velhos, por isso, que se…

          • Pablo says:

            Os velhos têm morrido por eu querer viver?lol essa é boa…

            Olha pega nos teus velhotes fecha os numa casa na montanha. Leva a comida num cesto todo desinfectado. Semana a semana.
            Assim devem viver até dps dos 100 anos.

            Alguém já tentou perceber se os velhotes querem viver os seus últimos fechados, trancados?¿ Com um trap à frente da boca?

            É que o vírus para lá sempre. Msm com todos os “cuidados”! …

            É como apanhar areia com uma peneira..

          • Nuno Teixeira says:

            @Pablo
            Com esse ponto de vista dá para ver de longe que só pensas em ti e estás-te a marimbar para os outros.
            Mesmo que os teus velhotes não se importem de morrer isso não é argumento nenhum.

          • Pablo says:

            Nuno não me estou a marimbar para os velhos. Se pensas que os fechar no quarto é a salvação deles tu lá sabes.
            Fazem a vida deles num inferno… E no final apanham todos o vírus.
            Vale a pena toda esta paranóia???

            Eu até hoje não fiquei doente. Nem apanhei o vírus. E faço testes de anticorpos (estudo) e testes dois dias por semana,por paranóia no país onde me encontro.

            Sou tratado como um doente só por não ter a vacina. Se achas que isto é normal…

      • Guilherme Lino says:

        Os negacionistas da liberdade

    • Hahahah says:

      Não sei do que estou a falar portanto uso XD XD XD XD

    • ervilhoid says:

      Certificado digital e depois euro digital e chapéu

  2. Miguel says:

    Acabou a palermia?
    Já estou fartos de tanta notícia covid, vai ao talho notícias covid, vai a pastelaria covid,vai a um blog de tecnologia covid, vai a um site de adultos leva também com avisos covid.

  3. Lucas says:

    Finalmente…
    Agora só falta tirar o trapo contaminado da boca em todos os locais.

    Se a pessoas soubessem o que o trapo protege já a tinham tirado á mais tempo.

  4. Sergio says:

    Alguém sabe se um trabalhador no comercio local tem de usar mascara, apesar do seu cliente nao necessitar?

  5. Luis says:

    Restauração, comercio local, sem limites e sem mascaras, mas num estádio tem de haver distanciamento, tem de haver mascara, há limites de lotação, percebi bem? Qual é a lógica e qual a base cientifica para estas medidas?

    A gestão desta pandemia tem sido uma patetice em vários aspectos.

    • LR says:

      Percebeste mal. Nos estádios acabou a limitação de lotação, e todos os lugares passaram a estar ocupados. E as máscaras são para salas de espetáculos e eventos.

      • Luis says:

        – O uso adequado de máscara facial é obrigatório e a garantia de que colaboradores e público dispõem dela “no momento de entrada do recinto, no decorrer do evento e no momento de saída do recinto desportivo” e de contentores adequados para as depositar depois de usadas.

        – Devem ser minimizados os riscos de aglomeração de pessoas fora do recinto desportivo.

        – Mantém-se a obrigatoriedade de “apresentação de Certificado Digital da UE.”

        Mesmo sem limites na lotação, qual é a lógica no uso da mascara? qual é a lógica em ter de apresentar o certificado? Atenção, eu estou vacinado e tenho o certificado, mas não concordo com o ter de apresentar certificado nem com obrigatoriedade no uso da mascara. Os funcionários também tem de apresentar certificado para ir trabalhar? Se uns não precisam de certificado porque é que os outros precisam?

    • Sardinha Enlatada says:

      Luis ja ha muito tempo que a DGS fica a apanhar bones. Hoje e assim, amanha ja nao e, depois de amanha logo se ve. Nao ha logica nem coerencia nenhuma com medidas deste calibre. O virus deve ser racista, ou velhote, cigano ou deficiente. Enfim. Ou e para todos ou nao e para ninguem. A base cientifica para este pessoal a frente da DGS e descartada, portanto e o eu quero posso e mando. E como os politicos com a divida do pais que tem, nem contas fazem do que podem ou nao gastar. E para gastar e para gastar. Eles gostam que os Portugueses passem a viver num buraco sem fundo. FDP

  6. António M. says:

    “Portugal continental passa a estar em Situação de Alerta;”

    Qual é o critério ou data para esta nova fase acabar? Alguém sabe?

    110301102021

  7. Dani says:

    Se 85% de população com 93% de pessoas legíveis vacinadas não nos servem para voltar ao normal…. O que faltará?
    Damos cabo das crianças.
    Demos cabo da saúde mental.
    Destruímos negócios.
    Dançar não tem problema, mas estar numa sala de aula tem.
    Cada vez maior o disparate que isto é

    • Pablo says:

      A culpa será dos 7% que não têm vacinação. E das crianças com menos de 12anos.

      • Zé Fonseca A. says:

        Não são 7%, são menos de 5%, e desses menos de 5% apenas 2,5% não quiseram tomar a vacina, os restantes 2,5% são pessoas que tiveram covid à menos de 60 dias e ainda não estão elegiveis para serem vacinados.
        Em resposta ao Dani, mesmo sendo nós o 2º país mais vacinado a nivel mundial, a vacina não impede o contagio nem a propagação do virus, apenas atenua os sintomas, e nos mais vulneraveis nem sempre é suficiente, por isso quer-se manter a população vulneravel protegida, tal como aconteceu desde o inicio da pandemia, foi o unico motivo para confinamentos e restrições de direitos fundamentais.

        • Dani says:

          Zé, então para ti o que é seguro?
          Diz-me então, quais são os teus critérios para voltar ao normal?
          Se não impede o contagio, porque há distinção entre quem tem ou não a vacina? Se ambos passam então o vírus.
          Se somos os mais vacinados, então porque mantemos as medidas? Se as vacinas funcionam?

    • ToFerreira says:

      Ainda não conheces a matriz de risco?

  8. Eu sei lá says:

    Recomendo que as empresas afixem este aviso para chamar a atenção dos anti-vacinas:

    “A vacina anti-COVID não é obrigatória. Porém, qualquer pessoa não vacinada que estiver infetada e vier trabalhar,
    pode incorrer na prática de um crime de propagação de doença contagiosa, previsto no Código Penal e punível com pena de prisão de um a cinco anos.”
    (Com base em notícia de “O Público”, que faz referência à declaração\ao do constitucionalismo Bacelar Gouveia).

    • Pablo says:

      Então uma pessoa vacinada que apanhe o vírus, vai trabalhar contamina o resto do pessoal. Tb não incorre no mesmo crime? XDDDD
      Surreal… XDDDD

      O mundo está msm esquizofrénico!

      • ToFerreira says:

        Então uma pessoa que vai na AE a 100 e bate noutro incorre no mesmo crime do artista que vai a 200 (cabrita?)? Se não percebes a diferença, a esquizofrenia é tua.

        • Pablo says:

          Cabrita passou a 200 e matou uma pessoa. O que lhe aconteceu? Nada… Esse sim tem imunidade…

          Tu podes contagiar como kkr não vacinado da msm maneira (em cima tens um artigo a demowntrer isso msm, tens o Fauci a dizer o msm).

          Mas só por teres a vacina és ilibado! De rir…

          Aliás não percebo o medo dos vacinados para os não vacinados. A vacina devia servir para protegê-los.

          Se a vacina não funciona… A culpa é dos não vacinados xD
          De rir

          • És mesmo Tone says:

            Tu é que és de rir com as tuas teorias, as novas variantes só apareceram em países pouco ou nada vacinados e o pior é que essas variantes ficaram mais fortes, portanto vacinar é lutar contra o vírus, entendes?

            Mesmo que a vacina não consiga proteger alguns, o número de casos tem vindo a diminuir em Portugal, assim como o número de mortes.

            Morrerem 10 mil pessoas com o vírus e não vacinadas é pior do que morrerem 100 pessoas com o vírus e vacinadas… Eu não me importo de me incluir nessas 100, mas pelo menos não andei aqui a tentar provar coisas que não têm sentido, não andei a remar contra a maré, não andei a tentar provar que os aviões do submarinos e os submarinos são aviões.

            Se quiseres comparar com os números do ano passado como os outros fazem, lembra-te que no ano passado estávamos em confinamento e agora não, no ano passado mal começavam a levantar as restrições os números começavam logo a subir, que é o contrário do que se está a passar agora.

          • ToFerreira says:

            A vacina reduz o risco de infeção e por conseguinte, a somar ao facto de reduzir a sintomatologia, reduz o risco de infetar outros.
            ” A vacina devia servir para protegê-los.”
            A vacina até devia servir para sermos imortais, mas não serve. Reduz o risco de infeção e reduz, sobretudo, o risco de consequências graves e, nesse sentido, para o qual foi concebida, funciona, sim, por mais que te custe.

          • Pablo says:

            To Ferreira primeiro um sintomático não devia andar aí em kkr lado. Seja vacinado ou não.
            Ja está mais que provado que a carga viral é igual nos dois. Portanto a teoria é como dizes… Na prática não o é. Como ficou dps demonstrado.

            Dps há casos curiosos, vários países que explodiram os casos dps da vacinação. Ver Israel, ver ainda mais incrível Singapura!
            Por isso estou curioso para ver o próximo inverno. Culpa não será minha com certeza! XD

          • Pablo says:

            Pois é Tone os países africanos estão um caos… O vírus está a dar cabo de tudo lá… Realmente é desumano irmos para a terceira dose e eles sem nenhuma!

            É engraçado ver a Singapura com 70% vacinados (acredito que os grupo de risco lá perto dos 100%) e a bater recordes de casos e mortes. Mas é tudo da minha cabeça… Tudo fake news.
            Mto me vou rir deste inverno… Os hospitais vão ter o inverno mais calmo de sempre… Coff cofff…

            Força nisso Tone! Vai à 3a e à 4a… Pede para darem duas numa, o dobro da proteção! Afinal Portugal já comprou mais 20 milhões de doses. XD

          • Nuno Teixeira says:

            Eu nem sabia o que se passava em Singapura. Como de costume fazem cherry picking de um país só para que a teoria funcione mas aqui não deu porque Singapura até tem números melhores que os nossos. Vai lá escolher outro país.

          • Pablo says:

            Oh toninho se soubesses não dizias asneiras. As variantes aparecerem nos países onde realizaram os testes das vacinas: Brazil, Africa do Sul, Inglaterra, etc…
            Ganhar uma batalha contra o vírus? Lol a gripe sempre volta todos os anos… Haaaa desculpa… Menos o ano passado.

            Rapaz vamos ver se serão 100 pessoas este inverno. Até pq 300 já foram no mês de Agosto (certamente a maior parte vacinada), o ano passado sem vacina foram quantas? 3x menos… Oh pois são das novas variantes provocadas pelos não vacinados nos países onde se realizaram os testes das vacinas. XD

            De rir Toninho

          • Pablo says:

            Oh Nuno tiveste Israel. Tiveste o Chile… Tiveste o Uruguai… O Japão a teu recordes dps de ter começado a vacinação… Epah é tudo cherry picking… Daqui a um mês tb será cherry picking na Europa….

          • Nuno Teixeira says:

            oh @Pablo por favor escolhe países que, neste momento, estejam de facto a ter menos mortes.
            Da tua última lista de países, nenhum está a ter aumento de mortes

          • Nuno Teixeira says:

            Tirando o Japão que teve um pico, agora em Setembro, os outros estão em queda desde Julho.

            Com isto não estou a dizer que não haja ou possa haver uma subida. Uma das possíveis causas poderá ser a perda de imunidade nos mais idosos daí estar a ser avaliada essa hipótese em alguns países.

      • Eu sei lá says:

        A que se vacinou fez o que lhe era possível para não propagar uma doença contagiosa.
        Quem não se quis vacinar não o fez.
        São nívea de responsabilidade muito diferentes.

        O aviso é advertência que a empresa pode fazer,
        O que o Estado está obrigado a fazer é definir – a obrigatoriedade da vacina ou, se não é obrigatória, o regime de testes a fazer, e a pagar pelos não vacinados.
        Antes que haja chapada entre vacinados e não-vacinados, em surtos em que morra alguém. O Estado está a enterrar a cabeça na areia à espera que a COVID se extinga – mas não vai acontecer.

      • Vitolas says:

        Não incorre no mesmo crime tens por exemplo, homicídio, tentativa de homicídio, homicídio por negligencia, tudo crimes diferentes com molduras penais diferentes.

  9. Dani says:

    Conheço. Mas respondam às perguntas

    • JR says:

      Leste o que ele escreveu ou simplesmente fizeste as questões após veres um comentário?

      • Dani says:

        Li e questiono. Responda. Ou só sabe dizer isso?

      • JR says:

        Já te responderam 1001x e continuas a ignorar
        “Não são 7%, são menos de 5%, e desses menos de 5% apenas 2,5% não quiseram tomar a vacina, os restantes 2,5% são pessoas que tiveram covid à menos de 60 dias e ainda não estão elegiveis para serem vacinados.
        Em resposta ao Dani, mesmo sendo nós o 2º país mais vacinado a nivel mundial, a vacina não impede o contagio nem a propagação do virus, apenas atenua os sintomas, e nos mais vulneraveis nem sempre é suficiente, por isso quer-se manter a população vulneravel protegida, tal como aconteceu desde o inicio da pandemia, foi o unico motivo para confinamentos e restrições de direitos fundamentais.”

        Queres mais que isto ou preferes algo em versão animada?

  10. xyr says:

    Proponho que as aulas passem a ser dadas em discotecas…nas discotecas não é necessário o uso de máscaras ao contrário das salas de aula…proponho que todas as grandes superfícies construam umas paredes provisórias por cada secção de forma andar-mos todos uns em cima dos outros num ambiente bem fechado , no comércio local podemos estar 15 ou 20 numa pequena loja que não é preciso o uso de máscaras….Fim da necessidade de certificado ou teste nas aulas de grupo em ginásios…boa ! Um grupo de pessoas em respiração acelerada a exalar bem o ar que tem nos pulmões numa sala é dos ambientes mais seguros para a DGS , mas se eu for a um barzito conversar com as minhas amigas já tenho de mostrar certificado para entrar …..e outras disposições disparatadas que nem vale a pena referir….

  11. XneloX says:

    E a App stayaway covid??? Já não serve para nada? Uma ferramenta que quase foi de uso obrigatório que foi defendida pôr alguns a fogo e ferro já não é mencionada? No final muitos vão ter vergonha de ter acredito cegamente no governo e indu$tria$ da “saúde”

    • ToFerreira says:

      “Quase foi de uso obrigatório”, no entanto não chegou a ser e acabou por desaparecer, apesar do grande interesse do governo e da “indústria da saúde”. Afinal, esses malandros não conseguem impor tudo o que querem, só mesmo aquilo que é credível e fundamentado.

    • És mesmo Tone says:

      Não fui adepto dessa aplicação pelo simples facto de que não temos todos smartphone.

      No entanto num mundo perfeito onde temos todos smartphone essa aplicação bem usada seria uma proteção adicional.

      De resto o que dizes não acrescenta nada, tu trabalhas de gratuitamente? Não? Então porque achas que as farmacêuticas deviam trabalhar gratuitamente?

      Qual foi a tua solução mais eficaz que criaste para combater a pandemia? Nada? Então não critiques quem trabalhou e quem está a trabalhar para chegar à normalidade.

  12. Dani says:

    Não responderam não as minhas questões.
    Então digam lá segundo a matriz de risco (que eu não sei) quando acaba tudo? Agradeço sinceramente a resposta, porque eu não sei os critérios de retoma da normalidade

  13. Dani says:

    João e to. Agradeço a partilha dos critérios de retoma da normalidade sem qualquer restrição. Pois não sei quais são. Obrigado

    • lol says:

      Respondem-te as perguntas e como se vê tu escolheste ignorar. Não vale a pena com pessoas como tu, isto é um ciclo.

    • És mesmo Tone says:

      Tu nem com as couves à frente consegues ver a horta, ninguém tem culpa disso, já na escola eras assim… não entendias as coisas óbvias.

    • Zé Fonseca A. says:

      Dani, vai acabar tudo ao mesmo tempo que acabar a matriz de risco.
      Mesmo depois disso o virus vai continuar por aí a infectar pessoas e até mesmo a matar alguns que até podem estar vacinados, aí deixará de ser pandemico e passará a endémico.
      A altura para isso acontecer ninguém sabe ao certo, olhando para os ultimos meses que têm sido sempre de cautela, talvez só depois do periodo da gripe.
      Pessoalmente ainda vou continuar a usar mascara durante mais algum tempo, tenho pais e sogros acima dos 70 anos e familiares que fazem parte de grupos de risco, embora estejamos todos vacinados, como pretendo privar com eles de forma normal vou continuar a tomar as minhas precauções por forma a mante-los em segurança.

      • Dani says:

        Desculpa, foi no telemóvel. Obrigado pela chamada de atenção das respostas.
        Finalmente uma resposta. Agradeço a inteligência.

        Falta só uma coisa, quais são efetivamente os critérios? Quando termina a matriz?
        Quando passa de pandémico a endémico? Já não deveríamos saber tudo isto?

        Quem quer usar máscara por mim está super à vontade. Agora não obriguem os outros com tanta % de vacinados.
        Levanta demasiadas dúvidas e questões e as pessoas estão a desacreditar e muito.

  14. Dani says:

    Então lol, responde à minha pergunta pf
    Sabes ou não dos critérios?

  15. xyr says:

    Novo grande e clarificador post de Geert Vanden Bossche :The keys to unlock the golden gate of herd immunity towards Sars-CoV-2
    Stop mass vaccination (including boosters) as it puts more gas on the detrimental evolutionary dynamics of the virus (see increase in infection rates in countries/ regions with high vaccine coverage rates)

    Under no circumstances should young and healthy people be vaccinated as it will only erode their protective innate immunity towards Coronaviruses (CoV) and other respiratory viruses. Their innate immunity normally/ naturally largely protects them and provides a kind of herd immunity in that it dilutes infectious CoV pressure at the level of the population, whereas mass vaccination turns them into shedders of more infectious variants. Children/ youngsters who get the disease mostly develop mild to moderate disease and as a result continue to contribute to herd immunity by developing broad and long-lived immunity. If you are vaccinated and get the disease, you may develop life-long immunity too but why would you take the risk of getting vaccinated, especially when you’re young and healthy? Firstly, there is the risk of potential side effects; secondarily, there is the ever increasing risk that your vaccinal antibodies will no longer be functional while still binding to the virus, thereby increasing the likelihood of ADE or even severe disease. So, not all of the vaccinees will finally get to broad, long-lived protection as this would require them to not develop serious side effects and to contract mild or moderate disease ( which is a very ‘thin’ line!)

    Discrimination between vaccinated and unvaccinated people is anything but scientifically justifiable. It is pure non-sense, already from a scientific viewpoint. The question is not about ‘which individuals do I need to avoid?’ but about ‘how to protect myself against the ever increasing infectious pressure in the population?’ (see my post on ‘Repetitio est mater studiorum’)

    Taken together all these arguments, vaccination mandates are the worst and most irrational initiative ever, from both an individual and public health viewpoint

    Immediate steps to be taken for mitigating the pandemic crisis:

    Stop mass vaccination (to stop erosion of strong innate immunity in young and healthy people and hence, erosion of herd immunity!)

    As innate immune defense mechanisms protect the vast majority of the population, especially young and all healthy people should do whatever they can to get their innate immunity boosted instead of getting the shot! (e.g., exercise; healthy life style and food [manage your weight!], etc.).

    Bring down the high infectious pressure (look how the infection rate baseline in countries with aggressive mass vaccination programs is now much higher than back one year or even 6 months ago) via antiviral chemoprophylaxis and prevention of overcrowding.

    Once the infectious pressure has come down, younger age groups can again feel safe and get back to a normal life(*) (this will help to further dilute viral infectious pressure!). Once the infection rate has come down, these younger age groups should no longer be afraid of contracting the disease as i) it would be mild to moderate in over 99.99% of the cases (i.e., similar to the situation at the beginning of the pandemic) and ii) provide them with broad and long-lived immunity, thereby compensating the breakthrough in their innate immunity and, hence, contributing to herd immunity!). Any influx of young and healthy unvaccinated people will dilute viral infection rates and contribute to building herd immunity.

    But even more importantly, and not just applicable to the younger but also to the older age groups: Covid-19 can be successfully treated if early multidrug treatment is used at an early stage of the disease, i.e., at the appearance of the first signs and symptoms. This not only prevents people from contracting severe disease but also provides them with broad and long-lived immunity in a way that is much safer, reliable and durable than getting the vaccine and also contributes to building herd immunity.

    * Except for mass gatherings, especially if those occur indoors!

  16. xyr says:

    Esta é para o És mesmo Tone 1 : ” as novas variantes só apareceram em países pouco ou nada vacinados…” as variantes aparecem em todo , o lado . Sempre que um vírus se replica , pode cometer um erro de duplicação e surge uma nova variante..se forem vantajosas mantêm-se ….umas são mais perigosas outras não …Não interessa onde elas surgem , a perigosidade não varia em função do país onde surge a variante nova . Numa pandemia , a probabilidade de surgirem novas variantes perigosas para os humanos é muito grande . Quanto mais infetados existirem , pior . È precisamente este um dos pontos em que falham as vacinas atuais do SARS-CoV-2 , não impedem quem está vacinado de ficar infetado. Logo estas vacinas não impedem o surgimento de novas variantes . Portanto , meu caro És mesmo Tone , andas disfarçado mas sei quem és , vê se aprendes alguma coisa com quem sabe . Não duvido que isto não será publicado , mas alguém o vai ler . É engraçado que se deixem espalhar falsidades , basta dizer bem das vacinas , mesmo falsidades , e podemos dizer as maiores alarvidades , que o coment será sempre validado. saudações de alguém que neste momento já sabe muito, se calhar demais.

  17. Gates says:

    Não acredito que por aqui haja pessoas que ainda tenham coragem em falar na Matriz e na APP sem começaram a rir-se ás gargalhadas!

    • Sardinha Enlatada says:

      Isto deve ser um passatempo para eles. Passam a vida a comentar com coisas sem nexo, e quando lhes fazem perguntas pertinentes e que nao sabem responder, inventam com a matriz e o diabo a quatro. Ja se viu na verdade aqui quem sao os verdadeiros negacionistas. A verdade e que este virus esta a tornar-se como o euromilhoes, ninguem sabe quando sai a bola premiada para se levantar o premio e terminar o concurso.

      • A.F. says:

        Certo “Sardinha”, mesmo quando fazes uma pergunta básica com resposta Sim ou Não, respondem com floreados em que nada tem a haver com Sim ou Não, mas é o que temos.
        Quem são os negacionistas?
        São aqueles que contestavam uma opinião, argumento,facto, etc, ou aqueles que querem calar as vozes da contestação(censura)?

        1140

  18. alt.menino says:

    Henrique Eduardo Passaláqua de Gouveia e Melo – Almirante da Marinha Portuguesa, militar português, ex-Comandante Naval e atualmente é o Adjunto para o Planeamento e Coordenação do Estado-Maior General das Forças Armadas. Serviu, coadjuvantemente, de março de 2021 a setembro de 2021 como Comandante da Task Force para o Plano de vacinação contra a COVID-19 em Portugal. – Um comandante de submarinos a comandar vacinas, é que não tem mesmo, nada a ver….. na área da saúde não deveria de haver alguém com a capacidade de coordenação…… ou a história um dia, irá se revelar outra……

  19. Pablo says:

    Surto provocado um doente vacinado num hospital em Israel. Levou à morte de 5pessoas (todas vacinadas).
    Se fosse um não vacinado era prisão com ele (segundo alguma sementes pensantes aqui).
    De realçar algumas coisas, como os funcionários (vacinados) a trabalharem de máscara FFP2 e viseira, e pimba foram infectados…

    É só um relato do que irá vir aí. Mas a culpa será do desconfinamento. XD

    https://alexberenson.substack.com/p/so-much-for-vaccine-generated-herd

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.