Quantcast
PplWare Mobile

COVID-19: Nenhuma variante quebrou até agora o efeito das vacinas

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. art says:

    Eu não sou contra as vacinas , mas é interessante ouvir vários médicos na TV dizerem que não lhes dão o número de pessoas já vacinadas , e outras com a 1ª dose , que estão infetadas ….Porque será ? Será que não são tão eficazes como apregoam ? …. Seria interessante verificar a eficácia de cada vacina e que grau de proteção tem a 1ª dose de algumas….Sobre Pedro Simas , não esqueço o dia em que na TV , veio dizer que era melhor ter escondido do público em geral , a existência de variantes….

  2. Tecdown says:

    Eu gostaria de dar um conselho à malta do pplware, e que tal deixarem de publicar posts sobre Covid e dedicaram-se mais a tecnologia?
    A malta vem aqui para se informar sobre técnologia (podiam até dedicar o tempo que usam sobre Covid para fazer mais posts técnicos, existem vários tópicos que podiam ser abordados e de certeza que a malta ia gostar), não vem aqui para saber de virus ou doenças, quem quiser saber sobre Covid vai a sites dedicados para o efeito.
    Não quero ofender ninguem e sei que fazem estas publicações com a melhor das intenções, mas por favor deixem o/a Covid para outro tipo de sites.

    • Vítor M. says:

      Não, isso não faz qualquer sentido, porque está na génese do site. Está provado que a COVID, e tudo o que diz respeito à doença, à vacina, ao vírus, à ciência (que é o que nos interessa partilhar), interessa também e milhões de pessoas que nos visitam. Quem vem cá, e já não é de agora, vem à procura de boa informação de tecnologia, ciência e inovação.

    • Pe@ce says:

      E o que são posts? E porque não fazerem mais artigos e menos posts?

    • Polkit says:

      Por acaso não, venho aqui para além da tecnologia, muitas vezes informam sobre o IRS, informam sobre as mudanças na carta de condução por exemplo que é muito útil e as de COVID afetam todos e todas as áreas e gosto de as ler para manter-me informado.
      É um blog muito diversificado espero que se mantenha assim.

    • nmma says:

      Eu dou razão aos dois lados….
      se por um lado no COVID muito se fala na tecnologia mRNA, logo é relevante é relevante para o PPLWARE (por exemplo), por outro tornasse um pouco frustante, para não lhe dizer propaganda tipo que se fazia na GUERRA FRIA com a MI6 e a KGB… (exemplo: se o vírus se propaga como eles dizem como a variante da India chegou à Europa ainda com espaço chengen fechado, sim porque só abriu à menos de 1 mês e em Março já se falava no UK)
      Cada vez temos menos liberdade, onde o próprio G7 admitiu seguir as ideias da China nas “próximas pandemias”…

  3. Miguel says:

    Alguém anda a mentir, pois vi médicos na TV a dizer que existe pessoas a dar entradas nas urgências e cuidados intensivos com covid depois de vacinados.
    O governo deveria liberar esses dados.

    • Cláudio Andrade says:

      e de Israel ? tambem deviam falar .. visto que é um dos paises já com imunidade de grupo ..,..
      è perfeitamente normal haver casos de pessoas vacinas a entrar em UCI.. também deviam dizer que outras patologias esses pacientes sofrem.. se nem 100 pessoas há em UCI, os casos de vacinados a entrar em UCI é muito mas muito baixo, logo não faz sentido etsár a dar noticias porque em mais de 6 milhoes de vacinas 2 ou 3 entraram em UCI com covid…

      é preciso começar a medir um bocado o que andamos a ver na TV … ainda há quem seja negacionista e vá para a TV tentar vender a sua banha de cobra

    • Don Lae says:

      Pensa primeiro na reacção exagerada que até as autoridades de saúde tiveram quando foi noticiado que em 0,0001% de vacinações houve problemas ou até morreram pessoas, e o efeito imensamente desproporcional que isso criou no resto da população…

    • Pe@ce says:

      Sim, de facto alguém anda a mentir, e existe uma enorme probabilidade de tu seres uma dessas pessoas. Ouvir coisas avulso e não pensar nem analisar o que foi dito dá nisto. Tu sabes que à pessoas que mesmo após as 2 doses da vacina não desenvolvem anti corpos contra o covid não sabes?

    • joao matos says:

      Sim Miguel, infelizmente é verdade. Há relatos não só de profissionais de saúde mas também da própria comunicação social que verificam-se casos desses com pessoas que já levaram com a 2ª dose. Há muita coisa que ainda não se sabe…

  4. joca says:

    Vou comparar as vacinas com a BMW, VW e outras marcas são muito boas mas tão sempre com problemas. Abafam ate serem descobertas.

  5. Hugo Sousa says:

    43% das pessoas fizeram a vacina, mas não estão 43% protegidas. No máximo estariam 38% se fossem todos vacinados com as vacinas de mRna dado que têm eficácia aproximada de 95%. Contudo, uma boa parte da população foi vacinada com vacinas da astrazeneca e jansen, que têm cerca de 30% de ineficácia. Portanto a esses 43% que referiram, têm que tirar uma boa percentagem. É só fazer contas.

  6. Pedro Mota says:

    Quando saem notícias a afirmar “Foram internadas pessoas com COVID-19 já vacinadas”, existem de imediato as seguintes considerações a fazer:

    -Estas pessoas deixaram passar todos os “timings” até ganhar a imunidade garantida pelo fabricante da vacina?

    As vacinas (que eu saiba) só fazem efeito após todas as doses terem sido totalmente administradas e o espectro temporal de “imunização” ter sido respeitado…

    Não é eu ser vacinado de manhã e à tarde estar a lamber o chão das “Chegadas” do Aeroporto de Lisboa…Notícias destas nem vale a pena saírem, só gera é confusão…

  7. Pedro Mota says:

    Quando saem notícias a afirmar “Foram internadas pessoas com COVID-19 já vacinadas”, existem de imediato as seguintes considerações a fazer:

    -Estas pessoas deixaram passar todos os “timings” até ganhar a imunidade garantida pelo fabricante da vacina?

    As vacinas (que eu saiba) só fazem efeito após todas as doses terem sido totalmente administradas e o espectro temporal de “imunização” ter sido respeitado…

    Não é eu ser vacinado de manhã e à tarde estar a lamber o chão das “Chegadas” do Aeroporto de Lisboa…Notícias destas nem vale a pena saírem, só gera é confusão…

  8. A. says:

    Se o Pedro Simas, disse mas caso não tenha dito, eu digo, teria havido um favor a humanidade, se não abrissem a boca sobre as Variantes; e ler os comentários anteriores é um conjunto de disparates, como eficácias muito mais baixas das que são escritas no artigo cientifico, – oficial (esta na net!) e por parte da Agencia Europeia do Medicamento;
    O Virus da Gripe, têm muito maior capacidade de criar o triplo das Variantes, que este provoca e ninguém se lembra de posts e mais artigos, como este todos os Invernos, ou severos confinamentos, sempre que chega o Inverno.
    Para não falar da vacina da Gripe, que têm muito menos eficácia, do que estas!

    Aliás a Agencia Europeia do Medicamento, disse no ano passado antes de aprovar vacinas, que não aprovaria nenhuma com baixos níveis de eficácia, já Aprovou 4 com bons níveis de eficácia…
    Estes são assuntos complexos, é todo um mundo como a informática, a Ciência é uma área vasta do conhecimento humano…
    Já que gostam de falar destes temas que tal mais artigos e até sobre o passado como a Gripe de 2014 ou até de 2009 – 2010 ; e please já agora sobre o HantaVírus; para assustar bem o pessoal!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.